Configuração de um processo de seleção, aquisição e implementação de erp considerando os grupos sociais envolvidos Outros Idiomas

ID:
5479
Resumo:
O ciclo de vida de um ERP estendeu as fases do ciclo de vida de sistemas como tratada pela Teoria de Sistemas. Uma vez que sistemas ERP entraram no mercado com a concepção de produtos prontos, fases como seleção e aquisição passaram a compor o ciclo de vida de sistemas ERP. Com isto, um número maior de interessados ou grupos sociais (fornecedores de software, consultores e entidades governamentais ou parceiros) envolve-se no processo buscando obter um sistema ERP que garanta eficiência, transparência, integridade e confiabilidade das informações para um melhor desempenho na tomada de decisões dentro do seu mercado de atuação. Este artigo buscou configurar um processo de seleção, aquisição e implementação de ERP, considerando os diversos grupos sociais envolvidos em cada fase do processo. Aplicando técnicas da metodologia grounded theory (ordenação cronológica, codificação de categorias e saturação teórica contínua) foi possível configurar os processos de seleção, aquisição e implementação de sistemas ERP em dois estudos de caso, onde emergiram elementos de contexto organizacional (estratégia, cultura, ambiente), estruturadores (fases e passos), e habilitadores para o processo, através de uma lente sócio-técnica dos grupos sociais envolvidos. As principais contribuições acadêmicas encontram-se na utilização da grounded theory para composição de uma forma sistemática de seleção, aquisição e implementação de sistemas ERP; e, para a prática, na confiabilidade e transparência do processo, garantindo a escolha, maior aderência do produto aos requisitos de negócio e melhor uso dos recursos.
Citação ABNT:
BRODBECK, H. J.; BRODBECK, ?. F.; CANEPA, P.; BOBSIN, D. Configuração de um processo de seleção, aquisição e implementação de erp considerando os grupos sociais envolvidos. Revista Eletrônica de Sistemas de Informação, v. 9, n. 1, p. 1-30, 2010.
Citação APA:
Brodbeck, H. J., Brodbeck, ?. F., Canepa, P., & Bobsin, D. (2010). Configuração de um processo de seleção, aquisição e implementação de erp considerando os grupos sociais envolvidos. Revista Eletrônica de Sistemas de Informação, 9(1), 1-30.
DOI:
10.5329/RESI.2010.0901002
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/5479/configuracao-de-um-processo-de-selecao--aquisicao-e-implementacao-de-erp-considerando-os-grupos-sociais-envolvidos/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
AVGEROU, C. Information systems ano' global diversity. London: Oxford University Press, 2002.

BERNROIDER, E.; KOCK, S. ERP selection process in midsize and large organizations. Business Process Management journal, v. 7, n. 3, p. 251-257, 2001.

BIJKER, W. Understanding technological culture through a constructivist view of science, technology, and society. In: CUTCLIFFE, S; MiTCHAM C. Visions of STS counterpoints in science, technology and society studies, New York: SUNY Press, 2001.

BINGI, P.; SHARMA, M.; GODLA, J. (1999). Critical issues affecting an ERP implementation. Information Systems Management, v. 16, n. 3, p. 7v14, Summer, 1999.

BRETERNITZ, V. A seleção de sistemas ERP (Enterprise Resource Planning) para pequenas e médias empresas. Análise, v. 10, Agosto, 2004.

CAZASSA, E. Indicadores e governança efetiva de TI. In: ALBERTINl, L.; ALBERTINi; R. Tecnologia de informação: desafio da tecnologia da informação aplicada aos negócios. São Paulo: Atlas, 2005.

COSTA, F. A. Governança eletrônica contra a fraude. Revista Custos Brasil Soluções para o Desenvolvimento. Setembro/Outubro, 2009. Disponivel em . Acesso em: novembro de 2009.

DAVENPORT, T. Missão crítica: obtendo vantagem competitiva com os sistemas de gestão empresarial. Porto Alegre: Bookman, 2002.

DICK, B. Grounded theory a thumbnail sketch, 2002. Disponível em: _ Acesso em: novembro de 2009.

DUBÉ, L.; PARÉ, G. Rigor in lS positivist case research: current practices, trends, and recommendations. MISQ, v. 27, n. 4, p. 597-635, December 2003.

ESCOUTO, R. M.; SCHiLLING, L. F. Proposta de metodologia de seleção de sistemas ERP para uma empresa de médio porte. In: SOUZA, C.; SACCOL, A. Sistemas ERP no Brasil:Teoria e Casos. São Paulo: Atlas, 2003.

ESTEVES, J; PASTOR, J. Towards the unification of critical success factors for ERP implementations. 10m Annua/ B/T Conference, Manchester. UK., November, 2000.

GLASER, B. E.; STRAUSS, A. The discovery of grounded theory. Chicago: Aldine, 1967.

HOWCROFT, D.; MITEV, N.; WILSON, M. What we may learn from social shaping of technology approach. In: MINGERS, J.; WILLCOCKS. Social theory and philosophy for information systems. London: British Library, 2004.

ILLA, X.; FRANCH, X.; PASTOR, J. Formalizing ERP selection criteria. ln: Proceedings of the 10th International Workshop on Software Specification and Design, 2000.

KAPLAN, Robert S.; NORTON, David P. Mapas estratégicos: convertendo ativos intangíveis em resultados tangíveis. Rio de janeiro: Campus, 2004.

KRCMAR, H.; LUCAS, H. Implementing information systems. Center for Search on Information Systems. Working Paper IS-86-109, November 1986.

LIGHT, B.; PAPAZAFEIROPOULOU, A. Contradictions and appropriations of ERP package. ln: GRABOT, B.; MAYERE, A.; BAZET, l. (eds). ERP systems and organizational change: a social-technical insight. London: Goldaming Springer, 2008.

MAYERE, A.; GRABOT, B.; BAZET, I. The mutual influence of the tool and the organization. In: GRABOT, B.; MAYERE, A.; BAZET, l. (eds.). ERP systems and organizational change: a social-technical insight. London: Goldaming Springer, 2008.

MENDES, J.; ESCRIVÃO FILHO, E. Atualização tecnológica em pequenas e médias empresas: proposta de roteiro para aquisição de sistemas integrados de gestão (ERP). Gestão & Produção, São Carlos, v. 14, n. 2, p. 281-293, maio-ago, 2007.

MILES, M.; HUBERMAN, M. Animadversions and reflections of the users of qualitative inquiry. ln: EISNER, W.; PESHKIN, A. (eds.) Qualitative inquiry in education: the continuing debate, p. 339-357. New York: Theater College Press, 1990.

MONTEIRO, E.; HANSETH, O. Social shaping of information infrastructures: on being specific about the technology. In: ORLIKOWSKI, W.; WALSHAM, G.; JONES, M.; DEHROSS, J. Information technology and changes in organization work. London: Chapman&Hall, 1996.

ORLIKOWSKI, W.; ROBEY, D. Information technology and structuring of organization. information Systems Research, p. 143-169,June, 1999.

PANDIT, N. R. The creation of theory: a recent application of the grounded theory methods. The Oualitative Report, v. 2, n. 4, 1996.

PETRINI, M.; POZZEBON, M. The implementation of ERP packages as a mediation process: the case of five Brazilian projects. in: XXIX ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇAO NACIONAL D0s PROGRAMAS DE POSGRADUAÇAO EM ADMINISTRACAO, 2005, Anais Brasília: ENAPAD, 2005.

PETRINI, M.; POZZEBON, M. Usando grounded theory na construção qe modelos teóricos. In: XXIX ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIACAO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE POSGRADUAÇAO EM ADMINISTRACAO, 2005, Anais Rio deJaneiro: ENAPAD, 2008.

PORTER, M. Competição, estrategias competitivas essenciais. Rio de Janeiro: Campus, 1999.

POZZEBON, M.; PINSONNEAULT, A. The structuration theory in IS: usage patterns and methodological issues. Cahier du GReSI, n. 00-05, Julho, 2000.

POZZEBON, M.; TITAH, R.; PINSONNEAULT, A. Combining social shaping of technology and communicative action theory in order to understand pervasive IT. Cahier du GReSl, n. 05-09, Dezembro, 2005.

ROWE, G; WRIGHT, G. The Delphi technique and forecasting tool: issues and analysis. lnternational Journal of Forecasting, v. 15, p. 353-357, 1999.

SACCOL, A; MACADAR, M. A.; PEDRON, C. D.; LIBERAL¡ NETO, G.; CAZELLA, S. C. Sistemas ERP e seu impacto sobre variáveis estratégicas de grandes empresas no Brasil. In: SOUZA, C; SACCOL, A. Sistemas ERP no Brasilteoria e casos, São Paulo: Atlas, 2003.

SKOK, W.; LEGGE, M. Evaluating enterprise resource planning (ERP) systems using an interpretive approach. Proceedings of the 2001 ACM SIGCPR Conference on Computer Personnal Research, San Diego-CA, 2001.

SOUZA, C.; ZWICKER, R. Ciclo de vida de Sistemas ERP. Caderno de Pesquisas em Administração, São Paulo, v. 1, n. 11, 19 trim., 2000.

SOUZA, C.; ZWiCKER, R. Sistemas ERP: estudo de múltiplos casos em empresas brasileiras. In: SOUZA, C.; SACCOL, A. Sistemas ERP no Brasil teoria e casos. São Paulo: Atlas, 2003.

SOUZA, C.; ZWICKER, R. Um modelo de ciclo de vida de sistemas ERP: aspectos relacionados à sua seleção, implementação e utilização. IV SEMEAD, 1999. Disponível em MODELO-DE›CICLO-DE-VIDA-DE-SISTEMAS-ERP-Selecao-ImplementacaoUtilizacao. Acesso em: novembro de 2009.

STEFANOU, C. The selection process of Enterprise Resource Planning (ERP) systems. Americas Conference on Information Systems (AMClS), p. 988991, 2000.

SUDDABY, R. From the editors: what grounded theory is not. Academy of Management/ournal, v. 49, n. 4, p. 633-642, 2006.

THIOLLENT, M. Pesquisa-ação nas organizações. São Paulo: Atlas, 1997.

TONlNI, C. Metodologia para seleção de sistemas ERP: um estudo de caso. In: SOUZA, C.; SACCOL, A. Sistemas ERP no Brasilteoria e casos. São Paulo: Atlas, 2003.

WEI, C.; CHEN-FU, C.; MAO-JIUM, J. W. An AHPvbased approach to ERP system selection. International journal of Production Economics, v. 96, p. 47-62, 2005.

WILLIAMS, R.; EDGE, D. The social shaping of technology. Research Policy, v. 25, p. 856-899, 1996.

YIN, Robert K. Estudo de casa: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2005.