A Função Social das Compras Públicas pela Inserção da Variável Ambiental: Caso de uma Instituição Federal de Ensino Superior Outros Idiomas

ID:
49665
Resumo:
O objetivo deste artigo é diagnosticar a percepção dos agentes públicos quanto à inserção de critérios de sustentabilidade ambiental nas contratações de uma univem rsidade federal. Os estudos que tratam sobre compras públicas sustentáveis fundamentaram a pesquisa, destacando a importância da função social das licitações. A pesquisa é qualitativa e descritiva, realizada por meio de entrevistas semiestruturadas e análise documental. Constatou-se que o dirigente máximo da instituição assimila o conceito de sustentabilidade e reconhece que a instituição deve se adequar a este paradigma, além de ser uma questão que envolve toda a sociedade. No relato dos demais sujeitos, a sustentabilidade ambiental não aparece de forma aprofundada, sendo reduzida apenas a um mero quesito legal e econômico, não sendo internalizada e tampouco vivenciada nas práticas administrativas.
Citação ABNT:
SOUSA, E. S.; CARVALHO, D. B. A Função Social das Compras Públicas pela Inserção da Variável Ambiental: Caso de uma Instituição Federal de Ensino Superior . Revista Gestão & Planejamento, v. 19, n. 1, p. 4-19, 2018.
Citação APA:
Sousa, E. S., & Carvalho, D. B. (2018). A Função Social das Compras Públicas pela Inserção da Variável Ambiental: Caso de uma Instituição Federal de Ensino Superior . Revista Gestão & Planejamento, 19(1), 4-19.
DOI:
10.21714/2178-8030gep.v19.3528
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/49665/a-funcao-social-das-compras-publicas-pela-insercao-da-variavel-ambiental--caso-de-uma-instituicao-federal-de-ensino-superior-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BARBIERI, José Carlos. Gestão ambiental empresarial: conceitos, modelos e instrumentos. 3 ed, São Paulo: Saraiva, 2011.

BARCESSAT, L. Papel do estado brasileiro na ordem econômica e na defesa do meio ambiente: necessidade de opção por contratações públicas sustentáveis. In: SANTOS, M.G.; BARKI, T.V. P.(Coord.) Licitações e Contratações Públicas Sustentáveis. Belo Horizonte: Fórum, 2011. p. 67-81.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BETIOL, L.S. et al. Compra Sustentável: a força do consumo público e empresarial para uma economia verde e inclusiva. São Paulo: Programa Gestão Pública e Cidadania, 2012. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/15358/Compra%20Sustent%c3%a1vel%20A%20fo r%c3%a7a%20do%20consumo%20p%c3%bablico%20e%20empresarial%20para%20uma%20economia%20ver de%20e%20inclusiva.pdf?sequence=1&isAllowed=y Acesso em: 02 jan. 2018.

BIDERMAN, R. et al. Guia de compras púbicas sustentáveis: uso do poder de compra do governo para a promoção do desenvolvimento sustentável. 2 ed. São Paulo: GVces2008. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/15417/Guia%20de%20Compras%20P%c3%bablic as%20Sustent%c3%a1veis%20uso%20do%20poder%20de%20compra%20do%20governo%20para%20promo% c3%a7%c3%a3o%20do%20desenvolvimento%20sustent%c3%a1vel.pdf?sequence=1&isAllowed=y Acesso em: 02 jan. 2018.

BLACKWEEL, R. O ABC do consumo. Disponível em: . Acesso em: 27 jul. 2014.

BRAMMER, S.; WALKER, H. Sustainable procurement in the public sector: an international comparative study. University of Bath School of Management Working. Paper series. 2007. Disponível em: http://www.bath.ac.uk/management/research/papers.html . Acesso em: 01 out. 2014.

BRASIL. Instrução Normativa Nº 01, de 19 de janeiro de 2010 (a). Dispõe sobre a inserção de critérios de sustentabilidade ambiental na aquisição de bens, contratação de serviços ou obras pela Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional e dá outras providências.

BRASIL. Lei complementar nº 123 de 14 de dezembro de 2006. Institui o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte e dá outras providências.

BRASIL. Lei n° 8.666, de 21 de junho de 1993. Regulamenta o art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal, institui normas para licitações e contratos da Administração Pública e dá outras providências.

BRASIL. Lei nº 12.349 de 15 de dezembro de 2010 (b). Altera as leis nº 8.666, de 21 de junho de 1993, 8.958, de 20 de dezembro de 1994, e 10.973; de 2 de dezembro de 2004; e revoga o § 1º do art. 2º da Lei nº 11.273, de 6 de fevereiro de 2006.

CMMADCOMISSÃO MUNDIAL SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO Nosso futuro comum. 2. ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1991.

COMISSÃO EUROPÉIA. Comprar Ecológico! Manual de contratos públicos ecológicos. Luxemburgo: Serviço das Publicações Oficiais das Comunidades Europeias, 2005.

COMPRAS GOVERNAMENTAIS. Informações gerenciais de contratações públicas sustentáveis. Disponível em: http://www.comprasgovernamentais.gov.br/arquivos/estatisticas/01_a_10_informativo_comprasnet_compras_su stentaveis_2013.pdf . 2014. Acesso em: 14 jul. 2014.

ELKINGTON, J. Accounting for the triple bottom line. Measuring Business Excellence, v. 2. p.18-22, 1998.

FERREIRA, D. A licitação pública no Brasil e sua nova finalidade legal: a promoção do desenvolvimento nacional sustentável. Belo Horizonte: Fórum, 2012.

FOLADORI, G. Avances y límites de la sustentabilidad social. Economía, Sociedad y Territorio. México. v. 3, n.12, p. 621-637, jul./dez. 2002.

GOODLAND, R. The concept of environmental sustainability. Annual Review of Ecology and Systematics. Califórnia, v. 26, p.1-24, 1995.

GUIMARÃES, E. S. Manual de planejamento das licitações públicas. Curitiba: Juruá, 2012.

GUNTHER, E.; SCHEIBE, L. The Hurdles Analysis: A method to identify and analyse hurdles for green procurement in municipalities. Dresdner Beiträge zur Betriebswirtschaftslehre, Dresden, n, 80. p. 1-49. 2004. Disponível em: http://www.qucosa.de/fileadmin/data/qucosa/documents/1098/1074594203546-4130.pdf . Acesso em: 14 jul. 2014.

HEGENBERG, J. T. As compras públicas sustentáveis no Brasil: um estudo nas universidades federais. 2013. Dissertação (Mestrado) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Programa de Pós-graduação em Planejamento e Governança Pública, 2013

MANSANO, S. R. V. O método qualitativo nos estudos sociais aplicados: dimensões éticas e políticas. Revista Economia e Gestão, Minas Gerais, v. 14, n. 34, p. 119–136, 2014.

MENEGUZZI, R. M. Conceito de Licitação Sustentável. In: SANTOS, M. G.; BARKI, T.V. P. (Coord.) Licitações e Contratações Públicas Sustentáveis. Belo Horizonte: Fórum, 2011. p. 19-38.

NASCIMENTO, E.P. Trajetória da sustentabilidade: do ambiental ao social, do social ao econômico. Estudos avançados. São Paulo, v. 26. n. 74. p. 51-64. 2012.

PORTILHO, F. Sustentabilidade ambiental, consumo e cidadania. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

RIBEIRO, R. B. et al. A procura do consumo financeiramente sustentável: socialização e representações sociais do consumo, crédito e poupança. Revista Crítica de Ciências Sociais, Coimbra, v.101, p. 65-88, 2013.

ROSSATO, J. Compras públicas sustentáveis: estudo nas instituições federais de ensino superior a partir das comissões permanentes de licitação. 2011. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-graduação em Administração, 2011.

ROSSETI, R.; GIACOMINI FILHO, G. Comunicação, consenso social e consumo sustentável. Comunicação, mídia e consumo. São Paulo. v. 7, n. 18. p. 153-169, mar. 2010.

SACHS, I. Desenvolvimento includente, sustentável, sustentado. Rio de Janeiro: Garamond, 2008.

SAMPIERE, R. H.; COLLADO, C. H.; LÚCIO, M. P. B.. Metodologia de pesquisa. 3. ed., São Paulo: McGraw-Hill, 2006.

SANTANA, J. E.; CAMARÃO, T.; CHRISPIM, A. C. D. Termo de referência: o impacto da especificação do objeto e do termo de referência na eficácia das licitações e contratos. 3. ed. Belo Horizonte: Fórum, 2013.

SANTOS, M. G. Poder normativo nas licitações sustentáveis In: SANTOS, M G.; BARKI, T.V. P. (Coord.) Licitações e Contratações Públicas Sustentáveis. Belo Horizonte: Fórum, 2011. p. 153-173.

SANTOS, R. S., et al. Guia de Compras Públicas Sustentáveis para a Administração Federal. ICLEI, 2010. Disponível em: http://cpsustentaveis.planejamento.gov.br/wp-content/uploads/2010/06/Cartilha.pdf. Acesso em: 12/02/2014.

SHIMAHARA, E.; ESCOBAR, M. Sustentabilidade: uma nova dimensão de avaliação para instituições de ensino? In: COLOMBO, Sônia Simões (Org.). Gestão universitária: os caminhos para a excelência. Porto Alegre: Penso, 2013.

SILVA, A. H.; FOSSÁ, M.I.T. Análise de conteúdo: exemplo de aplicação da técnica para análise de dados qualitativos. In: ENCONTRO DE ENSINO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE, 4., 2013, Brasília. Anais... Brasília, 2013. p. 1-14,

SIMÕES, C. P. Responsabilidade social e cidadania: conceitos e ferramentas. Brasília, 2008. Acesso em: 26 jul. 2013. Disponível em: http://www.sfiec.org.br/portalv2/sites/sesiv3/files/files/Livro%20de%20Resp.pdf

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ. Relatório de Gestão UFPI 2011. Disponível em: http://www.ufpi.br/subsiteFiles/proplan/arquivos/files/RELATORIO%20DE%20GESTAO%202011.pdf. Acesso em: 29 ago. 2013.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ. Relatório de Gestão UFPI 2012. Disponível em: http://www.ufpi.br/subsiteFiles/proplan/arquivos/files/Relat%C3%B3rio%20de%20Gest%C3%A3o%202012.pd f. Acesso em: 29 ago. 2013.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ. Relatório de Gestão UFPI 2013. Disponível em: http://www.ufpi.br/subsiteFiles/proplan/arquivos/files/Relatorio_de_Gestao_UFPI%202013_final_pagina%20pr oplan.pdf . Acesso em: 05 jul. 2014.

VERGARA, Sylvia C. Métodos de pesquisa em administração. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

WALKER, Helen et al. Sustainable procurement: an international policy analys is of 30 oecd countries. International Public Procurement Conference. Paper. 2009. Disponível em: http://www.ippa.org/IPPC5/Proceedings/Part5/PAPER5-10.pdf