Relação entre a Eficiência na Gestão de Custos Mensurada pelo Método de Análise da Fronteira Estocástica (SFA) e a Rentabilidade das Instituições Financeiras no Brasil Outros Idiomas

ID:
49945
Resumo:
Este estudo tem por objetivo investigar a relação entre a eficiência na gestão de custos e a rentabilidade das instituições financeiras bancárias no Brasil. Utilizou-se a abordagem de intermediação para a estimação da eficiência na gestão de custos das instituições financeiras, aplicando o método da Análise da Fronteira Estocástica (SFA) modelado com indicadores econômico-financeiros. Para investigar a relação entre eficiência e a rentabilidade, foi ajustado um modelo de regressão linear múltipla com dados em painel. A amostra da pesquisa é composta por 47 instituições financeiras, classificadas como banco múltiplo, comercial e Caixa Econômica, e o período analisado compreende os anos de 2008 a 2015. Diante da aplicação do modelo econométrico, foi identificada a existência da relação direta e estatisticamente significativa entre a eficiência na gestão de custos e a rentabilidade das instituições financeiras, indicando que maiores níveis de eficiência na gestão de custos estão relacionados a maiores níveis de rentabilidade. Os sinais obtidos para os coeficientes da variável de investigação e das variáveis de controle corroboraram as expectativas baseadas na literatura científica. Assim, os achados deste estudo indicam que a eficiência na gestão de custos é um fator determinante para melhorar a rentabilidade do sistema bancário brasileiro.
Citação ABNT:
MENDONÇA, D. J.; SOUZA, J. A.; CARVALHO, F. M.; BENEDICTO, G. C. Relação entre a Eficiência na Gestão de Custos Mensurada pelo Método de Análise da Fronteira Estocástica (SFA) e a Rentabilidade das Instituições Financeiras no Brasil. Revista Capital Científico - Eletrônica, v. 16, n. 3, p. 5-21, 2018.
Citação APA:
Mendonça, D. J., Souza, J. A., Carvalho, F. M., & Benedicto, G. C. (2018). Relação entre a Eficiência na Gestão de Custos Mensurada pelo Método de Análise da Fronteira Estocástica (SFA) e a Rentabilidade das Instituições Financeiras no Brasil. Revista Capital Científico - Eletrônica, 16(3), 5-21.
DOI:
10.5935/2177-4153.20180017
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/49945/relacao-entre-a-eficiencia-na-gestao-de-custos-mensurada-pelo-metodo-de-analise-da-fronteira-estocastica--sfa--e-a-rentabilidade-das-instituicoes-financeiras-no-brasil/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
AIGNER, D.; LOVELL, C. A. K.; SCHMIDT, P. Formulation and estimation of stochastic frontier production function models. Journal of Econometrics, v. 6, n. 1, p. 21-37, 1977.

ALLEN, F.; SANTOMERO, A. M. The theory of financial intermediation. Journal of Banking & Finance, v. 21, n. 11, p. 1461-1485, 1998.

ALLEN, F.; SANTOMERO, A. M. What do financial intermediaries do? Journal of Banking & Finance, v. 25, n. 2, p. 271-294, 2001.

ASSAF NETO, A. Estrutura e análise de balanços. 10. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

ASSAF NETO, A. Mercado Financeiro. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

BARROS, C. P.; WANKE, P. Banking efficiency in Brazil. Journal of International Financial Markets, Institutions and Money, v. 28, p. 54-65, 2014.

BATTESE, G. E.; COELLI, T. J. A model for technical inefficiency effects in a stochastic frontier production function for panel data. Empirical Economics, v. 20, n. 2, p. 325-332, 1995.

BCB - BANCO CENTRAL DO BRASIL. 50 maiores bancos e o consolidado do Sistema Financeiro Nacional. 2016. .

BCB - BANCO CENTRAL DO BRASIL. Plano Contábil das Instituições do Sistema Financeiro Nacional (COSIF). 1987. .

BRIGHI, P.; VENTURELLI, V. How functional and geographic diversification affect bank profitability during the crisis. Finance Research Letters, v. 16, p. 1-10, 2015.

DIAMOND, D. W. Financial intermediation and delegated monitoring. The Review of Economic Studies, v. 51, n. 3, p. 393-414, 1984.

DIETRICH, A.; WANZENRIED, G. Determinants of bank profitability before and during the crisis. Journal of International Financial Markets, Institutions & Money, v. 21, p. 307-327, 2011.

D’OLIVEIRA, E. H. Determinantes da lucratividade bancária no Brasil. 2014. 51 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Programa de Pós-Graduação em Economia, Universidade de Brasília, Brasília, 2014.

DOUMPOS, M.; COHEN, S. Applying data envelopment analysis on accounting data to assess and optimize the efficiency of Greek local governments. Omega International Journal of Management Science, v. 46, p. 74-85, 2014.

DUYGUN, M.; SENA, V.; SHABAN, M. Schumpeterian competition and efficiency among commercial banks. Journal of Banking & Finance, v. 37, n. 12, p. 5176-5185, 2013.

GAGANIS, C.; PASIOURAS, F. Financial supervision regimes and bank efficiency: International evidence. Journal of Banking & Finance, v. 37, n. 12, p. 5463-5475, 2013.

GHROUBI, M.; ABAOUB, E. A meta-frontier function for the estimation of Islamic and conventional banks’ cost and revenue efficiency: the case of Malaysia from 2006 to 2012. International Journal of Business and Management, v. 11, n. 5, p. 254, 2016.

GIAMBIAGI, F.; VILLELA, A. A. Economia brasileira contemporânea. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GITMAN, L. J. Princípios de administração financeira. 12. ed. São Paulo: Harbra, 2010.

GUJARATI, D. N. Econometria básica. 4. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.

JIANG, C.; YAO, S.; FENG, G. Bank ownership, privatization, and performance: Evidence from a transition country. Journal of Banking & Finance, v. 37, n. 9, p. 3364-3372, 2013.

KHALIL, S.; MEHMOOD, B.; AHMAD, N. Cost efficiency of Pakistani banking sector: a Stochastic Frontier Analysis. The Journal of Commerce, v. 7, n. 3, p.110-126, 2015.

KIRKWOOD, J.; NAHM, D. Australian banking efficiency and its relation to stock returns. The Economic Record, v. 82, n. 258, p. 253-267, 2006.

MANTOVANI, M. H. C.; SANTOS, J. O. dos. Análise da relação entre alavancagem e rentabilidade dos bancos brasileiros listados da Bolsa de Valores de São Paulo do período de 2001 a 2010. REGE - Revista de Gestão, v. 22, n. 4, p. 509-524, 2015.

MARTINS, G de A. Manual para elaboração de monografias e dissertações. São Paulo: Atlas, 2002.

MELLO, J. C. C. B. S.; MEZA, L. A.; GOMES, E. G.; NETO, L. B. Curso de análise de envoltória de dados. In: Simpósio Brasileiro de Pesquisa Operacional, 37, 2005, Gramado. Anais... Rio de Janeiro: SOBRAPO, 2005.

MENDONÇA, D. J.; SOUZA, J. A. E.; BENEDICTO, G. C. de; SILVA, S. N. A. da. Relação entre eficiência econômico-financeira e lucratividade em instituições bancárias brasileiras. Revista de Finanças e Contabilidade da Unimep, v. 4, n. 1, p. 20-37, 2017.

MODRO, W. M.; SANTOS, J. O. dos. A relação entre o retorno das ações ordinárias, métricas de desempenho e fatores econômicos. Revista Administração em Diálogo, v. 17, n. 3, 2015.

NGUYEN, T. P. T.; NGHIEM, S. H.; ROCA, E.; SHARMA, P. Bank reforms and efficiency in Vietnamese banks. Applied Economics, v. 48, n. 30, p. 2822-2835, 2016.

PHILIPPON, T. Has the US finance industry become less efficient?On the theory and measurement of financial intermediation. The American Economic Review, v. 105, n. 4, p. 1408-1438, 2015.

SCHOLTENS, B.; WENSVEEN, D. V. A critique on the theory of financial intermediation. Journal of Banking & Finance, v. 24, n. 8, p. 1243-1251, 2000.

SILVA, M. R. M. Medindo a eficiência dos municípios brasileiros na provisão de políticas trabalhistas. 2014. 69 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Programa de Pós-Graduação em Economia, Universidade de Brasília, Brasília, 2014.

SOUZA, M. F. A. S.; MACEDO, M. A. S. Análise de desempenho contábil-financeiro no setor bancário brasileiro por meio da aplicação da análise envoltória de dados (DEA). Revista BASE, v. 6, n. 2, p. 81-100, 2009.

WOOLDRIDGE, J. M. Introductory econometrics: a modern approach. 5. ed. Mason: Cengage Learning, 2012.

ZAERNJUK, V. M.; KRYUKOVA, E. M.; BOKAREVA, E. V.; CHERNIKOVA, L. I. A study of the theoretical approaches to the banking financial intermediation and its development trends. World Applied Sciences Journal, v. 30, n. 12, p. 1723-1725, 2014.