Importância Socioeconômica da Integração Avícola para os Produtores da Mesorregião Oeste do Paraná Outros Idiomas

ID:
55156
Resumo:
A avicultura é um setor em expansão e representativo para a economia brasileira. No Estado do Paraná (maior produtor e exportador de carne de frango do país) o sistema agroindustrial (SAG) assume maior destaque representando 11% do valor bruto da produção do agronegócio. Este SAG é também o maior gerador de emprego e renda do agronegócio paranaense, contribuindo para o aumento significativo da economia estadual. Ademais, dos setores do agronegócio a avicultura é o que tem maior potencial de geração de empregos, haja vista que demanda muita mão de obra para produção e industrialização. Nesse cenário, como objetivo central, este estudo buscou investigar os impactos socioeconômicos da atividade avícola para produtores de frango de corte da Mesorregião Oeste Paranaense (MROP), bem como identificar o perfil e características desses sujeitos. Para tanto, este estudo, de cunho qualitativo, reflete os resultados de um questionário aplicado in loco a 133 avicultores da MROP. Os principais resultados mostram que a atividade é regida contratualmente entre produtores e agroindústrias pelo denominado sistema de integração avícola, e composta pelo predomínio de produtores com pequenas propriedades. Estes demonstram-se, de modo geral, satisfeitos, tanto em relação à lucratividade quanto à garantia do retorno sobre o investimento realizado em suas propriedades. De modo geral, os resultados apontam para um cenário favorável à avicultura na região estudada, avaliada de forma positiva pelos agentes envolvidos.
Citação ABNT:
CIELO, I. D.; ROCHA JÚNIOR, W. F.; SANCHES-CANEVESI, F. C. Importância Socioeconômica da Integração Avícola para os Produtores da Mesorregião Oeste do Paraná . Desenvolvimento em Questão, v. 17, n. 49, p. 329-347, 2019.
Citação APA:
Cielo, I. D., Rocha Júnior, W. F., & Sanches-canevesi, F. C. (2019). Importância Socioeconômica da Integração Avícola para os Produtores da Mesorregião Oeste do Paraná . Desenvolvimento em Questão, 17(49), 329-347.
DOI:
http://dx.doi.org/10.21527/2237-6453.2019.49.329-347
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/55156/importancia-socioeconomica-da-integracao-avicola-para--os-produtores-da-mesorregiao-oeste-do-parana-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ABPA. Associação Brasileira de Proteína Animal – Relatório Anual, 2017. Disponível em: http://www. http://abpa-br.com.br/setores/avicultura/publicacoes/relatorios-anuais. Acesso em: 3 fev.

AGROEMDIA. Cooperativa paranaense tem recorde de produtividade integrada de aves. Disponível em: https://agroemdia.com.br/2018/03/25/cooperativa-paranaense-tem-recorde-de-produtividade-integrada-de-aves/. Acesso em: 30 mar. 2018.

ATLAS BRASIL. Educação. Disponível em: http://www.atlasbrasil.org.br/2013/pt/perfil_uf/parana#educacao. Acesso em: 23 maio 2019.

BARCZSZ, S. S.; LIMA FILHO, D. O. Agroindústria exportadora de frango de corte sul-mato-grossense e os aspectos de internacionalização. Revista em Agronegócios e Meio Ambiente, v. 2, n. 2, p. 9-33, maio/ago. 2009.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições, 2004.

CANAVER, M. D. et al. A cadeia produtiva do frango de corte no Brasil e na Argentina. Concórdia: Embrapa; CNPSA, 1997.

EMBRAPA. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Produção de frango de corte. 2003. Disponível em: http://www.cnpsa.embrapa.br/aves/. Acesso em: 30 mar. 2018.

FONTANELLA, B. J. B.; RICAS, J.; TURATO, E. R. Amostragem por saturação em pesquisas qualitativas: contribuições teóricas. Cadernos de Saúde Pública. 24(1), p. 17-27, 2008.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

INCRA. Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária. Sistema Nacional de cadastro rural. Disponível em: http://www.incra.gov.br/. Acesso em: 30 mar. 2018.

IPARDES. Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social. Análise da competitividade da cadeia agroindustrial de carne de frango no Estado do Paraná: sumário executivo. Curitiba: Ufscar, 2002. Disponível em: http://www.ipardes.gov.br/webisis.docs/cadeia_agroindustrial_aves_sumario_executivo. pdf. Acesso em: 20 fev. 2018.

IPARDES. Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social. Oeste Paranaense: o terceiro espaço relevante – especificidades e diversidades. 2017. Disponível em: http://www.ipardes.gov.br/index. php?pg_conteudo=1&cod_noticia=870. Acesso em: 30 mar. 2018.

JESUS JUNIOR, C. de et al. A cadeia da carne de frango: tensões, desafios e oportunidades. Agroindústria: BNDES Setorial, 2007. Disponível em: http://www.bndes.gov.br/conhecimento/bnset/set2607.pdf. Acesso em: 10 mar. 2018.

LIMA FILHO, D. O. et al. Determinantes da compra de frango: saúde ou preço? Informações Econômicas, São Paulo, v. 35, n. 12, dez. 2005.

LIMA, M. A. A. Mudança tecnológica, organização industrial e expansão da produção de frango de corte no Brasil. 1984. Dissertação (Mestrado) – USP, Departamento de Economia, São Paulo, 1984.

MACDONALD, J. M.; KORB, P. Agricultural contracting update: contracts in 2003. Electronic report from Economic Research Service (Usda). Economic Information Bulletin, n. 9, jan. 2006. Disponível em: http:// www.ers.usda.gov. Acesso em: 15 fev. 2018.

MAPA. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Aves. 2014. Disponível em: http://www.agricultura.gov.br/animal/especies/aves/notícias. Acesso em: 12 mar. 2018.

PEREIRA, C. M. M. A.; MELO, M. R.; SANTOS, M. H. O agronegócio do frango de corte: um estudo de caso sob a ótica da economia dos custos de transação. Informações Econômicas, São Paulo, v. 37, n. 1, jan. 2007.

RICHARDSON, Roberto Jarry. Pesquisa social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas, 1999.

RIZZI, A. T. A indústria de frangos no Brasil: constituição e transformações. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE HISTÓRIA ECONÔMICA, CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE HISTÓRIA DE EMPRESAS, 2004, Belo Horizonte. Anais [...]. Belo Horizonte, 2004. Disponível em: http://www.abphe.org...99/Textos/ADAIR.pdf. Acesso em: 23 mar. 2018.

RIZZI, A. T. Mudanças tecnológicas e reestruturação da indústria agroalimentar: o caso da indústria de frangos no Brasil. Tese (Doutorado) –Unicamp, Campinas, 1993.

SALVIANO, P. A. P. Análise das relações contratuais no sistema de integração vertical de produção de aves de corte no município de Rio Verde – Goiás –, sob a ótica da nova economia institucional. 2011, 92 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional) – Faculdades Alves Faria, Goiânia, 2011.

SEAB. Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Paraná. Conjuntura agropecuária. Disponível em: http://www.agricultura.pr.gov.br/. Acesso em: 5 mar. 2018.

UBABEF. União Brasileira de Avicultura. Relatório anual, 2011. Disponível em: http://www.ubabef.com. br/publicacoes. Acesso em: 3 fev. 2018.

UBABEF. União Brasileira de Avicultura. Relatório anual, 2013. Disponível em: http://www.ubabef.com. br/publicacoes. Acesso em: 3 fev. 2018.

UBABEF. União Brasileira de Avicultura. Relatório anual, 2014. Disponível em: http://www.ubabef.com. br/publicacoes. Acesso em: 3 fev. 2018.

WILKINSON, J. Estudo da competitividade da indústria brasileira: competitividade na indústria de abate e preparação de carnes. Campinas: IE; Unicamp; IEI; UFRJ; FDC-Funcex, 1993. Disponível em: http://www. dominiopublico.gov.br/download/texto/ci000044.pdf. Acesso em: 18 jan. 2018.

ZILLI, J. B. Os fatores determinantes para a eficiência econômica dos produtores de frango de corte: uma análise estocácia. 2003. 130f. Dissertação (Mestrado em Economia Aplicada) – Universidade de São Paulo, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Piracicaba, 2003.