Produção Acadêmica sobre Pesquisas de Orçamentos Familiares na Administração Outros Idiomas

ID:
53820
Resumo:
O objetivo deste trabalho foi apresentar um panorama da produção científica brasileira que utiliza as Pesquisas de Orçamentos Familiares (POF) como base de dados nos artigos publicados na área das Ciências Sociais Aplicadas, em especial na Administração. Para tanto, foi realizada uma pesquisa bibliométrica como método de revisão sistemática de literatura nas bases de dados Scientific Electronic Library Online (SciELO) e Scientific Periodicals Electronic Library (SPELL) entre 2003 e 2017, que possibilitou a construção de um cenário sobre a temática considerando suas características, contribuições e problemáticas para a área. A análise dos resultados evidenciou que a POF é um tema frequente na Economia, mas recente e pouco utilizado na Administração. Desse modo, por se tratar de uma pesquisa ampla, sistemática e que envolve múltiplas variáveis, as POF poderiam ser mais bem exploradas nas áreas de Marketing, Contabilidade e Administração Pública, pois possui interfaces com as mesmas.
Citação ABNT:
PALHARES, J. V.; OLIVEIRA, M. D. G.; PIRES, L. A. V. Produção Acadêmica sobre Pesquisas de Orçamentos Familiares na Administração. Revista de Administração FACES Journal, v. 18, n. 1, p. 29-49, 2019.
Citação APA:
Palhares, J. V., Oliveira, M. D. G., & Pires, L. A. V. (2019). Produção Acadêmica sobre Pesquisas de Orçamentos Familiares na Administração. Revista de Administração FACES Journal, 18(1), 29-49.
DOI:
http://dx.doi.org/10.21714/1984-6975FACES2019V18N1ART6013
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/53820/producao-academica-sobre-pesquisas-de-orcamentos-familiares-na-administracao/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ABREU, L. G.; HOR-MEYLL, L. F.; NOGUEIRA, E. M. C. Consumo de Famílias de Baixa Renda no Rio de Janeiro: Um Estudo de Segmentação Baseada no Orçamento Familiar. Revista ADM.MADE, v. 18, n. 3, p. 19-39, 2014.

ASANO, S.; BARBOSA, A. L.; FIUZA, E. P. Optimal commodity taxes for Brazil based on AIDS preferences. Revista Brasileira de Economia, v. 58, n. 1, 2004.

BEUREN, I. M.; SOUZA, J. C. Em busca de um delineamento de proposta para classificação dos periódicos internacionais de contabilidade para o Qualis Capes. Revista Contabilidade & Finanças, v. 19, n. 46, p. 44-58, 2008.

CARRARO, W. B. W. H.; MEROLA, A. Percepções Adquiridas numa Capacitação em Educação Financeira para Adultos. Revista Gestão & Planejamento, v. 19, n. 1, p. 414-435, 2018.

CARVALHO, D. B.; SIQUEIRA, R. B.; NOGUEIRA, J. R. Características distributivas e impacto de reformas tributárias sobre o bem-estar das famílias no Brasil. Revista Brasileira de Economia, v.67, n. 3, p. 263-282, 2013.

CARVALHO, S. C.; KASSOUF, A. L. As despesas familiares com educação no Brasil e a composição de gênero do grupo de irmãos. Economia Aplicada, v. 13, n. 3, p. 353-375, 2009.

COELHO, A. B.; AGUIAR, D. R. D.; EALES, J. S. Food demand in Brazil: an application of Shonkwiler & Yen two-step estimation method. Estudos Econômicos (São Paulo), v. 40, n. 1, p. 185-211, 2010.

COELHO, A. B.; AGUIAR, D. R. D.; FERNANDES, E. A. Padrão de consumo de alimentos no Brasil. Revista de Economia e Sociologia Rural, v. 47, n. 2, p. 335-362, 2009.

COLLIS, J.; HUSSEY, R. Pesquisa em administração: um guia prático para alunos de graduação e pósgraduação. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

COSTA FILHO, M. C. M.; MOTTA, P. C. M. Gestão de Orçamento nas Compras de Supermercado da Nova Classe Média. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, v. 9, n. 4, p. 111-127, 2015.

COSTA, L. V.; SILVA, M. M. C.; BRAGA, M. J.; LIRIO, V. S. Fatores associados à segurança alimentar nos domicílios brasileiros em 2009. Economia e Sociedade, v. 23, n. 2, p. 373-394, 2014.

DEATON, A. The analysis of household surveys: A microeconometric approach to development policy. Washington: The World Bank, 2018.

DINIZ, B. P. C.; SILVEIRA, F. G.; BERTASSO, B.; MAGALHES, L. C. F.; SERVO, L. M. S. As Pesquisas de Orçamentos Familiares no Brasil. In: SILVEIRA, F. G.; SERVO, L. M. S.; MENEZES, T.; PIOLA, S. F. (Orgs.). Gasto e consumo das famílias brasileiras contemporâneas. Ipea: Brasília, v. 2, 2007.

DU, R. Y.; KAMAKURA, W. A. Where did all that money go? Understanding how consumers allocate their consumption budget. Journal of Marketing, v. 72, p. 109131, 2008.

FREITAS, K. A.; MARTINS, R. S. Alterações nos hábitos de compra e distribuição varejista. Revista de Administração FACES Journal, v. 17, n. 3, p. 8-27, 2018.

HEATH, C.; SOLL, J. B. Mental budgeting and consumer decisions. Journal of Consumer Research, v. 23, p. 40-52, 1996.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Pesquisa de Orçamentos Familiares 2002-2003. Primeiros Resultados: Brasil e Grandes Regiões. Rio de Janeiro: IBGE, 2004.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009: despesas, rendimentos e condições de vida. Rio de Janeiro: IBGE, 2010.

JOHNSON, D. S.; ROGERS, J. M.; TAN, L. A century of family budgets in the United States. Monthly Labor Review. p. 28-45, 2001.

JUNIOR, M. V.; RIBEIRO, F. G.; FLORISSI, S.; ZUANAZZI, P. T. Os efeitos da criação de leis de meia entrada para estudantes sobre o consumo de bens e serviços culturais no Brasil. Estudos Econômicos, v.46, n. 4, p. 745-781, 2016.

KAMAKURA, W. A.; MAZZON, J. A. Socioeconomic status and consumption in an emerging economy. International Journal of Research in Marketing, v. 30, n. 1, p. 4-18, 2013.

KAMAKURA, W.; MAZZON, J. A. Critérios de estratificação e comparação de classificadores socioeconômicos no Brasil. RAE-Revista de Administração de Empresas, v. 56, n. 1, p. 55-70, 2016.

LEITE, F. P. Como o grau de desigualdade afeta a propensão marginal a consumir?Distribuição de renda e consumo das famílias no Brasil a partir dos dados das POF 2002-2003 e 2008-2009. Economia e Sociedade, v. 24, n. 3, p. 617-650, 2015.

MACHADO JUNIOR, C.; SOUZA, M. T. S.; PARISOTTO, I. R. S.; PALMISANO, A. As leis da bibliometria em diferentes bases de dados científicos. Revista de Ciências da Administração, v. 18, n. 44, p. 111123, 2016.

MACIAS-CHAPULA, C. A. O papel da informetria e da cienciometria e sua perspectiva nacional e internacional. Ciência da Informação, v. 27, n. 2, p.134-140, 1998.

MELO, N. C. V. de; TEIXEIRA, K. M. D.; SILVEIRA, M. B. Consumo e perfil social e demográfico dos diferentes arranjos domiciliares de idosos no Brasil: análises a partir dos dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, Rio de Janeiro, v. 20, n. 5, p. 607-617, 2017.

MUELLER, S. P. M.; PECEGUEIRO, C. M. P. A. O periódico Ciência da Informação na década de 90: um retrato da área refletido em seus artigos. Ciência da Informação, Brasília, v. 30, n. 2, p. 47-63, 2001.

MUGNAINI, R. A bibliometria na exploração de bases de dados: importância da Lingüística. TransInformação, v. 15, n. 1, p. 45-52, 2003.

NETO, R. M. S.; MENEZES, T. A. Nível e evolução da desigualdade dos gastos familiares no Brasil: uma análise para as regiões metropolitanas no período 1996 a 2003. Estudos Econômicos (São Paulo), v. 40, n. 2, p. 341-372, 2010.

NORONHA, D. P.; MARICATO, J. M. Estudos métricos da informação: primeiras aproximações. Encontros Bibli, Florianópolis, n. esp.; p. 116-128, 2008.

NOVAES, V. M.; PESSÔA, L. A. G. P.; DUBEUX, V. J. C.; LIMA, M. C. O Espaço da Educação no Orçamento Familiar: o Caso das Famílias da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Revista ADM. MADE, v. 18, n. 3, p. 62-84, 2014.

PAGLIOTO, B. F.; MACHADO, A. F. Perfil dos frequentadores de atividades culturais: O caso nas metrópoles brasileiras. Estudos Econômicos, v. 42, n. 4, p. 701-730, 2012.

PAIVA, G. F. S.; SILVA, D. B. N. ; FEIJÓ, C. A. Exploratory note on consumption and socioeconomic classification in Brazil based on evidences from the family expenditure survey. Revista de Economia Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 20, n. 2, p. 207-228, 2016.

PATRA, S. K.; BHATTACHARYA, P.; VERMA, N. Bibliometric study of literature on bibliometrics. DESIDOC Bulletin of Information Technology, v. 26, n. 1, p. 27-32, 2006.

PINTO, A.; FREDES, C.; MARINHO, L. C. Curso de economia: elementos de teoria econômica. Rio de Janeiro: Unilivros, 1983.

PRITCHARD, A. Statistical bibliography or bibliometrics? Journal of Documentation, v.25, n. 4, p. 348349, 1969.

QUEVEDO-SILVA, F.; SANTOS, E. B. A.; BRANDÃO, M. M.; VILS, L. Estudo Bibliométrico: Orientações sobre sua Aplicação. Revista Brasileira de Marketing, v. 15, n. 2, p. 246-262, 2016.

REIS, C. O. O.; SILVEIRA, F. G.; ANDREAZZI, M. F. S. Avaliação dos gastos das famílias com a assistência médica no Brasil: o caso dos planos de saúde. Revista de Administração Pública, v. 37, n. 4, p. 859-897, 2003.

RESENDE, A. C.; OLIVEIRA, A. M. H. Avaliando resultados de um programa de transferência de renda: o impacto do bolsa-escola sobre os gastos das famílias brasileiras. Estudos Econômicos, v. 38, n. 2, p. 235-265, 2008.

RODRIGUES, C.; VIERA, A. F. G. Estudos bibliométricos sobre a produção científica da temática Tecnologias de Informação e Comunicação em bibliotecas. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, v. 7, n. 1, p. 167180, 2016.

SANTANA, P. J. MENEZES, T. A. Diferenças raciais no padrão de gastos com educação: uma abordagem semiparamétrica. Nova economia, v. 19, n. 3, p. 383-405, 2009.

SCHLINDWEIN, M. M.; KASSOUF, A. L. Análise da influência de alguns fatores socioeconômicos e demográficos no consumo domiciliar de carnes no Brasil. Revista de Economia e Sociologia Rural, v. 44, n. 3, p. 549-572, 2006.

SILVA, A. L. B.; SILVA, K.; DIVINO, B. Dinâmica de compra de alimentos das famílias de baixa renda frente às limitações do orçamento familiar. Revista Administração em Diálogo, v. 17, n. 2, p. 104-128, 2015.

SILVA, H. M. R. Análise de orçamento de uma amostra de famílias brasileiras: um estudo baseado na Pesquisa de Orçamentos Familiares do IBGE. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade de São Paulo. São Paulo: USP, 2004.

SILVA, H. M. R.; PARENTE, J. G.; KATO, H. T. Segmentação da baixa renda baseado no orçamento familiar. Revista de Administração FACES Journal, v. 8, n. 4, p. 98-114, 2009.

SILVA, H. M. R.; PARENTE, J. G. O mercado de baixa renda em São Paulo: um estudo de segmentação baseado no orçamento familiar. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓSGRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, XXXI, 2007, Rio de Janeiro. Anais...Rio de Janeiro: EANPAD, 2007.

SILVEIRA, F. G.; MENEZES, T. A.; MAGALHÃES, L. C. G.; DINIZ, B. P. C. Elasticidade-renda dos produtos alimentares nas regiões metropolitanas brasileiras: uma aplicação da POF 1995/1996. Estudos Econômicos, São Paulo, v. 37, n. 2, p. 329-352, 2007.

SINGLETON JR., R. A.; STRAITS, B. C. Approaches to social research. New York: Oxford University Press, 1993.

THALER, R. JOHNSON, E. Gambling with the house money and trying to break even: The effects of prior outcomes on risky choice. Management Science, v. 36, p. 643-660, 1990.

THALER, R. Mental accounting and consumer choice. Marketing Science, v. 4, p. 119-214, 1985.

TRANFIELD, D.; DENYER, D.; SMART, P. Towards a methodology for developing evidence-informed management knowledge by means of systematic review. British Journal of Management, v. 14, n. 3, p. 207- 222, 2003.

TRAVASSOS, G. F.; COELHO, A. B. A questão da separabilidade fraca na estimação de sistemas de demanda: Uma aplicação para a demanda de carnes no Brasil. Economia Aplicada, v. 19, n. 3, p. 507-539, 2015.

VANTI, N. A. P. Da bibliometria à webometria: uma exploração conceitual dos mecanismos utilizados para medir o registro da informação e a difusão do conhecimento. Ciência da Informação, v. 31, n. 2, p. 152-162, 2002.

WINK JUNIOR, M. V.; RIBEIRO, F. G.; FLORISSI, S.; ZUANAZZI, P. T. Os efeitos da criação de leis de meia entrada para estudantes sobre o consumo de bens e serviços culturais no Brasil. Estudos Econômicos, São Paulo, v. 46, n. 4, p. 745-781, 2016.

ZUCCHI, P.; BITTAR, O. V. N. O gasto das famílias com saúde. Revista de Administração Pública, v. 37, n. 6, p. 1233-1244, 2003.