Value Relevance das Propriedades para Investimento no Setor de Exploração de Imóveis Outros Idiomas

ID:
48104
Resumo:
A adoção do CPC 28 nas empresas que possuem ativos reconhecidos como Propriedades para investimento (PPIs) incorreu em novos procedimentos contábeis, tanto no sentido de reconhecer em separado esses ativos, quanto pela flexibilidade do método de mensuração, permitindo a escolha entre valor justo e custo histórico. Nesse sentido, esse trabalho se propôs a investigar, sob a perspectiva do value relevance, a relevância e a confiabilidade das mensurações das PPIs, avaliando se existe evidências de diferenças nesses atributos conforme o método de mensuração adotado, utilizando para tanto o modelo de Ohlson (1995) adaptado. Trabalhou-se com as empresas do setor de Exploração de Imóveis, listadas na BM&FBovespa, no período de 2010 a 2016. Verificou-se então que as PPIs apresentaram value relevance para todo o período analisado, independentemente se reconhecidas pelo valor justo ou custo histórico. No entanto, os resultados evidenciaram que as PPIs reconhecidas pelo valor justo apresentam baixa confiabilidade em comparação as PPIs reconhecidas pelo custo histórico e que o valor justo divulgado em notas explicativas das PPIs reconhecidas pelo custo se mostraram relevantes e melhoraram a associação dos números contábeis com o valor de mercado, embora também apresentem baixa confiabilidade, e que o resultado líquido afetado pela variação do valor justo não apresentou value relevance. Observou-se ainda que o valor justo resulta em informações mais relevantes, apesar da baixa confiabilidade, e que a variação ao valor justo reconhecidas no resultado impactam negativamente do value relevance do lucro contábil.
Citação ABNT:
BATISTA, F. F.; PAULO, E. Value Relevance das Propriedades para Investimento no Setor de Exploração de Imóveis . Reunir: Revista de Administração, Contabilidade e Sustentabilidade, v. 7, n. 3, p. 99-115, 2017.
Citação APA:
Batista, F. F., & Paulo, E. (2017). Value Relevance das Propriedades para Investimento no Setor de Exploração de Imóveis . Reunir: Revista de Administração, Contabilidade e Sustentabilidade, 7(3), 99-115.
DOI:
10.18696/reunir.v7i3.668
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/48104/value-relevance-das-propriedades-para-investimento-no-setor-de-exploracao-de-imoveis-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
AHMAD, F. B. A.; ALADWAN, M. S. The Effect of Fair Value Accounting on Jordanian Investment Properties An Empirical Study on Jordanian Listed Real Estate Companies. International Journal of Financial Research, v. 6, n. 4, p. 99-113, 2015.

BARTH, M. E.; BEAVER, W. H.; LANDSMAN, W. R. The relevance of the value relevance literature for financial accounting standard setting: Another view. Journal of Accounting and Economics, v. 31, n. 1-3, p. 77-104, 2001.

BATISTA, F. F. et al. Uma análise da mensuração e evidenciação de Propriedades para Investimento nas companhias brasileira do Setor de Exploração de Imóveis. Revista Ambiente Contábil, v. 5, n. 1, p. 281-299, 2013.

CHEN, C. et al. Earnings management, firm Location, and financial reporting discretion: An analysis of fair value reporting for investment property in an emerging market. 2015. .

CHRISTENSEN, H. B.; NIKOLAEV, V. V. Does fair value accounting for non-financial assets pass the market test? Review of Accounting Studies, v. 18, n. 3, p. 734-775, 2013.

COSTA, T. A.; SILVA, A. H. C.; LAURENCEL, L. C. Escolha de práticas contábeis: um estudo sobre propriedades para investimento em empresas brasileiras não financeiras de capital aberto. Revista de Contabilidade e Organizações, v. 18, n. 1, p. 25-36, 2013.

DAHMASH, F. N. ; DURAND, R. B.; WATSON, J. The value relevance and reliability of reported goodwill and identifiable intangible assets. British Accounting Review, v. 41, n. 2, p. 120- 137, 2009.

DANBOLT, J.; REES, W. An Experiment in Fair Value Accounting: UK Investment Vehicles. European Accounting Review, v. 17, n. 2, p. 271, 2008.

DECHOW, P. M.; GE, W.; SCHRAND, C. Understanding earnings quality: A review of the proxies, their determinants and their consequences. Journal of Accounting and Economics, v. 50, n. 2-3, p. 344-401, 2010.

DIANA, C. I. Historical cost versus Fair value. Finances Banks and accountancy, v. 3, n. 62, p. 860-865, 2009.

DIETRICH, J. R.; HARRIS, M. S.; MULLER, K. A. The reliability of investment property fair value estimates. Journal of Accounting and Economics, v. 30, n. 2, p. 125-158, 2001.

FIELDS, T. D.; LYS, T. Z.; VINCENT, L. Empirical research on accounting choice. Journal of Accounting and Economics, v. 31, n. 1-3, p. 255-307, 2001.

GONÇALVES, K. A.; CONEGLIAM, L.; CARMO, C. H. S. Value Relevance Das Propriedades Para Investimento : Evidências Do Mercado De Capitais Brasileiro. Contabilidade, Gestão e Governança, v. 20, n. 1, p. 2-19, 2017.

GUJARATI, D. N. Econometria Básica. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2011.

HOLTHAUSEN, R. W.; LEFTWICH, R. W. The economic consequences of accounting choice implications of costly contracting and monitoring. Journal of Accounting and Economics, v. 5, p. 77-117, 1983.

HOLTHAUSEN, R. W.; WATTS, R. L. The relevance of the value-relevance literature for financial accounting standard setting. Journal of Accounting and Economics, v. 31, n. 1-3, p. 3-75, 2001.

ISRAELI, D. Recognition versus disclosure: evidence from fair value of investment property. Review of Accounting Studies, v. 20, n. 4, p. 1457-1503, 2015.

IUDÍCIBUS, S.; MARTINS, E. Uma Investigação e uma proposição sobre o conceito do valor justo. Revista de Contabilidade e Finanças da USP, v. 30, p. 9-18, 2007.

LANDSMAN, W. R. Is Fair Value Accounting Information Relevant and Reliable? Accounting and Business Research, v. 37, n. sup1, p. 19-30, 2007.

LOURENÇO, I. C.; CURTO, J. D. The value relevance of investment property fair values. 2008. .

LUSTOSA, P. R. B. A (In?)Justiça do Valor Justo: SFAS 157, Irving Fisher e GECON. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, v. 5, n. 1, p. 5-21, 2017.

MULLER, M. A.; RIEDL, E. J.; SELLHORN, T. Recognition versus disclosure of fair values. Accounting Review, v. 90, n. 6, p. 2411-2447, 2015.

NAVARRO-GALERA, A.; PÉREZ-LÓPEZ, M. C.; RODRÍGUEZ-ARIZA, L. Fair Value of Real Estate and Utility of Financial Statements of Construction Companies. International Real Estate Review, v. 13, n. 3, p. 323-350, 2010.

NELLESSEN, T.; ZUELCH, H. The reliability of investment property fair values under IFRS. Journal of Property Investment & Finance, v. 29, n. 1, p. 59-73, 2011.

OHLSON, J. A. Earnings, book values, and dividends in equity valuation. Contemporary Accounting Research, v. 11, n. 2, p. 667-687, 1995.

OLESEN, K.; CHENG, F. Convergence of accounting standards does not always lead to convergence of accounting practices: The case of China. Journal of Business and Accounting, v. 4, n. 1, p. 23-58, 2011.

OLIVEIRA, A. T.; RECH, I. J. Conteúdo informativo da contabilidade. In: LOPES, A. B. (Ed.). Contabilidade e Finanças no Brasil: estudos em homenagem ao professor Eliseu Martins. São Paulo: Atlas, 2012.

PINDYCK, R. S.; RUBINFELD, D. L. Econometria: modelos e previsões. 4. ed. Rio de Janeiro: Campus Elsevier, 2004.

RODRIGUES, J. M. Qualidade da informação contábil. In: NIYAMA, J. K. (Ed.). . Teoria Avançada da Contabilidade. São Paulo: Atlas, 2014. p. 183-201.

SABADIN, A. L.; GALLON, A. V.; GRUNOW, A. Estoques de commodities: Análise do valor sob a ótica da teoria do custo corrente. Organizações Rurais & Agroindustriais, v. 10, n. 1, p. 58-72, 2008.

WATTS, R. L.; ZIMMERMAN, J. L. Positive Accounting Theory. Upper Saddle River, NJ: Prentice-Hall Inc. 1986.

WAWERU, N. M.; NTUI, P. P.; MANGENA, M. Determinants of different accounting methods choice in Tanzania A positive accounting theory approach. Journal of Accounting in Emerging Economies, v. 1, n. 2, p. 144-159, 2011.

WEIJUN, N. I. U. The Effect of Fair Value Accounting in HKAS 40 on Real estate companies Listed in Hong Kong, 2007.