Promovendo conexões transnacionais: As redes e a difusão do orçamento participativo Outros Idiomas

ID:
50067
Resumo:
O Orçamento Participativo (OP) foi uma experiência pioneira de participação social nos governos locais implementada em Porto Alegre, no Brasil, em 1989. Nos dias atuais, o OP está presente em mais de 2500 cidades no mundo. Este processo envolveu um conjunto amplo de articulações no âmbito doméstico e internacional. O artigo percorre as conexões transnacionais estabelecidas entre representantes de Porto Alegre, na América Latina e na Europa, a partir das quais foram realizadas diferentes transferências do OP. Duas redes transnacionais são analisadas: a Rede Democratizar Radicalmente a Democracia e o Fórum das Autoridades Locais pela Inclusão Social e Democracia Participativa. O argumento deste artigo defende que um conjunto de “embaixadores da participação” foi determinante na manutenção das redes, as quais serviram como canais de transmissão e espaços de legitimação para o OP.
Citação ABNT:
OLIVEIRA, O. P.Promovendo conexões transnacionais: As redes e a difusão do orçamento participativo. Revista Brasileira de Políticas Públicas e Internacionais, v. 2, n. 1, p. 4-35, 2017.
Citação APA:
Oliveira, O. P.(2017). Promovendo conexões transnacionais: As redes e a difusão do orçamento participativo. Revista Brasileira de Políticas Públicas e Internacionais, 2(1), 4-35.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/50067/promovendo-conexoes-transnacionais--as-redes-e-a-difusao-do-orcamento-participativo/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português