Política de Fusão de Entidades Hospitalares em Portugal: Avaliação da Produtividade Outros Idiomas

ID:
49779
Resumo:
Esta pesquisa desenvolve um exercício de avaliação da produtividade em 18 centros hospitalares, criados através de um processo de fusão de entidades hospitalares decorrido gradualmente entre os anos 2005 e 2012. O objetivo principal deste estudo é verificar se ocorreu, como esperado, uma melhoria na produtividade após a introdução dessa política de fusão já que era esperada a redução dos custos por meio da promoção de uma maior eficiência na utilização dos recursos disponíveis. Como metodologia foi aplicado o índice de Malmquist, que mede a produtividade total dos fatores entre dois pontos de dados em termos de escores de funções de distância baseados no uso prévio de um método não paramétrico para estimar as funções de fronteira (no caso a Análise Envoltória de Dados - DEA). Como resultados, se conclui que a constituição de 18 centros hospitalares tem gerado, em termos de efeitos imediatos, uma melhoria da produtividade, porém restringida a partir do ano 2011, por influência do programa de intervenção econômica externa aplicado a Portugal pelo Fundo Monetário Internacional, Banco Central Europeu e Comissão Europeia.
Citação ABNT:
NUNES, A. M.Política de Fusão de Entidades Hospitalares em Portugal: Avaliação da Produtividade . Revista de Administração Hospitalar e Inovação em Saúde, v. 15, n. 1, p. 94-109, 2018.
Citação APA:
Nunes, A. M.(2018). Política de Fusão de Entidades Hospitalares em Portugal: Avaliação da Produtividade . Revista de Administração Hospitalar e Inovação em Saúde, 15(1), 94-109.
DOI:
http://dx.doi.org/10.21450/rahis.v15i1.4153
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/49779/politica-de-fusao-de-entidades-hospitalares-em-portugal--avaliacao-da-produtividade--/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ANDERSEN, P.; PETERSEN, N. A procedure for ranking efficient units in data envelopment analyses. Management Science, v. 39, n. 10, p. 1261–1264, 1993.

AZEVEDO, H.; & MATEUS, C. Cost effects of hospital megers in Portugal. Revista Portuguesa de Saúde Pública, v. 32, n. 1, p. 106-117, 2013.

BARROS, P. Economia da saúde conceitos e comportamentos. Coimbra: Almedina, 2013.

BARROS, P. O mixed bang das reformas do sector da saúde pós-2002. Revista Portuguesa de Saúde Pública, v.4, p. 51-56, 2004.

BROOKS, G.; Jones, V. (1997). Hospital mergers and marker overlap. Health Services resource, 31,701-722.

CAMPOS, A. Por um sistema de saúde mais eficiente. Cadernos de economia, n. 80, p. 9-15, 2007.

CAMPOS, A. Reformas da saúde – o fio condutor. Coimbra: Edições Almedina, 2008.

CAMPOS, A.; SIMÕES, J. O percurso da saúde: Portugal na Europa. Coimbra: Almedina, 2011.

CAVES, D., CHRISTENSEN, L., & DIEWERT, W. (1982). The economic theory of index numbers and the measurement of input, output and productivity. Econometrica, n. 50, p. 1393-1414.

CESCONETTO, A.; LAPA, J.; CALVO, M.. Avaliação da eficiência produtiva de hospitais do SUS de Santa Catarina, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, n. 24, v. 10, p. 2407-2417, 2008.

CHARNES, W.; COOPER, W.; RHODES, E. Measuring the efficiency of decision making units. European Journal of Operational Research, n. 2, p. 429–441, 1978.

COOPER, W.; SEIFORD, L.; TONE, K. Data envelopment analysis: a comprehensive text with models, applications, references and dea-solver software. Reino Unido: Springer, 2007.

DAFNY, L. Estimation and identification of merger effects: an application to hospital mergers. Cambridge: National bureau of economic research, 2005.

DORGAN, S., LAYTON, D., BLOOM, N., HOMKES, R., SADUN, R., REENEN, J. Management in healthcare: why good practise really matters. Londres: Mckinsey & Company, 2010.

DRUCKER, P. Knowledge-Worker Productivity: The Biggest Challenge. California Review Management, v. 41, n. 2, p. 79-94, 1999.

ERS ENTIDADE REGULADORA DA SAÚDE. Estudo de Avaliação dos Centros Hospitalares. Lisboa: ERS, 2012.

FARREL. The measurement of productive efficiency. Journal of the Royal Statistical Society. 120(3), 253-281, 1957.

FERNANDES, A.; NUNES, A. Hospitals and the Public-Private Combination in the Portuguese Health System. Acta Médica Portuguesa 29 (3), 217-223, 2016.

FERRIER, G.; VALDMANIS, V. Do mergers improve hospitalproductivity? Journal of the Operational Research Society, v. 55, p. 1071-1080, 2004.

GANNON, B. Technical Efficiency of Hospitals in Ireland. In Research Programme on Health Services, Health Inequalities and Health and Social Gain (pp.1-31) Dublin: University College Dublin and University of Ulster, 2004.

HARFOUCHE, A. Opções políticas em saúde. Efeitos sobre a eficiência hospitalar. Coimbra: Edições Almedina, 2012.

INE INSTITUTO NACIONAL DE ESTATÍSTICA. Conta Satélite da Saúde (2000-2013). Lisboa: INE, 2015.

KALIRAJAN, K.; SHAND, R. Economics in Disequilibrium: an Approach from the Frontier. Londres: Macmillan Education, 2002.

MARQUES, R.; SIMÕES, P. Performance and congestion analysis of the portuguese hospital services. Central European Journal of Operation Research, n. 19, v. 1, p.39-63, 2011.

MIZALA, A.; ROMAGUERA, P.; FARREN, D. The Technical Efficiency of Schools in Chile. Applied Economics, v. 34, n. 12, p. 1533-1552, 2002.

NUNES, A.; HARFOUCHE, A. A Reforma da Administração Pública aplicada ao sector da saúde a experiência portuguesa. Revista de Gestão em Sistemas de Saúde, v. 4, n.2, p. 1-8, 2015.

NUNES, A. Reformas na gestão hospitalar: análise dos efeitos da empresarialização. Tese (Doutorado em Administração da Saúde) Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, Universidade de Lisboa, 2016.

PAGE, T. Notions of innovation in healthcare services and products. International Journal of Innovation and Sustainable Development, v. 8, n. 3, p. 217-231, 2014.

PORTUGAL. Decreto-Lei n. º 284/99, de 26 de julho. Diário da República nº172, Série-A, p. 46834687.

REGO, G. Gestão empresarial dos serviços públicos. Uma aplicação ao sector da saúde. Porto: Vida Económica, 2011.

ROTTA, C. Utilização de indicadores de desempenho hospitalar como instrumento gerencial. Tese (Doutorado em Saúde Pública administração hospitalar) – Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo, 2004.

SANTANA, R.; COSTA, C. A integração vertical de cuidados de saúde: aspetos conceptuais e organizacionais. Revista Portuguesa de Saúde Pública, v. 7, p. 29-56, 2008.

SINAY, U. Pre-and post-merger investigation of hospital mergers. Eastern Economic Journal, 24, p. 83–97, 1998.

TENN, S. The price effects of hospital mergers: a case study of the sutter–summit transaction. International Journal of the Economics of Business, v. 18, n.1, p. 65-82, 2011.

VASQUEZ, C. Eficiência e produtividade no ensino superior público. Tese (Doutorado em Administração Pública) Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, Universidade de Lisboa, 2012.