Satisfação com o Trabalho e Dedicação ao Trabalho: Um Estudo com Empreendedoras no Interior Baiano Outros Idiomas

ID:
52344
Resumo:
Tendo em vista a crescente participação feminina no mercado de trabalho não só como empregada mas, sobretudo, como dona do seu próprio negócio, o presente estudo objetiva analisar a satisfação no trabalho e a dedicação ao trabalho de mulheres que atuam em setores do comércio e serviços em Vitória da Conquista-BA. Para tanto, realiza uma pesquisa de natureza teórico-empírica e do tipo descritivo-exploratória que adotou o critério de acessibilidade e um roteiro de entrevista semiestruturado para coleta dos dados de campo. A análise da narrativa oral transcrita das entrevistas baseou-se nos preceitos da técnica de análise de conteúdo. Foi possível inferir que as seis mulheres entrevistadas tendem a considerar os aspectos subjetivos da significação do trabalho ao empreenderem, tais como a contribuição social e o prazer em se dedicar à empresa, além da vertente econômica. Outro ponto que chamou a atenção foi o fato de a satisfação em empreender superar os conflitos gerados pela polaridade entre trabalho e família, fazendo com que as entrevistadas apresentassem poucos arrependimentos ao gerenciarem essas demandas. Não obstante, pressupostos de gênero ainda permeiam a gestão feminina e implicam diretamente na tomada de decisões das mulheres, a exemplo da autorrealização.
Citação ABNT:
GOMES, A. F.; SANTOS, R. A.; SILVA, J. S. F.; SILVA, P. L. O.; BACELAR, A. S. Satisfação com o Trabalho e Dedicação ao Trabalho: Um Estudo com Empreendedoras no Interior Baiano. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, v. 8, n. 3, p. 67-89, 2018.
Citação APA:
Gomes, A. F., Santos, R. A., Silva, J. S. F., Silva, P. L. O., & Bacelar, A. S. (2018). Satisfação com o Trabalho e Dedicação ao Trabalho: Um Estudo com Empreendedoras no Interior Baiano. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, 8(3), 67-89.
DOI:
http://dx.doi.org/10.21714/2236-417X2018v8n3p67
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/52344/satisfacao-com-o-trabalho-e-dedicacao-ao-trabalho--um-estudo-com-empreendedoras-no-interior-baiano/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
AGUIAR, G. S.; SIQUEIRA, M. V. S. Diversidade cultural no trabalho: os desafios em ser mulher em uma organização financeira. In: ENANPAD - ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 31, 2007, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2007.

ALENCAR, E. Introdução à metodologia de pesquisa social. Lavras: UFLA, 1999.

ALPERSTEDT, G; FERREIRA, J; SERAFIM, M. Empreendedorismo Feminino: Dificuldades Vivenciadas em Histórias de vida. In: ENCONTRO DE ESTUDOS SOBRE EMPREENDEDORISMO E GESTÃO DE PEQUENAS EMPRESAS, 8, 2014, Goiânia. Anais... Goiânia: ANEGEPE, 2014. p. 1- 16.

ALVESSON, M.; BILLING, I. Gender and organization: toward a differentiated understanding. Organization Studies, Berlin, v. 13, n. 1, p. 73-103, jan. 1992.

ANDRADE, T. de; COSTA, V. F.; ESTIVALETE, V de F. B. et al. Comportamento de cidadania organizacional: um olhar à luz dos valores e da satisfação no trabalho. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, v. 19, n. 64, p. 236-262, abr./jun. 2017.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Edições 70: Lisboa, 2004.

BERGAMINI, C. W. Motivação: mitos, crenças e mal-entendidos. In: BERGAMINI, C. W.; CODA, R. Psicodinâmica da vida organizacional: motivação e liderança. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1997.

BERGER, P. I.; LUCKMANN, T. A construção social da realidade: tratado de sociologia do conhecimento. 14. ed. Petrópolis: Vozes, 2010.

BLISS, R. T.; POLUTNIK, L.; LISOWSKA, E. A comparison of women entrepreneurs and managers in Poland Bangladesh. Babson Park: Frontiers of Entrepreneurship Research, 2002.

BRUSH, C. Growth intentions of nascent ventures: are women entrepreneurs limited from the start? In: VESPER, K. H. (Ed.). Frontiers of entrepreneurship research. Wellesley: Babson College, 2005.

CALAZANS, M. E. Mulheres no Policiamento ostensivo e a perspectiva de uma segurança cidadã. São Paulo em Perspectiva, v.18, n. 1, p. 142-150, 2003.

CANÇADO, V. L.; GENELHU, P.; MORAES, L. F. R. Comprometimento com a Profissão - Um Estudo em uma Universidade no Estado de Minas Gerais. Revista Eletrônica de Administração, v. 13, n. 1, jan./abr., 2007.

CAPPELLE, M. C. A.; MELO, M C de O.; BRITO, M. J. M. et al. Uma análise da dinâmica do poder e das relações de gênero no espaço organizacional. RAE eletrônica, v. 3, n. 2, p. 1-17, jul./dez. 2004.

CAPPELLE, M. C. A.; MELO, M. C. de O. L. Mulheres policiais, relações de poder e de gênero na polícia militar de Minas Gerais. Revista de Administração Mackenzie, v. 11, n. 3, p. 71-99, mai./jun., 2010.

CAVAZOTTE, F de S. C. N.; OLIVEIRA, L. B. de; MIRANDA, L. C. de. Desigualdade de gênero no trabalho: reflexos nas atitudes das mulheres e em sua intenção de deixar a empresa. Revista de Administração, v.45, n. 1, p. 70-83, jan./mar. 2010.

CHAVES, L. D.; RAMOS, L. H.; FIGUEIREDO, E. N. de. Satisfação profissional de enfermeiros do Trabalho no Brasil. Acta paulista de enfermagem, v. 24, n. 4, 2011.

CHIZZOTTI, A. Pesquisa qualitativa em ciências humanas e sociais. Petrópolis: Vozes, 2010.

CODA, R. Pesquisa de clima organizacional e gestão estratégica de recursos humanos. In: BERGAMINI, C. W.; CODA, R. Psicodinâmica da vida organizacional: motivação e liderança. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1997.

COSTA, C de O. Satisfação no Trabalho: Um Estudo de caso em uma fábrica de bolos e doces, situada em Brasília – DF. 2013. 33 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Administração de Empresas), Centro Universitário de Brasília, Brasília.

COSTA, L. H. R.; COELHO, E de A. C. Ideologias de gênero e sexualidade: a interface entre a educação familiar e a formação profissional de enfermeiras. Contexto, v. 22, n. 2, p. 485-92, jun. 2013.

COSTA, R.; MADEIRA, M.; SILVEIRA, C. Relações de gênero e poder: tecendo caminhos para a desconstrução da subordinação feminina. In: ENCONTRO NACIONAL DA REDE FEMINISTA E NORTE E NORDESTE DE ESTUDOS E PESQUISA SOBRE A MULHER E RELAÇÕES DE GÊNERO, 17., 2012, João Pessoa. Anais... João Pessoa: UFPB, dez. 2012, p. 222-240.

CRESWELL, J. W. Projeto de Pesquisa: método qualitativo, quantitativo e misto. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.

DALBORG, C., FRIEDRICHS, Y. von; WINCENT, J. Risk perception matters: why women’s passion may not lead to a business start-up. International Journal of Gender and Entrepreneurship, v.7, n. 1, p.87-104, 2015.

DEFANTE, L. R.; CAMARGO, M. O.; KURUTZ, R. et al. Percepção dos trabalhadores e Qualidade de vida no trabalho e satisfação pessoal: um estudo em uma empresa processadora de alimentos. In: ENCONTRO CIENTÍFICO DE ADMINISTRAÇÃO, ECONOMIA E CONTABILIDADE, 6, 2013, Ponta Porã. Anais... Ponta Porã: ECAECO, 2013.

ECCEL, C. S. Estudos de Gênero nas Organizações: Implicações Teórico-Metodológicas. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 34, 2010, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2010.

EMPRESÔMETRO. Empresas Ativas no Brasil. 2017. . Acesso em: 20 de dezembro de 2017.

EMPRESÔMETRO. Empresas Ativas por Cidade. 2016. . Acesso em: 01 de dezembro de 2016.

FAIRLIE, R. W. Entrepreneurship and earnings among young adults from disadvantaged families. Small Business Economics, v. 25, n. 3, p. 223-236, Oct. 2005.

FARBER, S. G.; SILVEIRA, A. Mulheres em Universidades Federais Brasileiras: Experiências de vida, representações e entendimentos de sucesso na carreira profissional In: ENCONTRO DE ESTUDOS SOBRE EMPREENDEDORISMO E GESTÃO DE PEQUENAS EMPRESAS, 7, 2012, Florianópolis. Anais... Florianópolis: ANEGEPE, 2012.

FERREIRA, J. M.; NOGUEIRA, E. E. S. Mulheres e suas histórias: razão, sensibilidade e subjetividade no empreendedorismo feminino. Rev. Adm. Contemp., v. 17, n. 4, p. 398-417, ago. 2013.

GAUCHE, S.; VERDÚ, C. P.; SILVEIRA, A. A Superação do Conflito Trabalho-Família: Naturalidade frente ao “Bicho de Sete Cabeças”. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 37, 2013, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2013. p. 1-16.

GEM – GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR. Empreendedorismo no Brasil: 2016. 2016. . Acesso em: 20 de dezembro de 2016.

GEM – GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR. Empreendedorismo no Brasil. Curitiba: IBPQ, 2009. . Acesso em: 10 de outubro de 2009.

GEM – GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR. Empreendedorismo no Brasil. Paraná: IBQP/GEM, 2010. http://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/Anexos/livro_gem_2010.pdf. Acesso em: 10 de julho de 2010.

GEM – GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR. Empreendedorismo no Brasil: relatório executivo. 2012. . Acesso em: 11 de julho de 2012.

GEM – GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR. Empreendedorismo no Brasil: relatório executivo 2014. Paraná: IBQP 2015.

GEM – GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR. Empreendedorismo no Brasil: relatório executivo. 2015. . Acesso em: 10 de junho de 2015.

GEM – GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR. Relatório Executivo de Empreendedorismo no Brasil. 2013. . Acesso em: 10 de junho de 2013.

GEM – GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR. Relatório Executivo de Empreendedorismo no Brasil. 2015. Disponível em: . Acesso em: 11 de julho de 2015.

GLANZNER, C. H.; OLSCHOWSKY, A.; KANTORSKI, L, P. O trabalho como fonte de prazer: avaliação da equipe de um Centro de Atenção Psicossocial. Rev. Esc. Enferm. USP, v. 45, n. 3, p. 716-21, 2011.

GOMES, A. F. Ação empreendedora e relações de gênero: um estudo multicascos na cidade de Vitória da Conquista, Bahia. 2010. 440 p. Tese (Doutorado em Administração). Universidade Federal de Lavras, Minas Gerais.

GOMES, A. F.; SANTANA, W. G. P.; SILVA, J. de S. F. et al. Mulheres Empreendedoras: Desafios da Gestão no Interior da Bahia. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 38, 2014, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD: 2014.

GOMES, D.; GUERRA, P.; VIEIRA, B. O Desafio do Empreendedorismo Feminino. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 35, 2011, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2011.

GOTARDO, R; CORCETTI, E. Empreendedorismo feminino: estudo das mulheres empreendedoras da cidade de Guarapari - ES. In: ENCONTRO DE ESTUDOS SOBRE EMPREENDEDORISMO E GESTÃO DE PEQUENAS EMPRESAS, 7, 2014, Goiânia. Anais... Goiânia: ANEGEPE, 2014.

JONATHAN, E. G. Mulheres empreendedoras: medos, conquistas e qualidade de vida. Psicologia em Estudo, v. 10, n. 3, p. 373-82, set./dez. 2005.

JONATHAN, E. G. Mulheres empreendedoras: o desafio da escolha do empreendedorismo e o exercício do poder. Psicologia Clinica, Rio de Janeiro, v.23, n. 1, p. 65-85, 2011.

JONATHAN, E. G; SILVA, T. M. R. da. Empreendedorismo feminino: tecendo a trama de demandas conflitantes. Psicologia & Sociedade, v. 19, n. 1, p. 77-84, jan./abr. 2007.

KJENNERUD, K. R.; SVARE, H. Entrepreneurial growth strategies: the female touch. International Journal of Gender and Entrepreneurship, v. 6, n. 2, p. 181-199, 2014.

KNEŽEVIĆ, I.; GREGOV, L.; ŠIMUNIĆ, A. Salience and conflict of work and family roles among employed men and women. Arh Hig Rada Toksikol, v. 67, p. 152-163, 2016.

KYRO, P. Women entrepreneurs question men’s criteria for success. In: VESPER, K. H. (Ed.). Frontiers of entrepreneurship research. Wellesley: Babson College, 2001. . Acesso em: 23 out. 2001.

LAPLONGE, D. A toolkit for women: the mis(sed) management of gender in resource industries. Journal of Management Development, v. 35, n. 6, 2016.

LEAL, L; FABRÍCIO, J; FREITAS, A. et al.Percepções de mulheres empreendedoras quanto ao acesso ao crédito em instituições financeiras na cidade de Apucarana. In: ENCONTRO DE ESTUDOS SOBRE EMPREENDEDORISMO E GESTÃO DE PEQUENAS EMPRESAS, 7, 2012, Florianópolis. Anais... Florianópolis: ANEGEPE, 2012.

LEMOS, M. de C.; PASSOS, J. P. Satisfação e frustração no desempenho do trabalho docente em enfermagem. REME – Rev. Min. Enferm., p. 48-55, n. jan./mar. 2012.

LEVY, B. P.; CASOTTI, L. M.; OLIVEIRA, L. B. de. Trabalho, consumo e identidade após a primeira gestação: um estudo exploratório. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 35, 2011, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2011. p. 1-17.

LOMBARDI, Maria Rosa. Engenheiras na construção civil: a feminização possível e a discriminação de gênero. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 47, n. 163, p. 122-146, mar. 2017 .

LOPES, A. F. M. A satisfação no trabalho e o conflito trabalho-família: o papel moderador da variável gênero. 2015. 38 p. Tese (Mestrado Integrado em Psicologia) – Secção de psicologia dos recursos humanos, do trabalho e das organizações. Universidade de Lisboa, 2015.

LOSADA, B. L.; COUTINHO, M. L. R. Redefinindo o significado da atividade profissional para as mulheres: o caso das pequenas empresárias. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 12, n. 3, p. 493-502, set./dez. 2007.

MACEDO, F. M. F.; BOAVA, D. L. T.; CAPPELLE, M. C. A. et al. Relações de gênero e subjetividade na mineração: um estudo a partir da fenomenologia social. Rev. Adm. Contemp., v.16, n. 2, p. 217-36, abr. 2012.

MACHADO, H. P. V.; GAZOLA, S.; ANEZ, M. E. M. Criação de empresas por mulheres: um estudo com empreendedoras em Natal, Rio Grande do Norte. Rev. Adm. Mackenzie, v. 14, n. 5, p. 177-200, out. 2013.

MACHADO, H.V.; BEREHU, L. E.; LEAL, I. B. et al. Mulheres Empreendedoras: Retrospectiva e Perspectivas de estudo. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓSGRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 34, 2010, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2010.

MARQUEZE, E. C.; MORENO, C. R de C. Satisfação no trabalho e capacidade para o trabalho entre docentes universitários. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 14, n. 1, p. 75-82, jan./mar. 2009

MARTINEZ, M. C. As relações entre a satisfação com aspectos psicossociais no trabalho e a saúde do trabalhador. 2002. 255f. Tese (Mestrado em saúde ambiental) - Departamento de saúde ambiental da faculdade de saúde pública da Universidade de São Paulo, 2002.

MENEZES, I. G.; BASTOS, A. V. B.; DURAN, V. R. et al. Organizational Commitment: towards an integrated concept linking the attitudinal and behavioral approaches. International Journal of Management and Administrative Sciences, v. 6, p. 204-217, 2015.

MOREIRA, S. A. S. Homens e Mulheres da Geração Y e suas Âncoras de Carreira. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 38, 2014, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2014.

MORGADO, A. P. D. V.; TONELLI, M. J. Estudos sobre Mulheres e Gênero: Epistemologias, Semelhanças e Diferenças. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 38, 2014, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2014.

MORIN, E. M. Os sentidos do trabalho. Revista administração de empresas, v. 41, n. 3, p. 08-19, set. 2001.

MOTA-SANTOS, C. M.; CARVALHO NETO, A. M. O papel da família na trajetória profissional de mulheres executivas e empreendedoras. Revista Alcance, v. 24, n. 1, p. 36-49, jan./mar 2017.

NATIVIDADE, D. R. da. Empreendedorismo feminino no Brasil: políticas públicas sob análise. Revista de Administração Pública, v. 43, n. 1, jan./fev. 2009.

NEKBY, L.; THOURSIE, P. S.; VAHTRIK, L. Gender Differences in Examination Behavior. Economic Inquiry, v. 53, n. 1, p. 352-364, 2014.

OLIVEIRA, M. M. de. Como fazer pesquisa qualitativa. 3. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2010. 232 p.

OLIVEIRA, P. V. P. de. Liberdade de Gênero e Sexualidade: O Papel da Educação na Construção da Identidade. Revista Communitas, Cruzeiro do Sul, v. 1, n. 1, p. 233-246, jun. 2017.

ORDAZ, C. C.; GONZÁLEZ, J. P. D.; NAVARRO, J. R. The influence of gender on entrepreneurial intention: The mediating role of perceptual factors. BRQ Business Research Quarterly, v. 19, n. 4, p. 261-277, 2016.

PELOGIO, E. A.; ROCHA, L. C. S.; MACHADO, H. V. et al. Criação de empresas à luz do modelo de decisão effectuation: um estudo com mulheres empreendedoras no município de Currais Novos/RN. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 35, 2011, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2011.

PEREIRA, I.; VELOSO, A.; SILVA, I. S.; COSTA, P. Compromisso organizacional e satisfação laboral: um estudo exploratório em unidades de saúde familiar portuguesas. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 33, n. 4. 2017.

PMVC – PREFEITURA MUNICIPAL DE VITÓRIA DA CONQUISTA. Economia. 2016. . Acesso em 01 de dezembro de 2016.

PORTO, M de F. S. Com licença, eu vou à luta! Mulheres empresárias de patos de minas - 1980-90. Uberlândia, 2002. 250 f. Tese (Mestrado) - Universidade Federal de Uberlândia. Programa de Pós-graduação em História.

QUEIROZ, M. I. P. Relatos orais: do “indizível” ao “dizível”. In: SIMSON, O. M. von. Experimentos com histórias de vida. São Paulo: Vértice, 1988. p. 205-220.

ROCHA, J. B. da; KUBO, E. K. de M.; LEITE, N. R. P. et al. Percepção de sucesso na carreira da mulher executiva brasileira. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 37, 2013, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2013. p. 1-16.

ROCHA-PINTO, S. R. da; ANDUEZA, S. G.; SOARES, C. D. Carreira, comprometimento e identidade: impactos sobre a gestão estratégica do atendimento a clientes. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 38, 2014, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2013. p. 1-16.

SANTOS, B. Satisfação no trabalho: o caso de um banco. 2012. 67 p. Tese (Mestrado em Gestão Estratégica de Recursos Humanos) – Instituto Politécnico de Setúbal, Escola Superior de Ciências Empresariais, Portugal. 2012.

SANTOS, M. M. L.; ROCHA-COUTINHO, M. L. Mulheres na Força Aérea Brasileira: um estudo sobre as primeiras oficiais aviadoras. Estudos de Psicologia, v. 15, n. 3, p. 259-267, 2010.

SCHEIBLE, A. C. F.; BASTOS, A. V. B. Analyzing the Impacts of Commitment and Entrenchment on Behavioral Intentions. Universitas Psychologica, v. 13, p. 109-119, 2014.

SCHEIBLE, A. C. F.; BASTOS, A. V. B. An examination of human resource management practices’ influence on Organizational Commitment and Entrenchment. Brazilian Administration Review, v. 10, p. 57-76, 2013.

SHELTON, L. M. Female entrepreneurs, work-family conflict, and venture performance: new insights into the work-family interface. Journal of Small Business Management, Bingley, v. 44, n. 2, p. 285-297, Apr. 2006.

SILVEIRA, M. N. B. S. Delegadas de polícia: profissionalismo e gênero. Sociedade e Cultura, Goiânia, v. 14, n. 1, p. 151-162, 2011.

SKÖLD, B.; TILLMAR, M. Resilient gender order in entrepreneurship: the case of Swedish welfare industries. International Journal of Gender and Entrepreneurship, v. 7, n. 1, p. 2-26, 2015.

SUDIC – SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL E COMERCIAL. Distrito Industrial de Vitória da Conquista, 2017. http://www.sudic.ba.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=31. Acesso em 20 de dezembro de 2017.

TRALDI, M. T. F.; DEMO, G. Comprometimento, bem-estar e satisfação dos professores de administração de uma universidade federal. Revista Eletrônica Administração, Porto Alegre, v.18, n .2, p. 290-316, mai./ago. 2012.

UFUK, H.; ÖZGEN, Ö. Interaction between the business and family lives of women entrepreneurs in Turkey. Journal of Business Ethics, Dordrecht, v. 31, n. 2, p. 95-106, May 2001.

WEEKS, J. R.; SEILER, D. Women’s entrepreneurship in Latin America: an exploration of current knowledge. Washington: Inter-American Development Bank, 2001. 33 p.

YAZDANFAR, D.; ABBASIAN, S. Gender and the use of external business advice: a Swedish study. International Journal of Gender and Entrepreneurship, v. 7, n. 1, p. 105-124, 2015.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.