Finos Fios, Renda de Agulha... Uma Alternativa de Trabalho, Múltiplos Olhares para a Qualidade Outros Idiomas

ID:
55150
Resumo:
Este artigo enfatiza o trabalho desenvolvido pelas rendeiras de Divina Pastora, município localizado na mesorregião do leste sergipano, na microrregião do Cotinguiba, região turística “Polo dos Tabuleiros”, tendo como destaque a produção de renda irlandesa, produto do ecoturismo. O objetivo desta pesquisa é avaliar a satisfação dos compradores de renda irlandesa em relação à qualidade dos serviços prestados pelas artesãs que comercializam e produzem os bordados – um elemento cultural central da identidade local. A metodologia deste estudo possui caráter descritivo, quantitativo e qualitativo e adaptativo da abordagem métrica-metodológica Servqual. Os resultados obtidos sugerem que os atributos da qualidade são delineados primordialmente pelos construtos tangíveis e empáticos. Ao final, são discutidas implicações comerciais, acadêmicas e socioculturais que cingem o contexto do Patrimônio Cultural e a arte de saber-fazer das mulheres artífices na região pesquisada.
Citação ABNT:
SILVEIRA, R. Z.; CAMPOS, A. C. B.; MIGUEL, M. C. Finos Fios, Renda de Agulha... Uma Alternativa de Trabalho, Múltiplos Olhares para a Qualidade . Desenvolvimento em Questão, v. 17, n. 49, p. 209-221, 2019.
Citação APA:
Silveira, R. Z., Campos, A. C. B., & Miguel, M. C. (2019). Finos Fios, Renda de Agulha... Uma Alternativa de Trabalho, Múltiplos Olhares para a Qualidade . Desenvolvimento em Questão, 17(49), 209-221.
DOI:
http://dx.doi.org/10.21527/2237-6453.2019.49.209-221
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/55150/finos-fios--renda-de-agulha----uma-alternativa-de-trabalho--multiplos-olhares-para-a-qualidade-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BRASIL. Decreto nº 8.892, de 27 de outubro de 2016. Cria a Comissão Nacional para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Brasília, 2016. Disponível em: www4.planalto.gov.br/ods/assuntos/legislacao. Acesso em: 1º dez. 2016.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cidades. 2017, 2010. Disponível em: https://cidades. ibge.gov.br/.

IPHAN. Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Renda Irlandesa (SE): do risco de extinção à sustentabilidade. Brasília: IPHAN, 2018. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/noticias/detalhes/4593. Acesso em: 8 jan. 2017.

LAS CASAS, A. L. Qualidade total em serviços: conceitos, exercícios, casos práticos. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2017. 223p.

LIKERT, R. A technique for the measurement of attitudes. Archives of Psychology, n. 140, p. 44-53, 1932.

MARTINS, É. S. M.; ALMEIDA, M. R. P. Ecoturismo, qualidade de vida e artesanato de renda irlandesa em Sergipe. ComCiência, Campinas, n. 119, 2010. Disponível em: http://comciencia.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-76542010000500012&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 11 jul. 2017.

MASCELANI, A. Caminhos da arte popular: o Vale do Jequitinhonha. Rio de Janeiro: Museu Casa do Pontal, 2008. 179p.

MAUSS, M. Sociologia e antropologia. São Paulo: Cosac & Naify, 2003.

MELLO, J.; SILVA, E. P. Artesanato de renda irlandesa em Sergipe: histórias de vida, histórias de ofício. História, histórias, v. 2, n. 4, p. 131-148, 2014. Disponível em: http://periodicos.unb.br/ojs311/index.php/ hh/article/view/10814. Acesso em: 21 fev. 2017.

MIGUEL, M. C.; FREIRE, V. F. Avaliação da qualidade orientada ao usuário do Museu Capixaba do Negro: aplicação da abordagem teórico-metodológica Servqual em um espaço museológico de Vitória-ES. Guará, Vitória, v. 5, n. 1, p. 103-116, 2016. Disponível em: http://periodicos.ufes.br/guara/article/ view/14350/10092. Acesso em: 28 fev. 2017.

NITECKI, D. A.; HERNON, P. Measuring service quality at Yale’s University’s libraries. Journal of Academic Librarianship, v. 26, n. 4, p. 259-273, 2000.

ONU. Organização das Nações Unidas. Financiamento transformador. Disponível em: www.onumulheres. org.br/noticias/financiamento-transformador-pode-acabar-com-a-desigualdade-de-genero-ate-2030/. Acesso em: 18 abr. 2017.

OURIQUES, H. R.; RAMOS, I. S. Trabalho feminino no Terceiro Setor: o mito da emancipação feminina. In:

PARASURAMAN, A.; ZEITHAML, V. A.; BERRY, L. L. A conceptual model of service quality and its implications for future research. Journal of Marketing, Chicago, v. 49, n. 4, p. 41-50, 1985.

PIMENTA, S. M.; SARAIVA, L. A. S.; CORRÊA, M. L. (org.). Terceiro setor: dilemas e polêmicas. São Paulo: Saraiva, 2006. p. 137-162.

POSSAMAI, Z. R. O lugar do patrimônio na operação historiográfica e o lugar da história no campo do patrimônio. Anos 90: Revista do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, v. 25, n. 48, p. 23-49, 2018. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/anos90/article/ view/83688/51158. Acesso em: 15 dez. 2018.

SOARES, S. M. Onde há rede, há renda: técnica e gênero em Raposa-MA. 2011. 117f., il. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) – Universidade de Brasília, Brasília, 2011. Disponível em: http://www.dan. unb.br/images/doc/Dissertacao_271.pdf. Acesso em: 15 jan. 2017.

VIEIRA, K. M.; DALMORO, M. Dilemas na construção de escalas Tipo Likert: o número de itens e a disposição influenciam nos resultados? In: ENANPAD, 32., 2008, Rio de Janeiro. Anais […]. Rio de Janeiro, set. 2008.

WEBER, M. A ética protestante e o “espírito” do capitalismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2004. 335p.

ZACCHI, M. S.; FIGUEIREDO, W. (org.). Divina pastora: caminhos da renda irlandesa. Rio de Janeiro, RJ: Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular; IPHAN, 2013. 161p