Dimensões da Inovação e Capacidades Organizacionais: A Percepção dos Colaboradores das Empresas no Norte do Rio Grande Do Sul Outros Idiomas

ID:
48614
Resumo:
A inovação tem sido considerada fundamental para as organizações inseridas em economias dinâmicas. Para empresas é um desafio, visto que o mercado competitivo e globalizado exige mais eficiência para inovar, seja ela por qualquer dimensão, capaz de manter e gerar crescimento econômico, o que pode ser impulsionado por meio do desenvolvimento de capacidades organizacionais. Neste contexto, o artigo, realizado junto aos trabalhadores das organizações da região norte do Rio Grande do Sul (RS), tem como objetivo identificar como as empresas do norte do RS inovam, e também quais as capacidades organizacionais estão presentes frente às suas dificuldades em inovar. Quanto à metodologia utilizada, trata-se de uma pesquisa quantitativa e descritiva, por meio de questionários, com uma amostra de 55 respondentes. Como resultados, tem-se que as empresas da região inovam de forma incremental, primando para inovações comportamentais, bem como possuem alto grau de dificuldade para inovar, pela baixa capacidade de recursos financeiros disponíveis.
Citação ABNT:
SCHMITZ, R.; SBARDELOTTO, B.; ROSA, A. A.; SEVERO, E. A. Dimensões da Inovação e Capacidades Organizacionais: A Percepção dos Colaboradores das Empresas no Norte do Rio Grande Do Sul. Revista Eletrônica Gestão e Serviços, v. 8, n. 2, p. 2059-2079, 2017.
Citação APA:
Schmitz, R., Sbardelotto, B., Rosa, A. A., & Severo, E. A. (2017). Dimensões da Inovação e Capacidades Organizacionais: A Percepção dos Colaboradores das Empresas no Norte do Rio Grande Do Sul. Revista Eletrônica Gestão e Serviços, 8(2), 2059-2079.
DOI:
http://dx.doi.org/10.15603/2177-7284/regs.v8n2p2059-2079
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/48614/dimensoes-da-inovacao-e-capacidades-organizacionais--a-percepcao-dos-colaboradores-das-empresas-no-norte-do-rio-grande-do-sul/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
AFUAH, A. Innovation Management: strategies, implementation, and profits. New York: Oxford University Press, 2003.

ALVES, A. C. Capacidades de marketing e inovação organizacional: uma relação para vantagem competitiva. Revista Alcance - Eletrônica, v. 23, n. 1, p. 92-110, 2016.

AMIT, R.; SCHOEMAKER, P. Strategic assets and organizational rent. Strategic Management Journal, v. 14, p. 33-46, 1993.

ANDERSON, J.; MARKIDES, C. Strategic innovation and the base of the pyramid. MIT Sloan Management Review, v. 49, n. 1, p. 83-88, 2007.

ANTUNES JÚNIOR, J. A. V.; LEIS, R. P.; MARCANTONIO, M. I. P. O polo de inovação tecnológica da região norte do Rio Grande do Sul à luz dos sistemas regionais de inovação: sua evolução, aspectos facilitadores e limitadores. Revista Brasileira de Inovação, v. 11, n. 2, p. 435-466, 2012.

AVLONITIS, G. J.; KOUREMENOS, A.; TZOKAS, N. Assessing the innovativeness of organizations and its antecedents: Project Innovstrat. European Journal of Marketing, v. 28, n. 11, p. 5-28, 1994.

BARAÑANO, A. M. Gestão da inovação tecnológica: estudo de cinco PMEs portuguesas. Revista Brasileira de Inovação, v. 4, n. 1, p. 57-96, 2005.

BARRET, P.; SEXTON, M. Innovation in small, project-based construction firms. British Journal of Management, n. 17, p. 331-346, 2006.

BURLAMAQUI, L.; KATTEL, R. Assessing divergent development trajectories: Schumpeterian competition, finance and financial governance. Revista Brasileira de Inovação, v. 15, n. 1, p. 9-32, 2016.

ÇAKAR, N. D.; ERTÜRK, A. Comparing innovation capability of small and mediumsized enterprises: examining the effects of organizational culture and empowerment. Journal of Small Business Management, v. 48, n. 3, p. 325-359, 2010.

COLLINS, J.; HUSSEY R. Pesquisa em administração: um guia prático para alunos de graduação e pós-graduação. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

CRUZ, R. O empreendedor no processo de inovação de pequenas empresas de software do Rio Grande do Sul. Trabalho apresentado no Encontro de Estudos sobre Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas, Brasília, DF, 2003.

DAS, S.; JOSHI, M. P. Process innovativeness in technology services organizations: Roles of differentiation strategy, operational autonomy and risk-taking propensity. Journal of Operations Management, v. 25, n. 3, p. 643-660, 2007.

DRUCKER, P. F. Inovação e Espírito Empreendedor: entrepreneurship. 6. ed. São Paulo: Pioneira, 1985.

ELLONEN, R.; BLOMQVIST, K.; PUUMALAINEN, K. The role of trust in organizational Innovativeness. European Journal of Innovation Management, v. 11, n. 2, p. 160-181, 2008.

FLORIANI, R.; BEUREN, I. M.; MACHADO, D. D. P. N. Processo de inovação em empresas Brasileiras de capital aberto. Revista de Administração da UFSM - ReA, v. 6, n. 4, p. 783-802, 2013.

FONTANINI, J. I. C.; CARVALHO, H. G. de. As inovações incrementais em processos e seus fatores contribuintes em um ambiente industrial: um estudo de caso. Trabalho apresentado no XXV Encontro Nacional de Engenharia de Produção, Porto Alegre, 2005.

GARCIA, R.; CALANTONE, R. A critical look at technological innovation typology and innovativeness terminology: a literature review. Journal of Product Innovation Management, v. 19, n. 2, p. 110-132, 2002.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

GRANT, R. M. The resource-based theory of competitive advantage: Implications for strategy formulation. California Management Review, v. 33, p. 114-135, 1991.

HAIR JUNIOR, J. F. et al. Fundamentos de métodos de pesquisa em administração. Porto Alegre: Bookman, 2005.

HAMEL, G. Strategy innovation and the quest for value. Sloan Management Review, v. 39, n. 2, p. 7-14, 1998.

HANG, C. C.; GARNSEY, E.; RUAN, Y. Opportunities for disruption. Technovation, v. 39, p. 83-93, 2015.

HAN, J. K.; KIM, N.; SRIVASTAVA, R. K. Market orientation and organizational performance: is innovation a missing link? Journal of Marketing, v. 62, n. 4, p. 30-45, 1998.

HURLEY, R. F.; HULT G .T. M. Innovation, Market Orientation, and Organizational Learning: An Integration and Empirical Examination. Journal of Marketing, v. 62, p. 42-54, 1998.

KIM, W. C.; MAUBORGNE, R. Strategy, value innovation, and the knowledge economy. Sloan Management Review, v. 40, n. 3, p. 41-53, 1999.

LEIFER, R.; O’CONNOR, G. C.; RICE, M. A implementação de inovação radical em empresas maduras. Revista de Administração de Empresas - RAE, v. 42, n. 2, p. 17 30, 2002.

LI, C. R.; LIN, CH; CHU, J.; CH, P. The nature of market orientation and the ambidexterity of innovations. Management Decision, v. 46, p. 1002-1026, 2008

MAKADOK, R. Toward a synthesis of the resource-based and dynamic-capability views of rent creation. Strategic Management Journal, v. 22, p. 387-401, 2001.

MARTINS, G. de A.; THEÓPHILO, C. R. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. São Paulo: Atlas, 2007.

MENGUC, B.; AUH, S. Creating a firm-level dynamic capability through capitalizing on market orientation and innovativeness. Journal of the Academy of Marketing Science, v. 34, n. 1, p. 63-73, 2006.

MOLINA-PALMA, M. A. A capacidade de inovação como formadora de valor: análise dos vetores de valor em empresas brasileiras de biotecnologia. 2004. 175 f. Tese (Doutorado em Administração) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.

NÉTO, A. T. S.; TEIXEIRA, R. M. Mensuração do Grau de Inovação de Micro e Pequenas Empresas: Estudo em Empresas da Cadeia Têxtil-Confecção em Sergipe. Revista de Administração e Inovação, v. 8, n. 3, p. 205-229, 2011.

NOBRE, E. A.; COSTA, R. P. S.; EL-AOUAR, W. A.; BARRETO, L. K. S.; SOUZA, L. A. Capacidade de Inovação nas Empresas Incubadas. Holos, v. 3, p. 198-217. 2016

OLIVEIRA, S. L. de. Tratado de metodologia científica: projetos de pesquisas, TGI, TCC, monografias, dissertações e teses. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2001

PADOIN, I. G.; VIRGOLIN, I. W. C. A vulnerabilidade social como uma dificuldade à participação política. Trabalho apresentado no Seminário Interinstitucional de Ensino, Pesquisa e Extensão, Cruz Alta, 2010.

PEREIRA, R. S. et al. Ensino de inovação na formação do administrador brasileiro: contribuições para gestores de curso. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 16, n. 1, p. 101-139, 2015.

PRAJOGO, D. I.; AHMED, P. K. Relationships between innovation stimulus, innovation capacity, and innovation performance. R&D Management, v. 36, n. 5, p. 499-515, 2006.

ROCHA, A. F. R.; VIEIRA, A. M. Aprendizagem organizacional e inovação de produtos: estudo em empresas de base tecnológica do vale da eletrônica (MG). Caderno Profissional de Administração da UNIMEP, v. 6, n. 1, p. 108-131, 2016.

SCHUMPETER, J. A. The theory of economic development. Cambridge: Harvard University Press, 1934.

SETHI, R.; SMITH, D. C.; PARK, C. W. Cross-functional Product Development Teams, Creativity, and the Innovativeness of New Consumer Products. Journal of Marketing Research, v. 38, n. 1, p. 73-85, 2001.

SILVA, A. P. et al. Inovação nas pequenas, médias e grandes empresas: vantagens e desvantagens. Trabalho apresentado no XXIII Encontro Nacional de Engenharia de Produção, Ouro Preto, 2003.

SILVEIRA, A. Roteiro básico para apresentação e editoração de teses, dissertações e monografias. 2. ed. Blumenau: Edifurb, 2004.

SIQUEIRA, D. M.; VIEIRA, A. M. Valores organizacionais: percepção e legitimação. Revista Gestão & Tecnologia, v. 12, n. 2, p. 168-191, 2012.

TALKE, K.; SALOMO, S.; KOCK, A. Top Management Team Diversity and Strategic Innovation Orientation: The Relationship and Consequences for Innovativeness and Performance. Journal of Product Innovation Management, v. 28, n. 6, p. 819-832, 2011.

TIDD, J.; BESSANT, J.; PAVITT, K. Managing innovation: integrating technological, market and organizational change. 3. ed. Chichester, England: West Sussex, John Wiley & Sons, 2005.

TUSHMAN, M. L.; O’REILLY, C. A. Winning through innovation: a practical guide to leading organizational change and renewal. Harvard Business Press: Cambridge, USA, 2013.

WANG, C. L.; AHMED, P. K. The development and validation of the organizational innovativeness construct using confirmatory factor analysis. European Journal of Innovation Management, v. 7, n. 4, p. 303-313, 2004.

WU, H.; CHEN, J.; JIAO, H. Dynamic capabilities as a mediator linking international diversification and innovation performance of firms in an emerging economy. Journal of Business Research, v. 69, n. 8, p. 2678-2686, 2015.

YIN, R. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2005.

ZIRGER, B. J. The Influence of Development Experience and Product Innovativeness on Product Outcome. Technology Analysis & Strategic Management, v. 9, n. 3, p. 287-297, 1997.