Regras Importam: Determinantes do Controle Burocrático no Programa Bolsa Família Outros Idiomas

ID:
47262
Resumo:
A literatura concernente ao Programa Bolsa Família tem focado questões como o impacto sobre a pobreza e a desigualdade, os efeitos relacionados com o processo eleitoral e a função das condicionalidades. Entretanto, o Programa Bolsa Família está também associado a um problema de relação principal-agente, pois requer o controle efetivo de um conjunto de regras para seu funcionamento. Na literatura nacional, pouco se tem produzido sobre o efeito de regras formais como instrumentos de modelagem comportamental dos atores políticos. Propõe-se aqui explorar o papel das burocracias federal e municipal na gestão de políticas públicas em uma federação altamente descentralizada. Para testar como fatores de natureza política, institucional e geográfica influenciam a gestão intersetorial do programa, o estudo usa modelos de regressão linear múltipla para uma análise comparada entre cerca de 5.500 municípios. Os resultados apontam que variáveis como competição política e localização regional impactam positivamente a qualidade da gestão. O estudo conclui que a aplicação efetiva de regras foi determinante para gerar um aprendizado institucional entre os atores da política.
Citação ABNT:
COÊLHO, D. B.; FERNANDES, A. S. A. Regras Importam: Determinantes do Controle Burocrático no Programa Bolsa Família. Revista de Administração Pública, v. 51, n. 5, p. 689-707, 2017.
Citação APA:
Coêlho, D. B., & Fernandes, A. S. A. (2017). Regras Importam: Determinantes do Controle Burocrático no Programa Bolsa Família. Revista de Administração Pública, 51(5), 689-707.
DOI:
http://dx.doi.org/10.1590/0034-7612148139
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/47262/regras-importam--determinantes-do-controle-burocratico-no-programa-bolsa-familia/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ARAÚJO, Fábio R de et al. Uma avaliação do Índice de Gestão Descentralizada do Programa Bolsa Família. Rev. Adm. Pública, v. 49, n. 2, p. 367-393, mar./abr. 2015.

BARDHAN, Pranab; MOOKHERJEE, Dilip. Decentralization, corruption and government accountability: an overview. 2005. Disponível em: . Acesso em: 1o jul. 2005.

BATLEY, Richard. The politics of service delivery reform. Development and Change, v. 5, n. 1, p. 31-56, 2004.

BICHIR, Renata M. Mecanismos federais de coordenação de políticas sociais e capacidades institucionais locais: o caso do Programa Bolsa Família. Tese (doutorado) — Instituto de Estudos Sociais e Políticos, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2011.

BICHIR, Renata M. O Bolsa Família na berlinda?Os desafios atuais dos programas de transferência de renda. Novos Estudos, n. 87, p. 115-129, 2010.

BRASIL. Decreto nº 5.209, de 17 de setembro de 2004. Regulamenta a Lei no 10.836, de 9 de janeiro de 2004, que cria o Programa Bolsa Família, e dá outras providências. Brasília, 2004.

BRASIL.Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Bolsa Família Informa, nº 318, 17 maio 2012.

BRASIL.Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Portaria CM/MDS nº 551 de 9 de novembro de 2005. Regulamenta a gestão das condicionalidades do Programa Bolsa Família. 2005.

BRASIL.Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Programa Bolsa Família. Cálculo Mensal IGD — abr. 2006 a mar. 2014. 2013.

BRASIL.Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Programa Bolsa Família, Informe nº 27. MDS faz balanço do Programa Bolsa Família. Brasília, 2005.

BRASIL.Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Programa Bolsa Família. Relatório de gestão 2015. 2015.

BRITTO, Tatiana F. de. The emergence and popularity of conditional cash transfers in Latin America. In: BARRIENTOS, Armando; HULME, David (Ed.). Social protection for the poor and the poorest: concepts, policies and politics. Hampshire: Palgrave Macmillan, 2008.

CAMPBELL, Colin. The political roles of senior government officials in advanced democracies. British Journal of Political Science, v. 18, n. 2, p. 243-272, 1988.

CAVALCANTE, Pedro. Desempenho fiscal e eleições no Brasil: uma análise comparada dos governos municipais. Rev. Adm. Pública, v. 50, n. 2, p. 307-330, mar./abr. 2016.

CAVALCANTE, Pedro; RIBEIRO, Beatriz B. Descentralização do Programa Bolsa Família: determinantes do desempenho municipal. Revista Brasileira de Monitoramento e Avaliação, v. 3, p. 54-75, 2013.

CHARBIT, Claire. Governance of public policies in decentralized contexts: the multi-level approach. OECD Regional Development Working Papers, OECD Publishing, 2011.

CIGNO, Alessandro; LUPORINI, Annalisa; PETTINI, Ana. Transfers to families with children as a principal-agent problem. CESifo Working Paper, n. 351. 2000.

COÊLHO, Denilson. B. Political Competition and the diffusion of conditional cash transfers in Brazil. Brazilian Political Science Review, v. 6, n. 2, p. 56-87, 2012.

COX, Gary W.; MCCUBBINS, Mathew D. Legislative Leviathan: party government in the house. Berkeley: University of California Press, 1993.

DERLIEN, Hans-U. Mandarins or managers?The bureaucratic elite in: Bonn, 1970 to 1987 and beyond. Governance, v. 16, p. 401-428, 2003.

EISENHARDT, Kathleen M. Agency theory: an assessment and review. The Academy of Management Review, v. 14, n. 1, p. 57-74, 1989.

ESTRELLA, Juliana; RIBEIRO, Leandro M. Qualidade da gestão das condicionalidades do Programa Bolsa Família: uma discussão sobre o índice de gestão descentralizada. Rev. Adm. Pública, v. 42, n. 3, p. 625-641, 2008.

GUJARATI, Damodar. Econometria básica. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.

HALL, Anthony. The last shall be first: political dimensions of conditional cash transfers in Brazil. Journal of Policy Practice, v. 11, n. 1-2, p. 25-41, 2012.

HAM, Christopher; MICHAEL, Hill. The policy process in the modern capitalist state. Londres: Harvester Wheatsheaf, 1993.

HOOGHE, Liesbet; MARKS, Gary. Unraveling the central state, but how?Types of multi-level governance. The American Political Science Review, v. 97, n. 2, p. 233-243, 2003.

KASSIM, Hussein; MENON, Anand. The principal-agent approach and the study of the European Union: promise unfulfilled? Journal of European Public Policy, v. 10, n. 1, p. 121-139, 2003.

KAUFMANN, Katja M.; FERRARA, Eliana L.; BROLLO, Fernanda. Learning about the enforcement of conditional welfare programs: evidence from the Bolsa Familia Program in Brazil. Milão: Bocconi University, 2013.

KEEFER, Philip; KHEMANI, Stuti. Democracy, public expenditures, and the poor. Development research group. Washington: The World Bank, 2003.

LAKE, David A.; BAUM, Mathew A. The invisible hand of democracy: political control and the provision of public services. Comparative Political Studies, v. 34, n. 6, p. 587-621, 2001.

LIPSKY, Michael. Street-level bureaucracy, dilemmas of the individual in public services. Nova York: Russell Sage Foundation, 1980.

LOTTA, Gabriela. Agentes de implementação: uma forma de análise de políticas públicas. Cadernos Gestão Pública e Cidadania, v. 19, n. 65, p. 188-208, 2014.

LOUREIRO, Maria R.; ABRUCIO, Fernando. Política e burocracia no presidencialismo brasileiro: o papel do Ministério da Fazenda no primeiro governo Fernando Henrique Cardoso. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 14, n. 41, p. 69-89, 1999.

LUPIA, Arthur; McCUBBINS, Mathew D. Designing bureaucratic accountability. Law and Contemporary Problems, v. 57, n. 1, p. 91-126, 1994.

LUPIA, Arthur; McCUBBINS, Mathew D. Learning from oversight: fire alarms and police patrols reconstructed. Journal of Law, Economics and Organization, v. 10, n. 1, p. 96-125, 1994.

MAINWARING, Scott; MENEGUELLO, Rachel; POWER, Timothy. Conservative parties, democracy, and economic reform in contemporary Brazil. In: MIDDLEBROOK, Kevin (Ed.). Conservative parties, the right, and democracy in Latin America. Baltimore: Johns Hopkins University Press, 2000. p. 164-222.

MELO, Marcus A. Political competition can be positive: embedding cash transfer programs in Brazil. In: BEBBINGTON, Anthony; MCCOURT, Willy (Ed.). Development success: statecraft in the South. Londres: Palgrave, 2007. p. 30-51.

MILLER, Gary J. The political evolution of principal-agent models. Annual Review of Political Science, v. 8, p. 203-225, 2005.

MONTEIRO, Doraliza; FERREIRA, Marco A.; DENÚBILA, Laís. Alocação de recursos e eficiência na gestão do Programa Bolsa Família em Minas Gerais. Revista de Ciências Humanas, v. 8, n. 2, p. 193-207, 2008.

NISKANEN, William A. Bureaucracy and representative government. Chicago: Aldine, 1971.

OLIVEIRA, Antonio. Burocratas da linha de frente: executores e fazedores das políticas públicas. Rev. Adm. Pública, v. 46, n. 6, p. 1551-1573, nov./dez. 2012.

OLIVIERI, Cecília. Política, burocracia e redes sociais: as nomeações para o alto escalão do Banco Central do Brasil. Revista de Sociologia e Política, n. 29, p. 147-168, 2007.

PAGE, Edward. Political authority and bureaucratic power: a comparative analysis. 2. ed. Nova York: Harvester Wheatsheaf, 1992.

POWER, Timothy; ZUCCO, Cesar Jr. Estimating ideology of Brazilian legislative parties, 1990-2005: a research communication. Latin American Research Review, v. 44, n. 1, p. 218-246, 2009.

PRZEWORSKI, Adam. Capitalism and social democracy. Cambridge, UK: Cambridge University Press, 1985.

RODDEN, Jonathan. Federalismo e descentralização em perspectiva comparada: sobre significados e medidas. Revista Sociologia e Política, n. 24, p. 9-27, 2005.

SHEPSLE, Kenneth A.; BONCHEK, Mark S. Analyzing politics: rationality, behavior, and institutions. Nova York: W. W. Norton & Company, Inc.; 500 Fifth Avenue, 1997.

SILVA, Lucas A. L. da. Mecanismos da construção federal da intersetorialidade no Programa Bolsa Família: o papel das burocracias. Revista do Serviço Público, v. 64, n. 3, p. 327-350, 2013.

SILVEIRA, Andreia de F M da; GUERRA, Ana Carolina; PESSANHA, Gabriel R. G. Desempenho na gestão do Programa Bolsa Família na microrregião de Varginha-MG: uma análise a partir do Índice de Gestão Descentralizada (IGD) no período de janeiro de 2007 a junho de 2013. In: ENCONTRO DA ANPAD, XXXVIII, 2014, Rio de Janeiro.

SOARES, Fábio V.; RIBAS, Rafael P.; OSÓRIO, Rafael G. Evaluating the impact of Brazil’s Bolsa Família: cash transfer programs in comparative perspective. Latin American Research Review, v. 45, n. 2, p. 173-190, 2010.

SOARES, Sergei S.; SÁTYRO, Natália. O Programa Bolsa Família: desenho institucional, impactos e possibilidades futuras. Discussion Papers 1424. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, 2009.

STOLK, Christian V.; PATIL, Sunil. Understanding the quality of implementation in Bolsa Familia: a look inside the ‘black box’ of a conditional cash transfer programme. In: ECPR GENERAL CONFERENCE, 2013, Bordeaux.

TULLOCK, Gordon A. Teoria da escolha pública. In: TULLOCK, Gordon; SELDON, Arthur; BRADY, Gordon L. (Ed.). Falhas de governo: uma introdução à teoria da escolha pública. Rio de Janeiro: Instituto Liberal, 2005. p. 13-91.

VELOSO, João F. A. et al. Uma visão inicial dos subsistemas da gestão pública municipal. In: VELOSO, João F. A. et al. (Org.). Gestão municipal no Brasil: um retrato das prefeituras. Brasília: Ipea, 2011.

WATERMAN, Richard W.; MEIER, Kenneth J. Principal-agent models: an expansion? Journal of Public Administration Research and Theory, v. 8, n. 2, p. 173-202, 1998.

WEBER, Max. From Max Weber: essays in sociology. Nova York: Oxford University Press, 1958.

WOOLDRIDGE, Jeffrey M. Introdução à econometria: uma abordagem moderna. São Paulo: Cengage Learning, 2011.