A Chape e a Nova Arena Condá: Sonho ou Realidade? Outros Idiomas

ID:
49682
Resumo:
A Chape – Associação Chapecoense de Futebol foi fundada em 1973 e ficou conhecida mundialmente no final de 2016 pelo acidente aéreo que vitimou praticamente todo o time. Em sete anos, subiu as quatro divisões nacionais e conseguiu ir à final da Copa Sul-Americana. Atualmente é o mais bem estruturado time de futebol da região oeste de Santa Catarina. Além dos excelentes resultados em campo nos últimos anos, o clube apresentava resultados financeiros satisfatórios. Nesse cenário de crescimento e conquistas, cresceu o sonho da construção da nova Arena Condá. Porém com o acidente aéreo no final de 2016, teve que se reorganizar para seu retorno aos campeonatos. Neste mesmo período realizou ações para a ampliação de patrocinadores. Paralelamente, processos trabalhistas e judiciais contra o clube foram iniciados pelas vítimas e seus familiares. A proposta deste caso para ensino é analisar a viabilidade sobre o investimento da nova Arena Condá, considerando suas análises administrativas-financeiras, os novos patrocinadores, os processos judiciais e as possíveis formas de viabilização e de manutenção deste empreendimento. Poderá ser trabalhado em níveis de graduação e pós graduação nas áreas de gestão e negócios, em disciplinas de administração financeira e de investimentos. Poderá também ser aplicada na análise de balanços, estratégias empresariais e financeira.
Palavras-chave:
Citação ABNT:
SOUZA, E.; LEITE, L.; SEEMANN, J. D. S. A Chape e a Nova Arena Condá: Sonho ou Realidade? . Revista Gestão Organizacional, v. 10, n. 2, p. 80-102, 2017.
Citação APA:
Souza, E., Leite, L., & Seemann, J. D. S. (2017). A Chape e a Nova Arena Condá: Sonho ou Realidade? . Revista Gestão Organizacional, 10(2), 80-102.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/49682/a-chape-e-a-nova-arena-conda--sonho-ou-realidade--/i/pt-br
Tipo de documento:
Caso de Ensino
Idioma:
Português
Referências:
PORTAL DA COPA. Governo federal apresenta balanço de ações para a Copa do Mundo. Portal da Copa: Governo Federal. . Acesso em 11 abr 2014.

TONIAL, R. B.; MONTENEGRO, J. L. Z.; LAIMER, C. G.; GUIMARÃES, C. F. G. Performance Esportiva ou Performance Administrativa: O Dilema dos Gestores de um Clube de Futebol Brasileiro. Acesso em 30 abr.2017

ARENA AMAZONIA. Estrutura da Arena. . Acesso em 15 Abr2018.

ARENA PANTANAL. Estrutura da Arena. . Acesso em 15 abr2018.

ASSAF NETO, Alexandre. Os Métodos quantitativos de análise de investimentos. Caderno de Estudos, n. 06, São Paulo, FIPECAFI, 1992.

BACEN. Histórico da taxa de juros. . Acesso em 15 abr2018.

BACEN. Indicadores econômicos consolidados. >. Acesso em 15 abr2018.

BUARQUE, Cristovam. Avaliação econômica de projetos: uma apresentação didática. Rio de Janeiro: Elsevier, 1994.

CARDOSO, Márdel. Pesquisa: faturamento das Novas Arenas. Relatório Arenaplan, São Paulo: Arenaplan Consultoria, 2013.

CBF. Receitas dos jogos do Campeonato Brasileiro. Rio de Janeiro, 2014. . Acesso em 11 abr2018.

DANI, A.C; HEIN, N; SANTOS, C.A. Estudo da relação entre os rankings formados pela Confederação Brasileira de Futebol e a partir de Indicadores Econômico-financeiros dos Clubes de Futebol Brasileiros. PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review, v. 5, n. 3, 2016.

DANTAS, M. G. S.; MACEDO, M. A. S.; MACHADO, M. A. V. (2016). Eficiência dos custos operacionais dos clubes de futebol do Brasil. Acesso em 30 abr. 2016.

IBGE.Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Dados sobre a cidade de Chapecó. . Acesso em 17 abr.2017.

LEÃO, A L M de S; FERREIRA, B. R. T; GOMES, V P de M. Um elefante branco nas dunas de Natal?Uma análise pósdesenvolvimentista dos discursos acerca da construção da Arena das Dunas. Revista de Administração Pública, v. 50, n. 4, p. 659-687, 2016.

LUCENTE, A dos R.; BRESSAN, P. E. R. Análise de índices financeiros: estudo de caso do Sport Club Corinthians Paulista no período de 2008 a 2013. PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review, v. 4, n. 3, 2015.

MATARAZZO, D. C. (2010). Análise financeira de balanços: abordagem gerencial. São Paulo: Atlas.

MOTTA, J. R. C. G. O. (2012) Negócio das Arenas: profissionalismo esportivo, cultura e entretenimento. Future Studies Research Journal: Trends and Strategies, v. 4, n. 2, p. 21-48.

Nd. Arena multiuso para a Associação Chapecoense de Futebol.
Nd. Balanço Financeiro da Chapecoense pós-tragédia. Acesso em 17mar2017.

Nd. Chapecoense será processada por famílias de jornalistas vítimas em tragédia. . Acesso em: 17 mar.2017.

Nd. Confederação Brasileira de Futebol - CBF cadastra 790 estádios. Acesso em 14 abr.2017.

Nd. Dados sobre a Arena Condá. Acesso em 14 abr.2017.

Nd. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2016 e de 2017 e relatório dos auditores independentes da Associação Chapecoense de Futebol. . Acesso em 17 abr 2018.

Nd. Em processo de reconstrução, Chape terá 11 atletas da base no profissional. Acesso em: 17 mar.2017.

Nd. Estudante cria projeto de uma nova Arena Condá. Acesso em 17 mar.2017.

Nd. Governador conhece arena multiuso em Londres. Acesso em 30 abr.2017.

Nd. Viúvas entram com ação trabalhista contra a Chape. Acesso em 17 mar2017.

NOBREGA, Newton C. M. Um estudo teórico da avaliação de riscos em projetos de investimentos em organizações. Trabalho de Conclusão de Curso. Universidade Federal de Juiz de Fora. Juiz de Fora, 2007.

PEREIRA, G. S.; De CONTO, S. M. Analysis of the London 2012 Olympic Games and the Rio 2007 Pan American Games. Revista Rosa dos Ventos – Turismo e Hospitalidade, v. 6, n. 4, pp. 488-507.

PLURI CONSULTORIA. O Impacto das novas arenas sobre o público e a renda do campeonato brasileiro. Pluri Especial. 2014.

PLURI CONSULTORIA. Os 60 clubes com maior média de público das Américas 2013/2014. Pluri Especial: São Paulo, 2014

PLURI CONSULTORIA. Ranking brasileiro de público e renda em 2013, por cidade. Pluri Especial: São Paulo, 2014.

PLURI CONSULTORIA. Valor de naming rights dos estádios: Brasil x Inglaterra. Pluri Especial: São Paulo, 2013.

PODIUM Sport. nd. Leisure and Tourism Review, v. 5, n. 3, p. 1-19, 2016.

SANTOS, A. F.; TOLEDO FILHO, J. R. (2010). Aplicação da análise envoltória de dados no estudo comparativo entre gestão econômico-financeira dos clubes de futebol versus desempenho no ranking de clubes da CBF. Acesso em 30 abr.2017

SILVA, J. P. Análise Financeira das Empresas. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2004

TESTON, S de F.; FILIPPIM, E. S. (2016) Perspectivas e desafios da preparação de sucessores para empresas familiares. Revista de Administração Contemporânea, v. 20, n. 5, p. 524-545, 2016.