Dinâmica Setorial e Especialização Produtiva da Indústria de Transformação Brasileira entre 1998 e 2014 Outros Idiomas

ID:
54179
Resumo:
O processo de desindustrialização no Brasil tem sido amplamente discutido na literatura econômica. Contudo, seria o caso de considerarmos toda a indústria como perdedora desse processo de desenvolvimento? E quais seriam os fatores associados às transformações estruturais da indústria brasileira? Este artigo analisa os setores perdedores e ganhadores do processo de desenvolvimento brasileiro entre 1998 e 2014, período marcado por profundas transformações econômicas. O trabalho utiliza uma abordagem bastante desagregada, incluindo dados de 200 classes da indústria de transformação e uma nova estratégia de agrupamento dos setores mais e menos dinâmicos. Os resultados destacam: setores especialmente favorecidos, como o processamento de commodities agrícolas e os setores de bens de consumo (como a fabricação de computadores, aparelhos telefônicos, aparelhos de ar-condicionado, automóveis, aparelhos de televisão, entre outros); e setores especialmente fragilizados, como os segmentos têxteis e da indústria química.
Citação ABNT:
MAIA, B. A. A.; MAIA, A. G. Sector Dynamics and Productive Specialization in the Brazilian Manufacturing Industry between 1998 and 2014. Revista Brasileira de Inovação, v. 18, n. 1, p. 121-156, 2019.
Citação APA:
Maia, B. A. A., & Maia, A. G. (2019). Sector Dynamics and Productive Specialization in the Brazilian Manufacturing Industry between 1998 and 2014. Revista Brasileira de Inovação, 18(1), 121-156.
DOI:
http://dx.doi.org/10.20396/rbi.v18i1.8653206
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/54179/dinamica-setorial-e-especializacao-produtiva-da-industria-de-transformacao-brasileira-entre-1998-e-2014/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Inglês