Aplicabilidade do Método de Simulação de Monte Carlo na previsão dos custos de produção de companhias industriais: o caso da Companhia Vale do Rio Doce Outros Idiomas

ID:
4915
Resumo:
A necessidade de decisões qualificadas no ambiente empresarial gera demandas pelo uso de métodos matemáticos e estatísticos no auxílio ao processo decisório. Nesse contexto, o presente artigo objetiva testar a aplicabilidade do Método de Simulação de Monte Carlo para prever variações nos custos de produção em um período pós-privatização. Para realizar o experimento foi escolhida a Companhia Vale do Rio Doce – CVRD, considerando a sua privatização ocorrida em 1997. Os dados das variáveis analisadas foram extraídos das demonstrações contábeis publicadas entre 1990 e 2004. Os custos de produção (CPV) são simulados em duas aplicações do Método: aplicação que desconsidera os efeitos da privatização e aplicação que considera, no período pós privatização, a redução de custos variáveis e o incremento de receitas operacionais. Em um processo de privatização, esses efeitos são esperados e foram estimados por meio de regressões lineares em estudo anterior de Oliveira e Lustosa (2007). Para verificar a capacidade preditiva do método são realizadas análises comparativas, por meio de testes estatísticos de médias, entre as amostras reais e as amostras simuladas do período pós-privatização. Os resultados obtidos evidenciam a adequação do Método na previsão dos custos de produção e conseqüente auxílio ao processo decisório.
Citação ABNT:
GARCIA, S.; LUSTOSA, P. R. B.; BARROS, N. R. Aplicabilidade do Método de Simulação de Monte Carlo na previsão dos custos de produção de companhias industriais: o caso da Companhia Vale do Rio Doce. Revista de Contabilidade e Organizações, v. 4, n. 10, art. 8, p. 152-173, 2010.
Citação APA:
Garcia, S., Lustosa, P. R. B., & Barros, N. R. (2010). Aplicabilidade do Método de Simulação de Monte Carlo na previsão dos custos de produção de companhias industriais: o caso da Companhia Vale do Rio Doce. Revista de Contabilidade e Organizações, 4(10), 152-173.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/4915/aplicabilidade-do-metodo-de-simulacao-de-monte-carlo-na-previsao-dos-custos-de-producao-de-companhias-industriais--o-caso-da-companhia-vale-do-rio-doce/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ANDRADE, E. L. Introdução à Pesquisa Operacional – Métodos e Modelos para a Análise de Decisão. Rio de Janeiro: LTC – Livros Técnicos e Científicos Ed.; 1989.

ANUATTI-NETO, F.; BAROSSI-FILHO, M; CARVALHO, A. G.; MACEDO, R. Os Efeitos da Privatização sobre o Desempenho Econômico e Financeiro das Empresas Privatizadas. Revista Brasileira de Economia, v. 59, n. 2, p. 151-175. 2005.

BARBETTA, P. A. Estatística aplicada às Ciências Sociais. 5 ed. Florianópolis: Ed. Da UFSC, 2003.

BNDES. Privatização. 2001. Disponível em www.bndes.gov.br

BRAULE, R. Estatística aplicada com Excel. São Paulo: Campus, 2001.

BROOKS, C. Introductory Econometrics for Finance. Cambridge: Cambridge University Press, 2002.

CHAN, B. L.; SANTOS, A.; SILVA, F. L. Uma contribuição ao estudo dos impactos da privatização à luz da Demonstração do Valor Adicionado. in: 3º CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, São Paulo, 2003. Disponível em: http://www.eac.fea.usp.br/congressousp/congresso3. Acesso em: 10 set. 2006. 2003.

COLODETIFILHO, E.; GOMES, C. E. A.; TEIXEIRA, A. J. C. Uma reflexão sobre a segregação dos custos com o uso da análise de regressão linear: o caso da Espírito Santos Borrachas. In: 3º CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, São Paulo, 2003. Disponível em: http://www.eac.fea.usp. br/congressousp/congresso3. Acesso em: 10 set. 2006. 2003.

ESCUDERO, l. F. La simulación en la empresa. Barraincúa: Deusto, 1973.

GARRISON, R. H.; NOREEN, E. W. Contabilidade Gerencial. 9 ed. Rio de Janeiro: LTC, – Livros Técnicos e Científicos Ed. 2001. Tradução.

HAMMERSLEY, J. M.; HANDSCOMB, D. C. Monte Carlo methods. london: Methuen, 1964.

HORNGREN, C.; FOSTER, G.; DATAR, S. M. Cost Accounting: A Managerial Enphasis. Prentice Hall. 10 ed. 1999.

IPEA – Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas. IPEA Publicações. Ver em http://www.ipea.gov.br/pub/boletim/bfpempre.html. Consulta realizada em 10/02/2011.

LEONE, G. S. G. Custos, Planejamento, Implantação e Controle. São Paulo: Ed. Atlas. 3 ed. 2000.

LEVINE, D. M.; STEPHAN, D.; KREHBIEL, T. C.; BERENSON, M. L. Estatística: Teoria e aplicações – Usando Microsoft Excel em português. Rio de Janeiro: lTC, 2005.

LIMA, E. T.; CARVALHO JR, M. C.; VELASCO, L. O. M. Removendo Obstáculos às Exportações Brasileiras. Publicação interna do BNDES, 06/1998. Ver em www.bndes. gov.br.

LINS, B. E. Privatização das Telecomunicações Brasileiras: algumas lições. Cadernos Aslegis, v. 4, n. 10, p. 9-25. 2000.

LUSTOSA, P. R. B.; PONTE, V. M. R.; DOMINAS, W. R. Simulação. In: CORRAR, L. J; THEÓPHILO, C. R. (Coord.). Pesquisa operacional para decisão em contabilidade e administração: contabilometria. São Paulo: Atlas, 2004. p. 242-284.

MARTINS, E. Contabilidade de Custos. 10 ed. São Paulo: Atlas. 2003.

NASCIMENTO, A. M.; ZUCCHI, A. L. Modelos de simulação. São Paulo, Universidade de São Paulo, 1997. 40 p. Monografia – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1997.

OLIVEIRA, F. L. J.; LIMA, A. V. Um estudo do desempenho de empresas brasileiras privatizadas no período de 1991 a 1997 sob a ótica do valor adicionado. In: 2º SEMINÁRIO USP DE CONTABILIDADE, São Paulo, 2002. Disponível em: http://www.eac.fea.usp.br/congressousp/seminario2. Acesso em: 10 set. 2006. 2002.

OLIVEIRA, P. H. D.; LUSTOSA, P. R. B. Custos primários como parâmetro de eficiência produtiva: uma análise empírica da Companhia Vale do Rio Doce antes e após a privatização. Revista Universo Contábil, Blumenau: v. 3, n. 3, p. 54-70, set./dez. 2007.

REIS, S. G.; MARTINS, E. Planejamento do balanço bancário: desenvolvimento de um modelo matemático de otimização do retorno econômico ajustado ao risco. Revista Contabilidade & Finanças, São Paulo, v. 15, n. 26, p. 58-80, Maio/Agosto. 2001.

ROSA, L. P.; HOFFMAN, C. A. A. Cenários sobre o impacto da Privatização do Setor Elétrico nas Tarifas – O Caso Escelsa. Revista Brasileira de Energia, vol. 4, n. 2, 1995.

SAMPAIO, L. M. B.; RAMOS, F. S.; SAMPAIO, Y. Privatização e Eficiência das Usinas Elétricas Brasileiras. Economia Aplicada, v. 9, n. 3, p. 465-480. jul/set. 2005.

TOLEDO, G. L.; OVALLE, I. I. Estatística básica. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1992.