Os Efeitos do Marketing Sensorial sobre a Experiência de Compra do Consumidor no Ponto de Venda Outros Idiomas

ID:
51978
Resumo:
O artigo realiza uma análise sobre os efeitos do marketing sensorial, o qual é usado para envolver o consumidor no ponto de venda, proporcionando uma experiência diferenciada. Através do suporte de levantamento teórico e da pesquisa realizada, constatou-se a real importância do marketing sensorial, que figura como importante vantagem sobre marcas concorrentes, uma vez que os estímulos propostos na loja tornam a experiência de compra memorável, fixando a marca na mente de seus consumidores. Chegou-se à conclusão que o estímulo aos cinco sentidos no ponto de venda ilustra uma importante oportunidade para uma marca "se aproximar" de seus clientes e, consequentemente, se diferenciar de seus concorrentes.
Citação ABNT:
ACEVEDO, C. R.; FAIRBANKS, V. S. L. Os Efeitos do Marketing Sensorial sobre a Experiência de Compra do Consumidor no Ponto de Venda . Revista Interdisciplinar de Marketing, v. 8, n. 1, p. 51-67, 2018.
Citação APA:
Acevedo, C. R., & Fairbanks, V. S. L. (2018). Os Efeitos do Marketing Sensorial sobre a Experiência de Compra do Consumidor no Ponto de Venda . Revista Interdisciplinar de Marketing, 8(1), 51-67.
DOI:
http://dx.doi.org/10.4025/rimar.v8i1.34590
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/51978/os-efeitos-do-marketing-sensorial-sobre-a-experiencia-de-compra-do-consumidor-no-ponto-de-venda-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
AGUIAR, E. C.; FARIAS, S. A. Estímulos sensoriais e seus significados para o consumidor: investigando uma atmosfera de serviço centrado na experiência. Revista Brasileira de Marketing, v. 13, n. 5, p. 65-77, 2014.

AITAMER, G.; ZHOU, Q. Motives and guidance for the use of sensory marketing in retailing. Business Administration, Master’s Thesis, Karlstad Business School, 2011.

ALPERT, M. I., ALPERT, J. I., MALTZ, E. N. Purchase occasion influence on the role of music in advertising. Journal of Business Research. v. 58, 369-376, 2005.

ARONOFF, J., WOIKE, B. A.; HYMAN, L. M. Which are the stimuli in facial displays of anger and happiness: configurational bases of emotion recognition. Journal of Personality and Social Psychology, v. 62, n. 6, p. 1050-1066, 1992.

BLESSA, R. Merchandising no ponto-de-venda. 4ª. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

BRAGA, M. Influência da música ambiente no comportamento do consumidor. v. 6, p. 05-12, 2012.

CAETANO, J.; RASQUILHA, L. Gestão de marketing. Lisboa: Escolar Editora, 2010.

CAMARGO, P. Neuromarketing: a nova pesquisa de comportamento do consumidor. São Paulo: Editora Atlas, 2012.

CHEBAT, J; MICHON, R. Impact of ambient odors on mal shoppers’ emotions, cognition, and spending: a test of competitive causal theories. Journal of Business Research, v. 56, n. 7, p. 529-539, 2003.

COBRA, M.; RIBEIRO, A. Marketing: magia e sedução. São Paulo: Cobra, 2000.

COSTA, F. J. Mensuração e desenvolvimento de escalas: aplicações em administração. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2011.

CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. Porto Alegre: Artmed, 2007.

DOOLEY, ROGER. Como influenciar a mente do consumidor. Campus: Alta Books, 2012.

GAVILÁN, D. Marketing sensorial comunicar com os sentidos no ponto de venda. Madrid: Pearson España, 2012.

GORLICH, W. O marketing das emoções. São Paulo: Editora Mktcognitivo, 2015.

HUFFMAN, C; HOUSTON M. Goal-oriented experiences and the development of knowledge. Journal of Consumer Research, v. 20, p. 190–207, 1993.

ILLANES, M.; IKEDA, A. O estímulo olfativo como ferramenta de marketing no varejo. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2009.

JANUZZI, U. A.; PACAGNAN, M. N. Atmosfera de loja: uma análise sobre a abordagem do conceito nas produções acadêmicas no Brasil e os modelos teóricos adotados em suas pesquisas. Rio de Janeiro: s. ed., 2008.

KOTLER, P. Administração de marketing: a edição do novo milênio. São Paulo: Prentice Hall, 2000.

KRISHNA, A. Does touch affect taste? The perceptual transfer of product container haptic cues. Journal of Consumer Research, v. 34, n. 6, p. 807-818, 2009.

LEITÃO, C. O poder do marketing sensorial. São Paulo: PC World, 2007.

LINDSTROM, M. Brandsense: segredos sensoriais por trás das coisas que compramos. Porto Alegre: Bookman, 2011.

LINDSTROM, M. Buyology a ciência do neuromarketing. Porto Alegre: Editora Broadway Business / Bookman, 2010.

LOVELOCK, C; WIRTZ, J; HEMZO, M. Marketing de serviços. 7ª edição, São Paulo: Pearson Education, 2011.

MARTINS, G.; THEÓPHILO, C. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. São Paulo: Atlas, 2009.

PARK, J. W.; OSERA, S. The effect of brand sound on consumers’ brand evaluation in Japan, 8, 2007.

PERUZZO, M. As três mentes do neuromarketing. São Paulo: Alta Books, 2015.

POZO, V.; DÍAZ, I.; FRIGERIO, M. Aplicación del modelo de marketing sensorial de Húlten, Broweus y van Dijk a una empresa chilena del retail. México, D.F.: s. ed., 2011.

RODRIGUES, C.; HULTÉN, B.; BRITO, C. Sensorial brand strategies for value co-creation. Innovative Marketing, v. 7, n. 2, 2011.

SCHMITT, H. A estética do marketing: como criar e administrar sua marca, sua imagem e identidade. São Paulo: Nobel, 2000.

SELLTIZ, C; WHRIGHTSMAN, L; COOK, S. Métodos de pesquisas nas relações sociais. São Paulo: EPU, 1987.

SITE OFICIAL DA MARISA. Marisa. Disponível em: . Acesso em: 27 nov. 2016.

SOLOMON, M. R. O comportamento do consumidor: comprando, possuindo sendo. 7a. ed. Porto Alegre: Bookman, 2008.

SPECTOR, P. Summated rating scale construction. Newbury Park, CA: Sage, 1995.

TOMAZELLI, J. B., ESPARTEL, L. B. Ambientação de loja como vantagem competitiva no varejo de confecção. Disponível em: . Acesso em: 29 nov. 2016.

UMEDA, P. P. Branding sensorial: a integração do marketing de experiências às estratégias de comunicação. Disponível em: . Acesso em: 29 nov. 2016.

ZEITHAML, V. The behavioral consequences of service quality. Journal of Marketing, v. 60, n. 2, p. 31-46, 1996.