Gestão Internacional de Pessoas: Uma Análise Bibliométrica da Produção Científica em Periódicos Brasileiros, 2000-2017 Outros Idiomas

ID:
54831
Resumo:
O presente artigo teve como objetivo analisar a produção científica em 32 periódicos brasileiros na área da Administração, restringindose àqueles que estão inseridos nos estratos superiores conforme classificação Qualis da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoas de Nível Superior (CAPES), publicados entre o período de 2000 a 2017, acerca da temática Gestão Internacional de Pessoas. Empregou-se uma análise bibliométrica que utilizou indicadores para mensurar os padrões demográficos, metodológicos e temáticos de 37 artigos selecionados. Os resultados apontaram gradualmente o desenvolvimento de estudos a respeito do tema, porém apresentando algumas deficiências, principalmente em relação à institucionalização da pesquisa no Brasil.
Citação ABNT:
ATHAYDE, A. L. M.; SILVA, L. S. O. Gestão Internacional de Pessoas: Uma Análise Bibliométrica da Produção Científica em Periódicos Brasileiros, 2000-2017. Revista de Carreiras e Pessoas, v. 9, n. 3, p. 414-442, 2019.
Citação APA:
Athayde, A. L. M., & Silva, L. S. O. (2019). Gestão Internacional de Pessoas: Uma Análise Bibliométrica da Produção Científica em Periódicos Brasileiros, 2000-2017. Revista de Carreiras e Pessoas, 9(3), 414-442.
DOI:
http://dx.doi.org/10.20503/recape.v9i3.40402
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/54831/gestao-internacional-de-pessoas--uma-analise-bibliometrica-da-producao-cientifica-em-periodicos-brasileiros--2000-2017/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ALMEIDA, Shamika; FERNANDO, Mario; SHERIDAN, Alison. Revealing the screening: organisational factors influencing the recruitment of immigrant professionals. The International Journal of Human Resource Management, San Diego, v. 23, n. 9, p. 1950-1965, mai. 2012.

ARAÚJO, Carlos Alberto. Bibliometria: evolução histórica e questões atuais. Em Questão, Porto Alegre, v. 12, n. 1, p. 11-32, jan./jun. 2006.

ARMSTRONG, Michael. Armstrong’s handbook of strategic human resource management. 5 ed. London: KoganPage, 2011.

BLACK, J. S.; GREGERSEN, H. B. The right way to manage expats. Harvard Business Review, v. 77, n. 2, p. 52-60, 1999.

BLACK, J. Stewart; MENDENHALL, Mark; ODDOU, Gary. Toward a Comprehensive Model of International Adjustment: An Integration of Multiple Theoretical Perspectives. The Academy of Management Review, v. 16, n. 2, p. 291-317, abr. 1991.

BOHLANDER, George; SNELL, Scott; SHERMAN, Arthur. Administração de recursos humanos. 1 ed. São Paulo: Cengage Learning, 2003. 547 p.

BOXALL, Peter; PURCELL, John; WRIGHT, Patrick M. Human Resource Management: Scope, Analysis, and Significance. Oxford Handbook Scholarly Research Reviews, Online, jun. 2008.

BUENO, Janaína Maria; FREITAS, Maria Ester De. Representações Sociais E Gestão Intercultural Nas Organizações. XXXV Encontro da ANPAD, Rio de Janeiro, set. 2011. Disponível em: . Acesso em: 06 out. 2017.

CALIGIURI, Paula M. Selecting Expatriates for Personality Characteristics: A Moderating Effect of Personality on the Relationship Between Host National Contact and Cross-cultural Adjustment. Management International Review, v. 40, n. 1, p. 61-80, 2000.

CÂMARA, Pedro B. Da. Gestão de pessoas em contexto internacional. 1 ed. Lisboa: Dom Quixote, 2008.

CARVALHO, Antônio Vieira De; SERAFIM, Oziléa Clen Gomes. Administração de recursos humanos: Volume II. 1 ed. São Paulo: Pioneira Thomson, 2004. 212 p.

CHIAVENATO, Idalberto. Gestão de pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas organizações. 3 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010. 579 p.

DAL-SOTO, Fábio; ALVES, Juliano Nunes; BULÉ, Anieli Ebling. Análise do processo de internacionalização do modelo de uppsala: caminhos para as empresas brasileiras. Estudo & Debate, Lajeado, v. 21, n. 1, p. 179-199, fev. 2014.

FISCHER, André Luiz. Um resgate histórico e conceitual dos modelos de gestão de pessoas. In

FLEURY, Afonso; FLEURY, Maria Tereza Leme. Estratégias empresariais e formação de competências: Um quebra-cabeça caleidoscópico da indústria brasileira. 3 ed. São Paulo: Atlas, 2011. 155 p.

FRANÇA, Ana Cristina Limongi. Práticas de recursos humanos PHR: Conceitos, ferramentas e procedimentos. 1 ed. São Paulo: Atlas, 2013. 267 p.

FREITAS, M. E. Como vivem os executivos expatriados e suas famílias? Relatório de Pesquisa nº 7, EAESP/FGV/NPP – Núcleo de Pesquisas e Publicações, pp. 1-117, 2000.

GALLON, Shalimar; ANTUNES, Elaine Di Diego. O processo de expatriação na estratégia organizacional. Revista Brasileira de Administração Científica, v. 7, n. 1, p. 43-60, jan./mar. 2016.

GALLON, Shalimar; SCHEFFER, Angela Beatriz Busato; BITENCOURT, Betina Magalhães. “Eu fui, voltei e ninguém viu”: um estudo sobre a expectativa de carreira após a repatriação em uma empresa brasileira. Cadernos EBAPE.BR, Rio de Janeiro, v. 11, n. 1, p. 128-148, mar. 2013.

GALLON, Shalimar; SCHEFFER, Angela Beatriz Busato; BITENCOURT, Betina Magalhães. A expatriação e o seu papel estratégico nas empresas internacionalizadas. Revista Eletrônica de Negócios Internacionais, São Paulo, v. 9, n. 3, p. 38-56, set./dez. 2014.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6 ed. São Paulo: Editora Atlas S. A, 2008. 200 p.

GUO, Chun; AL ARISS, Akram. Human resource management of international migrants: current theories and future research. The International Journal of Human Resource Management, San Diego, v. 26, n. 10, p. 1287-1297, jul. 2015.

HITT, Michael A.; IRELAND, R. Duane; HOSKISSON, Robert. Administração estratégica: competitividade e globalização. 2 ed. São Paulo: Cengage Learning, 2008. 415 p.

HOMEM, Ivana Dolejal; DELLAGNELO, Eloise Helena Livramento. Novas Formas Organizacionais e os desafios para os Expatriados. RAE-eletrônica, São Paulo, v. 5, n. 1, jan./jun. 2006.

HOMEM, Ivana Dolejal; TOLFO, Suzana Da Rosa. Práticas de Gestão Internacional de Pessoas: Compensação e Seleção de Expatriados em uma Multinacional Brasileira. RAC-Eletrônica, Curitiba, v. 2, n. 2, p. 201-217, mai./ago. 2008.

JOHANSON, Jan; VAHLNE, Jan-Erik. The Internationalization Process of the Firm-A Model of Knowledge Development and Increasing Foreign Market Commitments. Journal of International Business Studies, Uppsala, v. 8, n. 1, p. 23-32, 1977.

JOHANSON, Jan; VAHLNE, Jan-Erik. The Uppsala internationalization process model revisited: From liability of foreignness to liability of outsidership. Journal of International Business Studies, Uppsala, v. 40, p. 1411-14131, 2009.

LIMA, Mariana Barbosa; BRAGA, Beatriz Maria. Práticas de Recursos Humanos do Processo de Repatriação de Executivos Brasileiros. RAC Revista de Administração Contemporânea, Curitiba, v. 14, n. 6, p. 1031-1053, nov./dez. 2010.

MARRAS, Jean Pierre. Administração de recursos humanos: do operacional ao estratégico. 14 ed. São Paulo: Saraiva, 2011. 336 p.

MORAES, Walter F. Araújo de; OLIVEIRA, Brigitte Renata Bezerra de; KOVACS, Erica Piros. Teorias de internacionalização e aplicação em países emergentes: uma análise crítica. Revista Eletrônica de Negócios Internacionais da ESPM, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 203-220, jul./dez. 2006.

NOGUEIRA, Arnaldo Mazzei; BARRETO, Maria Simone Prates; DELGADO, Monica Pereira. Gestão de Recursos Humanos no Processo de Internacionalização. Revista Eletrônica de Negócios Internacionais, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 48-67, 2013.

ODERICH, Cecília Leão; LOPES, Fernando Dias. Novas Competências e Gerência Internacional Uma Análise a partir da Perspectiva Institucional. Revista Eletrônica de Administração, Porto Alegre, v. 7, n. 1, p. 1-20, jan./fev. 2001.

OKUBO, Yoshiko. Bibliometric Indicators and Analysis of Research Systems: methods and examples.

PEREIRA, Neuri Amabile Frigotto; PIMENTEL, Ricardo; KATO, Heitor Takashi. Expatriação e Estratégia Internacional: o Papel da Família como Fator de Equilíbrio na Adaptação do Expatriado. Revista de Administração Contemporânea (RAC), Curitiba, v. 9, n. 4, p. 53-71, out./dez. 2005.

PONTES, Benedito. Planejamento, recrutamento e seleção de pessoal. 6 ed. São Paulo: LTr, 2010.

REMONDES, Jorge; VINHAS, João. A Problemática da expatriação na gestão internacional de recursos humanos: estudos aplicados em PME do Centro e Norte de Portugal. Revista Eletrônica de Negócios Internacionais, São Paulo, v. 9, n. 3, p. 16-37, set./dez. 2014.

RIBEIRO, Ivano; SERRA, Fernando Antônio Ribeiro; BERTOLINI, Geysler Rogis Flor. Influências da experiência internacional e da diversificação de negócios no grau de internacionalização das Multinacionais Brasileiras. Internext Revista Eletrônica de Negócios Internacionais, São Paulo, v. 11, n. 3, p. 36-48, set./dez. 2016.

SANCHO, Rosa. Indicadores Bibliometricos Utilizados em la Evaluacion de la Ciência y la Tecnologia: revision bibliográfica. Revista Espanola de Documentacion Cientifica, Madrid, v. 13, n. 3, p. 842865,1990.

SILVA, Natacha Bertoia Da; ORSI, Adermar; NAKATA, Lina Eiko. Análise da Produção Acadêmica sobre Gestão Internacional de Recursos Humanos entre 2001 e 2011. Revista de Carreiras e Pessoas, São Paulo, v. 03, n. 03, p. 50-60, set./dez. 2013.

SILVA, Rennaly Alves Da; MORAES, Walter Fernando Araújo De. A evolução do Modelo de Upssala à luz da abordagem dos sistemas adaptativos complexos. Internext Revista Eletrônica de Negócios Internacionais, São Paulo, v. 8, n. 3, p. 63-80, 2013.

SNELL, Scott; BOHLANDER, George. Administração de recursos humanos. São Paulo: Cengage Learning, 2011. 570 p.

TAGUE-SUTCLIFFE, Jean. An introduction to informetrics. Information Processing, Oxford, v. 28, n. 1, p. 1-3, 1992.

VENÂNCIO, D. M. et al. Análise da Produção Científica sobre Gestão de Pessoas nos Anais do encontro Nacional da Associação de Pós-graduação em Administração (ENANPAD) de 2001 a 2010. Revista de Administração da UNIMEP, Piracicaba, v. 12, n. 2, p. 159-181, mai./ago. 2014.

WOOD JR., Thomaz. Mudança organizacional. 4 ed. São Paulo: Atlas, 2008. 334 p.

YOSHIDA, Nelson D. Análise Bibliométrica: Um estudo aplicado à previsão tecnológica. Future Studies Research Journal, São Paulo, v. 2, n. 1, p. 52-84, jan./jun. 2010.