Uma Revisão Crítica da Pesquisa Qualitativa em Gestão Territorial: Panorama da Produção Brasileira em Administração (2006-2015) Outros Idiomas

ID:
52785
Resumo:
O presente trabalho trata da produção científica brasileira da área de Administração e que utiliza abordagens qualitativas de investigação, no campo aqui denominado de gestão territorial. Apresenta-se uma pesquisa documental, simultaneamente bibliométrica e de revisão crítica, que analisou a mencionada produção a partir dos seguintes critérios: orientação paradigmática; lugar ocupado pela teoria no design de investigação; tradição de pesquisa utilizada; tipos de dados presentes; formas de análises desenvolvidas e critérios de qualidade adotados. A análise foi delimitada ao último decênio de publicações (2006-2015), sob a forma de artigos em periódicos nacionais, nos estratos de maior avaliação do Sistema Qualis/Capes, na área de Administração. Os achados indicam a predominância de perspectivas metodológicas construtivistas e que empregam recursos teóricos na condição de lente de auxílio à análise, sem enquadrar esta última em modelos teoricamente preconcebidos. Há elevada concentração das estratégias de pesquisa nos estudos de caso e prevalência da análise de conteúdo no tratamento dos dados, os quais, predominantemente, originam-se de documentos e entrevistas. É reduzida, nesse campo, a incorporação de critérios de qualidade em pesquisa qualitativa, destacando-se que em muitos trabalhos não se identifica o uso explícito de quaisquer deles e que em quase 40% não se esclarece sobre o caminho analítico tomado quanto ao material analisado. Ao final, este artigo discute possíveis implicações desses aspectos sobre o processo de produção de conhecimento em gestão territorial – considerando, especialmente, a configuração do campo em termos da natureza dos fenômenos investigados – e lança algumas considerações referentes ao aprimoramento e ampliação da pesquisa desenvolvida.
Citação ABNT:
CORDEIRO NETO, J. R.; SANTANA, L. K. A.; GUEDES, N. A.; LEÃO, A. L. M. S. Uma Revisão Crítica da Pesquisa Qualitativa em Gestão Territorial: Panorama da Produção Brasileira em Administração (2006-2015) . Desenvolvimento em Questão, v. 17, n. 46, p. 112-129, 2019.
Citação APA:
Cordeiro Neto, J. R., Santana, L. K. A., Guedes, N. A., & Leão, A. L. M. S. (2019). Uma Revisão Crítica da Pesquisa Qualitativa em Gestão Territorial: Panorama da Produção Brasileira em Administração (2006-2015) . Desenvolvimento em Questão, 17(46), 112-129.
DOI:
http://dx.doi.org/10.21527/2237-6453.2019.46.112-129
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/52785/uma-revisao-critica-da-pesquisa-qualitativa-em-gestao-territorial--panorama-da-producao-brasileira-em-administracao--2006-2015--/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ABRAMOVAY, R. O capital social dos territórios: repensando o desenvolvimento rural. Economia Aplicada, n. 2, v. IV, p. 379-397, abr./jun. 2000.

ABRAMOVAY, R. Para una teoría de los estudios territoriales. In: MANZANAL, M.; NIEMAN, G. (org.). Desarrollo rural: organizaciones, instituciones y territórios. Buenos Aires. Fund. Centro Integral Comunicación, Cultura y Sociedad – ICCUS, 2006.

ANDION, C. Análise de redes e desenvolvimento local sustentável. Revista de Administração Pública (Impresso), Rio de Janeiro, RJ, v. 37, p. 1.033-1.054, 2003.

ANDION, C. Développement territorial durable en milieu rural, gouvernance et rôle des organisations non gouvernementales: l›État de Santa Catarina au Brésil. Mondes en Développement, v. 34, p. 85-100, 2006.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BOISIER, S. Em busca do esquivo desenvolvimento regional: entre a caixa-preta e o projeto político. Planejamento e Políticas Públicas, n. 13, jun. 1996.

BOISIER, S. La modernización del Estado: una mirada desde las regiones. Nueva Sociedad, n. 139, p. 3850, set./out. 1995.

BOURDIEU, P. A identidade e a representação. Elementos para uma reflexão crítica sobre a idéia de região. In: BOURDIEU, P. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006.

BRANDÃO, C. A. Território e desenvolvimento: as múltiplas escalas entre o local e o global. Campinas, SP: Ed. da Unicamp, 2007a.

BRANDÃO, C. A. Territórios com classes sociais, conflitos, decisão e poder. In: ORTEGA, Antonio César; ALMEIDA FILHO, Niemeyer (org.). Desenvolvimento territorial, segurança alimentar e economia solidária. Campinas: Ed. Alínea, 2007b.

CASTELLS, M. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 2006.

CASTELLS, M. O poder da identidade. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.

CUNHA; A. M.; SIMÕES, R. F.; PAULA, J. A. Regionalização e história: uma contribuição introdutória ao debate teórico-metodológico. Belo Horizonte: UFMG; Cedeplar, 2005. (Texto para discussão, n. 260).

DALLABRIDA, V. R. Desenvolvimento e governança territorial: um ensaio preliminar sobre a necessidade da regulação no processo de gestão do desenvolvimento. Redes, v. 15, p. 165-186, 2010.

DALLABRIDA, V. R. Territory Planning and Management: the theory debate in Brazil and a prospect of practice according to theoretical contributions on territorial governance. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, v. 11, p. 51-77, 2015.

DEZIN, N. K.; LINCOLN, Y. S. (ed). O planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. Porto Alegre: Artmed, 2006.

DINIZ, C. C.; LEMOS, M. B. (org.). Economia e território. Belo Horizonte: EdUFMG, 2005.

EVANS, P. Além da “monocultura institucional”: instituições, capacidades e o desenvolvimento deliberativo. Sociologias, Porto Alegre, ano 5, n. 9, 2003.

FISCHER, T. (org.). Gestão social e poderes locais: marcos teóricos e avaliação. Salvador, BA: Casa da Qualidade, 2002.

GODOI, C. K.; BANDEIRA-DE-MELLO, R. A. B. (org.). Pesquisa qualitativa em estudos organizacionais: paradigmas, estratégias e métodos. 1. ed. São Paulo. Saraiva, 2007.

GOULART, S. et al. Articulações em rede e acontecimentos no território: subsídios teóricos para formação de políticas públicas para o desenvolvimento. Cadernos EBAPE.BR, FGV, v. 8, p. 388-403, 2010.

HAESBAERT, R. O mito da desterritorialização: do “fim dos territórios» à multiterritorialidade. 7. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012.

LEÃO, A. L. M. S.; MELLO, S. B. C.; VIEIRA, R. S. G. O papel da teoria no método de pesquisa em Administração. Revista Organizações em Contexto, v. 5, n. 10, p. 1-16, 2009.

LINCOLN, Y. S.; GUBA, E. G. Controvérsias paradigmáticas, contradições e confluências emergentes. In: DEZIN, N. K; LINCOLN, Y. S. (Ed). O planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. Porto Alegre: Artmed, 2006.

MARIZ, L. A. et al. O reinado dos estudos de caso na Teoria das Organizações: imprecisões e alternativas. Cad. EBAPE.BR, vol. 3, n. 2, july 2005.

MULS, L. M. Desenvolvimento local, espaço e território: a importância da formação de redes entre organismos e instituições locais. Revista Economia, jan./abr. 2008.

OLIVEIRA, F. de. Aproximações ao enigma: o que quer dizer desenvolvimento local? São Paulo: Pólis; Programa Gestão Pública e Cidadania/EAESP/FGV, 2001. 40p.

PAIVA JR., F. G.; LEÃO, A. L. M. S.; MELLO, S. C. B. Validade e confiabilidade na pesquisa qualitativa. Revista de Ciências da Administração, v. 13, n. 31, p. 190-209, 2011.

RECKWITZ, A. Toward a theory of social practices: a development in culturalist theorizing. European Journal of Social Theory, v. 5, n. 2, p. 243-263, 2002.

SANTOS, M. Técnica, espaço, tempo: globalização e meio técnico-científico-informacional. 5 ed. São Paulo: Edusp, 2008.

TENÓRIO, F. G. (Re)visitando o conceito de Gestão Social. In: SILVA JUNIOR, J. T. et al. Gestão Social: práticas em debate, teorias em construção. Fortaleza: Imprensa Universitária. 2008.

TENÓRIO, F. G. Gestão social: uma perspectiva conceitual. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, n. 5, vol. 32, 1998.

VIEIRA, M. M. F.; VIEIRA, E. F. Geoestratégia global: economia, poder e gestão de territórios. Rio de Janeiro: FGV, 2007.