O Universo Rural e a Oferta da Experiência de Turismo Rural no Brasil Outros Idiomas

ID:
54025
Resumo:
Nas últimas décadas observou-se a consolidação do segmento de Turismo Rural em países de diferentes continentes, instigando o desenvolvimento de estudos com as mais diversas abordagens sobre a temática. Esses estudos apresentam novos desafios, decorrentes das profundas transformações no universo rural. Além disso, trazem em seu bojo a necessidade de uma leitura complexa que articule, simultaneamente, os estudos sobre o universo agrário, considerando sua diversidade espacial, econômica, social, histórica e cultural com a discussão de turismo, tanto na sua abordagem operacional quanto na econômica. Nesse sentido, neste artigo propõe-se discutir o entrelaçamento entre o universo rural e a oferta da experiência de Turismo Rural, refletindo sobre o panorama do segmento no país. Para tanto se apoia em revisão bibliográfica e na análise dos resultados de estudos realizados por entidades como SEBRAE, IBGE, IICA, IDESTUR E OMT. Como resultado, observou-se que, além das questões conceituais que precisam ser superadas com urgência, o segmento está vivendo um dilema entre a preservação da ruralidade e a inserção no turismo como atividade econômica.
Citação ABNT:
SOLHA, K. T.O Universo Rural e a Oferta da Experiência de Turismo Rural no Brasil. Rosa dos Ventos - Turismo e Hospitalidade, v. 11, n. 3, p. 615-633, 2019.
Citação APA:
Solha, K. T.(2019). O Universo Rural e a Oferta da Experiência de Turismo Rural no Brasil. Rosa dos Ventos - Turismo e Hospitalidade, 11(3), 615-633.
DOI:
http://dx.doi.org/10.18226/21789061.v11i3p615
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/54025/o-universo-rural-e-a-oferta-da-experiencia-de-turismo-rural-no-brasil/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
Amadeus (2015). Future Traveller Tribes 2020. Relatório Técnico. Henley Centre Headlightvision.

Barbieri, C. & Mahoney, E. (2009). Why the diversification and attractive farm adjusment strategy? Insights from Texas farmers and ranchers. Journal of Rural Studies, 25(1), 5866.

Canoves, G. et al. (2004). Rural tourism in Spain: an analysis of recente evolution. Geoforum 35, 755-769.

Cristovão, A. & Pereiro, X. (2012). Turismo Rural em tempos de novas ruralidades. Actas... VIII Citurdes. Chaves. Portugal.

Elesbão, I. (2012). O turismo no contexto das transformações do espaço rural brasileiro. 10011019. In: Cristovão, A. & Pereiro, X. (Orgs.) (2012). Turismo Rural em tempos de novas ruralidades. Pasos Online.

Froehlich, J. M. (2000). Turismo Rural e agricultura familiar: explorando (criticamente) o cruzamento de abordagens e estratégias para o desenvolvimento. 181-197. In: Anécio, J & Reidl, M., Turismo Rural: ecologia, lazer e desenvolvimento. Bauru: Edusc.

Getz, D. & Carlsen, J. (2000). Characteristics and goals of family and owner-operated business in the rural tourism and hospitality sectors. Tourism Management, 21(6), 547-560.

Hjalager, A. M. (1996). Agricultural diversification into tourism: Evidence of a European Community development programme. Tourism Management, 17(2), 103-111. Link

IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2011). Atlas do espaço rural brasileiro. Rio de Janeiro.

IICA Instituto Interamericano de Cooperacion para la Agricultura (2009). Diagnóstico del Turismo Rural en el Brasil: un concepto en contrucción. Link Instituto Geográfico Nacional (2008). Turismo en espacios rurales y naturales. Madrid, Espanha.

Kastenholz, E. & Lima, J. (2011). The integral rural tourism experience from the tourist´s point of view – a qualitative analysis of its natue and meanning. Tourism & Management Studies, 7(2), 62-74.

Kastenholz, E.; Eusébio, C.; Figueiredo, E.; Carneiro, M. J. & Lima, J. (Org.) (2014). Reinventar o Turismo Rural em Portugal cocriação de experiências turísticas sustentáveis. Aveiro: UA.

Korstanje, M. E. (2014). Critica al concepto de internacionalización de Douglas Pearce. Rosa dos Ventos Turismo e Hospitalidade, 6(1), 117-120.

Lane, B. (2012). Turismo Rural de segunda geração: prioridades e questões de pesquisa. 15-48. In: Cristovão, A. et al (Org.). Turismo Rural em tempos de novas ruralidades. Porto Alegre: UFRGS.

Maldonado, C. (2009). O Turismo Rural comunitário na América Latina: genesis, características e políticas. In: Bartholo, R. et al (org.). Turismo de base comunitária: diversidade de olhares e experiências brasileiras. Rio de Janeiro: Letra e Imagem. Mintur Ministério do Turismo do Brasil (2008). Orientações básicas para o Turismo Rural. Brasília: Ministério do Turismo.

Oliveira, C. G. (2004). Gestão do turismo rural. 47-66. In: Ruschmann, D. & Solha, K. T. (orgs). Turismo: uma visão empresarial. Barueri-SP: Manole.

OMT Organização Mundial do Turismo (2003). El Turismo Rural en las Américas y su contribución a la creación de empleo y la conservación del patrimonio. Madrid.

Orsolya, S. E. (2015) The trends of rural tourism research in the past fifteen years. SITCOM Singidunum International Tourism Conference, 222-228.

Pearce, D. (2013). Comprometiendose com el mundo: América Latina y la internacionalización de la investigación en turismo. Estudios y Perspectivas en Turismo, 22(5), 908-925.

Pearce, D. (2014). The internationalization of tourism research. Journal of Travel Research, 53(3), 267-280.

Pulido Fernandez, J. (2008). Mercados de origen y destinos competidores del Turismo Rural espanhol. In: Pulido Fernandez, J. (org.). El Turismo Rural: estrutura econômica y configuracion territorial em España. Madri: Sintesis.

Pulido Fernandez, J. (2014). Innovacion y redes como respuesta a los cambios em la demanda de Turismo Rural. Anais... 9º Congresso Internacional sobre Turismo Rural e Desenvolvimento Sustentável – Citurdes, ECA/USP. São Paulo.

Rejowski, M. (1996). Turismo e pesquisa científica: pensamento internacional x situação brasileira. Campinas-SP: Papirus.

Roque, A. (2012). Panorama empresarial do turismo rural. Idestur, Sebrae. São Paulo.

Saxena, G. & Ilbery, B. (2010). Developing integrated rural tourism: actor practices in the English/welsh border. Journal of Rural Studies, 26(3), 260-271.

Sebrae Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (2013) Retrato do Turismo Rural no Brasil com foco nos pequenos negócios. Brasília.

Sharpley, R. (2004). Tourism and the countryside. 347-386. In: Lew, A; Hall, M. C. & Willians, M. (ed.) (2004). A companion to tourism. UK: Blackwell Publishing.

Silva, A. F. (2014). Retrato do turismo rural no brasil, com foco nos pequenos negócios. Perfil Empresarial. Anais... 9º Congresso Internacional sobre Turismo Rural e Desenvolvimento Sustentável – CITURDES, ECA/USP. São Paulo.

Silva, J. G. & Grossi, M. E. (2000). O novo rural brasileiro. Ocupações rurais não agrícolas. Oficina de Atualização Temática. Projeto Rurbano.

Skift. (2015). Megatrends defining travel in 2015.

Solha, K. T. & Rejowski, M. (2013). Produção científica sobre Turismo Rural no Brasil: percepções do poder público, da iniciativa privada e dos pesquisadores. Revista Turismo & Desenvolvimento, 20(2), 111-120.

Solha, K. T. (2012). O Turismo Rural como objeto de estudo nas pesquisas acadêmicas: a realidade brasileira. In: Cristovão, A. & Pereiro, X. (orgs.) (2012). Turismo Rural em tempos de novas ruralidades. Pasos Online.

Tulik, O. (2010). Turismo e desenvolvimento no espaço rural: abordagens conceituais e tipologias. 2-22. In: Santos, E. O. & Souza, M. (Org.) (2010). Teoria e prática do turismo no espaço rural. Baureri-SP: Manole.

Varisco, C. A. T. (2016). Turismo Rural: propuesta metodológica para um enfoque sistêmico. Pasos Revista de Turismo y Patrimonio Cultural, 14(1), 153-167.

Veiga, J. E. (2001). O Brasil rural ainda não encontrou seu eixo de desenvolvimento. Estudos Avançados, 15(43), 101-119.

Vilela, I. (2013). Uma proposta para o uso da música no segmento do Turismo Rural. Estudos Avançados, 27(79), 207-223.

Wanderley, M. N. B. (2000). A emergência de uma nova ruralidade nas sociedades modernas avançadas – o ‘rural’ como espaço singular e ator coletivo. Estudos Sociedade e Agricultura, 15(1), 87-145.

Wanderley, M. N. B. (2001). A ruralidade no Brasil moderno. Por um pacto social pelo desenvolvimento rural. 31-44. In: Giarraca, N. (Ed.) (2001). ¿Una nueva ruralidad en America Latina? Buenos Aires: CLACSOP.