O Impacto do Incentivo aos Funcionários nos Lucros dos Bancos Brasileiros Outros Idiomas

ID:
49799
Resumo:
Este trabalho investiga a relação entre os incentivos financeiros pagos a funcionários e a rentabilidade de bancos no Brasil. O modelo em estudo utiliza como variável dependente o Retorno Sobre os Ativos (ROA) e como variáveis de controle o tamanho, liquidez bancária, imobilização, risco, capitalização, alavancagem, crescimento da carteira de crédito e tipo de banco. A variável de interesse, dada pela razão entre a participação nos lucros e o total dos salários de funcionários para cada banco/ano, tem o intuito de medir a intensidade percebida pelos funcionários do incentivo financeiro proporcionado pelo pagamento de participação nos lucros. A amostra origina-se de dados fornecidos pelo Banco Central do Brasil e compreende todos os bancos em operação entre 2001 e 2011 que reportaram pagamento de participação nos lucros. Os resultados confirmam a hipótese de relação positiva e significante entre tais incentivos e o ROA dos bancos. Além disso, constatou-se que os bancos que concedem mais incentivos financeiros possuem, em média, menos agências bancárias, maior ROA, menor risco da carteira, maior liquidez bancária, menor imobilização e maior crescimento da carteira. Outro aspecto relevante é o de contrapor as evidências encontradas por Özutku (2012), nas quais não se sustenta a afirmação de que programas de incentivos são ineficientes em empresas de grande porte.
Citação ABNT:
FORTI, C. A. B.; BARBOZA, F. L. M.; RIBEIRO, K. C. S.; NOGUEIRA, S. G. O Impacto do Incentivo aos Funcionários nos Lucros dos Bancos Brasileiros. Enfoque Reflexão Contábil, v. 37, n. 2, p. 51-66, 2018.
Citação APA:
Forti, C. A. B., Barboza, F. L. M., Ribeiro, K. C. S., & Nogueira, S. G. (2018). O Impacto do Incentivo aos Funcionários nos Lucros dos Bancos Brasileiros. Enfoque Reflexão Contábil, 37(2), 51-66.
DOI:
10.4025/enfoque.v37i2.34283
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/49799/o-impacto-do-incentivo-aos-funcionarios-nos-lucros-dos-bancos-brasileiros/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ALSABRI, M. A.; RAMESH, H. N. Impact of employees motivation on banking effectiveness – A study of selected banks in Shimoga city India, International Journal of Research in Computer Application & Management, v. 2, n. 7, p. 61-68, 2012.

ATHANASOGLOU, P. P.; BRISSIMIS, S. N.; DELIS, M. D. Bank-specific, industry-specific and macroeconomic determinants of bank profitability. Journal of International Financial Markets, Institutions & Money, v. 18, n. 2, p. 121-136, 2008.

ATKINSON, Anthony A. et al. Contabilidade Gerencial. Revisão Técnica Rubens Famá. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2000.

BACEN. Evolução do Sistema Financeiro Nacional - Relatório Anual. Banco Central do Brasil, 2011. .

BACEN. Evolução do Sistema Financeiro Nacional -Relatório Anual. Banco Central do Brasil, 2015. . Acesso em: 15 jul. 2015.

BARTEL, A. P. Human resource management and organizational performance: Evidence from retail banking. Industrial & Labor Relations Review, v. 57, n. 2, p. 181-203, 2004.

BECKER, Grace V.; RUAS, Roberto L. Estratégias de comprometimento e planos de participação nos lucros: tendências recentes. Revista de Administração Contemporânea, v. 1, n. 3, p. 141-161, set./dez. 1997.

BELCHER Jr, John G. How to design & implement a results-oriented variable pay system. New York: American Management Association, 1996.

BERTAY, Ata Can; DEMIRGÜÇKUNT, Asli; HUIZINGA, Harry. Do we need big banks?Evidence on performance, strategy and market discipline. Journal of Financial Intermediation, v. 22, n. 4, p. 532-558, 2013.

BORDELEAU, Étienne; GRAHAM, Christopher. The Impact of Liquidity on Bank Profitability. Bank of Canada Working Paper, Ontario, 38-2010. . Acesso em: 27 jun. 2010.

BOUWMAN, Christa H. S. Bank Capital, Monitoring and Bank Performance. Case Western Reserve University, Weatherhead School of Management, Cleveland, 2009.

BRYSON, Alex; FREEMAN, Richard; LUCIFORA, Claudio; PELLIZZARI, Michele; PEROTIN, Virginie. Paying For Performance: Incentive Pay Schemes and Employees' Financial Participation. London: Centre for Economic Performance. CEP Discussion Paper n. 1112. Jan. 2012.

CORRÊA, Daniela; LIMA, Gilberto Tadeu. Participação dos Trabalhadores nos Lucros e Resultados das Empresas: Lições da experiência internacional. Revista de Economia Contemporânea, v. 10, n. 2, p. 357-388, 2006.

DIEESE. A geração de riqueza no setor bancário e seu impacto na renda do trabalho. Nota Técnica, n. 75. DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS, 2008.

DIEESE. Um novo cenário para o setor financeiro no Brasil. Nota Técnica, n. 123. DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS, 2013.

DIVINO, José Angelo; VINHADO, Fernando da Silva. Determinantes da Rentabilidade das Instituições Financeiras no Brasil. Análise Econômica, v. 31, n. 59, 2013.

DUARTE, Patrícia Cristina; LAMOUNIER, Wagner Moura; TAKAMATSU, Renata Turola. Modelos Econométricos para Dados em Painel: Aspectos Teóricos e Exemplos de Aplicação à Pesquisa de Contabilidade e Finanças. In: Congresso USP de Inic. Cient. em Contabilidade, 4, 2007, Anais eletrônicos... São Paulo. . Acesso em 14 set. 2007.

FEBRABAN. Relatório Anual de 2015.FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE BANCOS. São Paulo, 2015. . Acesso em: 12 jul. 2015.

FORTI, Cristiano; SCHIOZER, Rafael F. Bank dividends and signaling to informationsensitive depositors. Journal of Banking & Finance, v. 56, p. 1-11, 2015.

GUIMARAES, P. How does foreign entry affect the domestic banking marketing?The Brazilian case. Latin American Business Review, v. 3, n. 4, p. 121-140, 2002.

KHAN, Waqas; MUFTI, Owais. Effects of compensation on motivating employees in public and private banks of Peshawar (BOK and UBL). Journal of Basic and Applied Scientific Research, v. 2, n. 5, p. 4616-4623, 2012.

KOHLER, Matthias. Which banks are more risky?The impact of loan growth and business model on bank risk-taking. Deutsche Bundesbank. Discussion Paper, Frankfurt, n. 33, 2012.

KOHN, Al e. Punidos pelas recompensas: os problemas causados por prêmios por produtividade, planos de incentivos, remuneração variável, elogios, participação nos lucros e outras formas de suborno. São Paulo: Atlas, 1998.

KRAUTER, E.; BASSO, L. F. C.; KIMURA, H. Contabilidade Gerencial, Direcionadores de Valor e Remuneração Variável. In: 3º CONGRESSO USP – Controladoria e Contabilidade, 2003, Anais eletrônicos... São Paulo. Disponível em: . Acesso em 04 ago. 2003.

KRAUTER, Elizabeth. A influência da remuneração variável no desempenho das empresas. In: SIMPÓSIO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 13, 2006, Anais eletrônicos... Bauru. Acesso em: 03 jul. 2012.

KRAUTER, Elizabeth. A relação entre estratégia, planos de participação nos lucros ou resultados e direcionadores de valor: um estudo com empresas industriais de grande porte. Revista Alcance, v. 14, n. 1, p. 133-150. 2007.

LAMPEL, Joseph; BHALLA, Ajay; JHA, Pushkar P. The Employee Owned Business Model During Growth and Adversity: How Well Does it Hold Up? The European Business Review, p. 20-23. 2012.

MARINAKIS, Andrés E. A participação dos trabalhadores nos lucros e resultados das empresas no Brasil: um instrumento para acelerar a reestruturação necessária. Revista de Administração de Empresas, v. 37, n. 4, p. 56-64, 1997.

MARTINS, Sérgio Silveira; VERIANO, Carlos Evangelista. A remuneração flexível como componente da gestão de salários. Revista de Administração de Empresas. v. 44, n. Edição Especial, p. 22-33, 2004.

MASTERNAK, Robert L. Gainsharing or Profit Sharing. In: BERGER, Lance A.; BERGER, Dorothy, R. (ed). The Compensation Handbook: a state-of-the-art guide to compensation strategy and design. 5 ed. New York: McGraw Hill, p. 277-293, 2008.

NAPOLITANO, Giuliana; FILGUEIRAS, Maria Luíza. O Brasil, os Juros e os Bancos. Revista EXAME, São Paulo, ano 46, n. 23, ed. 1029, p. 46-54, 2012.

NGO, Phong TH. Endogenous Capital and Profitability in Banking. ANUCBE School of Economics Working Paper, 464, 2006.

OLIVEIRA, Raquel de Freitas; SCHIOZER, R. F. A recente Onda de Abertura de Capital de Bancos Brasileiros. Relatório de Estabilidade Financeira do Banco Central do Brasil, Brasília, v. 8, n. 1, p. 161-181, 2009.

ÖZUTKU, Hatice.The Influence of Intrinsic and Extrinsic Rewards on Employee Results: An Empirical Analysis in Turkish Manufacturing Industry. Business and Economics Research Journal, v. 3, n. 3, p. 29-48, 2012.

ROSA, Fernanda Della. Participação nos lucros ou resultados: a grande vantagem competitiva. São Paulo: Atlas, 2000.

SALEEM, Saba. The impact of financial incentives on employees commitment. European Journal of Business and Management, v. 3, n. 4, p. 258266, 2011.

SARLO NETO, Alfredo; BASSI, Bruno Rossi; ALMEIDA, André Abreu de. Um estudo sobre a informatividade dos lucros contábeis na América Latina. Revista de Contabilidade e Organizações, v. 5, n. 12, p. 4-25, 2011.

SHARMA, Renu. The Impact of various components of Compensation on the motivation level of employees - A comparative study of selected Indian Public and Private sector Banks, Int. Journal of Application or Innovation in Engineering & Management, v. 2, n. 7, 2013.

VERGARA, Sylvia Constant. Gestão de Pessoas. 10 ed. São Paulo: Atlas, 2011.

WELBOURNE, Theresa M.; GOMEZ-MEJIA, Luis R. Gainsharing: A Critical Review and a Future Research Agenda. Working Paper. Ithaca, NY: Cornell University, 1995.

WOOD JR, Thomaz; PICARELLI FILHO, Vicente. Remuneração Estratégica: a nova vantagem competitiva. 3 ed. São Paulo: Atlas, 2004.