Artesanato, Identidade Cultural e Mercado Simbólico: Dinâmica da Vila Progresso em Caçapava do Sul-RS Outros Idiomas

ID:
55149
Resumo:
As pesquisas sobre os elementos culturais e simbólicos que compõem os diferentes territórios têm ganhado destaque nas ciências sociais. No contexto do pampa gaúcho destacam-se os estudos sobre os saberes tradicionais das comunidades rurais e as dinâmicas comerciais dos artigos artesanais, como as confecções produzidas artesanalmente em lã. A produção artesanal pode estar relacionada aos aspectos tradicionais de uma determinada região, “re”produzindo elementos identitários de uma cultura por meio da confecção e comercialização de produtos simbólicos. Para compreender tais questões, tomou-se por base a dinâmica comercial dos produtos artesanais confeccionados pelos artesãos da comunidade rural da Vila Progresso em Caçapava do Sul – RS. Nesse sentido, este trabalho tem por objetivo entender como desenvolveu-se a dinâmica comercial dos artigos artesanais produzidos e comercializados no local. Metodologicamente, a pesquisa constituiu-se a partir de um estudo de caso de caráter exploratório e descritivo, com uma abordagem qualitativa. Como referencial teórico foram utilizados, especialmente, as publicações de Canclini (1983), Bourdieu (2007), Tedesco (2013), Rieth et al. (2014) e Rieth e Lima (2018). Os principais resultados mostram que a comercialização dos produtos artesanais na comunidade estudada passou por um processo de crescimento e diversificação, tendo em vista a evolução do cenário cultural e simbólico dos produtos artesanais gauchescos, bem como a valorização dos saberes tradicionais no contexto do mercado consumidor.
Citação ABNT:
VARGAS, D. L.; FIALHO, M. A. V. Artesanato, Identidade Cultural e Mercado Simbólico: Dinâmica da Vila Progresso em Caçapava do Sul-RS . Desenvolvimento em Questão, v. 17, n. 49, p. 191-208, 2019.
Citação APA:
Vargas, D. L., & Fialho, M. A. V. (2019). Artesanato, Identidade Cultural e Mercado Simbólico: Dinâmica da Vila Progresso em Caçapava do Sul-RS . Desenvolvimento em Questão, 17(49), 191-208.
DOI:
http://dx.doi.org/10.21527/2237-6453.2019.49.191-208
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/55149/artesanato--identidade-cultural-e-mercado-simbolico--dinamica-da-vila-progresso-em-cacapava-do-sul-rs-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BOURDIEU, P. A dominação masculina. Tradução Maria Helena Kühner. 2. ed. Rio de Janeiro: Editora Bertrand Brasil, 2002. 160p.

BOURDIEU, P. A economia das trocas simbólicas. Vários tradutores. 6. ed. São Paulo: Editora Perspectivas, 2007. p. 361.

CANCLINI, N. G. As culturas populares no capitalismo. São Paulo: Editora Brasiliense, 1983.

CERDAN, C.; VITROLLES, D. Valorisations des produits d´origine: contribution pour le développement durable dans la Pampa Gaucha au Brésil. Geocarrefour, n. 83, v. 3, p. 191202, 2008.

COELHO, E. P. Baú campeiro: artesanato em couro cru. Porto Alegre: Fundação Gaúcha do Trabalho, [2009?]. (Mão Gaúcha, v. 2).

CORTÊS. J. C. P. O gaúcho: danças, trajes, artesanato. Porto Alegre: Garatuja, [1985?]. 376 p.

DOUGLAS, M.; ISHERWOOD, B. O mundo dos bens: para uma antropologia do consumo. Tradução Plinio Dentzien. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2006. 306 p.

FAGUNDES, A. A. Curso de tradicionalismo gaúcho. Porto Alegre: Martins Livreiro, 1995.

FILHO, C. S. D. Produção, distribuição e consumo dos bens simbólicos: uma reflexão sobre os programas de apoio ao artesanato. ENCONTRO DE ESTUDOS MULTIDISCIPLINARES EM CULTURA, 5., 2009, Salvador. Salvador, Bahia, Brasil: Faculdade de Comunicação, Ufba, 2009. Disponível em: www.cult.ufba.br/enecult2009/19543.pd. Acesso em: 29 jun. 2018.

HAESBAERT, R. O mito da desterritorialização: do “fim dos territórios” à multiterritorialidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2004.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo agropecuário do munícipio de Caçapava do Sul, 2017. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rs/cacapava-do-sul/pesquisa/24/76693. Acesso em: 3 abr. 2019.

LEFEBVRE, H. Espacio y Política: el Derecho a la Cuidad, II. Barcelona: Ediciones Península, 1976.

LIMA, R. G. Artesanato em debate: Paulo Keller entrevista Ricardo Gomes Lima. In: Revista Pós Ciências Sociais, v. 8, n. 15, jan./jun. 2011. Disponível em: http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/ rpcsoc/article/view/593. Acesso em: 25 jun. 2018.

MELLO, C. I.; FROEHLIC, J. M. Artesanato tradicional rural e desenvolvimento territorial no Brasil – uma análise do estado da arte. In: Revista Antropolítica, Niterói, n. 39, p. 150-182, 2. sem. 2015. Disponível em: www.revistas.uff.br/index.php/antropolitica/article/download/222/pdf. Acesso em: 10 out. 2018.

PAIXÃO, M.; EGGERT, E. A hermenêutica feminista como suporte para pesquisar a experiência das mulheres. In: EGGERT, E. (org.). Processos educativos no fazer artesanal de mulheres do Rio Grande do Sul. 1. ed. Santa Cruz do Sul: Editora Edunisc, 2011. 108p.

PETRIN, C.; CARMO DA SILVA, M. Jornal do Pampa – Caçapava do Sul. 2013. Disponível em: http://www. farrapo.com.br/noticia/2/4057/A-producao-artesanal-da-Vila-Progresso. Acesso em: 28 mar. 2018.

PREFEITURA de Caçapava do Sul. Dados. 2014.

RAFFESTIN, C. Por uma geografia do poder. São Paulo: Ática, 1993.

RIETH, F. M. S. et al. As lidas campeiras na região de Bagé/RS: sobre as relações entre homens, mulheres, animais e objetos na invenção da cultura campeira. REUNIÃO BRASILEIRA DE ANTROPOLOGIA, 29., 2014. Natal, RN, 2014.

RIETH, F. M. S.; LIMA, D. V.; Manejos pecuários: ofícios e saberes artesanais. In: DAVID, C. D.; VARGAS, D. L (org.). Saberes tradicionais e artesanato: expressões culturais do campo brasileiro. São Leopoldo: Editora Oikos, 2018. p. 87-103.

SANTOS, A. L. M.; DAVID, C. de. Territórios em disputa: expressões da questão agrária na região da campanha gaúcha – um olhar desde São Gabriel/RS. In: MEURER, A. C.; FOLMER, I. (org.). São Gabriel: território da educação do campo. São Leopoldo: Editora Oikos, 2018. 15-36p.

SANTOS, M. L. Do galpão ao salão: o pala gaúcho como referencial na criação de design têxtil. 2005. Monografia (Especialização Design e Estamparia) – Universidade Federal de Santa Maria, Curso de Especialização em Design para Estamparia, Centro de Artes e Letras, Santa Maria, RS, 2005.

SCHEIN, E. H. Guia de sobrevivência da cultura corporativa. Rio de Janeiro: José Olympio, 2001.

SILVA, E, L. Mapa de Localização de Caçapava do Sul-RS. Cartografia. Programa de Pós-Graduação em Geografia, UFSM. Santa Maria, RS, 2018.

TEDESCO, J. C. Artesanato, territorialidades étnicas e agricultura familiar: dinâmicas socioculturais e mercantis no meio rural: o caso da Rota das Salamarias. In: DAVID, C.; VARGAS, D. L. (org.). Saberes tradicionais e artesanato: expressões culturais do campo brasileiro. Organização Cesar de David e Daiane Loreto de Vargas. São Leopoldo: Editora Oikos, 2018. p. 15-43.

TEDESCO, J. C. Saberes e fazeres entre os afazeres: a dinâmica e os sentidos de produtos artesanais entre camponeses do norte e nordeste do RS. ENCONTRO ANUAL DA ANPOCS, GT 20: METAMORFOSES DO RURAL CONTEMPORÂNEO, 36., 2013. Anais [...]. Disponível em: www.anpocs.com/.../36...anpocs/.../ 8068-saberes-e-fazeres-entre-os-afazeres-a-dinami. Acesso em: 13 mar. 2018.

VARGAS, D. L. Tecendo tradição: artesanato e mercado simbólico em uma comunidade rural do pampa gaúcho. 2016. Tese (Doutorado) – UFSM, Programa de Pós-Graduação em Extensão Rural, Santa Maria, 2016.

VARGAS, D. L.; FIALHO, M. A. V. Saberes do processo artesanal em lã: O contexto da comunidade rural da Vila Progresso em Caçapava do Sul-RS. In: DAVID, C.; VARGAS, D. L. (org.). Saberes tradicionais e artesanato: expressões culturais do campo brasileiro. Organização Cesar de David e Daiane Loreto de Vargas. São Leopoldo: Editora Oikos, 2018. p. 104-124.

VIVES, V. de. A beleza do cotidiano. In: RIBEIRO, B. et al. O artesão tradicional e seu papel na sociedade contemporânea. Rio de Janeiro: Funarte; Instituto Nacional do Folclore, 1983. 253p.

ZATTERA, V. B. S. Arte têxtil no Rio Grande do Sul. Caxias do Sul: Editora São Miguel, 1988. 120p.