Impacto do Absenteísmo em uma Agroindústria Catarinense Outros Idiomas

ID:
48539
Periódico:
Resumo:
Este estudo analisou o impacto do absenteísmo por meio dos custos e dos tipos de absenteísmo presente em uma unidade produtiva de uma agroindústria catarinense. Esta pesquisa é de cunho descritivo e deu-se por meio de um estudo de caso com abordagem quantitativa dos dados. Os dados foram coletados durante o primeiro semestre de 2016, por meio da análise documental. As informações secundárias foram coletadas no banco de dados correspondente a aproximadamente 1.500 funcionários da empresa analisada. Os achados revelam que entre as tipologias de absenteísmo presentes na organização, o absenteísmo legal é o que apresentou maior índice de ocorrências, com 29,86%, seguido do absenteísmo por doença (22,07%) e por patologia profissional (6,24%). Em relação aos custos, o impacto econômico do absenteísmo se reflete no resultado da empresa, sendo que no processo de produção este é representativo monetariamente e por consequência, oneram o custo do produto final comercializado pela empresa.
Citação ABNT:
FUZINATTO, A. R. H.; NASCIMENTO, S.; DALBOSCO, I. B. Impacto do Absenteísmo em uma Agroindústria Catarinense . Reuna, v. 22, n. 4, p. 89-111, 2017.
Citação APA:
Fuzinatto, A. R. H., Nascimento, S., & Dalbosco, I. B. (2017). Impacto do Absenteísmo em uma Agroindústria Catarinense . Reuna, 22(4), 89-111.
DOI:
http://dx.doi.org/10.21714/2179-8834/2017v22n4p89-111
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/48539/impacto-do-absenteismo-em-uma-agroindustria-catarinense-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BARMBY, T.; STEPHAN, G. Worker absenteeism: why firm size may matter. The Manchester School, v. 68, n. 5, p. 568-577, 2000.

BARROS, A. J. S.; LEHFELD, N. A. S. Fundamentos da metodologia cientifica. 3. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

BARROS, B. A. et al. Análise do impacto do absenteísmo em uma empresa do segmento financeiro. 2009. 66 p. Trabalho de Conclusão de Curso (MBA Gestão Integrada da Qualidade) - Universidade do Vale do Rio Doce, Governador Valadares, 2009.

BECKER, S. G.; OLIVEIRA, M. L. C. Estudo do absenteísmo dos profissionais de enfermagem de um centro psiquiátrico em Manaus, Brasil. Revista LatinoAmericana de Enfermagem, v. 16, n. 1, jan. /fev. 2008.

BRASIL. Decreto/Lei 5.452, de 1º de Maio de 1943. Aprova a Consolidação das Leis do Trabalho.

BRASIL. Lei 8.213, de 24 de Julho de 1991. Dispõe sobre os Planos de Benefícios da Previdência Social e dá outras providências.

BROOKE, J. P.; PRICE, J. L. The determinants of employee absenteeism: an empirical test of a causal model. Journal of Occupational Psychology, n. 62, p. 1-19, 1989.

BUENO, E. C.; PEDROZA, P. V.; PEREIRA, J. B. Absenteísmo: um estudo sobre as causas que levam colaboradores a se ausentarem da empresa. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Habilitação Profissional Técnico em Nível Médio em Administração) - Centro Paula Souza, Birigui, São Paulo, 2011.

CARDOSO, M. F.; CARDOSO, J. F.; SANTOS, S. R. O impacto da rotatividade e do absenteísmo de pessoal sobre o custo do produto: um estudo em uma indústria gaúcha. Revista de Gestão, Finanças e Contabilidade, v. 3, n. 1, p. 107, 2013.

CARNEIRO, K. L. A. O impacto do absenteísmo em uma empresa de construção civil. 2012. 35 p. Trabalho Conclusão de Curso (Graduação em Administração de Empresas) - Centro Universitário de Brasília, Brasília, 2012.

CERIBELI, H. B.; CERIBELI, M. C. B.; FERREIRA, F. J. R. Análise da qualidade de vida no trabalho (QVT) sob a perspectiva das diferenças entre gêneros. Reuna, v. 21, n. 3, p. 5-24, 2016.

CERVO, A. L.: BERVIAN, P. A. Metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2002.

CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS TRABALHISTAS (CLT). Constituição Federal. 39. ed. atual. e aum. - São Paulo: Saraiva 2012.

COUTO, H. A. Absenteísmo: uma visão bem maior que a simples doença. Ergo, n. 2, jul. 1982.

CRESWEEL, J. W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantiativo e misto. 3 ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.

DRAGO, R.; WOODEN, M. The determinants of labor absence: economic factors and work group norms. Industrial and Labor Relations Review, v. 45, p. 34-47, 1992.

FERRAZ; F.; HECKSHER, S.; CARVALHO, E. Presenteísmo: as perdas diárias e silenciosas. In: CONGRESSO NACIONAL DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO, 12.; 2016, & INOVARSE, 3. 2016. Rio de Janeiro. Anais eletrônicos… Rio de Janeiro: CNEG. 2016. http://www.inovarse.org/sites/default/files/T16_188.pdf>.

FERREIRA, D. C et al. Avaliação das causas de rotatividade e absenteísmo em uma fábrica de ração animal para ganho de eficiência. In: SIMPÓSIO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO. 20. 2013. Bauru. Anais Eletrônicos… Bauru: SIMPEP: 2013. .

HARRISON, D. A.; MARTOCCHIO, J. J. Time for absenteeism: a 20 year review of origins, offshoots, and outcomes. Journal of Management, v. 24, n. 3, p. 305-350, 1998.

KREMER, A. M.; STEENBEEK, R. Avoidable sickness absence in a Dutch working population. Journal of Occupational Rehabilitation, v. 20, n. 81, p. 81-89, 2010.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

LEIGH, J. P. The effects of union membership on absence from work due to illness. Journal of Labor Research, v. 2, p. 329-336, 1981.

MALHOTRA, N. K. Pesquisa de Marketing: uma orientação aplicada. 6 ed. Porto Alegre: Bookman, 2012.

MARRAS, J. P. Administração de recursos humanos: do operacional ao estratégico. 14 ed. São Paulo: Saraiva, 2011.

MARTINS, G. A.; THEÓPHILO, C. R. Metodologia da Investigação Científica para Ciências Sociais Aplicadas. São Paulo: Atlas, 2007.

McDONALD, J. M.; SHAVER, A. V. An absenteeism central program. Journal of Nursing Administration, Washington, v. 11, n. 5, p. 13-18, 1981.

OLIVEIRA, G. G. A.; GRANZINOLLI, L. M.; FERREIRA, M. C. V. Índice e características do absenteísmo dos servidores públicos da Universidade Federal de Viçosa. In: ENCONTRO DA ANPAD. 31.; 2007, Rio de Janeiro. Anais… Rio de Janeiro: ANPAD, 2007.

PARINGER, L. Women and absenteeism: health or economics? American Economic Review, v. 73, n. 39, p. 123-127, 1983.

PENATTI, I.; ZAGO, J. S.; QUELHAS, O. Absenteísmo: as consequências na gestão de pessoas. In: SIMPÓSIO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO E TECNOLOGIA, 3.; 2006. Anais eletrônicos… SEGeT, 2006. .

PISSININ, F. C. Estudo sobre o impacto do absenteísmo na produtividade de um frigorífico. 2012. 27 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Gestão Contábil e Financeira) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pato Branco, 2012.

QUICK, T. C.; LAPERTOSA, J. B. Análise do Absenteísmo em Usina Siderúrgica. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, v. 10, n. 40, p. 62-67, out./dez. 1982.

ROSENBLATT, Z.; SHAPIRA-LISHCHINSKY, O.; SHIROM, A. Absenteeism in Israeli schoolteachers: an organizational ethics perspective. Human Resource Management Review, n. 20, p. 247-259, 2010.

SCOTT, K. D.; MCCLELLAN, E. L. Gender Differences in Absenteeism. Public Personnel Management, v. 19, n. 2, p. 229-253, 1990.

SILVA, J. K. C.; FORTES, V. C. Absenteísmo e suas implicações nas rotinas de atendimento no centro de distribuição domiciliar - CDD Asa Branca dos Correios em Roraima. In: SIMPÓSIO DE EXCELÊNCIA E TECNOLOGIA. 7. 2015. Resende. Anais… Resende: SEGET, 2015.

SILVA, M. M. Absenteísmo: consequências e impactos na Gestão de Pessoas. Revista On-Line IPOG Especialize, v. 1, n. 7, 2014.

SOUZA, L. B. et al. Representatividade do custo com absenteísmo no setor de acabamento de uma indústria gráfica. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE ADMINISTRAÇÃO. 28. 2015, Ponta Grossa. Anais eletrônicos… Ponta Grossa: ADM. 2015. .

TOMASI, F.; OLTRAMARE, P. J. Absenteísmo e rotatividade: proposta de ações para a qualidade de vida no trabalho de trabalhadores da construção civil do sudoeste do Paraná. 2014. X p. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharel em Engenharia Civil) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pato Branco, 2014.

TOUS, J. TENDERO, L. L.P. Evaluation of the labour absenteeism in the sector services: psycho and organizational aspects. Rev. Humanitatis, v. 9, p. 90‐116, 2006.

UMANN, J. Estresse, coping e presenteísmo em enfermeiros hospitalares. 2011. 132 p. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2011.

VIEIRA, L. F. S. Cultura e clima organizacional: as causas do absenteísmo visto como efeito e não como causa do comportamento organizacional. Revista Brasileira de Administração Científica, v. 5, n. 1, p. 82-95, 2014.

VISTNES, J. P. Gender differences in days lost from work due to illness. Industrial and Labor Relations Review, n. 50, p. 304-323, 1997.

VOSS, M.; FLODERUS, B.; DIDERICHSEN, F. Physical, psychosocial, and organizational factors relative to sickness absence: a study based on Sweden Post. Occupational Environmental Medicine, v. 58, p. 178-184, 2001

BANKS, J.; PATEL, C. J.; MOOLA, M. A. Perceptions of inequity in the workplace: Exploring the link with unauthorised absenteeism. Journal of Human Resource Management, v. 10, n. 1, p. 8-16, 2012.

BEUREN, I. M. (org.) et al. Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2012.