Representações como práticas organizativas da cidade de Caruaru/PE Outros Idiomas

ID:
50230
Resumo:
Nosso objetivo neste artigo é refletir sobre representações como práticas organizativas na organização-cidade de Caruaru/ PE, no período das festividades juninas. O argumento central do trabalho é que as representações servem à manutenção da ordem social com base na distinção, o que aproxima o conceito de representação e prática organizativa. Foram analisadas fotografias tiradas no bairro do Alto do Moura no período em que ocorriam os festejos juninos da cidade. Dentre as conclusões, evidenciamos que o forró e o bregafunk são representações da cidade de Caruaru que apresentam elementos tradicionais e modernos no mesmo tempo e espaço, e ressaltamos o fato de o forró e o bregafunk, enquanto práticas organizativas, permitirem certa organização da cidade, uma vez que o bregafunk representa um grupo que ocupa posição inferior na hierarquia social em relação àqueles que ditam o que é ou não aceito, reforçando a distinção social.
Citação ABNT:
SANTOS, E. C. D.; ALMEIDA, M. F.; HELAL, D. H. Representações como práticas organizativas da cidade de Caruaru/PE. Farol - Revista de Estudos Organizacionais e Sociedade, v. 3, n. 8, p. 1254-1312, 2016.
Citação APA:
Santos, E. C. D., Almeida, M. F., & Helal, D. H. (2016). Representações como práticas organizativas da cidade de Caruaru/PE. Farol - Revista de Estudos Organizacionais e Sociedade, 3(8), 1254-1312.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/50230/representacoes-como-praticas-organizativas-da-cidade-de-caruaru-pe/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português