Hospitalidade e Festa do Espírito Santo: Contributos da Caridade, Misericórdia e Comensalidade Outros Idiomas

ID:
50782
Periódico:
Resumo:
O presente artigo, de teor ensaístico, tem como objeto a Festa do Divino Espírito Santo, comemorada em Portugal e outros países, entre eles o Brasil, onde a presença de imigrantes portugueses tenha sido significativa. Independentemente do local de comemoração, a Festa marca-se pela hospitalidade expressa na comensalidade, que parece ter na caridade e na misericórdia sua sustentação em termos de imaginário. Para percorrer tal percurso de construção de sentido, opta-se por retomar a história da festividade em Portugal e as marcas comuns da comemoração que emergem dos seus desdobramentos temporais, quais sejam, as figuras da caridade (bodo) e da misericórdia, que tecem amálgamas na comensalidade. Retomam-se, no primeiro momento, as raízes etimológicas dos termos caridade e misericórdia para, a seguir, buscar sua presença histórica na Festa. A análise parece encaminhar, considerando a Festa do Divino Espírito Santo como comemorada em Alcântara, Maranhão, que os mesmos indicadores estarão, em termos mais recentes, associados à hospitalidade religiosa.
Citação ABNT:
GASTAL, S.; MARTINS, C. Hospitalidade e Festa do Espírito Santo: Contributos da Caridade, Misericórdia e Comensalidade. Revista Hospitalidade, v. 15, n. 1, p. 1-20, 2018.
Citação APA:
Gastal, S., & Martins, C. (2018). Hospitalidade e Festa do Espírito Santo: Contributos da Caridade, Misericórdia e Comensalidade. Revista Hospitalidade, 15(1), 1-20.
DOI:
https://doi.org/10.21714/2179-9164.2018v15n1.803
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/50782/hospitalidade-e-festa-do-espirito-santo--contributos-da-caridade--misericordia-e-comensalidade/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ANGELO, E. R. B. As celebrações do Divino Espírito Santo: um elo entre Brasil e Açores nas relações de tradição e (res)significação da cultura. In: MENEZES, L. M.; SOUZA,F. (orgs.). Brasil-Portugal: Pontes sobre o Atlântico. Múltiplos Olhares sobre a E/Imigração. Rio de Janeiro: Eduerj/ Faperj, p. 363-377, 2017.

CAMARGO, Luiz Octávio de Lima. Hospitalidade. São Paulo: Aleph, 2004.

CANTO-SPERBER, M. Dicionário de ética e filosofia moral. São Leopoldo, RS: Universidade do Vale do Rio dos Sinos, 2003.

CARNEIRO, H. S. Comida e sociedade: significados sociais na história da alimentação. História: Questões & Debates, n. 42, p. 71-80, 2005.

CARRÉ, J. Asilo de pobres. Entre caridade e reclusão. In: MONTANDON, A. (dir.). O livro da hospitalidade: a acolhida do estrangeiro na história e nas culturas. São Paulo: Senac, p. 575-582, 2011.

COMUNIDADE DE ISRAEL. Lista de Sobrenomes Judaico Sefarditas de Lusobrasileiros. Ji-Paraná. Rondônia Edições Comunidade de Israel. Disponível em: http://www.comunidadedeisrael.com.br/ebooks3/Oliveira%20Brasileira.pdf . Acesso em: 15 nov. 2017.

CREVELIN, A. S. S. Quando religião e estudos de línguas se encontram: o advérbio ONDE em textos de temática religiosa. Mandinga Revista de Estudos Linguísticos, v. 1, n. 1, p. 819, 2017.

FERNANDES, A. F. Ritualização da comensalidade. Repositório, Universidade do Porto, p. 730, 1997. Disponível em: https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/9045/2/1412.pdf . Acesso em: 20 set. 2016.

FIGUEIREDO, W. “Divinos Maranhenses” no Rio de Janeiro: relações entre práticas de sociabilidade e práticas rituais: a Festa do Divino Espírito Santo do Terreiro Cazuá de Mironga em Seropédica-RJ. Textos escolhidos de cultura e arte populares, v. 3, n. 1, 2006.

GASTAL, S.; GOMES, C. M. Festas Religiosas e Cognição Popular: Uma aproximação à Festa do Divino em Alcântara (Brasil). In: Educação, Territórios e Desenvolvimento Humano: Atas do II Seminário Internacional, Porto, Portugal, p. 49-64, 2017. Disponível em: < https://bibliotecadigital.ipb.pt/bitstream/10198/14372/6/Mesquita%20II_SIE_Atas_FINAL_we b-3.pdf> . Acesso em: 20 dez. 2017

GASTAL, Susana. Turismo, imagens e imaginários. São Paulo: Aleph, 2005.

GEERTZ, C. Ethos, world-view and the analysis of sacred symbols. The Antioch Review, v. 17, n. 4, p. 421-437, 1957.

GENTES DA DIÁSPORA. Isabel e a origem da festa do Divino Espirito Santo entre os portugueses. Disponível em: . Acesso em: 12 de out. 2017.

GODI, P. Igreja. A casa de misericórdia. In: MONTANDON, A. (dir.). O livro da hospitalidade: a acolhida do estrangeiro na história e nas culturas. São Paulo: Senac, p.605618, 2011.

GOMES, C. M.; GASTAL, S.; CORIOLANO, L. N. Hospitalidade na Festa do Divino: seu festejar em Alcântara e São Luís do Maranhão. Revista Cenário, v. 3, n. 5, p. 87-104, 2015.

HOUAISS, A.; VILLAR, M. S.; FRANCO, F. M. M. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

IVAMOTO, H. S. et al. History of the Misericordias. LINKS, v. 7, n. 1, 2017.

LACROIX, M. L. L. São Luís do Maranhão: corpo e alma. São Luís: Lithograf, 2012.

MAFFESOLI, Michel. O imaginário é uma realidade. Revista Famecos, v. 8, n. 15, p. 74-82, 2001.

MIRANDA, Ronyperteson Morais. Divina imagem: a Festa do Divino Espírito Santo de Pirenópolis, Goiás no documentário do Iphan. Anais dos Simpósios da ABHR, n. 2, 2016.

MOREIRA, S. A. Alimentação e comensalidade: aspectos históricos e antropológicos. Ciência e Cultura, v. 62, n. 4, 2010.

MOURA, A. P. Turismo e festas folclóricas no Brasil. In: FUNARI, P. P.; PINSKY, J. (Orgs.). Turismo e Patrimônio cultural. São Paulo: Contexto, 2005. p. 35-49.

PERROT, D. Dadiva: hospitalidade e reciprocidade. In Montandon, A. O livro da hospitalidade. Acolhida do estrangeiro na história na cultura. São Paulo: Senac, p 63-80, 2011.

PORTAL DO DIVINO. Origem da Festa do Divino. Disponível em: . Acesso em: 12 de out. 2017.

RIBEIRO, LIDICE MEYER PINTO. Contribuições da festa do Divino Espírito Santo na crença do protestantismo rural. Horizonte, v. 15, n. 45, p. 256-284, 2017.

ROUSSEL, C. Idade Média. O caminho e o peregrine. In: MONTANDON, A. (dir.). O livro da hospitalidade: a acolhida do estrangeiro na história e nas culturas. São Paulo: Senac, p. 379-416, 2011.

SANTOS, C. R. A. A alimentação e seu lugar na história: os tempos da memória gustativa. História: Questões & Debates, n. 42, p. 11-31. 2005.

SANTOS, M. M. C.; PERAZZOLO, O. A. Hospitalidade numa perspectiva coletiva: o corpo coletivo acolhedor. RBTur Revista Brasileira de Turismo, v. 6, n. 1, p. 3-13. 2012.

SILVA, J. M. As tecnologias do imaginário. Porto Alegre: Sulina, 2003.

SOARES, F. C.; CAMARGO, L. O. L. Produção científica sobre comensalidade no Brasil: estudo documental de teses e dissertações (19972011). Revista Rosa dos Ventos-Turismo e Hospitalidade, v. 7, n. 2, p.191-204, 2015.

TEDESCO, João Carlos; ROSSETO, Valter. Festas e saberes: artesanatos, genealogias e memória imaterial na região colonial do Rio Grande do Sul. Passo Fundo: Méritos, p. 9-134, 2007

VILLANOVA, W.; PELEGRINI, S. C. A. E dos devotos do Espírito Santo. Fé e devoção: o alimento sagrado na Festa do Divino em SP. In: Anais... Congresso Internacional de História, 5, Maringá-PR, 2011. Disponível em: http://www.cih.uem.br/anais/2011/trabalhos/373.pdf. Acesso em: 10 mar. 2016.