Arquitetura da Informação e Usabilidade em Interfaces: Estudo de Caso do Website da NRSYSTEM Outros Idiomas

ID:
50597
Autores:
Resumo:
O presente estudo tem como principal objetivo avaliar como a organização e representações das informações do website da NRSYSTEM impactam em sua usabilidade. Em virtude do crescimento exponencial da quantidade de informação disponível na Internet, problemas relacionados ao fluxo de navegação são frequentemente detectados pelos usuários. Os resultados apresentados indicam que o website tem uma arquitetura informacional condizente com o escopo do projeto e atende as recomendações do W3C. O estudo indicou também possibilidades de melhoria na aplicação.
Citação ABNT:
COSTA, R.Arquitetura da Informação e Usabilidade em Interfaces: Estudo de Caso do Website da NRSYSTEM . International Journal of Professional Business Review, v. 2, n. 2, p. 52-64, 2017.
Citação APA:
Costa, R.(2017). Arquitetura da Informação e Usabilidade em Interfaces: Estudo de Caso do Website da NRSYSTEM . International Journal of Professional Business Review, 2(2), 52-64.
DOI:
http://dx.doi.org/10.21902/2525-3654/2017.v2i2.52
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/50597/arquitetura-da-informacao-e-usabilidade-em-interfaces--estudo-de-caso-do-website-da-nrsystem-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
AccessMonitor. Validador automático para as WCAG. Disponível em: Acessado em: 06 out.2017.

Black, R. Websites que funcionam. São Paulo: Quark do Brasil, 1997.

Costa, R. F. Visão sistêmica em gerenciamento de projetos para web. Qualis Sumaré-Revista Acadêmica Eletrônica, v. 7, n. 1, 2016.

Cybis, W. A. Engenharia de usabilidade: uma abordagem ergonômica. Florianópolis: Laboratório de utilizabilidade de informática, 2003.

Cybis, W. A. et al. Ergonomia e Usabilidade 3ª ed. Conhecimentos, Métodos e Aplicações. Novatec Editora, 2015.

Demográfico, IBGE Censo. Características gerais da população, religião e pessoas com deficiência. Rio de Janeiro, 2010.

Dias, C. Usabilidade na web: criando portais mais acessíveis. Alta Books, 2007.

Garrett, J. J. Elements of user experience, the user-centered design for the web and beyond. Pearson Education, 2010.

Macedo, M. K. B.; Pereira, A. T. C. Desenvolvimento de recomendações de acessibilidade e usabilidade para ambientes virtuais de aprendizagem voltados para o usuário idoso. RENOTE, v. 7, n. 1, 2009.

Macedo, W. O livro da semântica: estudo dos signos linguísticos. Rio de Janeiro, RJ: Lexicon, 2012.

Mobile-Friendly Test - Google Search Console: Acessado em 06 out.2917.

Nielsen, J. Projetando Websites. Rio de Janeiro: Campus, 2000. 416 p.

NRSYSTEM. Gestão de projetos. Acessado em: 06 out.2017.

Ordones, S. A. D. Modelo para análise de usabilidade de periódico eletrônico. Dissertação de Mestrado em Ciência da Informação - Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, 2008.

PageSpeed Insights. Torne suas páginas da Web rápidas em todos os dispositivos. Acessado em: 08 jul.2015.

Pimenta, M. S. et al. (in) acessibilidade de sites governamentais. In: V Symposium on Human Factors in Computer Systems (IHC2002). 2002.

Preece, J. et al. Design de Interação: além da Interação homem-computador. Tradução: Viviane Possamai. Porto Alegre: Bookman, 2005.

Pressman, R.; Maxim, B. Engenharia de Software. 8ª ed. McGraw Hill Brasil, 2016.

Reis, G. A. Centrando a Arquitetura de Informação no usuário. 2007. 250f. Dissertação (Mestrado em Ciência e Artes) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

Rosenfeld, L.; Morville, P. Information architecture for the World Wide Web. "O'Reilly Media, Inc.", 2002.

Sousa, M. R. F. O acesso a informações e a contribuição da arquitetura da informação, usabilidade e acessibilidade. Informação & Sociedade: Estudos, v. 22, 2012.

Torres, E. F.; MAZZONI, Alberto Angel. Conteúdos digitais multimídia: o foco na usabilidade e acessibilidade. Ci. Inf., Brasília, v. 33, n. 2, p. 152-160, 2004.

W3C. Web Content Accessibility Guidelines 2.0. 2014.