Práticas Ambientais nos Estádios de Futebol da Copa do Mundo de 2014 Outros Idiomas

ID:
53683
Resumo:
O presente artigo tem por objetivo verificar as práticas ambientais realizadas nos estádios de futebol participantes da Copa do Mundo de 2014. Para a coleta de dados, buscou-se identificar, tanto nos sites dos estádios quanto no site oficial do governo brasileiro sobre o megaevento (Portal da Copa), as ações ambientais. Os resultados permitem concluir que as ações disponibilizadas online referem-se com maior ênfase à reforma do que à operação dos estádios. Por fim, é importante e necessário divulgar e promover em mídias virtuais as práticas ambientais desenvolvidas pelos estádios de futebol, no sentido de sensibilizar torcedores, patrocinadores, jogadores, colaboradores e a comunidade em geral quanto à importância da dimensão ambiental em eventos esportivos.
Citação ABNT:
PEREIRA, G. S.; CAMILOTTO, S.; CONTO, S. M. Práticas Ambientais nos Estádios de Futebol da Copa do Mundo de 2014. Revista Eletrônica de Administração e Turismo, v. 13, n. 1, p. 1769-1786, 2019.
Citação APA:
Pereira, G. S., Camilotto, S., & Conto, S. M. (2019). Práticas Ambientais nos Estádios de Futebol da Copa do Mundo de 2014. Revista Eletrônica de Administração e Turismo, 13(1), 1769-1786.
DOI:
http://dx.doi.org/10.15210/reat.v13i1.14030
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/53683/praticas-ambientais-nos-estadios-de-futebol-da-copa-do-mundo-de-2014/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ALBERGARIA, M. C. M. de. Estudo da viabilidade técnica a respeito da implantação da gestão de resíduos sólidos no estádio jornalista Mário Filho – Maracanã através da parceria com catadores de materiais recicláveis, conforme preceitua a Lei 12.305/2010. 2015. 71 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Engenharia Urbana e Ambiental) – Pontifícia Universidade Católica do Rio De Janeiro, Rio de Janeiro, 2015.

ARENA CAP. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2015.

ARENA CASTELÃO. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2015.

ARENA DA AMAZÔNIA. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2015.

ARENA DAS DUNAS. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2015.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 20121: Sistemas de Gestão para Sustentabilidade de Eventos – Requisitos com Orientações de Uso. Rio de Janeiro, RJ: ABNT, 2012.

CAMILOTTO, S.; PEREIRA, G. S. A produção científica sobre megaeventos esportivos e a dimensão ambiental no Portal de Periódicos CAPES. In: CONGRESSO DE INICIAÇÃO

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR – CAPES. Catálogo de Teses. Disponível em: hhttp://catalogodeteses.capes.gov.br/catalogoteses/#!/. Acesso em: 1 nov. 2018. DIÁRIO DE OBRA. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2015.

ESTÁDIO NACIONAL DE BRASÍLIA. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2015.

FIFA. Sustainability policy of the FIFA World Cup Russia. Nov. 2015. Disponível em: . Acesso em: 31 out. 2018.

FIFA. Sustainability Report 2014 FIFA World Cup Brazil. Dez. 2014. Disponível em: < https://resources.fifa.com/mm/document/afsocial/general/02/50/92/69/sustainabilityreportofth e2014fwc_neutral.pdf >. Acesso em: 31 out. 2018.

FUNK, D.; BRUUN, T. The role of socio-psychological and culture-education motives in marketing international sport tourism: a cross-cultural perspective. Tourism Management, v. 20, n. 3, p. 806-819, 2007.

GBC BRASIL. Certificação LEED. Disponível em: . Acesso em: 13 maio 2015.

INTERNACIONAL. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2015.

ITAIPAVA ARENA FONTE NOVA. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2015.

ITAIPAVA ARENA PERNAMBUCO. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2015.

JIMÉNEZ, A. M. G. Estudo experimental de um resíduo de construção de demolição (RCD) para uilização em pavimentação. 2011. 123 f. Dissertação (Mestrado em Geotecnia) – Universidade de Brasília, Brasília, 2014.

KIM, H.J.; GURSOY, D.; LEE, S.B. The impact of the 2002 World Cup on South Korea: comparisons of pre-and post-games. Tourism Management, v. 27, n. 1, p. 86-96, 2006.

KÖCHE, J. C. Fundamentos de Metodologia Científica. 22. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2004.

MARACANÃ. Disponível em: . Acesso em: 08 abr. 2015.

MATIAS, M. Os efeitos dos megaeventos esportivos nas cidades. Turismo & Sociedade, Curitiba, v. 1, n. 2, p. 75-198, 2008.

MINAS ARENA. Disponível em: . Acesso em: 09 abr. 2015.

NAZARI, M. T.; ÁVILA, G. O. L.; CAMILOTTO, S.; WOLF, S.; CORREA, L. B.; PEREIRA, G. S. A produção científica sobre eventos turísticos, megaeventos esportivos e a dimensão Ambiental no SeminTUR. In: SEMINTUR JR, 5., 2014, Caxias do Sul-RS. Anais eletrônicos... Caxias do Sul: Universidade de Caxias do Sul, 2014.

ODEBRECHT ARENAS. Disponível em: . Acesso em: 07 abr. 2015.

PEREIRA, G. S. A variável ambiental no planejamento de eventos turísticos: estudo de caso da Festa Nacional da Uva – RS. 2007. 127 f. Dissertação (Mestrado em Turismo) – Universidade de Caxias do Sul, Caxias do Sul, 2007.

PEREIRA, G. S. Decision-making in the planning process and the contribution of Environmental Impact Assessment (EIA): a case study based comparative analysis of major sports events in Brazil and England. 2011. 266 f. Tese (Doutorado em Ciências da Engenharia Ambiental) – Oxford Brookes University, Oxford, 2011.

PEREIRA, G. S.; ÁVILA, G. O. L.; CAMILOTTO, S. A produção científica sobre eventos turísticos, megaeventos esportivos e a dimensão ambiental no Seminário ANPTUR. In: SEMINÁRIO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM TURISMO – ANPTUR, 11., 2014, Fortaleza. Anais eletrônicos... Fortaleza: ANPTUR, 2014.

PEREIRA, G. S.; ÁVILA, G. O. L.; CAMILOTTO, S. Eventos turísticos, megaeventos esportivos e a dimensão ambiental: análise da produção científica em periódicos nacionais especializados em Turismo. In: FESTIVAL INTERNACIONAL DE TURISMO DO IGUAÇU, 10., 2015, Foz do Iguaçu, PR. Anais... Foz do Iguaçu: Unioeste, 2015.

PEREIRA, G. S.; CAMILOTTO, S,; DE CONTO, S. M. Produção do conhecimento sob a dimensão ambiental em eventos turísticos e megaeventos esportivos: uma análise dos Periódicos vinculados aos Programas Nacionais de Pós-Graduação em Turismo. Rosa dos Ventos, v. 10, n. 1, p. 153-168, 2018.

PEREIRA, R. P. T. Sustentabilidade em estádios de futebol: o caso da Arena Pantanal em Cuiabá-MT. 2013. 305f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Edificações e Ambiental) – Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2013.

PORTAL DA COPA. Disponível em: . Acesso em: 08 abr. 2015.

RITCHIE, J. R.B. Assessing the impact of hallmark events: conceptual and research issues, Journal of Travel Research, v. 22, no. 1, p. 2-11, 1984.

ROCHE, M. Mega Events and Urban Policy. Annals of Tourism Research, Reino Unido, v. 21, n.1, p. 1-19, 1994. Disponível em: . Acesso em: 21 jun. 2011.

SALVADOR, S. F. T.; GIL; A. H. C. F.; CASAGRANDE JÚNIOR, E. F. Sustentabilidade nas Construções da Copa 2014, em Curitiba. Revista Tecnologia e Sociedade, Curitiba, v. 8, n. 14, p. 86-100, 2012. Disponível em: . Acesso em: 15 mar. 2015.

SILVA, E. G. B. da. O Planejamento estratégico para implantação da sustentabilidade na Copa do Mundo FIFA 2014 no Brasil. Revista Turismo em Análise, São Paulo, v.27, n.2, p. 342-363, agosto, 2016. DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.1984-4867.v27i2p342-363

SINISTERRA, F. Q. Aplicabilidade de resíduos reciclados da construção e demolição como agregados em misturas asfálticas. 2014. 193 f. Tese (Doutorado em Geotecnia) – Universidade de Brasília. Brasília, 2014.

SOUZA, M. V. R. e. Comportamento mecânico de um agregado reciclado como base de pavimento flexível a partir de um modelo físico. 2015. 133 f. Teses (Doutorado em Geotecnia) – Universidade de Brasília, Brasília, 2015.

TRIGUEIRO, A. A lição da Olimpíada de Sidney. 04 set. 2014. Disponível em: . Acesso em: 15 mar. 2015.

VINCIGUERRA, M. Gestão de resíduos da construção civil por meio da análise da Certificação LEED – o caso do Estádio Maracanã – RJ. 2013. 153 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia do Meio Ambiente) – Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2013. Nota: A primeira versão deste estudo foi apresentada no XII Seminário da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Turismo (ANPTUR) 2015. O presente artigo contém dados atualizados e novas inserções teóricas sobre o tema analisado.