Um estudo teórico sobre a contabilização dos impactos ambientais no setor sucroalcooleiro Outros Idiomas

ID:
4902
Resumo:
O presente estudo teve como objetivo demonstrar os principais impactos ambientais decorrentes da produção de etanol a partir da cana-de-açúcar, e propor a evidenciação dos gastos ambientais do setor sucroalcooleiro nas demonstrações contábeis, baseando-se nos métodos existentes de valoração ambiental. Para atingir seu objetivo, utilizou-se da estratégia de pesquisa descritiva e, como meios, valeu-se da pesquisa bibliográfica. Os principais impactos ambientais do setor sucroalcooleiro dizem respeito à diminuição da disponibilidade hídrica decorrente da indução de processos erosivos e da captação superficial de água, a queima da palha da cana-de-açúcar, o descarte inconsciente do vinhoto na natureza a perda da produtividade do solo, da biodiversidade e alterações climáticas. Dentre os métodos de valoração ambiental que podem ser aplicados na valoração dos impactos ambientais destacam-se o custo de controle, custo de reposição, custo de oportunidade, produtividade marginal, método de valoração contingente, custos evitados e mercados de bens substitutos. Destaca-se que o setor sucroalcooleiro é uma grande força econômica do Brasil e que, há muito tempo, as fábricas de açúcar e álcool vêm desenvolvendo e aplicando medidas que têm minimizado os impactos ambientais da sua produção.
Citação ABNT:
SILVA, A. F.; FERREIRA, A. C. S. Um estudo teórico sobre a contabilização dos impactos ambientais no setor sucroalcooleiro. Revista de Contabilidade e Organizações, v. 4, n. 8, art. 7, p. 139-159, 2010.
Citação APA:
Silva, A. F., & Ferreira, A. C. S. (2010). Um estudo teórico sobre a contabilização dos impactos ambientais no setor sucroalcooleiro. Revista de Contabilidade e Organizações, 4(8), 139-159.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/4902/um-estudo-teorico-sobre-a-contabilizacao-dos-impactos-ambientais-no-setor-sucroalcooleiro/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ANDRADE, J. M. F.; DINIZ, K. M. Impactos Ambientais da Agroindústria da Cana-de-açúcar: Subsídios para a Gestão. 2007, 131f. Trabalho de Conclusão de Curso (Monografia) - Curso de Especialização em Gerenciamento Ambiental, Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" - USP, PIRACICABA-SP, 2007.

BENITEZ, R. M. Valoração hedônica em mercados implícitos: uma análise diferenciada. Perspectiva Econômica, v. 36, 114, p. 5-25, abr./jun. 2001.

BERGAMINI JUNIOR, S. Contabilidade e riscos ambientais. Revista do BNDES - Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. Rio de Janeiro - RJ. n. 11, 1999.

BRASIL. LEI Nº 6. 938, DE 31 DE AGOSTO DE 1981. Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. "Tal método pode ser usado para avaliar os impactos, as doenças dos trabalhadores, a diminuição do volume d'água e as queimadas." 1981.

CALLADO, A. A. C; CALLADO, L. C. Índices Financeiros Ambientais: Uma Proposta Conceitual. ln: ENGEMA- ENCONTRO NACIONAL SOBRE GESTÃO EMPRESARIAL E MEIO AMBIENTE, 9. Anais. CURITIBA, 19 a 21 de novembro de 2007. Disponível em: < http://engema.up.edu.br/arquivos/engema/pdf /PAP0085.pdf>. Acesso em: 19 jan. 2009. 2007.

CAMPOS JUNIOR, J. J. F. Valoração econômica de danos ambientais: o caso dos derrames de petróleo em São Sebastião. 2003. 128 f. Tese (Doutorado em planejamento de sistemas energéticos). Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2003.

CARVALHO, H. M. Impactos Econômicos, Sociais e Ambientais Devido à Expansão da Oferta do Etanol no Brasil. Disponível em: < http://www.landaction.org/spip/spip.php?article190>. Acesso em: 19 jan.2009.

COMISSÃO DA PASTORAL DA TERRA - CPT - 49% dos trabalhadores resgatados da escravidão em 2008 estavam no setor sucroalcooleiro. Disponível em: Acesso em: 22 jan.2009.

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS (CPC). Pronunciamento Conceitual Básico - Estrutura Conceitual para a Elaboração e Apresentação das Demonstrações Contábeis. Disponível em: www.cpc.org.br. Acesso em: 10 fev.2009.

FERREIRA, A. C. S. Contabilidade Ambiental: uma informação para o desenvolvimento sustentável. São Paulo: Atlas, 2003.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo, Atlas. 3. ed. 1991.

HENDRIKSEN, E. S.; VAN BREDA, M. F. Teoria da Contabilidade. Tradução por Antonio Zoratto Sanvicente. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999. Disponivel em . Acesso em: 19 jan.2009. 1999.

IBGE- Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. www.ibge.gov.br

IBRACON. NPA 11 - Normas e procedimentos de auditoria - Balanço e ecologia. São Paulo: lbracon, 1996. Disponível em: .Acesso em: 18 ago. 2008. 1996.

KRAEMER, M. E. P. Contabilidade ambiental: relatório para um futuro sustentável, responsável e transparente. Disponível em: Acesso em: 23 jun.08.

LANGOWSKI, E. Queima da cana: uma prática usada e abusada. Cianorte, maio de 2007. Disponível em: . Acesso em: 23 jul. 2007.

LUCON, O. Sustentabilidade e custos. Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo, 2004.

MACEDO, Isaías de C. (Org.). A Energia da Cana-de-Açúcar: Doze estudos sobre a agroindústria da cana-de-açúcar no Brasil e sua sustentabilidade. São Paulo: Berlendis & vertecchia: UNICA – União da Agroindústria Canavieira do Estado de São Paulo. 2. ed. 2007.

MADEIRA; G. J; BARBOSA, G. L.; COLAUTO, R. D. Adaptação do plano de contas como mecanismo para geração de relatórios gerenciais no setor ambiental. ln: Tania Margarete Mezzomo Keinert. (Org. ). Organizações Sustentáveis: utopias e inovações. 1. ed. São Paulo: Annablume. 2007. 1. p. 255-278. 2007.

MAIA, A. G.; ROMEIRO, A. R. Validade e confiabilidade do método de custo de viagem: um estudo aplicado ao Parque Nacional da Serra Geral. Economia Aplicada. São Paulo, v. 12, 1, pp. 103-123, Jan./ Mar. 2008.

MAIA, A. G.; ROMEIRO, A. R.; REYDON, B. P. Valoração de recursos ambientais - metodologias e recomendações. Texto para Discussão. Instituto de Economia - UNICAMP, Campinas, n. 116, mar. 2004.

MATTOS, K. M. C.; MATTOS, A. Valoração econômica do meio ambiente - uma abordagem teórica e prática. São Carlos: RIMA, Fapesp, 2004.

MAY, P. H; MOTTA, R. S. (Orgs.) Valorando a natureza: análise econômica para o desenvolvimento sustentável. Rio de Janeiro: Campus, 1994.

MOTTA, R. S. Economia ambiental. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2008.

MOTTA, R. S. Manual de valoração econômica de recursos ambientais. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, dos Recursos Hídricos e da Amazônia Legal. 1998.

MOTTA, R. S.; ORTIZ, R. A.; FERREIRA, S. F. Avaliação Econômica dos Impactos Causados pela Poluição Atmosférica na Saúde Humana: Um Estudo de Caso para São Paulo. CETESB. 1998.

OLIVEIRA, A. M. Valoração dos danos ambientais causados pela erosão do solo agrícola: um estudo de caso no município de Santo Antônio do Jardim - SP. 2006. 113f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Econômico, Espaço e Meio Ambiente), Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia, Campinas, 2006.

OMETTO, A. R. Avaliação do ciclo de vida do álcool etílico hidratado combustível pelos métodos EDIP, Energia e Emergia. 2005. 200f. São Carlos. Tese (Doutorado em Engenharia) - Escola de Engenharia de São Carlos. Universidade de São Paulo, 2005.

OMETTO, A. R.; MANGABEIRA, J. A. C.; HOTT, M. C. Mapeamento de potenciais de impactos ambientais da queima de cana-de-açúcar no Brasil. ln: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 12. (SBSR), 2005, Goiânia. Anais... São José dos Campos: INPE, 2005. p. 2297-2300. CD-ROM, On-line. ISBN 85-17-00018-8. Disponível em: . Acesso em: 20 jan. 2009. 2005.

ORTIZ, R. A. Valoração Econômica ambiental. ln: MAY, P.; LUSTOSA, M. C.; VINHA, V. Economia do Meio Ambiente. Rio de Janeiro: Campus, 2003, p. 81-99.

PAIVA, P. R. Contabilidade ambiental: evidenciação dos gastos ambientais com transparência e focada na preservação. São Paulo: Atlas, 2003.

PFISTCHER, Elisete Dahmer. Gestão e sustentabilidade através da contabilidade e contabilidade ambiental: estudo de caso na cadeia produtiva de arroz ecológico. 2004. 252 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) - Curso de Pós-graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis. 2004.

PIACENTE, F. J. Agroindústria Canavieira e o Sistema de Gestão Ambiental: O Caso das Usinas Localizadas nas Bacias Hidrográficas dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiai. 2005, 181f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Econômico), Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Econômico, Universidade Estadual de Campinas, Campinas-SP, 2005.

PRADO, T. G. F. Externalidades no ciclo produtivo da cana-de-açúcar com ênfase na geração de energia elétrica. 2007, 254 f. Dissertação (Mestrado - Programa Interunidades de Pós-Graduação em Energia). Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

RIBEIRO, H. Queimadas de cana-de-açúcar no Brasil: efeitos à saúde respiratória. Revista Saúde Pública, 2008, v. 42, n. 2, p. 370-376. São Paulo. 2008.

RIBEIRO, M. S. Contabilidade ambiental. São Paulo: Saraiva, 2005.

ROCHE, R. Passivo ambiental e seu custo ambiental. Disponível em: Acesso em: 16 jan.09.

ROSEIRO, M. N. V.; TAKAYANAGUI, A. M. M. Controle da Qualidade do Ar no Brasil e no Estado de São Paulo: Aspectos Legais. Revista Hispeci & Lema, Bebedouro, v. 08, p. 50-53, 2005.

SÃO PAULO. Lei 11.241/02 - Dispõe sobre a eliminação gradativa da queima da palha da cana-de-açúcar e dá providências correlatas, 2002.

SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho cientifico. 21. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

SILVA, J. R. Métodos de Valoração Ambiental: Uma Análise do Setor de Extração Mineral. 2003. 130 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2003.

SILVA, M.A. S.; GRIEBELER, N. P.; BORGES, L. C. 2007. Uso de Vinhaça e Impactos nas Propriedades do Solo e Lençol Freático. Revista Brasileira de Engenharia Agricola e Ambiental, v.11, n. 1, p.108-114, 2007.

TINOCO, J. E. P.; KRAEMER, M. E. P. Contabilidade e gestão ambiental. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2008.