Uso de Instrumentos de Sistemas de Controle Gerencial em Empresas Encubadas Outros Idiomas

ID:
49103
Resumo:
O estudo objetiva identificar a intensidade de uso de instrumentos do sistema de controle gerencial em empresas incubadas. Uma pesquisa descritiva foi realizada a partir de um levantamento, tendo como amostra as empresas respondentes do questionário. Para analisar os dados aplicaram-se técnicas de estatística descritiva e entropia informacional. Os resultados mostram que estas empresas estão em diferentes estágios de incubação. As pré-incubadas e incubadas apresentam pouco ou nenhum faturamento e possuem um número reduzido de funcionários, enquanto as empresas graduadas apontam um aumento gradual de seu faturamento. Há evidências de que algumas empresas procuram apoio das incubadoras após sua constituição, principalmente diante de dificuldades econômico-financeiras, como uma redução drástica no faturamento. Quanto ao uso de instrumentos gerenciais observa-se heterogeneidade, mas com maior intensidade dos instrumentos de planejamento estratégico e financeiro, em detrimento do planejamento de recursos humanos. Dentre os instrumentos mais utilizados prevalecem os voltados à execução das atividades, comparativamente aos de controle, o que sugere que inicialmente as empresas incubadas estão mais preocupadas com a concepção de suas ideias, só depois com sua operacionalização e formalização dos instrumentos.
Citação ABNT:
SANTOS, V. D.; BEUREN, I. M.; CONTE, A. Uso de Instrumentos de Sistemas de Controle Gerencial em Empresas Encubadas . Contabilidade Vista & Revista, v. 28, n. 3, p. 103-132, 2017.
Citação APA:
Santos, V. D., Beuren, I. M., & Conte, A. (2017). Uso de Instrumentos de Sistemas de Controle Gerencial em Empresas Encubadas . Contabilidade Vista & Revista, 28(3), 103-132.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/49103/uso-de-instrumentos-de-sistemas-de-controle-gerencial-em-empresas-encubadas-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ABDEL-KADER, Magdy; LUTHER, Robert. IFAC’s Conception of the Evolution of Management Accounting. Advances in Management Accounting, v. 15, n. 1. p. 229-247, 2006.

ABDEL-KADER, Magdy; LUTHER, Robert. The impact of firm characteristics on management accounting practices: A UK-based empirical analysis. The British Accounting Review, v. 40, n. 1, p. 2-27, 2008.

ABIB, Gustavo; HAYASHI JÚNIOR, Paulo; GOMEL, Marcia May; FONSECA, Marcos Wagner da. O papel construtivo das incubadoras no alinhamento estratégico e mercadológico das empresas incubadas e graduadas. Revista de Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas, v. 1, n. 2, p. 33-59, 2012.

ANGELAKIS, George; THERIOU, Nikolaos; FLOROPOULOS, Iordanis. Adoption and benefits of management accounting practices: evidence from Greece and Finland. Advances in Accounting, v. 26, n. 1, p. 87-96, 2010.

ARANHA, José Alberto Sampaio. Incubadoras. In PAROLIN, S.R.H.; VOLPATO, M. Faces do empreendedorismo inovador. Curitiba: SENAI/SESI/IEL, 2008.p.37-65.

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE ENTIDADES PROMOTORAS DE EMPREENDIMENTOS INOVADORES (ANPROTEC); SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS (SEBRAE). Estudo de impacto econômico: segmento de incubadoras de empresas do Brasil. Brasília, DF; ANPROTEC/SEBRAE, 2016. Disponível em: . Acesso em: 24 ago. 2016.

BARALDI, Enrico; HAVENVID, Malena Ingemansson. Identifying new dimensions of business incubation: a multi-level analysis of Karolinska Institute's incubation system. Technovation, v. 50, n.1, p. 53-68, 2016.

BARBOZA, Ricardo Augusto Bonotto; FONSECA, Sergio Azevedo; RAMALHEIRO, Geralda Cristina Freitas. O papel das políticas públicas para potencializar a inovação em pequenas empresas de base tradicional. REGE. Revista de Gestão, v. 24, n. 1, p. 58-71, 2017.

BEUREN, Ilse Maria; SANTOS, Vanderlei; HEIN, Nelson. Folga organizacional de controllers em empresas com remuneração variável. Organizações & Sociedade, v. 22, n. 72, p. 35-60, 2015.

CAMPOS, Bruno Rodrigues; GÁUDIO, André Eugenio Goes Monteiro. A Utilização de ferramentas de controle gerencial em micro e pequenas empresa da região metropolitana do Rio de Janeiro. Revista da Micro e Pequena Empresa, v. 8, n. 3, p. 66-78, 2014.

CARVALHO, José Ribamar Marques; LIMA, Maria das Dores. Práticas gerenciais em MPE’s do comércio de confecções da cidade de Sousa – PB. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade, v. 5, n. 3, p. 48-68, 2011.

CHENHALL, Robert H.; LANGFIELD-SMITH, Kim. Adoption and benefits of management accounting practices: an Australian study. Management Accounting Research, v. 9, n. 1, p. 1-19, 1998b.

CHENHALL, Robert H.; LANGFIELD-SMITH, Kim. The relationship between strategic priorities, management techniques and management accounting: an empirical investigation using a systems approach. Accounting, Organizations and Society, v. 23, n. 3, p. 243-264, 1998a.

CHENHALL, Robert H. Management control systems design within its organizational context: findings from contingency-based research and directions for the future. Accounting, Organizations and Society, v. 28, n. 2, p. 127-168, 2003.

DALMORO, Marlon. A visão da sustentabilidade na atividade empreendedora: uma análise a partir de empresas incubadas. Revista Gestão Organizacional, v. 2, n. 1, p. 87-104, 2009.

DAVILA, Antonio; FOSTER, George; JIA, Ning. The valuation of management control systems in start-up companies: International field-based evidence. European Accounting Review, v. 24, n. 2, p. 207-239, 2015.

DAVILA, Antonio; FOSTER, George; LI, Mu. Reasons for management control systems adoption: Insights from product development systems choice by earlystage entrepreneurial companies. Accounting, Organizations and Society, v. 34, n. 3, p. 322-347, 2009.

DAVILA, Antonio; FOSTER, George. Management control systems in early-stage startup companies. The Accounting Review, v. 82, n. 4, p. 907-937, 2007.

FERREIRA, Mauro Pacheco; ABREU, Aline França de; ABREU, Pedro Felipe de; TRZECIAK, Dorzeli Salete; APOLINÁRIO, Luiz Gonzaga; CUNHA, Alexandre d´Ávila da. Gestão por indicadores de desempenho: resultados na incubadora empresarial tecnológica. Produção, v. 18, n. 2, p. 302-318, 2008.

FIATES, Gabriela Gonçalvez Silveira; MARTINS, Cristina; FIATES, José Eduardo Azevedo; MARTIGNANO, Graciella; SANTOS, Neri dos. Análise do papel da incubadora na internacionalização de empresas de base tecnológica, incubadas e graduadas. Revista Eletrônica Estratégia e Negócios, v. 6, n. 1, p. 252-274, 2013.

FREZATTI, Fábio. Agrupamentos dos perfis da contabilidade gerencial no Brasil. Contabilidade, Gestão e Governança, v. 8, n. 1, p. 9-39, 2005.

FREZATTI, Fábio; BIDO, Diógenes Souza de; CRUZ, Ana Paula Capuano; MACHADO, Maria José Camargo. A estrutura de artefatos de controle gerencial no processo de inovação: existe associação com o perfil estratégico? Brazilian Business Review, v. 12, n. 1, p. 129-156, 2015.

FREZATTI, Fábio; GUERREIRO, Reinaldo; AGUIAR, Andson Braga. Diferenciações entre contabilidade financeira e a contabilidade gerencial: uma pesquisa empírica a partir de pesquisadores de vários países. Revista Contabilidade & Finanças, v.1, n. 44, p. 9-22, 2007.

FREZATTI, Fábio; ROCHA, Welington; NASCIMENTO, Artur Roberto do; JUNQUEIRA, Emanuel. Controle gerencial: uma abordagem da contabilidade gerencial no contexto econômico, comportamental e sociológico. São Paulo: Atlas, 2009.

GALLON, Alessandra Vasconcelos; ENSSLIN, Sandra Rolim; SILVEIRA, Amelia. Rede de relacionamentos em pequenas empresas de base tecnológica (EBTS) incubadas: um estudo da sua importância para o desempenho organizacional na percepção dos empreendedores. Revista de Gestão da Tecnologia e Sistemas de Informação, v. 6, n. 3, p. 551-572, 2009.

GOMES, Maurici Dias; MARCONDES, Reynaldo Cavalheiro. O desenvolvimento de recursos e capacidades de microempresas incubadas. Revista Alcance, v. 23, n. 1, p. 51-66, 2016.

GUERREIRO, Reinaldo; CORNACHIONE JÚNIOR, Edgard Bruno; SOUTES, Dione Olesczuk. Empresas que se destacam pela qualidade das informações a seus usuários externos também se destacam pela utilização de artefatos modernos de contabilidade gerencial?. Revista Contabilidade & Finanças, v. 22, n. 55, p. 88-113, 2011.

HENRI, Jean-François. Management control systems and strategy: a resourcebased perspective. Accounting, Organizations and Society, v. 31, n. 6, p. 529-558, 2006.

IACONO, Antonio; ALMEIDA, Carlos Augusto Silva; NAGANO, Marcelo Seido. Interação e cooperação de empresas incubadas de base tecnológica: uma análise diante do novo paradigma de inovação. Revista de Administração Pública, v. 45, n. 5, p. 1485-1516, 2011.

INSTITUTE OF MANAGEMENT ACCOUNTANTS (IMA). Statements on Management Accounting: Definition of Management Accounting. 2008. Disponível em: . Acesso em: 19 jun. 2016.

INSTITUTO EMPRESARIAL DE INCUBAÇÃO E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA (IEITEC). Notícias. Disponível em: . Acesso em: 24 ago 2016.

INTERNATIONAL FEDERATION OF ACCOUNTANTS (IFAC). International Management Accounting Practice Statement: Management Accounting Concepts, 1998. Disponível em: . Acesso em: 23 jul. 2016.

LAZZAROTTI, Fábio; SILVEIRA, Alissane Lia Tasca da; CARVALHO, Carlos Eduardo; ROSSETTO, Carlos Ricardo; SYCHOSKI, Jonatha Correia. Orientação empreendedora: Um estudo das dimensões e sua relação com desempenho em empresas graduadas. RAC. Revista de Administração Contemporânea, v. 19, n. 6, p. 673-695, 2015.

LOIOLA, Elisabeth; LAGEMANN, Gerson Volney. Redes sociais informais e desempenho de empresas incubadas. Revista de Ciências da Administração, v. 15, n. 37, p. 22-36, 2013.

MACHADO, Elizandra; SELIG, Paulo Maurício; FOLLMANN, Neimar; CASAROTTO FILHO, Nelson. Análise da influência do capital estrutural no sucesso de startups incubadas: uma pesquisa com 21 empreendedores. International Journal of Innovation: IJI Journal, v. 4, n. 1, p. 46-57, 2016.

MACHADO, Márcio André Veras; MACHADO, Márcia Reis; BARRETO, Kelly Nayane Brilhante. Políticas e instrumentos gerenciais utilizados na gestão do capital de giro das pequenas e médias empresas: um estudo exploratório. Sociedade, Contabilidade e Gestão, v. 5, n. 1, p. 113-127, 2010.

MAGALHÃES, Marcelo Nassif; GOMES, Júlio Antônio S.; GOMES, Josir Simeone. Características dos sistemas de controle gerencial em empresa no segmento de prestação de serviços de tecnologia da informação: um estudo de caso. Revista Gestão.Org, v. 13, Ed. Esp., p 200-212, 2015.

MALMI, Teemu; BROWN, David A. Management control systems as a package— Opportunities, challenges and research directions. Management Accounting Research, v. 19, n. 4, p. 287-300, 2008.

MORAIS, Osvaldo Oliveira; COELHO, Antonio Carlos Dias; HOLANDA, Allan Pinheiro. Artefatos de contabilidade gerencial e maximização do valor em firmas brasileiras. Revista de Contabilidade & Controladoria, v. 6, n. 2, p. 128-146, 2014.

NUHU, Nuraddeen Abubakar; BAIRD, Kevin; APPUHAMI, Ranjith. The association between the use of management accounting practices with organizational change and organizational performance. Advances in Management Accounting, v. 26, n. 1, p. 67-98, 2016.

OLIVEIRA, Tânia Modesto Veludo de. Escalas de mensuração de atitudes: Thurstone, Osgood, Stapel, Likert, Guttman, Alpert. Administração On Line, v. 2, n. 2, p. 1-25, 2001.

OTLEY, David. Performance management: a framework for management control systems research. Management Accounting Research, v. 10, n. 4, p. 363-382, 1999.

OYADOMARI, José Carlos; MENDONÇA NETO, Octávio Ribeiro; CARDOSO, Ricardo Lopes; LIMA, Mariana Ponciano. Fatores que influenciam a adoção de artefatos de controle gerencial nas empresas brasileiras. Um estudo exploratório sob a ótica da teoria institucional. Revista de Contabilidade e Organizações, v. 2, n. 2, p. 55-70, 2008.

PANOSSO, Alceu; CAMACHO, Reinaldo Rodrigues; ESPEJO, Márcia Maria dos Santos Bortolocci; ABBAS, Katia. Influência das ferramentas de controle gerencial no desempenho: Estudo empírico em empresas industriais paranaenses. Enfoque Reflexão Contábil, v. 36, n. 2, p. 1-17, 2017.

PAVLATOS, Odysseas; PAGGIOS, Ioannis. Management accounting practices in the Greek hospitality industry. Managerial Auditing Journal, v. 24, n. 1, p. 81-98, 2009.

PERREN, Lew; GRANT, Paul. The evolution of management accounting routines in small businesses: a social construction perspective. Management Accounting Research, v. 11, n. 1, 391-411, 2000.

RAUPP, Fabiano Maury; BEUREN, Ilse Maria. O suporte das incubadoras brasileiras para potencializar as características empreendedoras nas empresas incubadas. Revista de Administração, v. 41, n. 4, p. 419-430, 2006.

RAUPP, Fabiano Maury; BEUREN, Ilse Maria. Programas oferecidos pelas incubadoras brasileiras às empresas incubadas. Revista de Administração e Inovação, v. 6, n. 1, p. 83-107, 2009.

REIS, Antonio Marcos; TEIXEIRA, Aridelmo José Campanharo. Utilização de artefatos de contabilidade gerencial nas sociedades cooperativas agropecuárias de Minas Gerais e sua relação com porte e desempenho financeiro. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade, v. 7, n. 4, p. 355371, 2013.

REVELLINO, Silvana; MOURITSEN, Jan. The multiplicity of controls and the making of innovation. European Accounting Review, v. 18, n. 2, p. 341-369, 2009.

SAGAZ, Carla Amarilho; BEUREN, Ilse Maria; MORAES, Mário Cesar Barreto. Um enfoque na satisfação quanto à utilização de instrumentos de gestão em indústrias de grande porte no Estado de Santa Catarina. BASE. Revista de Administração e Contabilidade da UNISINOS, v. 3, n. 2, p. 164-175, 2006.

SANTA RITA, Cleverton. O papel das incubadoras de empresas de base tecnológica no desenvolvimento regional: “moda” ou “realidade”? 2007. 103f. Dissertação (Mestrado) Faculdades Integradas de Pedro Leopoldo, Belo Horizonte, MG, Brasil, 2007.

SANTOS, Vanderlei dos.; DOROW, Diego Roberto; BEUREN, Ilse Maria. Práticas gerenciais de micro e pequenas empresas. Revista Ambiente Contábil, v. 8, n. 1, p. 153-186, 2016.

STOROPOLI, José Eduardo; BINDER, Marcelo Pereira; MACCARI, Emerson Antônio. Incubadoras de empresas e o desenvolvimento de capacidades em empresas incubadas. Revista de Ciências da Administração, v. 15, n. 35, p. 36-51, 2013.

SULAIMAN, Maliah.; AHMAD, Nik Nazili; ALWI, Norhayati. Management accounting practices in selected Asian countries: A review of the literature. Managerial Auditing Journal, v. 19 n. 4, p. 493-508, 2004.

TOMS, Steven. Financial control, management control and accountability: evidence from the British Cotton Industry, 1700-2000. Accounting, Organization and Society, v.30, n. 7, p. 627-53, 2005.

UTZIG, Mara Jaqueline Santore; BEUREN, Ilse Maria. Relação entre uso interativo do sistema de controle gerencial e diferentes modelos de gestão de inovação. RAI. Revista de Administração e Inovação, v. 11, n. 4, p. 260-286, 2015.

VEDOVELLO, Conceição; FIGUEIREDO, Paulo N. Incubadora de inovação: que nova espécie é essa. RAE-eletrônica, v. 4, n. 1, p. 1-19, 2005.

VOGEL, Jaime; WOOD JR., Thomaz. Práticas gerenciais de pequenas empresas industriais do estado de São Paulo: em estudo exploratório. Revista de Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas, v. 1, n. 2, p. 117-140, 2012.

ZELENY, Milan. Multiple criteria decision making. New York: McGraw-Hill, 1982.