Criação de Valor Compartilhado na Educação Superior em Saúde Outros Idiomas

ID:
52104
Resumo:
O objetivo deste artigo é avaliar comparativamente a criação e compartilhamento de valor das Instituições de Ensino Superior (IES), por meio dos atendimentos na área de saúde, considerando suas naturezas pública e privada. Foram realizados dois estudos de caso mediante o uso de procedimentos qualitativos. No primeiro nível de Criação de Valor Compartilhado (CSV), reavaliação de produtos e serviços, apenas a etapa de identificação das questões alvo foi atendida plenamente pelas duas IES. Os resultados do segundo nível, cadeia de valor, possuem avaliações mais homogêneas entre as IES quando comparados aos outros níveis. O suporte ao desenvolvimento de clusters locais, terceiro nível, compreende o apoio dado ao fomento do empreendedorismo local e estímulo ao desenvolvimento da economialocal por meio de um mercado justo. Os resultados mostram a universidade privada atendendo aos níveis e etapas de CSV, enquanto a universidade pública não se fundamenta sequer nos conceitos de Responsabilidade Social Corporativa. A liberdade do gerenciamento privado se mostrou veiculadora de criação e compartilhamento de valor.
Citação ABNT:
MEDEIROS, H. S.; DIÓGENES, A. P.; STUDART, L. B. A.; FORTE, S. H. A. C. Criação de Valor Compartilhado na Educação Superior em Saúde . Revista Organizações em Contexto, v. 15, n. 29, p. 249-278, 2019.
Citação APA:
Medeiros, H. S., Diógenes, A. P., Studart, L. B. A., & Forte, S. H. A. C. (2019). Criação de Valor Compartilhado na Educação Superior em Saúde . Revista Organizações em Contexto, 15(29), 249-278.
DOI:
http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v15n29p249-278
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/52104/criacao-de-valor-compartilhado-na-educacao-superior-em-saude-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições, 2009.

BESCHORNER, T.; HAJDUK, T. Creating Shared Value. A Fundamental Critique. In: Creating Shared Value–Concepts, Experience, Criticism. Springer International Publishing, 2017. p. 27-37.

BRASIL. Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004. Institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – Sinaes – e dá outras providências. Diário Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasília, DF, n. 72, p. 3-4, 15 abr. 2004.

CAMILLERI, M. A. Creating shared value through strategic CSR in tourism. 2012. 455 f. Thesis (PhD in Management) – Business School Program, University of Edinburgh, Edinburgh, 2012.

CAMPOS, F. E. et al. O SUS como escola: a responsabilidade social com a atenção à saúde da população e com a aprendizagem dos futuros profissionais de saúde. Revista Brasileira de Educação Médica, Rio de Janeiro, Associação Brasileira de Educação Médica, v. 33, n. 4, p. 513-514, 2009.

CARROLL, A. B. A commentary and an overview of key questions on corporate social performance measurement. Business & Society, v. 39, n. 4, p. 466-478, 2000

CRANE, A. et al. Contesting the value of “creating shared value”. California Management Review, Berkeley, v. 56, n. 2, p. 130-153, 2014.

DRUCKER, P. F. O novo papel da administração. São Paulo: Nova Cultural, 1986.

FILENGA, D.; VIEIRA, A. M. Relações organizacionais no contexto de uma cooperativa médica: adoção e resistência quanto ao uso de TI. Revista de Administração de Roraima RARR, v. 5, p. 263-284, 2015.

FLICK, U. Uma introdução à pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Bookman, 2004.

LOMBARDO, Rosetta; D’ORIO, Giovanni. Corporate and State Social Responsibility: A LongTerm Perspective. Modern Economy, v. 3, n. 01, p. 91, 2012.

MAIA, L. F. R. B. ; XIMENES, V. M. ; OLIVEIRA, J. D. ; FIRMEZA, J. S. Prioridades axiológicas como fatores explicativos do comportamento de cidadania organizacional no cenário da farmácia de um hospital universitário. XXXII Encontro Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, Rio de janeiro, 2008.

MARTINS FILHO, J. Em defesa das Universidades. Brasília: Ed. do Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras, 1997.

MEDEIROS, H. et al. Criação de valor compartilhado: um novo olhar sobre as organizações?. Revista Brasileira de Administração Científica, v. 7, n. 1, p. 217-229, 2016.

MOROSINI, M. C. Qualidade na educação superior: tendência do século XXI. In: TRAVESINI, Clarice; EGBERT, Eddla; PERES, Eliane; BONIN, Iara. Trajetórias e processos de ensinar e aprender: práticas e didática. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2008.

NIKOLOVA, N.; ANDERSEN, L. Creating Shared Value Through Service-Learning in Management Education. Journal of Management Education, p. 1052562917715883, 2017.

PITTS, A. Private sector relationships to ODA: measuring shared values. In: KAPA Winter Conference – National Competitiveness: diagnosis and policy prescriptions, 01, Daegu, 2014. . Acessoem: 16maio2015.

PORTER, M. E. Clusters and Competition: New Agendas for Companies, Governments, and Institutions. In: On Competition. Boston: Harvard Business School Press, 1998.

PORTER, M. E. et al. Measuring shared value–how to unlock value by linking business and social results. Foundation Strategy Report, p. 1-20, 2012.

PORTER, M. E.; KRAMER, M. R. Creating Shared Value.How to reinvent capitalism and unleash a new wave of innovation and growth. Harvard Business Review, Harvard University, Boston, p. 1-17, jan./fev. 2011.

PORTER, M. E.; KRAMER, M. R. Strategy and society: the thin line between competitive advantage and corporate social responsibility. Harvard Business Review, Harvard University, Boston, v. 1, n. 1, p. 1-15, 2006.

PORTER, M. E.; KRAMER, M. R. The competitive advantage of corporate philanthropy. Harvard Business Review, Harvard University, Boston, v. 80, n. 12, p. 56-68, 2002.

PRAHALAD, C. K.; HART, S. L.The fortune at the bottom of the pyramid. Strategy+Business, v. 26, p. 1-15, 2002.

ROCCHI, M.; FERRERO, I. Shared Value in Finance: Revisiting Shared Value in Light of the Person-Centered Approach, 2014. Disponível em: . Acesso em: 25 maio 2015.

SPITZECK, H.; CHAPMAN, S. Creating shared value as a differentiation strategy -the example of BASF in Brazil. Corporate Governance: The International Journal Of Business In Society, Emerald Group Publishing, Bingley, v. 12, n. 4, p. 499-513, 2012.

TODOROV, J. C. O conceito de responsabilidade social nos estabelecimentos de ensino superior. Revista Estudos, Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, v. 23, p. 41-46, 2005.

TRIVIÑOS, X. et al. Experiencias en la implementación de un programa de formación en docencia para profesores de medicina en una universidad de Chile. Revista Peruana de Medicina Experimental y Salud Publica, Instituto Nacional de Salud, Lima, v. 31, n. 3, p. 417-423, 2014.

TRIVIÑOS, X. et al. Impacto de un programa de formación en docencia en una escuela de medicina. Revista Médica De Chile, Sociedad Médica de Santiago, Santiago, v. 139, n. 11, p. 1508-1515, 2011.

VALLAEYS, F. Que significa responsabilidade social universitária. Revista Estudos, Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, n. 36, p. 37, 2006.

WÓJCIK, P. How Creating Shared Value Differs From Corporate SocialResponsibility. Journal of Management and Business Administration, v. 24, n. 2, p. 32-55, 2016.

YIN, R. K. Estudo de Caso: Planejamento e método. Porto Alegre: Bookman, 2001.