Desempenho Passado como Fator Determinante do Desempenho Futuro: Avaliação em um Curso 'Stricto Sensu' em Ciências Contábeis Outros Idiomas

ID:
51770
Resumo:
O objetivo deste estudo foi identificar a influência do desempenho passado de estudantes de Ciências Contábeis em seu desempenho em etapas futuras. A amostra foi composta por 40 indivíduos que participaram do processo de ingresso do curso de pós-graduação stricto sensu em Ciências Contábeis de uma instituição de ensino pública. Os métodos estatísticos utilizados foram a estatística descritiva, a correlação de Pearson e a regressão linear múltipla. Os resultados apontaram que apenas o curso de graduação em que o estudante é formado apresentou significância estatística, confirmando a hipótese de que estudantes que cursaram a graduação em Ciências Contábeis tendem a apresentar desempenho superior no processo de ingresso no curso de pós-graduação stricto sensu em Ciências Contábeis. Assim, este estudo corrobora a Teoria da Assimilação, visto que, se o indivíduo inscrito no processo de ingresso do curso de pós-graduação stricto sensu em Ciências Contábeis for bacharel em Ciências Contábeis, ele tenderá a obter maior nota do que o aluno não graduado nesse curso. A contribuição do artigo deve-se à tentativa de ampliação do conhecimento sobre o desempenho acadêmico de alunos de pós-graduação, tema ainda pouco explorado no Brasil.
Citação ABNT:
PEREIRA, V. H.; OLIVEIRA, J. G.; CUNHA, J. V. A.; AVELINO, B. C. Desempenho Passado como Fator Determinante do Desempenho Futuro: Avaliação em um Curso 'Stricto Sensu' em Ciências Contábeis. Contabilidade, Gestão e Governança, v. 21, n. 3, p. 439-458, 2018.
Citação APA:
Pereira, V. H., Oliveira, J. G., Cunha, J. V. A., & Avelino, B. C. (2018). Desempenho Passado como Fator Determinante do Desempenho Futuro: Avaliação em um Curso 'Stricto Sensu' em Ciências Contábeis. Contabilidade, Gestão e Governança, 21(3), 439-458.
DOI:
http://dx.doi.org/10.21714/1984-3925_2018v21n3a8
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/51770/desempenho-passado-como-fator-determinante-do-desempenho-futuro--avaliacao-em-um-curso--stricto-sensu--em-ciencias-contabeis/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
Aldin, M. M.; Nayebzadeh, S.; Heirany, F. (2011). The relationship between background variables and the educational performance (Case study: accounting MA students). 2nd International Conference on Education and Management Technology IPEDR, 13, pp. 44-48.

Andrade, G. M.; Theóphilo, C. (2007). Metodologia da investigação científica para Ciências Sociais Aplicadas. Sao Paulo, Brasil: Atlas.

Araújo, E. A. T.; Camargos, M. A.; Camargos, M. C. S.; Dias, A. T. (2014). Desempenho acadêmico de discentes do curso de Ciências Contábeis: uma análise dos seus fatores determinantes em uma IES Privada. Contabilidade Vista & Revista, 24(1), 60-83.

Ausubel, D. P. (1968). Educational psychology: a cognitive view. New York: Holt, Rinehart and Winston, Inc.

Ausubel, D. P. (2003). Aquisição e retenção de conhecimentos: uma perspectiva cognitiva. Lisboa: Plátano.

Ausubel, D. P.; Novak, J. D.; Hanesian, H. (1980). Psicologia educacional. Rio de Janeiro: Interamericana.

Barros, R. P. & Mendonça, R. (2000). Uma análise dos determinantes do desempenho educacional no Brasil. Brasília: Projeto Nordeste, 2000.

Beuren, I. M.; De Souza, J. C. (2008). Em busca de um delineamento de proposta para classificação dos periódicos internacionais de contabilidade para o Qualis CAPES. Revista Contabilidade & Finanças-USP, 19(46), 44-58. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S151970772008000100005

Buchweitz, B. (2001). Aprendizagem significativa: ideias de estudantes concluintes de curso superior. Investigações em ensino de Ciências, 6(2), 133-141.

Byrne, M.; Flood, B. (2008). Examining the relationships among background variables and academic performance of first year accounting students at an Irish University. Journal of Accounting Education, 26(4), 202-212.

Costa, D. M.; Costa, A. M.; Barbosa, F. V. (2013). Financiamento público e expansão da educação superior federal no Brasil: o REUNI e as perspectivas para o REUNI 2. Revista Gestão Universitária na América Latina-GUAL, 6(1). Doi: http://dx.doi.org/10.5007/19834535.2013v6n1p106

Durso, S. O.; da Cunha, J. V. A.; Neves, P. A.; Teixeira, J. D. V. (2016). Fatores Motivacionais para o Mestrado Acadêmico: uma Comparação entre Alunos de Ciências Contábeis e Ciências Econômicas à luz da Teoria da Autodeterminação. Revista Contabilidade & Finanças - USP, 27(71), 243-258. http://dx.doi.org/10.1590/1808-057x201602080

Espejo, M. M. D. S. B.; Ribeiro, F.; Silva, P. Y. C.; Oliveira, R. M. (2017). Conversação Necessária: articulação entre o curso de graduação em contabilidade e os programas de pósgraduação stricto-sensu na área. Contabilidade Vista & Revista, 28(1), 1-24.

Fagundes, C. V.; Luce, M. B.; Espinar, S. R. (2014). O desempenho acadêmico como indicador de qualidade da transição Ensino Médio-Educação Superior. Ensaio: avaliação e políticas públicas em educação, 22(84), 635-670. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-40362014000300004

Ferreira, M. A.; Santos, C. K.; Miranda, G. J.; Leal, E. A. (2014). Desempenho discente: o passado determina o futuro. In: Encontro da ANPAD, XXXVIII, 2014, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2014.

Hair Júnior, J. H.; Anderson, R. E.; Tatham, R.L. (2005). Análise Multivariada de Dados, 5. Porto Alegre: Bookman.

Kalbers, L. P.; Weinstein, G. P. (1999). Student performance in introductory accounting: a multisample, multi-model analysis. The Accounting Educators’ Journal, (11).

Katsikas, E.; Panagiotidis, T. (2011). Student status and academic performance: accounting for the symptom of long duration of studies in Greece. Studies in Educational Evaluation, 37(2), 152-161. Doi: https://doi.org/10.1016/j.stueduc.2011.03.009

Malhotra, N. K. (2012). Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada. Porto Alegre: Bookman.

Masasi, N. J. (2012). How personal attribute affect students’ performance in undergraduate accounting course: A case of adult learner in Tanzania. International Journal of Academic Research in Accounting, Finance and Management Sciences, 2(2), 201-211.

McKenzie, K.; Schweitzer, R. (2001). Who succeeds at university?Factors predicting academic performance in first year Australian university students. Higher Education Research and Development, 20(1), 21-33.

Miranda, G. J.; Lemos, K. C. S.; Oliveira, A. S.; Ferreira, M. A. (2015). Determinantes do desempenho acadêmico na área de negócios. Revista Meta: Avaliação, 7(20), 175-209. Doi: https://doi.org/10.22347/2175-2753v7i20.264

Miranda, G. J.; Mamede, S. P. N.; Marques, A. V. C.; Rogers, P. (2014). Determinantes do desempenho acadêmico em Ciências Contábeis: uma análise de variáveis comportamentais. In: Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, XIV, 2014, São Paulo. Anais... São Paulo: USP, 2014.

Morche, B. (2013). A expansão do sistema de educação superior no Brasil, na China e na Índia: uma análise comparada. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.

Moreira, M. A.; Buchweitz, B. (1993). Novas estratégicas de ensino e aprendizagem: os mapas conceptuais e o Vê epistemológico. 4. ed. Santa Maria de Corroios, Portugal: Plátano-Edições Técnicas.

Moreira, M. A.; Masini, E. F. S. (2001). Aprendizagem significativa: a Teoria de David Ausubel. São Paulo: Centauro.

Munhoz, A. M. H. (2004). Uma análise multidisciplinar da relação entre inteligência e desempenho acadêmico em universitários ingressantes. Tese de Doutorado, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, Brasil.

Pontes Neto, J. A. D. S. (2013). Teoria da aprendizagem significativa de David Ausubel: perguntas e respostas. Série-Estudos-Periódico do Programa de Pós-Graduação em Educação da UCDB, (21).

Pozo, J. I. (1998). Teorias cognitivas da aprendizagem. 3. ed. Porto Alegre: Artmed.

Puc-Rio. (2016). Regulamento dos Programas de Pós-Graduação - stricto sensu. PUC-Rio, ViceReitoria para Assuntos Acadêmicos.

Rangel, J. R.; Miranda, G. J. (2016). Desempenho Acadêmico e o Uso de Redes Sociais. Sociedade, Contabilidade e Gestão, 11(2), 139-154. Doi: http://dx.doi.org/10.21446/scg_ufrj.v11i2.13383

Santos, N. de A. (2012). Determinantes do desempenho acadêmico dos alunos dos cursos de ciências contábeis. Tese de Doutorado, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil. Doi: 10.11606/T.12.2012.tde-11062012-164530

Silva, D. M.; Leal, E. A.; Pereira, J. P.; Oliveira Neto, J. D. (2015). Estilos de aprendizagem e desempenho acadêmico na Educação a Distância: uma investigação em cursos de especialização. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, 17(57), 1300-1316. Doi: http://dx.doi.org/10.7819/rbgn.v17i57.1852

Silva, M. C. D.; Chacon, M. J. M.; Pederneiras, M. M. M.; Lopes, J. E. D. G. (2004). Procedimentos metodológicos para a elaboração de projetos de pesquisa relacionados a dissertações de mestrado em Ciências Contábeis. Revista Contabilidade & Finanças, 15(36), 97-104. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1519-70772004000300006