“Teoria das relações humanas” como ideologia na particularidade brasileira (1929-1963) Outros Idiomas

ID:
50211
Resumo:
O objetivo do artigo é determinar a presença da “teoria das relações humanas” como ideologia na particularidade brasileira. Retomando o debate sobre as teorias da administração como ideologias, o texto explora por meio de pesquisa histórica a realidade nacional em busca de evidências da eficácia e da duração de tal teoria na realidade brasileira apreendida como formação hipertardia do capitalismo. Os resultados apontam que, por mais que existam traços de sua circulação, a efetividade daquela teoria como ideologia parece ser identificada nos limites de grande corporação multinacional, mas que não se torna uma mediação geral sobre os conflitos sociais.
Citação ABNT:
CUNHA, E. P.; GUEDES, L. T. “Teoria das relações humanas” como ideologia na particularidade brasileira (1929-1963). Farol - Revista de Estudos Organizacionais e Sociedade, v. 3, n. 8, p. 957-1018, 2016.
Citação APA:
Cunha, E. P., & Guedes, L. T. (2016). “Teoria das relações humanas” como ideologia na particularidade brasileira (1929-1963). Farol - Revista de Estudos Organizacionais e Sociedade, 3(8), 957-1018.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/50211/---teoria-das-relacoes-humanas----como-ideologia-na-particularidade-brasileira--1929-1963-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português