Notas Sobre o 'Rigor-Relevance Gap' no Contexto do Mestrado Profissional Outros Idiomas

ID:
52616
Resumo:
A falta de sintonia entre a pesquisa acadêmica e as necessidades dos práticos na área de contabilidade e gestão (rigor-relevance gap) é fato conhecido e que vem sendo discutido na academia. O presente ensaio tem por objetivo contribuir para a discussão do papel dos mestrados profissionais na mitigação deste problema (rigor-relevance gap), ao discutir as principais razões para a falta de alinhamento entre a pesquisa acadêmica e a prática profissional, ou seja, a resistência na incorporação da técnica pela cultura e resistência da academia na aceitação de paradigmas de pesquisas alternativos. Propõe a utilização da pesquisa intervencionista como uma metodologia de pesquisa alternativa a ser utilizada pelos mestrados profissionais na solução de problemas práticos e criação de conhecimento, sugerindo que, para que diminuição do rigor-relevance gap, alguns passos precisam ser dados, o que inclui aperfeiçoamento dos critérios de avaliação da CAPES, além da aceitação, por parte da academia, de paradigmas de pesquisas alternativos e ampliação do espaço para a divulgação da produção dos mestrados profissionais.
Citação ABNT:
MENDONÇA NETO, O. R.; VIEIRA, A. M.; OYADOMARI, J. C. T. Notas Sobre o 'Rigor-Relevance Gap' no Contexto do Mestrado Profissional. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 20, n. 1, p. 1-15, 2019.
Citação APA:
Mendonça Neto, O. R., Vieira, A. M., & Oyadomari, J. C. T. (2019). Notas Sobre o 'Rigor-Relevance Gap' no Contexto do Mestrado Profissional. Administração: Ensino e Pesquisa, 20(1), 1-15.
DOI:
10.13058/raep.2019.v20n1.1213
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/52616/notas-sobre-o--rigor-relevance-gap--no-contexto-do-mestrado-profissional/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ABBAGNANO, N. Dicionário de Filosofia (obra original publicada em 1971). São Paulo: Editora WMF Martins Fontes Ltda, 2012.

AHRENS, T.; CHAPMAN, C. S. Management accounting as practice. Accounting, Organizations and Society, v. 37, n.1-2, p. 1-27, 2010.

ANTUNES, M. T. P.; MENDONÇA NETO, O. R.; VIEIRA, A. M. Pesquisa intervencionista e mestrados profissionais: perspectivas de sua prática nos cursos da área de gestão. Indagatio Didactica, v. 8, n. 3, p. 53-68, 2016.

ARAÚJO, A. J. Ensaio sobre a universidade e sua função social. Filosofando: Revista de Filosofia da UESB, v.1, n.1, p. 38-47, 2012.

ARMSTRONG, S.; SPERRY, T. Business School prestige research versus teaching. Revista Organizações em Contexto, v. 2, n. 3, p. 83-101, 2006.

BALDVINSDOTTIR, G.; MITCHELL, F.; NØRREKLITC, H. Issues in the relationship between theory and practice in management accounting. Management Accounting Research, v. 21, p. 79-82, 2010.

BARTUNEK, J. M.; RYNES, S. L. Academics and practitioners are alike and unlike: the paradoxes of academic–practitioner relationships. Journal of Management, v. 40, n. 5, p. 11811201, 2014.

BENNIS, W.; O’TOOLE, J. How Business Schools Lost Their Way. Harvard Business Review, v. 83, n. 5, p. 96-115, 2005.

BOGT, H.; HELDEN, J. The practical relevance of management accounting research and the role of qualitative methods therein. Qualitative Research in Accounting & Management, v. 9, n. 3, p. 265-273, 2012.

BOMBART, M. Encyclopédie, ou dictionnaire raisonné des sciences, des arts et des métiers textes choisis. Paris: Editions Gallimard, 2008.

BRASIL. Portaria Normativa nº 17, de 28 de dezembro de 2009, Ministério da Educação, 2009.

CAPES. (2014). Mestrado Profissional: o que é? 2014. Disponível em http://www.capes.gov.br/avaliacao/sobre-a-avaliacao/mestrado-profissional-o-que-é. Acesso em 20 de novembro de 2017.

COLASSE, B. La comptabilité: um savoir d’action em quête de théories. In : BARBIER, F. M. (ed.). Savoirs théoriques et saviors d’action. 2 ed., Paris: Presses Universitaires de France, 2004.

COLEMAN, L. Why finance theory fails to survive contact with the real world: a fund manager perspective. Critical Perspectives on Accounting, v. 25, p. 226-236, 2014.

DIAS, R ; SERAFIM, M. Comentários sobre as transformações recentes na universidade pública brasileira. Avaliação, v. 20, n. 2, p. 335-351, 2015.

ELLUL, J. La technique ou l’enjeu du siècle (obra original publicada em 1990). Paris: Éditions Economica, 2008.

FISCHER, T. Mestrado profissional como prática acadêmica. Revista Brasileira de PósGraduação, v. 2, n. 4, p. 24-29, 2005.

FISCHER, T. Reimaginar a pós-graduação: resgatando o elo perdido. Revista de Administração Contemporânea, v. 14, n. 2, p. 372-376, 2010a.

FISCHER, T. Sobre maestria, profissionalização e artesanato intelectual. Revista de Administração Contemporânea, v. 14, n. 2, p. 353-359, 2010b.

FREZATTI, F. Management accounting profile of firms located in Brazil: a field study. Revista de Administração Contemporânea, v. 9, n. 2, p. 147-165, 2005.

GIANNOTTI, J. A. Pátria Falastrona. Cult, n. 209, p. 32, 2016.

HOPEWOOD, A. G. On trying to study accounting in the contexts in which it operates. Accounting, Organizations and Society, v. 8, n. 2-3, p. 287-305, 1983.

HOTTOIS, G. Évaluer la technique. Paris: Librarie Philosophique J. Vrin, 1988.

HUGHES, T.; O’REGAN, N.; WORNHAM, D. The credibility issue: closing the academic/practitioner gap. Strategic Change, n. 17, p. 215-233, 2008.

JÖSSON, S.; LUKKA, K. There and back again: doing interventionist research in management accounting. Handbook of Management Accounting Research, v. 1, Elsevier, Oxford, p. 399414, 2007.

KIESER, A.; LEINER, L. Why the Rigour-Relevance Gap in Management Research is Unbridgeable. Journal of Management Studies, v. 46, n. 3, p. 516-533, 2009.

LABRO, E.; TUOMELA, T. S. On bringing more action into management accounting research: process considerations based on two constructive case studies. European Accounting Review, v. 12, n. 3, p. 409-442, 2003.

LALANDE, A. Vocabulário técnico e crítico da filosofia v. II. Porto: Rés Editora Ltda, 1973.

LEE, T. A. Financial Accounting Theory. In: EDWARDS, J. E.; WALKER, S. (eds.), The Routledge companion to accounting history. Abingdon: Routledge, 2009.

MALMI, T. Reflections on paradigms in action in accounting research. Management Accounting Research, v. 21, p. 121-123, 2010.

MALMI, T.; GRANLUND, M. In search of management accounting theory. European Accounting Review, v. 18, n. 3, p. 597-620, 2009.

MASCARENHAS, A. O.; ZAMBALDI, F.; MORAES, E. A. Rigor, relevância e desafios da academia em administração: tensões entre pesquisa e formação profissional. Revista de Administração de Empresas, v. 51, n. 3, p. 265-279, 2011.

MATTOS, P. L. Dissertações não acadêmicas em mestrados profissionais: isso é possível? Revista de Administração Contemporânea, v. 1, n. 2, p. 153-171, 1997.

MOEGLIN, P.; PETIT, L. Jacque Piveteau, comme la prodution industrielle, le système scolaire? In: MOEGLIN, P. (Ed.). Industrialiser l’education: anthologie commentée (1913-2012). Vincennes: Presses Universitaires de Vincennes, 2016.

MOURA CASTRO, C. A hora do mestrado profissional. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 2, n. 4, p. 16-23, 2005.

NICOLAI, A. T.; SCHULZ, A. C.; GÖBEL, M. Between sweet harmony and a clash of cultures: does a joint academic–practitioner review reconcile rigor and relevance? The Journal of Applied Behavioral Science, v. 47, n. 1, p. 53-75, 2011.

OYADOMARI, J. C. T.; CARDOSO, R. L.; MENDONÇA NETO, O. R.; ANTUNES, M. T. P.; AGUIAR, A. B. Criação de conhecimento em práticas de controle gerencial: análise dos estudos internacionais. Advances in Scientific and Applied Accounting, v. 6, n. 1, p. 4-30, 2013.

OYADOMARI, J. C. T.; SILVA, P. L.; MENDONÇA NETO, O. R.; RICCIO, E. L. Pesquisa intervencionista: um ensaio sobre as oportunidades e riscos para pesquisa brasileira em contabilidade gerencial. Advances in Scientific and Applied Accounting, v. 7, n. 2, p. 244-265, 2014.

SCAPENS, R. W. Practice, theory and paradigms. Management Accounting Research, v. 21, p. 77-78, 2010.

SCAPENS, R. W. Understanding management accounting practices: a personal journey. The British Accounting Review, n. 38, p. 1-30, 2006.

SEAL, W. Managerial discourse and the link between theory and practice: from ROI to valuebased management. Management Accounting Research, v. 21, p. 95-109, 2010.

SIDOR, J. Debate over rigor and relevance in scientific study of management. Management and Business Administration, v. 23, n. 2, p. 32-46, 2015.

SIMONDON, G. Du mode d’existence des objets techniques (obra original publicada em 1958). Paris: Éditions Aubier, 2012.

SIMONDON, G. L’invention dans les techiniques. Paris: Éditions du Seuil, 2005.

SOBRINHO, J. D. Universidade e novos modos de produção, circulação e aplicação do conhecimento. Avaliação, v. 19, n. 3, p. 643-662, 2014.

SOBRINHO, J. D. Universidade fraturada: reflexões sobre conhecimento e responsabilidade social. Avaliação, v. 20, n. 3, p. 581-601, 2015.

SOUZA, M. A. ; LISBOA, L. P. ; ROCHA, W. Práticas de contabilidade gerencial adotadas por subsidiárias brasileiras de empresas multinacionais. Revista Contabilidade e Finanças, v. 32, p. 40-57, 2003.

SPATTI, A. C.; SERAFIM, M. P.; DIAS, R. D. Universidade e pertinência social: alguns apontamentos para reflexão. Avaliação, v. 21, n. 2, p. 341-360, 2016.

SUOMALA, P.; YRJÄNÄINEN, J. L. Management research in practice. New York: Routledge, 2012.

TAKAHASHI, A. R. W.; VERCHAI, J. K.; MONTENEGRO, L. M.; RESE, N. Mestrado profissional e mestrado acadêmico em administração: convergências, divergências e desafios aos programas de pós-graduação stricto sensu no Brasil. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 11, n. 4, p. 551-578, 2010.

TREMBLAY, G.; PAQUELIN, D. Harold A. Innis: um doyen contre les derives de l’industrialisation. In: MOEGLIN, P. (Ed.). Industrialiser l’education: anthologie commentée (19132012). Vincennes: Presses Universitaires de Vincennes, 2016.

VAN DE VEN, A. H.; JOHNSON, P. E. Knowledge for theory and practice. Academy of Management Review, v. 31, n. 4, p. 802-821, 2006.

WOOD JR., T.; PAES DE PAULA, A. P. O fenômeno dos MPAs brasileiros: hibridismo, diversidade e tensões. Revista de Administração de Empresas, v. 44, n. 1, p. 116-129, 2004.

WORRALL, L.; LUBBE, S.; KLOPPER, R. Academic Research and Management Practice: Is the Relevance Gap Closing? Alternation, v. 14, p. 292-316, 2007.