Experiências Brincantes de Crianças no Espaço Escolar Outros Idiomas

ID:
51252
Periódico:
Resumo:
O presente texto traz como investigação, na cultura do brinquedo e da brincadeira, as alegorias brincantes narradas por professoras na/da Educação Infantil. Serviu de instrumento para a coleta dos dados, um questionário semiestruturado, aplicado às participantes, com dados coletados numa visita aos seus loci de trabalho, com o qual identificamos a noção que as professoras têm de brincadeira, o método que utilizam para desenvolver atividades lúdicas no ambiente escolar, e suas narrativas que alegorizam tais atividades, na esperança didática de obter algum resultado positivo na educação de crianças pequenas com o uso de brinquedos e brincadeiras. Antes de lidar com essas informações, supomos apropriado considerar aquilo que alguns teóricos dos termos ― brinquedos e brincadeiras ― relevam como válidos pela pena da ciência. Foi muito rico para pesquisadores e professoras saber como elas lidam com esses conceitos no campo de trabalho e como aproveitam esses conhecimentos adquiridos nos cursos e estudos para, na intervenção, requerer algum resultado prático. Para a tarefa formulamos algumas questões que pudessem pinçar esses conhecimentos no modus operandi de cada uma dessas professoras. As respostas revelam que os discursos são favoráveis à entrada de brinquedos, jogos e brincadeiras no espaço escolar porque são importantes para o curso natural do desenvolvimento das crianças. De modo mais estrito foi possível analisar as formas de envolvimento destas professoras, e aquilo que narram como percepções, noções e mesmo intervenções pedagógicas, quando alegorizam ou melhor representam as funções estéticas e pedagógicas que as brincadeiras e os brinquedos se submetem ao entrar nos espaços de escolarização.
Citação ABNT:
GOMES, C. F.Experiências Brincantes de Crianças no Espaço Escolar . Revista Hospitalidade, v. 15, n. 1, p. 198-214, 2018.
Citação APA:
Gomes, C. F.(2018). Experiências Brincantes de Crianças no Espaço Escolar . Revista Hospitalidade, 15(1), 198-214.
DOI:
https://doi.org/10.21714/2179-9164.2018v15n1.806
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/51252/experiencias-brincantes-de-criancas-no-espaco-escolar-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ALMEIDA Paulo N. Educação Lúdica ― técnicas e jogos pedagógicos. São Paulo: Loyola, 1990.

ARAÚJO, Maynard de. Folclore Nacional. São Paulo: Melhoramentos, v. 2, 1964.

BENJAMIN, Walter. Reflexões: a criança, o brinquedo, a educação. São Paulo: Summus, 1984.

BROUGÈRE, Gilles. Jeu et Éducation Paris: Harmattan, 1995.

CAILLOIS, Roger. Les jeux et les hommes: le masque et le vertige. Paris Éditions, Gallimard, 1967.

CAMARGO, Luiz O.L. Os interstícios da hospitalidade. Revista Hospitalidade, v. XII, n. especial, p. 42-69, 2015

CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do folclore brasileiro. São Paulo: EDUSP, 1988.

CERVO, Amado. L.; BERVIAN, Pedro A. Metodologia científica. 5ª ed. São Paulo: Prentice Hall, 2002.

CHÂTEAU, Jean. O jogo e a criança. São Paulo: Summus, 1987.

GOMES, Cleomar Ferreira. Meninos e brincadeiras de Interlagos: um estudo etnográfico da ludicidade. 361 f. 2012. Tese (Doutorado em Educação) ― Faculdade de Educação de São Paulo, São Paulo, 2001.

HOUAISS, Antônio e VILLAR, mauro de Salles. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2007.

HUIZINGA, Johan. Homo Ludens: o jogo como elemento da cultura. São Paulo: Perspectiva, 1990.

LAKATOS, Eva M.; MARCONI, Marina de A. Fundamentos de Metodologia científica. 7ª ed. São Paulo: Atlas, 2010.

MANSON, Michel. História do brinquedo e dos jogos: brincar através dos tempos. Lisboa: Teorema, 2002.

MANSON, Michel. In: GOMES, Cleomar Ferreira. Meninos e brincadeiras de Interlagos: um estudo etnográfico da ludicidade. 361 f. 2012. Tese (Doutorado em Educação) ― Faculdade de Educação de São Paulo, São Paulo, 2001.

PIAGET, Jean. A formação do símbolo na criança: imitação, jogo e sonho, imagem e representação. Rio de Janeiro: Guanabara, 1978.

SUTTON-SMITH, Brian. The ambiguity of play. Cambridge, MA, USA: Harvard University Press, 1997.

TOBIN, Joseph Jay. Making a place for pleasure in Early Childhood Education. U.S.A: Yale University Press, British Library, 1997.