Inovações em Pequenas Empresas do Setor de Serviços: Estudo Multicasos em Escolas Particulares de Sergipe Outros Idiomas

ID:
49052
Resumo:
A maioria da produção acadêmica voltada à inovação tem incidido sobre aspectos da inovação tecnológica, com orientação para o setor industrial e, em menor número, para o setor de serviços. Como a inovação em serviços é um campo de estudos em evolução, requerendo, portanto, uma atenção especial para a sua apreensão, o objetivo deste estudo consiste em analisar as inovações implementadas por empreendedores em escolas particulares, a partir das categorias de inovação em serviços de Sundbo e Gallouj (1998) e do modelo de inovação de Hansen e Birkinshaw (2007). Para isso, adotou-se o método de pesquisa de estudo de casos múltiplos, sendo realizada a coleta de evidências com três empresários de escolas particulares de pequeno e médio porte, localizadas em Sergipe, por meio de entrevistas semiestruturadas baseadas em categorias analíticas definidas nos modelos teóricos adotados. Observou-se que as escolas analisadas promovem inovações basicamente no processo, na organização ou gestão e na solução para problemas específicos apresentados pelos seus clientes. De maneira geral, as mudanças realizadas pelos gestores das empresas investigadas configuram inovações somente para a empresa ou para o mercado local, não devendo ser entendidas a rigor como uma inovação radical.
Citação ABNT:
MENEZES, C. R. C.; TEIXEIRA, R. M. Inovações em Pequenas Empresas do Setor de Serviços: Estudo Multicasos em Escolas Particulares de Sergipe . Revista de Administração da UFSM, v. 10, n. 6, p. 1009-1026, 2017.
Citação APA:
Menezes, C. R. C., & Teixeira, R. M. (2017). Inovações em Pequenas Empresas do Setor de Serviços: Estudo Multicasos em Escolas Particulares de Sergipe . Revista de Administração da UFSM, 10(6), 1009-1026.
DOI:
10.5902/19834659 13567
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/49052/inovacoes-em-pequenas-empresas-do-setor-de-servicos--estudo-multicasos-em-escolas-particulares-de-sergipe-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BARCELOS, G. T.; BATISTA, S. C. F.; RAPKIEWICZ, C. E. Um Modelo de Inovação em Serviços Aplicável ao Sistema de Ensino. Perspectivas, Rio de Janeiro, v. 4, n. 7, p. 53-66, jan/jun. 2005.

BARRAS, Richard. Towards a theory of innovation in services. Research Policy, v. 15, p. 161-173. 1986.

BERNARDES, R. C.; ANDREASSI, T. Características das micro-empresas no setor de serviços produtivos em informação e conhecimento. Revista de Administração e Inovação, São Paulo, v. 2, n. 1, p. 20-33. 2005.

BHASKARAN, S. Incremental Innovation and Business Performance: Small And Medium Size Food Enterprises. In.: A Concentrated Industry Environment. Journal of Small Business, v. 44, n. 1, p. 64-80. 2006.

CAMPOS, L. B. P. Análise Multi-Casos das Dimensões da Inovação em Empresas de Pequeno Porte. In: ENCONTRO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 35, 2011, Rio de Janeiro Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2011. p. 1-13.

CARON, A. Inovação tecnológica em pequenas e médias empresas. Revista Fae Business, Curitiba, v. 8, p. 25-28, mai. 2004.

CARVALHO FILHO, Paulo Freire. Gestão financeira das pequenas e médias empresas da indústria da construção civil do Estado de Sergipe: uma análise sob a ótica da liquidez, 2011. 194f. Dissertação (Mestrado) Núcleo de Pós-Graduação e Pesquisa em Economia, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2011.

CONSELHO NACIONAL DE SERVIÇOS. Boletim de Conjuntura Econômica PIB 1° Trim. 2011. Disponível em: http://www.cnservicos.org.br/ documentos/economia/002/Dezembro_2011. pdf. Acesso em 23 fev. 2014.

CORREIA, P. C.; LAHORGUE, M. A.; SCHMIDT, C. Inovação e Tecnologia: Fatores determinantes e necessários para a competição das Empresas. In: ENCONTRO DE ESTUDOS SOBRE EMPREENDEDORISMO E GESTÃO DE PEQUENAS EMPRESAS, 6, 2010, Recife. Anais... Recife: ANEGEPE, 2010. p. 1-16.

DE BRENTANI, U. Innovative versus incremental new business services: different keys for achieving success. Journal of Product Innovation Management, v. 18, n. 3, p. 16987. 2001.

DENARDIN, Élio Sérgio et al. Os tipos de inovações implementadas nos empreendimentos de economia solidária do projeto Esperança/Cooesperança de Santa Maria – RS. Revista de Administração, Santa Maria, v. 5, Edição Especial, p. 651-666, dez. 2012.

DOSI, G. The nature of innovative process. In: G. Dosi, Freeman C., Nelson R., Silverberg G.& Soete L. (eds.). Technical change and economic theory. Londres. Nova York: Printer Publishers, 1988.

DREJER, Ina. Identifying innovation in surveys of services: a schumpeterian perspective. Research Policy, v. 33, n. 3, p. 551-562. 2004.

FACCIN, K.; GENARI, D.; MACKE, J. Capital social: recurso facilitador da inovação na gestão. Revista de Administração e Inovação, São Paulo, v. 7, n. 4, p. 206-233, out/dez. 2010.

FLECK, D. Desafios do crescimento corporativo e suas conseqüências para a perenidade da empresa. Economia & Conjuntura, v. 3, n. 39, p. 26-31. 2003.

GALLOUJ, F. WEINSTEIN, O. Inovation in Services. Research Policy, n. 26, p. 537-556. 1997. GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR. Empreendedorismo no Brasil. Curitiba: IBQP, 2010.

HAIR Jr., Joseph F.; BABIN, Barry; MONEY, Arthur H.; SAMOUEL, Phillip. Fundamentos de Métodos de Pesquisa em Administração. Porto Alegre: Bookman, 2005.

HANSEN, M. T.; BIRKINSHAW, J. The Innovation Value Chain. Harvard Business Review, v. 85, n. 6, p. 121-130. 2007.

HOWELLS, J.; TETHER, B. Innovation in Services: Issues at Stake and Trends. Final Report, Commission of the European Communities, Brussels-Luxembourg, 2004. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Pesquisa de Inovação Tecnológica: 2008. Rio de Janeiro: IBGE, 2010.

JULIEN, P. A. Empreendedorismo Regional e Economia do Conhecimento. São Paulo: Saraiva, 2010.

KLEMENT, Cláudia Fernanda Franceschi; YU, Abrahan Sin Oih. Influências da tecnologia para a inovação em serviços. Revista de Administração, Santa Maria, v. 1, n. 1, p. 101115, jan/abr. 2008.

KRAKAUER, P. V. C.; FISCHMANN, A. A.; ALMEIDA, M. I. R. Planejamento Estratégico em Pequenas e Médias Empresas: Estudo Quantitativo em Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação. In: SEMINÁRIO EM ADMINISTRAÇÃO, 13, 2010, São Paulo. Anais... São Paulo: USP, 2010. p. 1-15.

LA ROVERE, Renata. As Pequenas e Médias Empresas na Economia do Conhecimento: implicações para políticas de inovação. In: Lastres, H.M.M., e Albagli, S. Informação e Globalização na Era do Conhecimento. Rio de Janeiro: Campus, 1999.

LONGANEZI, T.; COUTINHO, P.; BOMTEMPO, J. V. M. Um modelo Referencial para a Prática da inovação. Journal of Technology Management & Innovation, v. 3, n.1, p. 74-83. 2008.

MAINARDES, E. W.; SILVA, M. J. A. M.; DOMINGUES, M. J. C. S. Inovação em serviços educacionais: proposta de um modelo para o desenvolvimento de novos cursos de ensino superior. In: SIMPÓSIO DE ADMINISTRAÇÃO DE PRODUÇÃO, LOGÍSTICA E OPERAÇÕES INTERNACIONAIS, 12, São Paulo. Anais... São Paulo: FGV, 2009. p. 1-15.

MARTINELLI, D., JOYAL, A. Desenvolvimento Local e o Papel das Pequenas e Médias Empresas. São Paulo: Manole, 2003.

MELLO, Cristiane Marques de; MACHADO, Hilka Vier; JESUS, Marcos Junior Ferreira de. Considerações sobre a inovação em PMES: o papel das redes e do empreendedor. Revista de Administração, Santa Maria, v. 3, n.1, p. 4157, jan/abr. 2010.

MILES, I. Innovation in services. In.: Fagerberg, J., Mowery, R., Nelson, R. The Oxford Handbook of Innovation. Oxford: Oxford University Press, 2005.

MILES, I. Patterns of innovation in service industries. IBM Systems Journal, v. 47, issues. 1, p. 115-128. 2008.

MIOZZO, Marcela; SOETE, Luc. Internationalization of services: a technological perspective. Technological Forecasting and Social Change, n. 67, p. 159-185. 2001.

MORAES, M. B.; LIMA, E. O.; LOBOSCO, A. Competências para Inovar em Pequenas e médias Empresas Tecnológicas. Revista de Administração e Inovação, São Paulo, v. 8, n. 4, p. 206-225, out/dez. 2011.

NATÁRIO, M. M.; COUTO, J. P.; SOUZA, M. H. C. Grau de Inovação das Pequenas e Médias Empresas nas Regiões Periféricas da Guarda e Açores. Working Paper, n. 10, p. 1-33. 2010.

NÉTO, A. T. S.; TEIXEIRA, R. M. Mensuração do Grau de Inovação de Micro e Pequenas Empresas: Estudo em Empresas da Cadeia Têxtil Confecção em Sergipe. Revista de Administração e Inovação, São Paulo, v. 8, n. 3, p. 205-229, jul/set. 2011.

NODARI, C. H.; DORION, E. ; DAL BÓ, G.; OLEA, P. M.; SEVERO, E. A. Innovation in services: Cases of Brazilian manufacturing industries. African Journal of Business Management, v. 6, n. 1, p. 286-296. 2012.

OLAVE, Maria Elena León; AMATO NETO, João. Redes de Cooperação Produtiva: uma Estratégia de Competitividade e Sobrevivência para Pequenas e Médias Empresas. Gestão & Produção, São Paulo, v. 8, n. 3, p. 289-303, dez. 2001.

ORGANIZAÇÃO PARA COOPERAÇÃO ECONÔMICA E DESENVOLVIMENTO. Manual de Oslo: Proposta de Diretrizes para Coleta e Interpretação de Dados sobre Inovação Tecnológica. Brasília: FINEP, 2006.

PAVITT, Keith. Sectoral patterns of technical change: towards a taxonomy and theory. Research Policy, n. 13, p. 343-373. 1984.

PEREIRA, M. F.; GRAPEGGIA, M.; EMMENDOERFER, M. L.; TRÊS, D. L. Fatores de inovação para a sobrevivência das micro e pequenas empresas no Brasil. Revista de Administração e Inovação, São Paulo, v. 6, n. 1, p. 50-65, dez. 2009.

QUENEHEN, Romulo. Os fatores de influência na performance de uma micro pequena empresa: um estudo de caso, 2010. Dissertação (Mestrado) Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas, Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, RJ, (2010.

SCHUMACHER, E. F. Small is Beautiful. New York: Harper & Row Publishers, 1989.

SCHUMPETER, J. A. The Theory of Economic Development. Harvard University Press, Cambridge, Mass, 1934.

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS. Anuário do trabalho na micro e pequena empresa: 2010-2011. Brasília: SEBRAE, DIEESE, 2011a.

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS. Inovação e Competitividade nas PMEs Brasileiras. São Paulo: SEBRAE, 2009.

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS. Taxa de Sobrevivência das Empresas no Brasil. Brasília: SEBRAE, 2011b.

SEVERO, E. A.; GUIMARAES, J. C. F.; DORION, E.; ESTIVALET, V. L. Inovação em Serviços Educacionais: Estudo de Caso em uma Instituição de Ensino Superior na Serra Gaúcha. In: CONGRESSO NACIONAL DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO, 7, 2011, Rio de Janeiro. Anais… Rio de Janeiro, 2011. p. 1-21.

SHANE, S. A general theory of entrepreneurship: the individual-opportunity nexus. North Hanpton: Edward Elgar, 2003.

SILVA, M. J. A. M.; SOUZA, G.; MOREIRA, J. Actividades de Inovação e a Capacidade Inovadora das Empresas Portuguesas: Evidências Empíricas ao Nível do Sector dos Serviços. In: CONFERÊNCIA LUSO ESPANHOLA SOBRE GESTÃO, 20, 2010. Portugal. Anais... Portugal: UBI, 2010. p. 1-12.

STEVENS, E.; DIMITRIADIS, S. Managing the new service development process: towards a systemic model. European Journal of Marketing, v. 39, n. 1/2, p. 175-198. 2005.

SUNDBO, J. Management of innovation in services, The Service Industries Journal, v. 17, n. 3, p. 432-445. 1997.

SUNDBO, J.; GALLOUJ. F. Innovation in Service. PREST – Policy Research in Engineering, Sciense & Technology, Manchester, Project Report S2, 1998.

TEIXEIRA, Rivanda Meira; BARBOSA, Jenny Dantas. Pequenas e Médias Indústrias de Sergipe: Diagnóstico de Gestão. Aracaju: SEBRAE/SE, 2002.

TETHER, B.; HIPP, C. Knowledge Intensive, Technical and Other Services: Patterns of Competitiveness and Innovation Compared. Technology Analysis & Strategic Management, v. 14, n. 2, p. 163–182. 2002.

TRIVIÑOS, Augusto Nibaldo Silva. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

UTTERBACK, J. M. Mastering the dynamics of innovation. Boston: Harvard Business School Press, 1994.

VARGAS, E. R.; ZAWISLAK, P. A. Inovação em serviços no paradigma da economia do aprendizado: a pertinência de uma dimensão espacial na abordagem dos sistemas de inovação. Revista de Administração Contemporânea, São Paulo, v. 10, n. 1, p. 139159, jan/mar. 2006.

VASCONCELOS, L. H. R.; MARX, R. Como Ocorrem as Inovações em Serviços? Um Estudo Exploratório de Empresas no Brasil. Gestão & Produção, São Paulo, v. 18, n. 3, p. 443-460, set. 2011.

VIEIRA, Marcelo Milano Falcão; ZOUAIN, Deborah Moraes (Org.). Pesquisa qualitativa em administração. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2005.

VRIES, E. Innovation in services in networks of organizations and in the distribution of services, Research Policy, v. 35, n. 7, p. 10371051. 2006.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2005.

ZEITHAML, V.; BITNER, M. J. Marketing de Serviços: integração cliente toda a empresa. New York: McGraw-Hill, 2000.