Comunicação e Sustentabilidade: O Desenrolar da Narrativa da Sustentabilidade no Contexto Organizacional Outros Idiomas

ID:
54735
Periódico:
Resumo:
A sustentabilidade resultante de um processo interativo, pautado nas pessoas e suas narrativas, impacta o comportamento organizacional em contextos e espaços-temporais distintos. Este artigo avança ao estudar este fenômeno a partir da perspectiva da comunicação interacional, a qual propõe um olhar processual e dinâmico, propõe a consideração de diferentes visões e inspirações para a construção de sentido sobre a sustentabilidade nas organizações. Assim, questiona-se: de quais maneiras as narrativas da sustentabilidade se manifestaram na comunicação sobre o tema em uma empresa reconhecida como sustentável? Com abordagem qualitativa, descritiva e documental, a unidade de análise, Itaipu Binacional, foi estudada tendo como técnica a análise das narrativas. Buscou-se respostas nas articulações e movimentos registrados nos documentos que contribuíram para a construção da narrativa da sustentabilidade na organização. Identificou-se três momentos, discutidos ao longo do trabalho, que manifestam a narrativa da sustentabilidade organizacional. Apesar das peculiaridades em cada período, identificou-se a predominância de uma orientação para sustentabilidade alinhada a reforma.
Citação ABNT:
TOMIOTTO, M. F.; GALLASSI, J. N.; MARCHIORI, M.; MUNCK, L. Comunicação e Sustentabilidade: O Desenrolar da Narrativa da Sustentabilidade no Contexto Organizacional. Gestão e Sociedade, v. 13, n. 36, p. 3114-3145, 2019.
Citação APA:
Tomiotto, M. F., Gallassi, J. N., Marchiori, M., & Munck, L. (2019). Comunicação e Sustentabilidade: O Desenrolar da Narrativa da Sustentabilidade no Contexto Organizacional. Gestão e Sociedade, 13(36), 3114-3145.
DOI:
10.21171/ges.v13i36.2813
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/54735/comunicacao-e-sustentabilidade--o-desenrolar-da-narrativa-da-sustentabilidade-no-contexto-organizacional/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ADORISIO, A.L.M. Organizational remembering as narrative: ‘Storying’ the past in banking. Organization, v. 21, n. 4, p. 463–476, jun 2014.

BANSAL, P. T.; SMITH, W. K.; VAARA, E. From the editors new ways of seeing through qualitative research. Academy of Management Journal, v. 61, n. 4, p. 1189–1195, 2018.

BANSAL, P.; DESJARDINE, M. Business sustainability: It is about time. Strategic Organization. Strategic Organization, v. 12, p. 70-78, 2014.

BENNETT, M.; ORR, K. Relational leadership, storytelling and narratives: Practices of Local Government Chief Executives. Public Administration Review, v. 77, n. 4, p. 515–527, 2016.

BRUNING, Camila; GODRI, Luciana; TAKAHASHI, Adriana Roseli Wünsch. Triangulação em estudos de caso: incidência, apropriações e mal-entendidos em pesquisas da área de administração. Administração: Ensino e Pesquisa, Rio de Janeiro, v. 19, n. 2, p. 277–307, mai/ago 2018.

CAVENAGHI, L. S.; DIAS, L. S.; MARCHIORI, M. A interação entre os sujeitos (comunicação) e o processo de construção da sustentabilidade nas organizações. Revista Eletrônica Gestão & Sociedade, v. 13, n.32, p. 2232-2256, 2018.

CHRISTHENSEN, L. T.; MORSIN. M.; THYSSEN, O. CSR as aspirational talk. Organization, v. 20, n. 3, p. 372-393, 2015.

CHRISTHENSEN, L. T.; MORSIN. M.; THYSSEN, O. Discursive Closure, Discursive Openings in Sustainability. Management Communication Quarterly, v. 29, n. 1, p. 135-144, 2015.

CRESWELL, J. W. Investigação qualitativa & Projeto de pesquisa: escolhendo entre cinco abordagens. Tradução: Sandra Mallmann da Rosa. Revisão Técnica: Dirceu da Silva. 3 ed. Porto Alegre: Penso, 2014.

DAFT, R.L.; WEICK, K.E. Toward a Model of Organizations as Interpretation Systems. Academy of Management Review, v. 9, n. 2, p. 284-295, 1984.

ECCLES; IOANNOU; SERAFEIM. The Impact of Corporate Sustainability. Management Science, v.60, n.11, p.2835– 2857, 2014.

ELKINGTON, J. Canibais com garfo e faca. São Paulo: MAKRON Books, 2001.

FLICK, U. Mantras and Myths: The Disenchantment of Mixed-Methods Research and Revisiting Triangulation as a Perspective. Qualitative Inquiry, v.23, n.1, p.3-7, 2017.

GABRIEL, Y. Narratives, stories, texts. In: GRANT, D.; HARDY, C.;OSWICK, C.; PUTNAM, L. L (Org.). The Sage Handbook of Organizational Discourse. London: Sage Publications, 2004, p. 61-77.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

GILPIN, D.R. Narrating the organizational self: Reframing the role of the news release. Public Relations Review, v.34, n. 1, p. 9-18, 2008.

GODEMANN, J.; MICHELSEN, G. Sustainability communication: an introduction. In: GODEMANN, J.; MCHELSEN, G.(Ed.). Sustainability Communication: Interdisciplinary Perspectives and Theoretical Foundations. Springer, 2010, p.2-13.

GODOY, A.S. Estudo de caso qualitativo. In: GODOI, C.K.; BANDEIRA-DE-MELLO, R.; BARBOSA DA SILVA, A. (Org.). Pesquisa qualitativa em estudos organizacionais. São Paulo: Saraiva, 2006, p. 115-146.

GOMES, J. A., SOUSA, J.L., ABREU, C.B, & SOUSA-FILHO, J.M. Comportamento de responsabilidade social empresarial: análise dos projetos realizados no varejo supermercadista brasileiro. Revista de Gestão Social e Ambiental, v. 9, n.2, p. 23-37, 2015.

HERRICK, C.N.; PRATT, J.L. Communication and the Narrative Basis of Sustainability: Observations from the Municipal Water Sector. Sustainability, v. 5, p. 4428-4443, 2013.

HOPWOOD, B; MELLOR, M.; O’BRIEN G. Sustainable development: Mapping different approaches. Sustainable Development, v. 13, n. 1, p. 38-52, 2005.

ITAIPU BINACIONAL. Documentos oficiais. [online]. Disponível em: https://www.itaipu.gov.br/institucional/documentos-oficiais. [Acesso em 01 jun.2017].

ITAIPU BINACIONAL. Relatório de Sustentabilidade. [online] Disponível em: https://www.itaipu.gov.br/responsabilidade/relatorios-de-sustentabilidade. [Acesso em 01 jun. 2017].

MAITLIS, S. The social process of organizational sensemaking. Academy of Management Journal, v. 48, n. 1, p. 2149, 2005.

MARCHIORI, M. Comunicação em interface com cultura. In: MARCHIORI, M. (org). Coleção Faces da Cultura e da Comunicação Organizacional (pp.101-116). Difusão Editora e Senac, v.1, 2013.

MITRA, R.; BUZZANELL, P. Introduction: Organizing / Communicating Sustainably. Management Communication, Quarterly, v. 29, n. 1, p. 130-134, 2015.

MUNCK, L. Gestão da sustentabilidade em contexto organizacional: integrando sensemaking, narrativas e processo decisório estratégico. Organizações & Sociedade, v. 22, n. 75, p. 521-538, 2015.

NEWIG, J. et al. Communication Regarding Sustainability: Conceptual Perspectives and Exploration of Societal Subsystems. Sustainability, v. 5, p. 29762990, 2013.

OCHS, E. Narrative. In: Van Dijk, Teun. Discourse as Structure and Process: Discourse Studies: A Multidisciplinary Introduction. London: Sage Publications, 1997, p. 185-205.

PENTLAND, B.T. Building process theory from narrative: from description to explanation. Academy of management review, v. 24, n. 4, p. 711-724, 1999.

RESE, N. et al. A análise de narrativas como metodologia possível para os estudos organizacionais sob a perspectiva da estratégia como prática: “Uma estória baseada em fatos reais”, In: Eneo Encontro De Estudos Organizacionais Da Anpad, Florianópolis-SC, Anais, p. 1-17, 2010

REUTER, Y. A análise da narrativa: o texto, a ficção e a narração. Translated by Mario Pontes. 2. Ed. Rio de Janeiro: Difel, 2007.

SAVITZ, A. W.; WEBER, K. A empresa sustentável: O verdadeiro sucesso é o lucro com responsabilidade social e empresarial, Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.

SILVA, R. C.; VELOSO, E. F. R.; TREVISAN, L. N.; DUTRA, J. S. A relação entre comunicação e comprometimento nas organizações. Rev. Adm. UFSM, Santa Maria, v. 11, n. 6, p. 102-116, 2018.

STAKE, R.. The case study method in social inquiry. In Norman K. Denzin & Yvona Lincoln S. The American tradition in qualitative research. Vol. II. Thousand Oaks, California: Sage Publications, 2000.

WEICK, K. E. Seven properties of sensemaking. In.: WEICK, K. E. Sensemaking in organizations. (pp.17-62). Thousand Oaks: Sage Publications, Inc., 1995...

WEICK, K. E.; SUTCLIFFE, K. M.; OBSTFELD, D. Organizing and the process of sensemaking. Organization Science, v. 16, n. 4, p. 409-421, 2005.