Evidenciação da Informação Contábil: Uma Retrospectiva das Pesquisas Socializadas no Congresso Anpcont Outros Idiomas

ID:
49617
Resumo:
Objetivo: - Este estudo objetiva analisar as características das pesquisas sobre evidenciação contábil socializadas no Congresso ANPCONT no período de 2007 a 2016. Fundamento: - A evidenciação contábil é uma das formas visadas de comunicação com os agentes de mercado. Nesse cenário, a pesquisa contábil enquanto prática de ordem social e institucional instiga desenvolver estudos que contribuam para uma maior confiabilidade nas informações divulgadas pelas empresas. Método: - O processo de seleção dos trabalhos ocorreu em etapas sistemáticas e resultou em uma amostra de 90 trabalhos. Neles investigaram-se aspectos temporais, autoria, temática, enfoque teórico e metodológico, foco em informações obrigatórias ou voluntárias e uso da escala dicotômica para determinar o nível de evidenciação. Resultados: - Os resultados evidenciam uma evolução temporal dos estudos sobre evidenciação contábil, e duas universidades se destacaram pelos pesquisadores com maior número de trabalhos apresentados neste evento. As teorias de base que prevaleceram são Teoria da Divulgação e Teoria da Agência. As temáticas mais destacadas são a evidenciação ambiental e social e a evidenciação das informações presentes nas demonstrações contábeis, com ênfase em atos regulatórios e normativos. Os procedimentos metodológicos mais utilizados circunscreveram-se à análise de conteúdo com uso de ferramentas estatísticas. Contribuições: - Os achados evidenciam vieses de pesquisas sobre evidenciação contábil, além de fornecer insights sobre os mesmos. Reforçam, ainda, o papel que as universidades vêm desempenhando na geração de conhecimento e na busca por caminhos alternativos que demonstrem a relevância do acionista para o desenvolvimento organizacional, face à influência do normatizador nas temáticas investigadas.
Citação ABNT:
LOPES, I. F.; BEUREN, I. M. Evidenciação da Informação Contábil: Uma Retrospectiva das Pesquisas Socializadas no Congresso Anpcont. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, v. 6, n. 2, p. 58-80, 2018.
Citação APA:
Lopes, I. F., & Beuren, I. M. (2018). Evidenciação da Informação Contábil: Uma Retrospectiva das Pesquisas Socializadas no Congresso Anpcont. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, 6(2), 58-80.
DOI:
10.18405/recfin20180204
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/49617/evidenciacao-da-informacao-contabil--uma-retrospectiva-das-pesquisas-socializadas-no-congresso-anpcont/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ABCustos, 10(2), 87-117. Belo, N.M., & Brasil, H.G. (2006). Assimetria informacional e eficiência semiforte do mercado. Revista de Administração de Empresas, 46(SPE), 48-57.

Amaral, M.R., Santana, C.M., Sales, I.C.H., & Araujo Neto, L.M. (2014). Perfil dos autores na produção científica em mercado financeiro de crédito e de capitais nos Congressos USP de Controladoria e Contabilidade e Congresso ANPCONT. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, 2(2), 5568.

ANPCONT, Natal, RN, Brasil, 4. Lima, G.H., Costa, K., Pinheiro, L.E.T., & Lamounier, W.M. (2016). Fatores determinantes do nível de divulgação sobre partes relacionadas: Estudo nas companhias listadas no IBrX100. Anais do Congresso ANPCONT, Ribeirão Preto, SP, Brasil, 10.

Araújo, V.R.B.S., Machado, M.R., & Machado, M.A.V. (2016). Disclosure voluntário e liquidez acionária. Anais do Congresso ANPCONT, Ribeirão Preto, SP, Brasil, 10.

Ayers, B.C., Schwab, C.M., & Utke, S. (2014). Noncompliance with mandatory disclosure requirements: The magnitude and determinants of undisclosed permanently reinvested earnings. The Accounting Review, 90(1), 59-93.

Barboza, M.M.B.M., Sousa, W.D., Nascimento, J.C.H.B., Bernardes, J.R., & Castro, M.B.M.B. (2015). O perfil da pesquisa bibliométrica publicada nas 19 edições do Congresso Brasileiro de Custos.

Benin, M.M., Diehl, C.A., & Marquezan, L.H.F. (2016). A evidenciação de indicadores não financeiros de medição de desempenho por clubes de futebol brasileiros. Anais do Congresso ANPCONT, Ribeirão Preto, SP, Brasil, 10.

Bernd, D.C., Anzilago, M., & Beuren, I.M. (2017). Presença do gênero feminino entre os discentes dos Programas de Pós-Graduação de Ciências Contábeis no Brasil. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade (REPeC), 11(4), 408-429.

Boaventura, J.M.G., Cardoso, F.R., Silva, E.S., & Silva, R.S. (2009). Teoria dos Stakeholders e Teoria da Firma: um estudo sobre a hierarquização das funções-objetivo em empresas brasileiras. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, 11(32), 289-307.

Cardoso, R.L., Pereira, C.A., & Guerreiro, R. (2007). Perfil das pesquisas em contabilidade de custos apresentadas no EnANPAD no período de 1998 a 2003. Revista de Administração Contemporânea, 11(3), 177-198.

Carvalho, F.N., & Ensslin, S.R. (2006). A evidenciação voluntária do capital intelectual: um estudo revisionista do contexto internacional. Contabilidade Vista & Revista, 17(4), 55-72. Comitê de Pronunciamentos Contábeis. Pronunciamento Conceitual Básico CPC 00 (R1). Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro. 2011.

Conceição, S.H., Dourado, G.B., & Silva, S.F. (2012). Global Reporting Initiative (GRI): Um estudo exploratório da prática de evidenciação em sustentabilidade empresarial na América Latina. Anais do Congresso ANPCONT, Florianópolis, SC, Brasil, 6.

Cosenza, J.P., Paula, M.M., Laurencel, L.C., & Barreto, P.S. (2016). Análise das características e similaridades presentes na produção científica dos Congressos ANPCONT 2007-2014. Revista Contemporânea de Contabilidade, 13(28), 0-0.

Dallabona, L.F., Utzig, M.J.S., Moura, G.D., Zonatto, V., & Ribeiro, M.J. (2011). Retrospectiva dos quatro anos de ANPCONT: Análise dos aspectos metodológicos e perfil dos congressistas. Advances in Scientific and Applied Accounting, 4(3), 406-432.

Fama, E.F. (1970). Efficient capital markets: a review of theory and empirical work. Journal of Finance, 25(2), 383-417.

Fávero, L.P. (2015). Análise de dados: modelos de regressão com Excel, Stata e SPSS. Rio de Janeiro: Elsevier.

Fávero, L.P., Belfione, P., Silva, F.L., & Chan, B.L. (2009). Análise de dados: modelagem multivariada para a tomada de decisões. Rio de Janeiro: Elsevier.

Formiga, M.V., Barros, C.M.E., Cezário, N.J., & Scherer, L.M. (2017). O efeito da incerteza política no desempenho e valoração das companhias abertas brasileiras. Anais do Congresso ANPCONT, Belo Horizonte, MG, Brasil, 11.

Gibbins, M., Richardson, A., & Waterhouse, J. (1990). The management of corporate financial disclosure: opportunism, ritualism, policies, and processes. Journal of Accounting Research, 28(1),121143

Guedes, T.A., Martins, A.B.T., Acorsi, C.R.L., & Janeiro, V. (2015). Estatística descritiva. Projeto de Ensino. Recuperado em 04 julho, 2016, de http://www.uspleste.usp.br/rvicente/Estatistica_Descritiva.pdf

Habermas J. (1976). Legitimation crisis. London: Heinemann.

Hair Jr., J.F., William, B., Babin, B., & Anderson, R.E. (2009). Análise multivariada de dados. 6. ed. Porto Alegre: Bookman.

Hendriksen, E.S., & Van Breda, M.F. (1999). Teoria da contabilidade. São Paulo: Atlas.

HSBC. Pensar Contábil, 18(67), 5-22. Maciel, G.F.D.S.V., Wolff, M.G.C, & Rêgo, R.B. (2016). Teste de eficiência de mercado no Brasil: Um estudo de caso na Petrobras. Relatórios de Pesquisa em Engenharia de Produção, 15(1), 1-7.

Iudícibus, S. (2000). Teoria da contabilidade (6. ed.). São Paulo: Atlas.

Jacques, F.V.S., & Macagnan, C.B. (2011). A relação entre a evidenciação de informações nos pareceres de auditoria e o valor das ações de companhias abertas listadas na Bovespa Anais do Congresso ANPCONT, Vitória, ES, Brasil, 5.

Lanzana, A.P. (2004). Relação entre disclosure e governança corporativa das empresas brasileiras. Tese de Doutorado, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil. Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976 (1976). Dispõe sobre as Sociedades por Ações. Recuperado em 29 fevereiro, 2016, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L6404compilada.htm

Lima, D.H.S., Rodrigues, J.M., & Silva, C.A.T. (2010). Impacto do nível de evidenciação de informações contábeis sobre a precificação de ações no contexto de seleção adversa. Anais do Congresso

Luca, M.M.M., Gomes, C.A.S., Corrêa, D.M.M.C., & Domingos, S.R.M. (2011). Participação feminina na produção científica em contabilidade publicada nos anais dos dos Eventos Enanpad, Congresso USP de Controladoria e Contabilidade e Congresso ANPCONT. Revista de Contabilidade e Organizações, 5(11), 145-164.

Macedo, A.F.P., Oliveira, A.M., Nobre, L.N., Brito, S.G., & Quandt, C.O. (2015). Governança corporativa e evidenciação de capital intelectual em empresas brasileiras. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, 3(1), 18-33.

Macedo, M.A.D.S., Almeida, J.E.F.D., & Dornelles, O.M. (2017). Os mercados acionários internacionais reagem mais às demonstrações contábeis ou às notícias? O caso do escândalo do Banco

Manzi, S.M.S., & Pimentel, M.S. (2016). Produção científica sobre disclousure ambiental: um levantamento a partir de artigos publicados em periódicos nacionais no período de 2005 a 2015. Custos e @gronegócio, 12(Esp), 170-190.

Martins, H.C., & Rodrigues, S.B. (2005). Atributos e papéis dos conselhos de administração das empresas brasileiras. Revista de Administração de Empresas, 45(SPE), 23-35.

Matos, E.B.S., Niyama, J.K., Araujo Neto, L.M., & Marques, M.M. (2012). Congresso ANPCONT: análise bibliométrica descritiva e avaliativa dos artigos publicados de 2007 a 2011. Enfoque Reflexão Contábil, 31(3), 73-88.

Mattos, P.L.C.L. (2004). "Bibliometria": a metodologia acadêmica convencional em questão. RAE-eletrônica, 3(2), 1-6.

Mendes, M.G. (2013). Efeitos do disclosure involuntário negativo decorrente de acidentes ambientais na volatilidade das ações. Anais do Congresso ANPCONT, Fortaleza, CE, Brasil, 7.

Moraes, R. (1999). Análise de conteúdo. Revista Educação, 22(37), 7-32.

Moreira, N.B., Dias Filho, J.M., Gomes, S.M.S., & Conceição, M.G. (2012). Fatores que impactam a divulgação voluntária de informações socioambientais na percepção dos gestores de empresas brasileiras de energia elétrica. Anais do Congresso ANPCONT, Florianópolis, SC, Brasil, 6.

Murcia, F.D.R., Santos, A., Salotti, B.M., & Nascimento, A. (2010). Mapeamento da pesquisa sobre disclosure ambiental no cenário internacional: uma revisão dos artigos publicados em periódicos de língua inglesa no período de 1997 a 2007. ConTexto, 10(17), 7-18.

Mussa, A., Yang, E., Trovão, R., & Famá, R. (2008). Hipótese de mercados eficientes e finanças comportamentais: as discussões persistem. FACEF Pesquisa-Desenvolvimento e Gestão, 11(1), 5-17.

Nascimento, A.R., Santos, A., Salotti, B., & Múrcia, F.D.-R. (2008). Disclosure social e ambiental: a produção científica veiculada em periódicos de língua inglesa entre 1997 e 2007. Anais do Congresso ANPCONT, Salvador, BA, Brasil, 2.

Paula, L.F.D., & Pires, M. (2017). Crise e perspectivas para a economia brasileira. Estudos Avançados, 31(89), 125-144.

Paula, M.M., Silva, A.J.S., Vieira, J., & Coutinho, A. (2012). Diálogo científico nos congressos ANPCONT: diversidade inovadora ou isomorfismo institucionalizado? Contabilidade, Gestão e Governança, 15(3), 35-51.

Paula, M.M., Silva, A.J.S., Vieira, J., & Coutinho, A. (2012). Perfil da pesquisa nos Congressos Anpcont: Diversidade inovadora ou isomorfismo institucionalizado? Anais do Congresso ANPCONT, Vitória, ES, Brasil, 5.

Pinho, G.A., Parente, P.H.N., & Coelho, A.C.D. (2014). Associação entre risco e evidenciação de instrumentos financeiros no Brasil. Anais do Congresso ANPCONT, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 8.

Ponte, V.M.R., Oliveira, M.C., Moura, H., & Carmo, R.C.D.A. (2007). Análise das práticas de evidenciação de informações obrigatórias, não-obrigatórias e avançadas nas demonstrações contábeis das sociedades anônimas no Brasil: um estudo comparativo dos exercícios de 2002 e 2005. Revista Contabilidade & Finanças, 18(45), 50-62.

Rahaman, A.S., Lawrence, S., & Roper, J. (2004). Social and environmental reporting at the VRA: institutionalised legitimacy or legitimation crisis? Critical Perspectives on Accounting, 15(1), 3556.

Ribeiro, H.C.M. (2017). Produção acadêmica da área temática Mercados Financeiro, de Crédito e de Capitais (MFC) divulgada no ANPCONT de 2007 a 2016. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, 5(3), 79-98.

Ribeiro, R.R.M., Camacho, R.R., Moraes, R.O., & Raimundini, S.L. (2015). Contabilidade gerencial: análise da cientificidade e da metodologia dos artigos publicados no EnANPAD e ANPCONT. Revista Capital Científico Eletrônica, 13(1), 26-40.

Rosa, F.S., Ensslin, S.R., & Ensslin, L. (2009). Evidenciação ambiental: processo estruturado de revisão de literatura sobre avaliação de desempenho da evidenciação ambiental. Sociedade, Contabilidade e Gestão, 4(2), 24-37.

Rosa, F.S., Ensslin, S.R., Ensslin, L., & Lunkes, R.J. (2011). Gestão da evidenciação ambiental: um estudo sobre as potencialidades e oportunidades do tema. Engenharia Sanitária Ambiental, 16(1), 157-166.

Rover, S., Tomazzia, E.C., Murcia, F.D.-R., & Borba, J.A. (2009). Explicações para a divulgação voluntária ambiental no Brasil utilizando análise de regressão em painel. Anais do Congresso ANPCONT, São Paulo, SP, Brasil, 3.

Salotti, B.M., & Yamamoto, M.M. (2005). Ensaio sobre a teoria da divulgação. BBR-Brazilian Business Review, 2(1), 53-70.

Santos, M.A., Pires, E.G., Macambira, M.O., & Bruni, A.L. (2013). A construção do conhecimento sobre ensino e aprendizagem em contabilidade: um olhar sobre os Congressos USP e ANPCONT no período de 2007 a 2011. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, 1(1), 71-84.

Silva, A.H., & Fossá, M.I.T. (2015). Análise de conteúdo: Exemplo de aplicação da técnica para análise de dados qualitativos. Qualitas Revista Eletrônica, 16(1), 1-14.

Silva, M.A., Rech, I.J., & Cunha, M.F. (2014). Influência do isomorfismo organizacional no nível de evidenciação de ativos intangíveis. Anais do Congresso ANPCONT, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 8.

Skillius, A., & Wennberg, U. (1998). Continuity, credibility and comparability: key challenges for corporate environmental performance measurement and communication. Intenational Institute for Industrial Environmental Economics, Lund University.

Sousa, C.B., Silva, A.F., Ribeiro, M.S., & Weffort, E.F.J. Valor de mercado e disclosure voluntário: estudo empírico em companhias listadas na BM&FBOVESPA. Revista Ambiente Contábil, 6(2), 94-155.

Suzart, J.A.S. (2016). Índices de evidenciação: quando um mais zero não é igual a um. Contabilometria, 3(1), 52-70.

Van Der Stede, W.A. (2015). Management accounting: Where from, where now, where to? Journal of Management Accounting Research, 27(1), 171-176.

Vanti, N.A.P. (2002). Da bibliometria à webometria: uma exploração conceitual dos mecanismos utilizados para medir o registro da informação e a difusão do conhecimento. Ciência da Informação, 31(2), 152-162.

Verrecchia, R.E. (2001). Essays on disclosure. Journal of Accounting and Economics, 32(1), 97-180.

Wood Jr, T., & Caldas, M.P. (2007). Comportamento organizacional: uma perspectiva brasileira (2. ed.). São Paulo: Atlas.