Subculturas e Cultura de Consumo: Diferenciações e uma Agenda de Pesquisa para o Brasil Outros Idiomas

ID:
55682
Resumo:
A CCT (Consumer Culture Theory) estabeleceu-se como uma corrente teórica que busca analisar os signifi cados culturais que o consumidor busca ou cria em produtos. Trabalhos de autores como Shouten e McAlexander (1995), Belk (1988), McCracken (1986; 2003) e Kozinets (1997; 2001) apontam para a importância que a posse de alguns produtos tem na vida de indivíduos e grupos de indivíduos, que formam, segundo alguns desses autores, subculturas ou culturas de consumo. Esses grupos ou subgrupos de indivíduos são unidos por compartilhamento de valores, experiências e admiração a um produto ou tipo de produtos. O presente artigo buscou discutir e diferenciar alguns conceitos importantes tratados em CCT nos últimos anos, atentando, por fi m, para a importância do estudo de possíveis subculturas de consumo no Brasil, em especial uma possível subcultura de consumo em torno da atividade esportiva do Surf, que movimenta bilhões de reais em consumo anualmente no país. Conforme a discussão proposta aponta, existe um caminho fértil para a investigação e diferenciação desses grupos ou subgrupos no Brasil, tendo como arcabouço teórico a Consumer Culture Theory. A diferenciação prática desses conceitos pode representar um importante avanço teórico nos estudos relacionados à cultura e ao consumo
Citação ABNT:
SEGABINAZZI, R. C.Subculturas e Cultura de Consumo: Diferenciações e uma Agenda de Pesquisa para o Brasil. International Journal of Business & Marketing, v. 1, n. 1, p. 54-54, 2016.
Citação APA:
Segabinazzi, R. C.(2016). Subculturas e Cultura de Consumo: Diferenciações e uma Agenda de Pesquisa para o Brasil. International Journal of Business & Marketing, 1(1), 54-54.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/55682/subculturas-e-cultura-de-consumo--diferenciacoes-e-uma-agenda-de-pesquisa-para-o-brasil/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português