Plano de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil: Uma Revisão Sistemática da Produção Científica Brasileira de 2003 A 2016 Outros Idiomas

ID:
55238
Resumo:
'Objetivo do estudo': Apresentar uma revisão sistemática sobre o plano de gerenciamento de resíduos da construção civil publicadas entre os anos de 2003 e 2016 na área de avaliação de Administração, Ciências Contábeis e Turismo da Capes com classificação no sistema Qualis nos estratos A1 à C. 'Metodologia/abordagem': Esta pesquisa de abordagem qualitativa e quantitativa, e caráter exploratório, foi baseada em uma pesquisa bibliográfica e documental realizada nos meses de outubro e novembro de 2016 e analisou 18 estudos que abordaram de algum modo o PGRSCC. 'Originalidade/Relevância': Assunto ainda é relativamente novo nas pesquisas científicas brasileiras. 'Principais resultados': Todos os artigos selecionados estavam atrelados à sustentabilidade, com ênfase nos impactos nocivos que a atividade causa ao meio ambiente. 'Contribuições teóricas/metodológicas': Disseminação da temática no meio acadêmico, social e empresarial. 'Conclusão': Mapeamento dos principais enfoques em torno da temática e comportamento das pesquisas no âmbito brasileiro.
Citação ABNT:
LOCH, P.; LAGO, S. M. S.; BERTOLINI, G. R. F. Plano de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil: Uma Revisão Sistemática da Produção Científica Brasileira de 2003 A 2016 . Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, v. 8, n. 1, p. 100-122, 2019.
Citação APA:
Loch, P., Lago, S. M. S., & Bertolini, G. R. F. (2019). Plano de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil: Uma Revisão Sistemática da Produção Científica Brasileira de 2003 A 2016 . Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, 8(1), 100-122.
DOI:
https://doi.org/10.5585/geas.v8i1.13766
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/55238/plano-de-gerenciamento-de-residuos-da-construcao-civil--uma-revisao-sistematica-da-producao-cientifica-brasileira-de-2003-a-2016-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
Ann, T. W.; Poon, C. S.; Wong, A.; Yip, R.; Jaillon, L. (2013). Impact of Construction Waste Disposal Charging Scheme on work practices at construction sites in Hong Kong. Waste management, 33(1), 138-146

Barbosa, H. B.; Oliveira, A. K.; Oliveira, L. H. (2016). Diagnóstico da geração de resíduos de construção civil: um estudo de caso de canteiros na cidade de Pau dos Ferros/RN. Revista Monografias Ambientais, 15(1).

Brasil. (2013). Programa Minha Casa Minha Vida. .

Brereton, P.; Kitchenham, B. A.; Budgen, D.; Turner, M.; Khalil, M. (2007). Lessons from applying the systematic literature review process within the software engineering domain. The Journal of Systems and Software, 80(4), 571-583.

CONAMA - Conselho Nacional do Meio Ambiente. (2002). Resolução 307, de 5 de julho de 2002. Estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil.

CONAMA - Conselho Nacional do Meio Ambiente. (2015). Resolução 469, de 29 de julho de 2015. Altera a Resolução CONAMA nº 307, de 05 de julho de 2002, que estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil.

Construbusiness - 12º Congresso Brasileiro da construção. Departamento da Indústria da Construção (DECONCIC). (2016). Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP). São Paulo-SP.

Fachin, O. (2001). Fundamentos de metodologia. 3 ed. São Paulo: Saraiva.

Farias, A. D.; Medeiros, H. R. D.; Freitas, L. S. (2015). Contribuições da p+ l para a gestão de resíduos sólidos das atividades produtivas da construção civil. Revista Gestão & Sustentabilidade Ambiental, 4(1), 366-391.

Frigo, J. P.; da Silveira, D. S. (2012). Educação ambiental e construção civil: práticas de gestão de resíduos em Foz do Iguaçu-PR. Monografias Ambientais, 9(9), 1938-1952.

Gil, A. C. (2002). Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas.

Guerrero, L. A.; Maas, G.; Hogland, W. (2013). Solid waste management challenges for cities in developing countries. Revista Waste management, 33(1)220-232.

Jardim, V. L.; Fofonka, L. (2013). Educação ambiental e gestão dos resíduos sólidos da construção e demolição no município de Canoas/RS. Revista Educação Ambiental em Ação, 44.

Ladeira, R.; Rodas V.; L. A.; Trigueiros, R. E. (2014). Gestão dos resíduos sólidos e logística reversa: um estudo de caso em uma organização do setor de construção civil. Gestão & Planejamento-G&P, 15(2), 283-304.

Laurent, A.; Bakas, I.; Clavreul, J.; Bernstad, A.; Niero, M.; Gentil, E.; Hauschild M. Z. & Christensen, T. H. (2014). Review of LCA studies of solid waste management systems - Part I: Lessons learned and perspectives. Waste management, 34(3), 573-588.

Lima, A. R. O.; Almeida, J. J. S.; Impactos ambientais causados pelos resíduos da construção civil em Imperatriz-Maranhão. Educação Ambiental em ação, 52.

Linhares, S. P.; Ferreira, J. A.; Ritter, E. (2007). Avaliação da implantação da Resolução nº 307/2002 do CONAMA sobre gerenciamento dos resíduos de construção civil. Estudos Tecnológicos em Engenharia, 3(3), 176-194.

Macêdo, A. T.; Martins, M. D. F. (2015). A sustentabilidade urbana sob a ótica da construção civil: um estudo nas empresas construtoras de Campina Grande-PB. Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, 4(1).

Moraes, N. C.; Henkes, J. A. (2013). Avaliação do programa de gerenciamento de resíduos da construção civil e demolição, no município de Caçapava-SP. Revista Gestão & Sustentabilidade Ambiental, 2(1), 113-134.

Moraes, R. O. & Pereira, P. M. S. (2012). O programa de manejo diferenciado e reciclagem de resíduos da prefeitura de belo horizonte. Revista de Gestão Social e Ambiental, v. 6, n. 1, p. 117-126.

Oliveira, R. D.; Pereira, S.; Maria, P. (2012). O programa de manejo diferenciado e reciclagem de resíduos da prefeitura de Belo Horizonte. Environmental & Social Management Journal/Revista de Gestão Social e Ambiental, 6(1), 117-126

Paschoalin Filho, J. A.; Dias, A. J. G.; Cortes, P. L. (2014). Aspectos normativos a respeito de resíduos de construção civil: uma pesquisa exploratória da situação no Brasil e em Portugal. Desenvolvimento e Meio ambiente, 29(1), 155-169.

Paschoalin Filho, J. A.; Duarte, E. B. L. (2014). Caracterização e destinação dos resíduos de construção gerados durante a construção de um edifício comercial localizado na cidade de São Paulo. Revista Gestão & Sustentabilidade Ambiental, 3(2), 223-246.

Paschoalin Filho, j. A.; Graudenz, G. S. (2012). Destinação irregular de resíduos de construção e demolição (RCC) e seus impactos na saúde coletiva. Revista de Gestão Social e Ambiental, v. 6, n. 1, p. 127-142.

Paschoalin Filho, J. A.; Storopoli, J. H.; Dias, A. J. G.; Duarte, E. B L. (2015). Gerenciamento dos resíduos de demolição gerados nas obras de um edifício localizado na zona leste da cidade de São Paulo/SP. Desenvolvimento em Questão, 13(30), 265-305.

Ramos, M. A.; dos Passos Pinto, A. C.; de Oliveira Melo, A. A. (2013). O gerenciamento dos resíduos sólidos da construção civil e de demolição no município de Belo Horizonte. Revista Gestão & Sustentabilidade Ambiental, 2(2), 45-68.

Santos, R. A. (2013). Inconsciência dos construtores frente à gestão ambiental no canteiro de obras: estudo de caso na região sul de João Pessoa/PB. Revista Monografias Ambientais, 10(10), 2278-2287.

Schiavi, C. S.; Lipp-Nissinen, K. H. (2014). Panorama da gestão de resíduos da construção civil em municípios do estado do rio grande do Sul-RS. Revista Monografias Ambientais, 13(4), 3491-3515.

Silva, P. J. (2006). Políticas e práticas de gestão ambiental: um a análise da gestão dos resíduos da construção civil na cidade de Belo Horizonte (MG). Cadernos EBAPE.BR. 4(3), 1-25.

Silva, P. J.; de Brito, M. J.; Pereira, M. C.; Amâncio, R. (2006). Políticas e práticas de gestão ambiental: uma análise da gestão dos resíduos da construção civil na cidade de Belo Horizonte (MG). Cadernos EBAPE.BR, 4(3), 1-25.

Silva, V. A.; Fernandes, A. L. T. (2012). Cenário do gerenciamento dos resíduos da construção e demolição (RCD) em Uberaba-MG. Sociedade & Natureza, 24(2), 333-344.

Sinduscon - Sindicato da Indústria da Construção. (2014). Dados do setor.

Souza, B. A.; Oliveira, C. A. C.; Santana, J. C. O. D.; Viana Neto, L. A. D. C.; Santos, D. D. G. (2015). Análise dos indicadores PIB nacional e PIB da indústria da construção civil. RDE Revista de Desenvolvimento Econômico, 17(31).

Souza, F. F.; Júnior, P. R. B.; Ferreira, D. D. M.; Ferreira, L. F. (2015). Gestão de resíduos sólidos na construção civil: uma análise do relatório GRI de empresas listadas na BM&FBOVESPA. Navus-Revista de Gestão e Tecnologia, 5(4), 78-95.

Teixeira, M. G.; Zamberlam, J. F.; dos Santos, M. B.; Gomes, C. M. (2016). Processo de mudança para uma orientação sustentável: análise das capacidades adaptativas de três empresas construtoras de Santa Maria-RS. Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, 5(1), 1.

Tessaro, A. B., de Sá, J. S.; Scremin, L. B. (2012). Quantificação e classificação dos resíduos procedentes da construção civil e demolição no município de Pelotas, RS. Ambiente Construído, 12(2), 121-130.

Vasconcelos, C. L.; dos Santos, V. M. L.; dos Santos Júnior, J. E.; da Silva, T. C. C. (2016). Reciclagem de resíduos de construção e demolição (Rcd): um estudo de caso na usina de beneficiamento de resíduos de Petrolina-Pe. Revista de Gestão Social e Ambiental, 10(1), 93.

Yeheyis, M.; Hewage, K.; Alam, M. S.; Eskicioglu, C.; Sadiq, R. (2013). An overview of construction and demolition waste management in. Canada: a lifecycle analysis approach to sustainability. Clean Technologies and Environmental Policy, 15(1), 81-91.