Estatísticas Multivariadas na Administração: Importância e Aplicação da Análise Fatorial Exploratória Outros Idiomas

ID:
53685
Resumo:
A análise multivariada de dados é um grupo de técnicas estatísticas que analisam múltiplas relações para obter uma compreensão realista do objeto de estudo, tendo um vasto potencial na área de Administração, pois auxilia na compreensão dos fenômenos e melhora a direção para tomada de decisão. A Análise Fatorial Exploratória (AFE) é um tipo de técnica multivariada que identifica as variáveis inter-relacionadas e as agrupam em um número reduzido de fatores. Para facilitar a compreensão dessa técnica, este artigo se propõe a apresentar a importância e um roteiro de execução e interpretação dos procedimentos principais da AFE no campo da administração. Demonstra um passo-a-passo usando a versão 19 do programa SPSS® apoiada, principalmente, pela literatura de Hair Jr., et al. (2005). As bases de dados utilizadas são da amostragem de uma tese de doutorado que mediu os traços elementares do modelo de Motivação e Personalidade 3M. Espera-se que com as informações do presente artigo o leitor possa usufruir de uma compreensão básica da AFE diante de trabalhos que utilizam tal técnica.
Citação ABNT:
DIAS, P. S.; SILVA, H. V. R. S.; MACEDO, R. C. Estatísticas Multivariadas na Administração: Importância e Aplicação da Análise Fatorial Exploratória. Revista Eletrônica de Administração e Turismo, v. 13, n. 1, p. 1807-1828, 2019.
Citação APA:
Dias, P. S., Silva, H. V. R. S., & Macedo, R. C. (2019). Estatísticas Multivariadas na Administração: Importância e Aplicação da Análise Fatorial Exploratória. Revista Eletrônica de Administração e Turismo, 13(1), 1807-1828.
DOI:
http://dx.doi.org/10.15210/reat.v13i1.14372
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/53685/estatisticas-multivariadas-na-administracao--importancia-e-aplicacao-da-analise-fatorial-exploratoria/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
AMERIOUN, A. et al. The data on exploratory factor analysis of factors influencing employees effectiveness for responding to crisis in Iran military hospitals. Data in Brief, v. 19, p. 1522– 1529, 1 ago. 2018.

ASHER, H. B. Causal Modeling. Beverly Hills, CA: Sage, 1983. DOI: 10.12691/education-28-20.

BEAVERS, A. S. et al. Practical considerations for using exploratory factor analysis in educational research. Practical assessment, research & evaluation, v. 18, n.6, p.1-13, 2013. DOI: 10.1186/s13677-016-0072-x.

BYRNE, B. M. Structural equation modeling with AMOS, EQS, and LISREL: Comparative approaches to testing for the factorial validity of a measuring instrument. International journal of testing, v. 1, n. 1, p. 55-86, 2001.

CAMPOS, E. G., BRUNI, A. T., MARTINIS, B. S. Ketamine induces anxiolytic effects in adult zebrafish: A multivariate statistics approach. Behavioural Brain Research, v. 292, p. 537-546, 2015. http://dx.doi.org/10.1016/j.bbr.2015.07.017.

CHEUNG, T. L.; ALVES, C. S.; SAUER, L. Estatística multivariada e tipologia: consumindo serviços de estética. Gestão & Conexões, v. 3, n. 2, p. 70-85, 2014. DOI: 10.13071.

COOPER, D. R; SCHINDLER, P. S. Métodos de Pesquisa em Administração, McGraw Hill Brasil, Ed. 12, p. 712, 2016.

CORRAR, L. J.; PAULO, E.; DIAS FILHO, J. M. Análise multivariada para os cursos de administração, ciências contábeis e economia. São Paulo: Atlas, 2007.

COSTA, F. J. Mensuração e desenvolvimento de escalas: Aplicações em Administração. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2010.

COSTELLO, A. B.; OSBORNE, J. W. Best practices in exploratory factor analysis: four recommendations for getting the most from your analysis. Practical assessment research & evaluation. v.10, n.7. Disponível em: < http://pareonline.net/getvn.asp?v=10&n=7>. Acesso em: 08 de Ago de 2017.

CURADO, M. A. S.; TELES, J. MAROCO, J. Análise de variáveis não diretamente observáveis: influência na tomada de decisão durante o processo de investigação. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 48 n.1, p. 149-156, 2014. http://dx.doi.org/10.1590/S0080623420140000100019.

DAMÁSIO, B. F. Uso da análise fatorial exploratória em psicologia. Avaliação Psicológica. v.11, n. 2, p. 213-228, ago. 2012. Disponível em . Acesso em 10 de ago. 2017.

FARIAS, S. Perspectivas e limites da pesquisa quantitativa na produção de conhecimento em Marketing: A metáfora do cadeado. Revista de Negócios v. 18, p. 25–33, 2013. DOI:10.7867/1980-431.2013v18n1p25_33.

FÁVERO, L. P. et al. Análise de dados: modelagem multivariada para tomada de decisões. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

FIGUEIREDO FILHO, D. B.; SILVA JUNIOR, J. A. da. Visão além do alcance: uma introdução à análise fatorial. Opin. Pública, Campinas, v. 16, n. 1, p. 160-185, Jun. 2010. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-62762010000100007.

FIGUEIREDO FILHO, D. B.; SILVA JÚNIOR, J. A. Desvendando os mistérios do coeficiente de correlação de Pearson (r). Revista Política Hoje, v. 18, n. 1, p. 115-46, 2009. Disponível em: . Acesso em: 02 de agosto de 2017.

GOMES, F. P; ARAÚJO, R. M. Pesquisa quanti-qualitativa em administração: uma visão holística do objeto em estudo. In: SEMINÁRIOS EM ADMINISTRAÇÃO, 8, 2005, São Paulo. Anais... São Paulo: FEA/USP, 2005.

GOUVÊA, M, A; PREARO, L. C; ROMEIRO, L. C. Avaliação da adequação de aplicação de técnicas multivariadas em estudos do comportamento do consumidor em teses e dissertações de duas instituições de ensino superior. Revista de Administração, v. 47, n. 2, p. 338-355, 2012.

HAIR JR., J. F. et al. Análise Multivariada de Dados, Bookman, 5, 593, 2005.

LAW, T. H. et al. Development of safety performance index for intercity buses: An exploratory factor analysis approach. Transport Policy, v. 58, p. 46–52, 1 ago. 2017.