Agricultura e Ação Estatal: A Base para Reconstrução de Ruanda Outros Idiomas

ID:
52786
Resumo:
As guerras não tiram apenas vidas, trazem incertezas institucionais, desestabilização política, social e, sobretudo, problemas econômicos que limitam a capacidade de reconstrução. O desafio é criar boas condições para que os ativos produtivos sejam usados ao máximo. O objetivo deste trabalho é apresentar os limitantes ao crescimento e diferenciação do café ruandês no mercado de cafés diferenciados. Baseou-se em uma análise de conteúdo para identificar o processo de transformação da cadeia para se posicionar no mercado como produtor de cafés diferenciados, como este processo contribui para agregar valor e alcançar rendas sustentáveis, colaborando com a reconstrução no pós-guerra. Observou-se que a ação do Estado criou um ambiente favorável à indução do crescimento, especialização, divisão do trabalho e acúmulo de conhecimento e criação de novas oportunidades no mercado cafeeiro. Conclui-se que essa solução não é definitiva para regiões com alta dependência de uma commodity, mas um primeiro passo para o progresso econômico e social por meio do uso eficiente dos ativos.
Citação ABNT:
SANTOS, M. A. O. D.; FERREIRA, M. A. M. Agricultura e Ação Estatal: A Base para Reconstrução de Ruanda. Desenvolvimento em Questão, v. 17, n. 46, p. 130-142, 2019.
Citação APA:
Santos, M. A. O. D., & Ferreira, M. A. M. (2019). Agricultura e Ação Estatal: A Base para Reconstrução de Ruanda. Desenvolvimento em Questão, 17(46), 130-142.
DOI:
http://dx.doi.org/10.21527/2237-6453.2019.46.130-142
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/52786/agricultura-e-acao-estatal--a-base-para-reconstrucao-de-ruanda/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português