Transparência, Ética e Credibilidade em Processos de Contratação de Outsourcing em uma Empresa de Pagamentos Eletrônicos Outros Idiomas

ID:
48613
Resumo:
O presente relato tecnológico consiste em descrever um processo de outsourcing implementado em uma empresa de pagamentos eletrônicos, hoje referência no mercado de desenvolvimento de sistemas por conta da transparência, da ética e da credibilidade obtidas na contratação de empresas terceirizadas. A descrição da realidade investigada pode estar presente em muitas empresas;desta forma, o diagnóstico da situação bem como a proposta de inovação do processo garantem sua utilização em outros cenários. Os resultados obtidos superaram a expectativa da companhia, alcançando saving (23% em apenas cento e quatro contratações), eficiência (redução de quarenta e cinco dias no processo de contratação) e qualidade (contratação por escopo alinhado das demandas).
Citação ABNT:
RICOTTA, R.; COSTA, B. G.; ROSINI, A. M. Transparência, Ética e Credibilidade em Processos de Contratação de Outsourcing em uma Empresa de Pagamentos Eletrônicos. Revista Eletrônica Gestão e Serviços, v. 8, n. 2, p. 2042-2058, 2017.
Citação APA:
Ricotta, R., Costa, B. G., & Rosini, A. M. (2017). Transparência, Ética e Credibilidade em Processos de Contratação de Outsourcing em uma Empresa de Pagamentos Eletrônicos. Revista Eletrônica Gestão e Serviços, 8(2), 2042-2058.
DOI:
http://dx.doi.org/10.15603/2177-7284/regs.v8n2p2042-2058
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/48613/transparencia--etica-e-credibilidade-em-processos-de-contratacao-de-outsourcing-em-uma-empresa-de-pagamentos-eletronicos/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BALM, G. J. Benchmarking um guia para o profissional tornar-se - e continuar sendo - o melhor dos melhores. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1995.

BHATTACHARYA, S.; BEHARA, R. S.; GUNDERSEN, D. E. Business risk perspective on information systems outsourcing. International Journal of Accounting Information Systems, n. 4, p. 75-93, 2003.

BRASIL, H. G. A empresa e a estratégia da terceirização. RAE - Revista de Administração de Empresas , v. 33, n. 2, p. 6-11, mar./abr. 1993.

CARVALHAL, R. L. do; BORDEAUX-RÊGO, R. Teoria do agente, teoria da firma e os mecanismos de governança corporativa no Brasil. 2010. . Acesso em: 30 maio 2010.

CHANDLER, A. D. Strategy and structure: chapters in the history of American industrial enterprise.Cambridge: MIT Press, 1962.

CIELO. Histórico e Perfil Corporativo. . Acesso em: 30 maio2015.

COASE, R. The Nature of the Firm. Economica - New Series, v. 4, n. 16, p. 386-405, nov. 1937.

CURY, A. Organizações e Métodos: Uma visão holística. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2000.

GIOSA, L. A. Terceirização: Uma Abordagem Estratégica. São Paulo: Pioneira, 1995.

GOLES, T.; CHIN, W. W. Information systems outsourcing relationship factors: detailed conceptualization and initial evidence. Data Base for Advances in Information Systems, v. 36, n. 4, p. 47-67, 2005.

GROVER, V. et al. The Influence of Information of Techonology Diffusion and Business Process Change on Perceived Productivity: The IS Executive’s Perspective. Information and Management, n. 34, p. 141-159, 1998.

IFPUG. Portal da International Function Point Users Group. . Acesso em: 20 jun.2015.

KLEIN, B. Contracting costs and residual claims: the separation of ownership and control. Journal of Law & Economics, v. 26, n. 2, p. 367-373, 1983.

LACITY, M. C.; WILLCOCKS, L. P. Global information technology outsourcing. England: John Wiley & Sons, 2001.

LEITE, J. C. Terceirização em informática. São Paulo: Makron Books, 1994.

MARCHALEK, C. R. L.; REBELATO, M. G.; RODRIGUES, I. C. Estudo sobre as diferenças de percepção dos fatores relacionais entre empresa e terceirizado. Revista Produção, v. 17, n. 2, p. 286-301, 2007.

PAGLIUSO, A. T. Benchmarking: Relatório do comitê temático. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2005.

SCUCUGLIA, R. Cadernos de Excelência: Processos. São Paulo FNQ. 2007.

VILLELA, C. S. S. Mapeamento de Processos como Ferramenta de Reestruturação e Aprendizado Organizacional. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2000.

WILLIAMSON, O. E. Markets and hierarchies: analysis and antitrust implications. New York: Free Press, 1975.

ZYLBERSZTAJN, D.; NEVES, M. F. Economia das Organizações. In: ZYLBERSZTAJN, D. Economia e Gestão dos Negócios Agroalimentares: Indústria de alimentos, indústria de insumos, produção agropecuária, distribuição. São Paulo: Pioneira, 2000. p. 23-38.