Permanência na Carreira dos Profissionais de Segurança Pública: Um Estudo com o Efetivo da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo Outros Idiomas

ID:
55703
Resumo:
Este artigo tem por objetivo identificar os níveis de percepção de sucesso na carreira, de comprometimento organizacional afetivo, de entrincheiramento organizacional e de intenção de permanecer na carreira segundo a percepção de profissionais pertencentes à Guarda Civil Metropolitana de São Paulo (GCM-SP). O trabalho leva em conta o contexto profissional dos indivíduos, uma vez que, no Brasil, a carreira dos profissionais de segurança pública é considerada uma profissão de alto risco à vida. O conceito de percepção de sucesso na carreira está relacionado à interpretação do indivíduo sobre a construção de carreira em suas diversas dimensões. Esta interpretação de sucesso na carreira varia de pessoa para pessoa, ou seja, é individual e única. Assumiu-se abordagem quantitativa, por meio de um estudo elaborado com corte transversal, do qual participaram profissionais da GCM-SP, por meio de aplicação de questionário eletrônico. Os dados demonstraram que o profissional da GCM-SP tem baixa percepção de sucesso objetiva, pois 68% dos respondentes desconsideraram itens que representam o fator da dimensão objetiva da percepção de sucesso na carreira. A dimensão objetiva do sucesso na carreira se refere aos resultados relativamente visíveis da carreira, como remuneração e promoção. Conclui-se que o profissional da GCM-SP se identifica com algumas variáveis da dimensão subjetiva da percepção de sucesso na carreira, não permitindo assumir que esta dimensão é um forte influenciador na intenção de permanecer na carreira de profissionais de segurança pública.
Citação ABNT:
SILVA, F. S.; VENELLI-COSTA, L.; VIEIRA, A. M.; SANEMATSU, L. S. A. Permanência na Carreira dos Profissionais de Segurança Pública: Um Estudo com o Efetivo da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo. Revista Gestão Organizacional, v. 12, n. 4, p. 25-42, 2019.
Citação APA:
Silva, F. S., Venelli-costa, L., Vieira, A. M., & Sanematsu, L. S. A. (2019). Permanência na Carreira dos Profissionais de Segurança Pública: Um Estudo com o Efetivo da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo. Revista Gestão Organizacional, 12(4), 25-42.
DOI:
http://dx.doi.org/10.22277/rgo.v12i4.4670
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/55703/permanencia-na-carreira-dos-profissionais-de-seguranca-publica--um-estudo-com-o-efetivo-da-guarda-civil-metropolitana-de-sao-paulo/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BAIOCCHI, A. C.; MAGALHÃES, M. Relações entre Processos de Comprometimento, Entrincheiramento e Motivação Vital em Carreiras Profissionais. Revista Brasileira de Orientação Profissional, v. 5, n.1, p. 63-69, 2004.

BANDEIRA, M. L.; MARQUES, A. L.; VEIGA, R. T. As dimensões múltiplas do comprometimento organizacional: um estudo na ECT/MG. Revista de Administração Contemporânea, v. 4, n. 2, p. 133-157, 2000. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S141565552000000200008.

BASTOS, A. V. B. Comprometimento organizacional: a estrutura dos vínculos do trabalhador com a organização, a carreira e o sindicato. Tese (Doutorado em Psicologia) – Universidade de Brasília, 1994.

BISQUEIRA, R.; SARRIERA, J. C.; MARTINEZ, F. Introdução à estatística: enfoque informático com o pacote estatístico SPSS. Porto Alegre: Artmed, 2004.

CARSON, K. D.; CARSON, P. P.; BEDEIAN, A. G. Development and construct validation of a career entrenchment measure. Journal of Occupational and Organizational Psychology, v.68, p. 301-320, 1995. DOI: https://doi.org/10.1111/j.2044-8325.1995.tb00589.x.

CARSON. K.; BEDEIAN, A. Career commitment: construction of a measure and examination of its psychometric properties. Journal of Vocational Behavior, v.44, n.3, p.237-262, 1994. DOI: https://doi.org/10.1006/jvbe.1994.1017.

COETZEE, M.; ESTERHUIZEN, K. Psychological career resources as predictors of African graduates’ coping resources: an exploratory study. South African Journal of Industrial Psychology, v. 36, n. 1, 2010. DOI: https://doi.org/10.1080/14330237.2013.10820648.

COSTA, A. R.; VIEIRA, A. M. Percepção de sucesso na carreira, bem-estar no trabalho e desempenho: um estudo com professores universitários. Qualit@s (UEPB), v. 16, p. 1-13, 2014. DOI: http://dx.doi.org/10.18391/qualitas.v15i2.2061.

CRONBACH, L. J.; MEEHL, P. E. Construct validity in psychological tests. Psychological Bulletin, v. 52, n. 4, p. 281-302, 1955. DOI: http://dx.doi.org/10.1037/h0040957.

DUTRA, J. S. As Pessoas na Organização. São Paulo: Editora Gente, 2002.

FERNANDES, C. A.; VENELLI-COSTA, L.; VIEIRA, A. M.; AMORIM, W. A. C. Formação das competências do estrategista: um estudo dos oficiais da polícia militar. Revista de Carreiras e Pessoas, v. 4, n. 1, p. 52-69, 2014. DOI: https://doi.org/10.20503/recape.v4i1.19412.

FERNANDES, C. M.; SIQUEIRA, M. M. M.; VIEIRA, A. M. Impacto da percepção de suporte organizacional sobre o comprometimento organizacional afetivo: o papel moderador da liderança. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, v. 8, n. 4, p. 140-162, 2014. DOI: https://doi.org/10.12712/rpca.v8i4.396.

JUDGE, T. A.; CABLE, D. M.; BOUDREAU, J. W.; BRETZ, R. D. An empirical investigation of the predictors of executive career success. Personnel Psychology, v. 48, p. 485–519, 1995. DOI: https://doi.org/10.1111/j.1744-6570.1995.tb01767.x.

LONDON, M.; STUMPH, S. Managing careers. Reading, MA: Addison-Wesley, 1982.

MEYER, J. P.; ALLEN, N. J. A three-component conceptualization of organizational. Human Resource Management Review, 1991. DOI: https://doi.org/10.1016/1053-4822(91)90011-Z.

MEYER, J. P.; ALLEN, N. J.; SMITH, C. A. Commitment to organizations and occupations: extension and test of a three-component conceptualization. Journal of Applied Psychology, v. 78, n. 4, p. 538-551, 1993. DOI: http://dx.doi.org/10.1037/0021-9010.78.4.538.

PREFEITURA DE SÃO PAULO. Secretarias: Segurança Urbana – Guarda Civil. Disponível em www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/seguranca_urbana/guarda_civil/Acesso em 12/05/18.

RODRIGUES, A. P. G.; BASTOS, A. V. B. Os vínculos de comprometimento e entrincheiramento presentes nas organizações públicas. Revista de Ciências da Administração, v. 15, n. 36, p. 143-158, 2013. DOI: https://doi.org/10.5007/21758077.2013v15n36p143.

ROUQUAYROL, M. Z; ALMEIDA FILHO, N. Epidemiologia e saúde. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.

ROWE, D. E. O.; BASTOS, A. V. B. Vínculos com a carreira e produção acadêmica: comparando docentes de IES públicas e privadas. Revista de Administração Contemporânea, v. 14, n. 6, p. 1011-1030, 2010. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S141565552010000700003.

SANTOS, A. P. Comprometimento e Entrincheiramento em Carreiras do Setor Público: Estudo Exploratório e Confirmatório. Cadernos Gestão Pública e Cidadania, v. 22, n. 73, p. 355-378, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.12660/cgpc.v22n73.56434.

SCHEIBLE, A. C. F.; BASTOS, A. V. B.; RODRIGUES, A. C. A. Comprometimento e entrincheiramento na carreira: integrar ou reconstruir os construtos? Uma exploração das relações à luz do desempenho. Revista de Administração, v. 48, n. 3, p. 530–543, 2013. DOI: http://dx.doi.org/10.5700/rausp1104.

SINDGUARDAS. Sindicato dos Guardas Civis Metropolitanos de São Paulo. Institucional. Disponível em: www.sindguardas-sp.org.br. Acesso em: 28/03/2018.

SIQUEIRA, M. M. M.(Org.). Medidas do comportamento organizacional: Ferramentas de diagnóstico e de gestão. Porto Alegre: Artmed, 2008.

TABACHNICK, B.; FIDELL, L. S. Using multivariate statistics. New York: Harper Collins, 2001.

VAN DAM, K. Time frames for leaving: an explorative study of employees intentions to leave the organization in the future. Career Development International, v. 13, n. 6, p. 560-571, 2008. DOI: https://doi.org/10.1108/13620430810901697.

VENELLI-COSTA, L. A relação entre a percepção de sucesso na carreira e o comprometimento organizacional: um estudo entre professores de Universidades privadas selecionadas da Grande São Paulo. Tese (Doutorado em Administração) – Universidade de São Paulo, 2010.

VENELLI-COSTA, L.; DUTRA, J. S. Avaliação da Carreira no Mundo Contemporâneo: Proposta de um Modelo de Três Dimensões. Revista de Carreiras e Pessoas, v. 1, n.1, p. 1–22, 2011. DOI: https://doi.org/10.20503/recape.v1i1.6493.