Como Avaliar o Alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável? Desafios e Possibilidades para a Agenda Global de Avaliação Outros Idiomas

ID:
50371
Resumo:
Diferente dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável colocam uma ênfase maior na avaliação que deveria ser feita pelos países a partir de seus contextos nacionais. A avaliação dos ODS apresenta muitos desafios por não trazerem uma visão coerente e harmônica de desenvolvimento, envolverem muitas áreas de políticas públicas e em alguns casos, apontarem caminhos vagos para a promoção de intervenções. Algumas alternativas são apresentadas para ajudar a desenvolver a agenda de avaliação dos ODS. São discutidas: Avaliação a partir dos Combos de ODS, Avaliação em camadas integrando os vários tipos de avaliação, Avaliação a partir de uma perspectiva sistêmica considerando atores, relações e fronteiras, Avaliação de parcerias que tende a crescer numa agenda intersetorial por natureza e por fim, a necessidade de se considerar o ambiente político onde se inserem as avaliações e pensar em resultados que analisem também dimensões de coesão social necessárias para a promoção do progresso global num contexto político de crescente conflito.
Citação ABNT:
COSTA, M. A.; CONSULTORIA, N. Como Avaliar o Alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável? Desafios e Possibilidades para a Agenda Global de Avaliação . Revista Brasileira de Políticas Públicas e Internacionais, v. 3, n. 1, p. 100-123, 2018.
Citação APA:
Costa, M. A., & Consultoria, N. (2018). Como Avaliar o Alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável? Desafios e Possibilidades para a Agenda Global de Avaliação . Revista Brasileira de Políticas Públicas e Internacionais, 3(1), 100-123.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/50371/como-avaliar-o-alcance-dos-objetivos-de-desenvolvimento-sustentavel--desafios-e-possibilidades-para-a-agenda-global-de-avaliacao-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
Centers for Disease Control and Prevention (2008). Evaluation Guide: Fundamentals of Evaluating Partnerships. Atlanta: US Department of Health and Human Services.

Coffman, Julia. Overview of Current Advocacy Evaluation Practice. Center for Evaluation Innovation. Oct. 2009.

Flynn, Peter O.; Berg, Rob D. Van den. (2017). Tracking development progress and evaluating development partnerships in the post-2015 era. Monday 12-Wednesday 15 December 2016/WP1504, Wilton Park.

IDEV. (2017). Evaluation Matters: a quarterly knowledge publication on Development Evaluation: evaluation in the era of SDGs. Third Quarter 2017. Abidjan, Côte D´Ivoire.

IIED. (2017). Evaluation: a missed opportunity in the SDG´s first set of Voluntary National Reviews. Briefing, May 2017. London: IIED.

Nd. (2015). UN Resolution A/RES/70/1, GA/11688, 25 September 2015. Transforming our world: the 2030 Agenda for Sustainable Development. New York.

Secretaria de Governo da Presidência da República, Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. (2017). Relatório Nacional Voluntário sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sutentável: Brasil 2017. Brasília: Presidência da República.

UNDP (2017). Well-being Beyond Income (Combos Toolkit + Rapid Integrated Assessment), a multi-dimensional focus for the 2030 Agenda. Unit II. UNDP

UNDP. (2017). Well-being Beyond Income (Combos Toolkit + Rapid Integrated Assessment), a multi-dimensional focus for the 2030 Agenda. Unit 1. UNDP

Vedung. (1997). Public policy and program evaluation. London, Transaction Publishers.

Williams, Bob & Hummelbrunner, Richard. (2011). Systems concepts in action: a practitioner’s toolkit. Stanford, Stanford University Press.