Gestão do Conhecimento na Área de Sistemas de Informações: Uma Revisão no Contexto Brasileiro Outros Idiomas

ID:
53387
Resumo:
As organizações absorvem informações ao interagirem com o ambiente que estão inseridas e transformam esses conhecimentos obtidos de forma a guiarem a sua forma de agir. Entendendo a importância da temática de gestão do conhecimento, o presente estudo busca sistematizar as abordagens dadas à temática de gestão do conhecimento no contexto de sistemas de informações. Para tornar isso possível, optou-se por um estudo qualitativo, operacionalizado por uma revisão sobre essa temática no período de 2000 a 2016 dos artigos encontrados na base de dados Periódicos Capes. Assim, através da estratégia de busca estipulada esse artigo teve como objeto de estudo 19 artigos que foram analisados a partir da análise de conteúdo. Dessa forma, a partir das análises realizadas foi possível identificar que todos artigos analisados ressaltam a importância da gestão do conhecimento para as organizações, possibilitando a obtenção de vantagem competitiva às organizações. Além disso, percebese que todos os estudos possuem o entendimento de que o sucesso da gestão do conhecimento em uma organização está correlacionado ao fato do engajamento de todas as pessoas que a compõem.
Citação ABNT:
MOMO, F. S.; MELATI, C.; JANISSEK-MUNIZ, R.; BEHR, A. Gestão do Conhecimento na Área de Sistemas de Informações: Uma Revisão no Contexto Brasileiro. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, v. 9, n. 1, p. 138-153, 2019.
Citação APA:
Momo, F. S., Melati, C., Janissek-muniz, R., & Behr, A. (2019). Gestão do Conhecimento na Área de Sistemas de Informações: Uma Revisão no Contexto Brasileiro. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, 9(1), 138-153.
DOI:
http://dx.doi.org/10.21714/2236-417X2019v9n1p153
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/53387/gestao-do-conhecimento-na-area-de-sistemas-de-informacoes--uma-revisao-no-contexto-brasileiro/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
AGGESTAM, L. Learning organization or knowledge management which came first , the chicken or the egg ? Information technology and control, v. 35, 2006.

AL-AMMARY, Jaflah. The strategic alignment between knowledge management and information systems strategy: The impact of contextual and cultural factors. Journal of Information & Knowledge Management, v. 13, n. 1, p. 1450006, 2014.

ALAVI, M.; LEIDNER, D. Knowledge management and knowledge management systems. Journal of strategic information systems, v. 9, n. 2-3, p. 101-105, 2000.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 70. ed. Lisboa: LDA, 2011.

BEM, R. De; AMBONI, N. De F. Práticas de gestão do conhecimento: o caso da bibioteca universitária da ufsc. Revista ACB, v. 18, n. 1, p. 736-751, 2013.

CAMATTI, T. B.; FACHINELLI, A. C. Comunicação como diferencial estratégico na gestão do conhecimento das organizações. Conexão comunicação e cultura, v. 9, n. 17, 2010.

CARVALHO, I. M.; VERAS, V. M. A propiedade intelectual como elemento estratégico da gestão do conhecimento. Estratégia e negócios, v. 1, n. 2, p. 44-68, 2008.

CASTRO, V. A.; JÚNIOR, E. M.; PINTO, R. D. M. C. Gestão do conhecimento gc como recurso estratégico e fonte de vantagem competitiva sustentável vcs na perspectiva resource-based view rbv. Organizações em contexto, v. 8, n. 1985, p. 21-41, 2012.

DAVENPORT, T. H.; LONG, D. W.; BEERS, M. C. Building successful knowledge management projects. Sloan management review, 1998.

DAVENPORT, T. H.; PRUSAK, L. Conhecimento empresarial: como as empresas gerenciam o seu capital intelectual. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

DRUCKER, P. F. Managing in a time of great change. [S.l.]: Rutledge, 1997.

GASPAR, M. A. et al. Gestão do conhecimento em empresas atuantes na indústria de software no Brasil: um estudo das práticas e ferramentas utilizadas. Informação & sociedade: estudos, v. 26, 2016.

GOLD, A. H.; MALHOTRA, A.; SEGARS, A. H. Knowledge management: am organizational capabilities perspective. Journal of management information systems, 2001. v. 18, p. 185-214.

GONÇALVES FILHO, C. Gestão do conhecimento de marketing: uma pesquisa empírica no setor industrial. Faces r. adm.; v. 2, n. 1, 2003.

LAMB, D. The uses of analysis: rhetorical analysis, article analysis, and the literature review. Academic writing tutor, 2013.

LEHMKUHL, G. T.; VEIGA, C. R. Da; RADOS, G. J. V. A tecnologia de informação como ferramenta de auxílio à gestão da informação e do conhecimento : um estudo de caso do prc programa de repasse do conhecimento no setor elétrico. Biblos, v. 22, n. 1, p. 19-29, 2008.

LINDE, K.; WILLICH, S. N. How objective are systematic reviews? differences between reviews on complementary medicine. Journal of the royal society of medicine, v. 96, p. 17-22, 2003.

LUCHESI, E. S. F. Gestão do conhecimento nas organizações. Companhia de Engenharia de Tráfego.

MACHADO, D. D. P. N. A dinâmica da criação e gestão do conhecimento : um estudo de caso. Faces R. Adm., v. 5, p. 56-71, 2006.

MIRANDA, A. C. D.; FACHIN, G. R. B.; SANTOS, R. N. M. Dos. Gestão do conhecimento e temas relacionados: uma análise através da base library and information science abstracts -lisa. Biblos, v. 23, n. 1, p. 247-258, 2009.

MOTA, D. A. R.; TARGINO, M. D. G. Modelos de gestão do conhecimento em micro e pequenas empresas. Brazilian Journal of Information Science, v. 7, p. 178-200, 2013.

MUÑOS, D. L. . Estudos empíricos de gestão de conhecimento orientados para sustentabilidade: uma revisão sistemática de literatura de 1998 a 2009. Programa de pós-graduação de engenharia e gestão de conhecimento Universidade Federal de Santa Catarina, 2009.

NONAKA, I. A dynamic theory of organizational knowledge creation. Organization science, 1994. v. 5, p. 14-37, 1994.

NONAKA, I.; TAKEUCHI, H. Criação de conhecimento na empresa: como as empresas japonesas geram a dinâmica da inovação. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

OECD. Creative industries in the knowledge economy. Tourism and the creative economy. [S.l.]: Organisation for Economic Co-operation and Development, 2014. p. 31-49. http://www.oecd-ilibrary.org/content/chapter/9789264207875-4-en.

OLIVEIRA, A. B. S. Métodos da pesquisa contábil. São Paulo: Atlas, 2011.

RUGGLES, R. The state of the notion: knowledge management in practice. California management review, v. 40, n. 3, 1998.

SANTOS, A. E. M.; POPADIUK, S. A gestão do conhecimento e a capacidade de competição. Contextus revista contemporânea de economia e gestão, v. 8, p. 23-41, 2010.

SANTOS, F. F. Dos et al. Gestão do conhecimento nas organizações ou do desconhecimetno da realidade organizacional. Faces r. adm.; v. 4, n. 2, 2005.

SCHREIBER, D. O estudo da influência simbólica do líder no processo de gestão do conhecimento. Revista gestão & tecnologia, v. 15, n. 1, p. 200-229, 2015.

SHINODA, A. C. M.; MAXIMIANO, A. C. A.; SBRAGIA, R. Gestão do conhecimento em organizações orientadas para projetos. Gep revista de gestão e projetos, v. 6, p. 95-110, 2015.

SILVEIRA, M. A. P.; LANÇA, E. C. R. Gestão do conhecimento em equipe de vendas multinacional. Faces R. Adm., v. 8, n. 3, p. 41-57, 2009.

TAKEUCHI, H.; NONAKA, I. Gestão do conhecimento. São Paulo: Artmed Editora S.A.; 2008.

TEIXEIRA, M Do R. F. A disciplina de gestão do conhecimento no currículo do curso de biblioteconomia : a experiência da universidade federal do rio grande do sul, brasil. Rebecin Revista brasileira de educação em ciência da informação, v. 1, n. 1, p. 48-57, 2014.

TERRA, J. C. C. Gestão do conhecimento: o grande desafio empresarial! Terra forum, p. 1-6, 2005.

TERRA, J. C. C. Gestão do conhecimento: o grande desafio empresarial. 3. ed. São Paulo: Negócio Editora, 2001.

TRINDADE, A. L. B.; OLIVEIRA, M.; BECKER, G. V. Análise dos atributos para avaliação da qualidade da informação nos ambientes de intranet para apoio à gestão do conhecimento. Read, v. 70, n. 3, p. 776-801, 2011.

VIDAL, P. et al. A gestão do conhecimento: dois casos singulares. Revista eletrônica de ciência administrativa, v. 5, n. 1, 2006.

WIIG, K. M. Knowledge management: where did it come from and where will it go? Expert systems with applications, 1997. v. 13, n. 1, p. 1-14, 1997.

XAVIER, L. A. O. P.; OLIVEIRA, M.; TEIXEIRA, E. K. Teorias utilizadas nas investigações sobre gestão do conhecimento. RISTI Revista Iberica De Sistemas E Tecnologias De Informação, v. 2012, n. 10, p. 324330, 2012.

ZIVIANI, F.; FERREIRA, M. A. T.; SILVA, S. M. Da. Avaliação da maturidade em gestão do conhecimento em organizações mineiras. REEN Revista Eletrônica de Estratégia & Negócios, v. 8, n. 1, 2015.