Nível Cognitivo Requerido nos Exames de Suficiência do CFC na Perspectiva da Taxonomia de Bloom Outros Idiomas

ID:
55311
Resumo:
Este estudo teve como objetivo avaliar o nível cognitivo das questões de Contabilidade do Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), no período de 2014 a 2016, de acordo com a Taxonomia de Bloom. Para isso, foi realizada a análise do conteúdo das provas do Exame de Suficiência, desde a primeira edição de 2014 até a segunda edição de 2016, e consideradas as questões especificamente relacionadas à Contabilidade. Adicionalmente, foi feita uma comparação entre o nível cognitivo das questões e os resultados obtidos nos exames aplicados no período (aprovações e reprovações). A principal contribuição do estudo é permitir analisar se a redução do número de aprovados no Exame de Suficiência pode estar relacionada com um aumento do nível de complexidade das questões, com base na Taxonomia de Bloom. Os resultados mostraram que o número de questões classificadas no menor nível cognitivo de todas as edições analisadas foi inferior ao número de questões classificadas no maior nível cognitivo, exceto na primeira edição de 2015, o que pode ser um indício para os altos índices de reprovação no exame. Em outras palavras, existe a possibilidade de os índices de reprovação estarem crescendo devido ao aumento da exigência de maior nível cognitivo nas questões. Nesse sentido, pode ser que os cursos de graduação em Ciências Contábeis não estejam privilegiando os objetivos educacionais, notadamente, aqueles que proporcionam atingir níveis cognitivos mais elevados.
Citação ABNT:
BERNARDES, I. G.; SILVA, D. M. Nível Cognitivo Requerido nos Exames de Suficiência do CFC na Perspectiva da Taxonomia de Bloom . Revista Mineira de Contabilidade, v. 20, n. 3, p. 47-58, 2019.
Citação APA:
Bernardes, I. G., & Silva, D. M. (2019). Nível Cognitivo Requerido nos Exames de Suficiência do CFC na Perspectiva da Taxonomia de Bloom . Revista Mineira de Contabilidade, 20(3), 47-58.
DOI:
https://doi.org/10.21714/2446-9114RMC2019v20net04
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/55311/nivel-cognitivo-requerido-nos-exames-de-suficiencia-do-cfc-na-perspectiva-da-taxonomia-de-bloom-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
AZAR, A. Analysis of Turkish high-school physics-examination questions and university entrance exams questions according to Blooms’ Taxonomy. Journal of Turkish Science Education, v. 2, n. 2, p. 144-150, 2005.

BLOOM, B. S.; ENGELHART, M. D.; FURST, E. J.; HILL, W. H.; KRATHWOHL, D. R. Taxonomia de objetivos educacionais: domínio cognitivo. 8. ed. Porto Alegre: Globo, 1983.

BUGARIM, M. C. C.; RODRIGUES, L. L.; PINHO, J. C. C.; MACHADO, D. Q. Análise histórica do Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade. Revista de Contabilidade e Controladoria, v. 6, n. 1, p. 121-136, 2014a.

BUGARIM, M. C. C.; RODRIGUES, L. L.; PINHO, J. C. C.; MACHADO, D. Q. O desempenho dos profissionais de Contabilidade no Exame de Suficiência do CFC: uma análise de conglomerados regionais. Revista de Contabilidade e Organizações, v. 8, n. 22, p. 60-71, 2014b.

COSTA, P. S.; GOMES, G. S.; BRAUNBECK, G. O.; SANTANA, M. E. G. Um safári no Brasil: evidências sobre o ensino baseado na Estrutura Conceitual. Revista Contabilidade e Finanças, v. 29, n. 76, p. 129-147, 2018.

COSTA, S. A.; PFEUTI, M. L. M.; CASA NOVA, S. P. C. As estratégias de ensino-aprendizagem utilizadas pelos docentes e sua relação com o envolvimento dos alunos. Revista Evidenciação Contábil e Finanças, v. 2, n. 1, p. 59-74, 2014.

DAVIDSON, R. A.; BALDWIN, B. A. Cognitive skills objectives in intermediate accounting textbooks: evidence from end-of-chapter material. Journal of Accounting Education, v. 23, n. 2, p. 79-95, 2005.

FERRAZ, A. P. C. M.; BELHOT, R. V. Taxonomia de Bloom: revisão teórica e apresentação das adequações do instrumento para definição de objetivos instrucionais. Gestão & Produção, v. 17, n. 2, p. 421-431, 2010.

GALVÃO, N. Percepção dos contadores sobre o Exame de Suficiência do CFC. Revista Catarinense da Ciência Contábil, v. 15, n. 45, p. 49-62, 2016.

GONZALES, A.; RICARDINO FILHO, A. A. Transparência na divulgação de resultados do Exame de Suficiência do CFC. Revista Contabilidade Vista e Revista, v. 28, n. 10, p. 45-66, 2017.

JENOVEVA-NETO, R.; WATANABE, M.; MUELLER, R. R.; SANTOS, N. Análise dos cursos de Administração e Ciências Contábeis da Unesc à luz das habilidades cognitivas fundamentadas na Taxonomia de Bloom. Revista de Administração, Contabilidade e Economia, Ed. Especial Anpad, p. 309-330, 2013.

KOCAKAYA, S.; GÖNEN, S. Analysis of Turkish high-school physics-examination questions according to Bloom’s Taxonomy. Asia-Pacific Forum on Science Learning and Teaching, v. 11, n. 1, p. 1-14, 2010.

KOUNROUZAN, M. C.; MILOCA, L. M.; FERRAZ, L. M. S.; PONCIANO, S. A. B. A. Importância do retorno do Exame de Suficiência. In: ENCONTRO DE ESTUDANTES DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS, 2., 2010, Cascavel. Anais... Cascavel/PR, 2010.

LARA, L. D.; PEREIRA, E. M. Concurso público para bacharéis em Ciências Contábeis no Brasil: uma análise das provas à luz da Taxonomia de Bloom. Revista de Contabilidade da UFBA, v. 12, n. 1, p. 91-114, 2018.

OMAR N.; HARIS, S. S.; HASSAN, R.; ARSHAD, H.; RAHMAT, M.; ZAINAL, N. F. A.; ZULKIFLI, R. Automated analysis of exam questions according to Bloom’s Taxonomy. Procedia Social and Behavioral Sciences, v. 59, p. 297-303, 2012.

OTT, E.; PIRES, C. B. Estrutura curricular do curso de Ciências Contábeis no Brasil versus estruturas curriculares propostas por organismos internacionais: uma análise comparativa. Revista Universo Contábil, v. 6, n. 1, p. 28-45, 2010.

PELISSONI, A. M. S. Objetivos educacionais e avaliação da aprendizagem. Anuário da produção acadêmica docente, v. 3, n. 5, p. 129-139, 2010.

PINHEIRO, F. M. G.; DIAS FILHO, J. M.; LIMA FILHO, R. N.; LOPES, L. M. S. O perfil do contador e os níveis de habilidades cognitivas nos exames Enade e Suficiência do CFC: uma análise sob a perspectiva da Taxonomia de Bloom. Contextus Revista Contemporânea de Economia e Gestão, v. 11, n. 1, p. 50-65, 2013.

SANTANA JUNIOR, J. J. B.; PEREIRA, D. M. V. G.; LOPES, J. E. G. Análise das habilidades cognitivas requeridas dos candidatos ao cargo de contador na Administração Pública Federal, utilizando-se indicadores fundamentados na visão da Taxonomia de Bloom. Revista Contabilidade e Finanças, v. 19, n. 46, p. 108-121, 2008.

SILVA, S. C. Currículos dos cursos de Contabilidade: discussão em uma perspectiva educacional moderna e pós-moderna. Enfoque Reflexão Contábil, v. 34, n. 2, p. 15-36, 2015.

SLOMSKI, V. G.; GOMES, S. M. S.; SILVA, A. C. R.; GUIMARÃES, I. P. Mudanças curriculares e qualidade no ensino: ensino com pesquisa como proposta metodológica para a formação de contadores globalizados. Revista de Contabilidade e Organizações, v. 4, n. 8, p. 161-188, 2010.

SOUZA, P. V. S.; CRUZ, U. L.; LYRIO, E. F. A relação do Exame de Suficiência Contábil com o desempenho discente e a qualidade dos cursos superiores de Ciências Contábeis no Brasil. Revista Ambiente Contábil, v. 9, n. 2, p. 179-199, 2017.