Conhecimento e Inovação no Âmbito da Cooperação Entre Universidade e Empresa: Um Estudo de Caso Outros Idiomas

ID:
50560
Resumo:
A cooperação universidade-empresa é importante para sistemas de inovação, e o objetivo desta pesquisa foi compreender a geração de conhecimento e de inovação no contexto de interação entre uma universidade pública e uma empresa industrial de porte médio. Para tanto, foi realizada uma pesquisa qualitativa e exploratória, utilizando o método de estudo de caso. A coleta de dados foi feita por meio de entrevistas abertas, tendo como sujeitos diretores da empresa, uma integrante do Núcleo de Inovação Tecnológica da universidade e dois pesquisadores. Para análise, os dados foram transformados em categorias explicativas, sendo: perfil da empresa e da universidade, origem e desenvolvimento da parceria, conhecimento e inovação no âmbito da parceria e dificuldades encontradas. Os resultados mostraram a transferência gradual de tecnologia e benefícios que a empresa obteve a partir da relação estabelecida com a universidade, principalmente por meio da inovação e aumento da linha de produtos, bem como pela expansão de mercado. Para a universidade, a parceria resultou na formação de recursos humanos e promoção da inovação.
Citação ABNT:
MACHADO, H. P. V.; SARTORI, R. Conhecimento e Inovação no Âmbito da Cooperação Entre Universidade e Empresa: Um Estudo de Caso . Desenvolvimento em Questão, v. 16, n. 44, p. 483-507, 2018.
Citação APA:
Machado, H. P. V., & Sartori, R. (2018). Conhecimento e Inovação no Âmbito da Cooperação Entre Universidade e Empresa: Um Estudo de Caso . Desenvolvimento em Questão, 16(44), 483-507.
DOI:
http://dx.doi.org/10.21527/2237-6453.2018.44.483-507
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/50560/conhecimento-e-inovacao-no-ambito-da-cooperacao-entre-universidade-e-empresa--um-estudo-de-caso-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ABRAMO, G. et al. University-industry collaboration in Italy: A bibliometric examination. Technovation, v. 29, p. 498-507, 2009.

BATISTA, P. C. S. et al. Relações governo-universidade-empresa para a inovação tecnológica. Revista Amazônia, Organizações e Sustentabilidade, v. 2, n. 1, p. 7-21, 2013.

BAUER, M.; GASKELL, G. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. 6. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.

BERNI, J. C. A. et al. Interação universidade-empresa para a inovação e a transferência de tecnologia. Revista Gestão Universitária na América Latina, v. 8, n. 2, p. 258-277, 2015.

BESSANT, J.; TIDD, J. Inovação e empreendedorismo. Porto Alegre: Bookman, 2009.

BOARDMAN, P. C.; PONOMARIOV, B. L. University researchers working with private companies. Technovation, n. 29, p. 142-153, 2009.

CASTRO, P. G.; TEIXEIRA, A. L. S.; LIMA, J. E. A relação entre os canais de transferência de conhecimento das Universidades/IPPs e o desempenho inovativo de firmas no Brasil. Revista Brasileira de Inovação, v. 13, n. 2, p. 345-370, 2014.

COOPER, D. R.; SCHINDLER, P. S. Métodos de pesquisa em administração. 7. ed. Porto Alegre: Bookman, 2003.

DAGNINO, R. A relação universidade-empresa no Brasil e o argumento da Hélice Trípla. Convergencia - Revista de Ciencias Sociales v. 11, n. 35, p. 253-291, 2004.

DALMARCO, G. et al. How Knowledge flows in university-industry relations: An overview from two economic sectors in Brasil. European Business Review, v. 27, n. 2, p. 148-160, 2015.

DIAS, A. A.; PORTO, G. S. Como a USP transfere tecnologia? Organizações & Sociedade, v. 21, n. 70, p. 498-508, 2014.

EISENHARDT, K. M.; GRAEBNER, M. E. Theory Building from Cases: Opportunities and Challenges. Academy of Management Journal, v. 50, n. 1, p. 25-32, 2007.

ETZKOWITZ, H.; LEYDESDORFF, L. The Dynamics of innovation: from National Systems and “Mode 2” to a Triple Helix of university-industry-government relations. Research Policy, n. 29, p. 109-123, 2000.

FERREIRA, G. C.; SORIA, A. F.; CLOSS, L. Gestão da interação universidade-empresa: o caso PUCRS. Revista Sociedade e Estado, v.2 7, n. 1, p. 79-94, 2012.

GOMES, M. S. et al. A inovação como conexão para o desenvolvimento de parcerias entre universidade - empresa. Navus Revista de Gestão e Tecnologia, v. 14, n. 2, p. 78-91, 2014.

HAEUSSLER, C. Information-sharing in academia and the industry: A comparative study. Research Policy, v. 40, p. 105-122, 2011.

HUANG, M. H.; CHEN, D. Z. How can academic innovation performance in university-industry collaboration be improved? Technological Forecasting & Social Change, in press, 2016.

IPIRANGA, A. S. R.; FREITAS, A. A. F.; PAIVA, T. A. O empreendedorismo acadêmico no contexto da interação universidade-empresa-governo. Cadernos EBAPE. BR, v. 8, n. 4, p. 676-693, 2010.

JOSEPH, K. J.; ABRAHAM, V. University-industry interactions and innovation in India: patterns, determinants, and effects in select industries. Seoul Journal of Economics, v. 22, n. 4, p. 467-498, 2009.

JULIEN, P. A. Empreendedorismo regional e economia do conhecimento. São Paulo: Saraiva, 2010.

KIRK, J.; MILLER, M. Reliability and validity in qualitative research. London: Sage. 1986.

LEMOS, D. C.; CÁRIO, S. A. F.; MELO, P. A. Processo de interação universidade-empresa em Santa Catarina para o desenvolvimento inovativo: o caso da UFSC, Furb, Udesc e Univali. Revista de Ciências da Administração, v. 17, n. 43, p. 37-54, 2015.

NOVELI, M.; SEGATTO, A. P. Processo de cooperação universidade-empresa para a inovação tecnológica em um parque tecnológico: evidências empíricas e proposição de um modelo conceitual. Revista de Administração da Inovação RAI, v. 9, n. 1, p. 81-105, 2012.

ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO (Ocde). Manual de Oslo: Diretrizes para coleta e interpretação de dados sobre inovação. 3. ed. Paris: Ocde, 2005.

PASCAL, O. et al. Buenas prácticas de vinculación tecnológica entre la Universidad de Lonas de Zanora (Argentina) y Kallientech. Vinculación de las universidades con los sectores productivos. Espanha: Fundación para el Análisis Estratégico y Desarrollo de la Pequeña y Mediana Empresa, 2016.

PASSOS, C. A. K. Sistemas locais de inovação: o caso do Paraná. In: CASSIOLATO, J. E.; LASTRES, H. M. M. (Ed.). Globalização e inovação localizada: experiências de sistemas locais no Mercosul. Brasília: MCT/CNPq/IBICT, 1999. p. 335-372.

PERKMANN, M. et al. Academic engagement and commercialization: A review of the literature on university-industry relations. Research Policy, v. 42, p. 423-442, 2013.

PERREN, L.; RAM, M. Case-study Method in Small Business and Entrepreneurial Research. International Small Business Journal, v. 22, n. 1, p. 83-101, 2004.

RAJALO, S.; VADI, M. University-industry innovation collaboration: Reconceptualization. Technovation, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/j.technovation.2017.04.003.

SECRETARIA DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR (Seti). Política de Estado para a Ciência e Tecnologia. . Acesso em:26out.2015.

SILVA, D R de M.; FURTADO, A. T.; VONORTAS, N. S. University-industry R&D cooperation in Brazil: a sectoral approach. The Journal of Technology Transfer, p. 1-31, 2017.

SORIA, A. F. et al. Geração de patentes em universidades: um estudo exploratório. Revista Adm. Faces, v. 9, n. 3, p. 95-116, 2010.

SPINK, M. J. P. (Org.). Práticas discursivas e produção de sentidos no cotidiano: aproximações teóricas e metodológicas. 2. ed. São Paulo: Cortez. 2000.

YIN, R. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2001.

ZHIMIN, G.; ZHONGPENG, C.; JIN, T. Empirical Study of the Role of government Support and Success Factors in Industry-University-Institute Cooperation. Chinese Education & Society, v. 49, p. 166-181, 2016.