Logistica reversa: como reaproveitar placas de petri no fluxo de trabalho de um laboratório de microbiologia Outros Idiomas

ID:
54268
Resumo:
A cadeia de suprimentos de instituições de ensino públicas ou privadas, voltadas para o diagnóstico laboratorial microbiológico na área de saúde, deve ser gerenciada seguindo normas de qualidade e legislações pertinentes à biossegurança, onde o ambiente e uso de materiais estéreis são fundamentais. O custo elevado pela grande demanda de insumos laboratoriais plásticos estéreis é um fator importante nas organizações, com foco em gestão da saúde, sendo relevante a logística reversa de sobras de insumos das embalagens abertas, que não podem voltar ao fluxo de trabalho, por não serem mais estéreis. O objetivo deste relato técnico é descrever como foi possível realizar o reaproveitamento de sobras de placas de Petri (não mais estéreis), advindas de embalagens abertas, através do emprego do tratamento por radiação ionizante, em parceria com o Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares. O relato técnico apresenta, através da pesquisa-ação, como foi possível reduzir custos e empregar a logística reversa no reaproveitamento de 400 placas de Petri irradiadas com a dose de 20 kGy, contribuindo para a sustentabilidade.
Citação ABNT:
LUI, C. C.; AQUINO, S. Logistica reversa: como reaproveitar placas de petri no fluxo de trabalho de um laboratório de microbiologia. Revista Inovação, Projetos e Tecnologias, v. 3, n. 1, p. 111-126, 2015.
Citação APA:
Lui, C. C., & Aquino, S. (2015). Logistica reversa: como reaproveitar placas de petri no fluxo de trabalho de um laboratório de microbiologia. Revista Inovação, Projetos e Tecnologias, 3(1), 111-126.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/54268/logistica-reversa--como-reaproveitar-placas-de-petri-no-fluxo-de-trabalho-de-um-laboratorio-de-microbiologia/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português