Nova República, Novas Práticas: Uma Análise do Processo de Empresarização do Ensino Superior no Brasil (1990-2010) Outros Idiomas

ID:
53635
Resumo:
O objetivo deste texto é discutir como as práticas dos grupos que governaram o Estado brasileiro entre 1990 e 2010 contribuíram para intensificar o processo de empresarização do ensino superior no país. De forma geral, apesar das diferenças político-partidárias, os eventos discursivos selecionados e analisados a partir da metodologia da análise crítica do discurso, carregam certa univocidade e apontam a existência de dois importantes momentos desse processo. O primeiro, marcado pelo empenho em produzir um conjunto de práticas orientadas à compreensão da educação superior a partir das maneiras de agir e de pensar que sustentam a ideia de empresa. E o outro, caracterizado pelo esforço em consolidar métodos empresariais no seio das instituições de ensino com o intuito de estabelecer “boas práticas de gestão” e, consequentemente, maximizar os resultados organizacionais. Somado à ressignificação da noção de autonomia universitária, tudo isso parece contribuir para exaltar, ainda mais, o discurso empresarial nesse espaço.
Citação ABNT:
RODRIGUES, M. S.; SILVA, R. F. C. Nova República, Novas Práticas: Uma Análise do Processo de Empresarização do Ensino Superior no Brasil (1990-2010). Farol - Revista de Estudos Organizacionais e Sociedade, v. 6, n. 15, p. 176-218, 2019.
Citação APA:
Rodrigues, M. S., & Silva, R. F. C. (2019). Nova República, Novas Práticas: Uma Análise do Processo de Empresarização do Ensino Superior no Brasil (1990-2010). Farol - Revista de Estudos Organizacionais e Sociedade, 6(15), 176-218.
DOI:
https://doi.org/10.25113/farol.v6i15.4855
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/53635/nova-republica--novas-praticas--uma-analise-do-processo-de-empresarizacao-do-ensino-superior-no-brasil--1990-2010-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português