Responsabilidade Socioambiental das Empresas Brasileiras de Energia Elétrica Outros Idiomas

ID:
56058
Resumo:
O estudo objetivou investigar as informações sociais, ambientais e econômicas que são divulgadas pelos grupos brasileiros de distribuição de energia elétrica. Nesta pesquisa realizou-se uma abordagem qualitativa, a qual foi delineada por uma pesquisa documental por meio de um levantamento das informações divulgas pelas empresas de energia elétrica do Brasil, relativos ao exercício fi ndo em 31/12/2017. Foi usado como base, as informações sociais, ambientais e econômicas apontadas no estudo de Siksnelyte e Stjepcevic (2017), buscando alinhar as ações das empresas brasileiras com o padrão das exigências internacionais. A pesquisa foi realizada com 33 distribuidoras de energia, que juntas, formam 14 grupos de empresas controladoras. Os principais resultados em relação ao estudo de Siksnelyte e Stjepcevic (2017) demonstram que duas empresas apresentaram percentual abaixo dos 60% dos itens abordados e que nos temas relacionados a responsabilidade ambiental, as empresas apresentaram uma média geral de 77%, mostrando assim, a necessidade de avanço. Dessa forma, pôde-se concluir que as empresas estão gerando informações socioambiental, no entanto, assim como os estudos de Gonzaga et al., (2012) e Siqueira e Fernandes (2010), foi constatado a necessidade de melhorias nas ações realizadas pelas empresas de energia, tendo em vista o impacto que a atividade causa na natureza.
Citação ABNT:
CRUZ, V. L.; DUARTE, A. M.; FALCÃO, D. S.; LEONE, R. J. G. Responsabilidade Socioambiental das Empresas Brasileiras de Energia Elétrica. Amazônia, Organizações e Sustentabilidade, v. 8, n. 2, p. 45-60, 2019.
Citação APA:
Cruz, V. L., Duarte, A. M., Falcão, D. S., & Leone, R. J. G. (2019). Responsabilidade Socioambiental das Empresas Brasileiras de Energia Elétrica. Amazônia, Organizações e Sustentabilidade, 8(2), 45-60.
DOI:
http://dx.doi.org/10.17800/2238-8893/aos.v8n2jul/dez2019p45-60
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/56058/responsabilidade-socioambiental-das-empresas-brasileiras-de-energia-eletrica/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIAL ELÉTRICA (ANEEL). Manual de Elaboração do Relatório Anual de Responsabilidade Socioambiental das Empresas de Energia Elétrica. http://www2.aneel.gov.br/aplicacoes/leitura_arquivo/default.cfm?idaplicacao=43 . Acesso em:18abr.2018.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIAL ELÉTRICA (ANEEL). Nota Técnica nº 0044/2018SRD/ANEEL: Retificação do Indicador de Desempenho Global de Continuidade de 2017 (Retificação do resultado apresentado na Nota Técnica nº 0027/2018-SRD/ANEEL). Processo nº: 48500.000623/2018-13. abr. 2018.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIAL ELÉTRICA (ANEEL). Procedimentos de Distribuição de Energia Elétrica no Sistema Elétrico Nacional – PRODIST: Módulo 1 Introdução. Resolução Normativa nº 345/2008. Brasília/DF, 2008.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIAL ELÉTRICA (ANEEL). Resolução nº. 444, de 26 de outubro de 2001. http://www2.aneel.gov.br/aplicacoes/leitura_arquivo/arquivos/Resolucao444.pdf. Acesso em 18 dez. 2001.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIAL ELÉTRICA (ANEEL). Sustentabilidade. http://www.aneel.gov.br/sustentabilidade. Acessoem11set.2018.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS ABNT. NBR ISO 26000: diretrizes sobre responsabilidade social. Rio de Janeiro, 2010.

AZEVEDO, T. C.; CRUZ, C. F. Balanço Social como instrumento para demonstrar a responsabilidade social das entidades: Uma discussão quanto à elaboração, padronização e regulamentação. Pensar contábil, v. 8, p. 13-20, 2006.

AZEVEDO, T. C.; CRUZ, C. F. Evidenciação das informações de natureza socioambiental divulgadas pelas distribuidoras de energia elétrica que atuam na região nordeste do brasil e sua relação com indicadores de desempenho empresarial. Enfoque, v. 27, p. 53-66, 2008.

BRAGA, C.; FERREIRA, V. C. Os impactos ambientais no setor de energia elétrica brasileiro e a sua relação com o resultado líquido do exercício. IX Congresso ANPCONT, Curitiba, 2015.

CAIXA, Boas Práticas Socioambientais Setor de Energia Elétrica, 2016. Disponível em: http://www.caixa.gov.br/Downloads/Guias-Socioambientais-Caixa/Guia_de_Boas_Praticas_ Socioambientais_Energia.pdf. Acesso em: 11 set. 2018.

CAMILLO, R.; ELY, B. J.; MEDEIROS, F. S. B.; BORTOLUZZI, D. A.; WAECHTER, L. S.; OBREGON, S. Revista de Administração da UFSM, v. 8, ed. Especial, p. 119-132, 2015.

CAMPOS, C. J. G. Método de Análise de Conteúdo: ferramenta para a análise de dados qualitativos no campo da saúde. Rev Bras Enferm, Brasilia, p. 611-614, set./out. 2004.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA. A Evolução do setor Elétrico Brasileiro Rumo à Sustentabilidade. Disponível em: https://bucket-gw-cni-static-cms-si.s3.amazonaws.com/media/ fi ler_public/09/de/09de36cb-4f51-4da3-82be-cb9f292269b0/fmase.pdf. Acesso em: 11 set. 2018.

ENGIE. Estrutura Institucional do Setor Elétrico. Disponível em: http://www.engieenergia.com. br/wps/portal/internet/negocios/conheca-o-mercado-de-energia/estrutura-institucional-do-setoreletrico. Acesso em: 29 out. 2018.

FINKLER, A.; FINKLER, D. R.; CASTRO, J. L. S.; MILKE, T. F. Relação do Crescimento Econômico e Consumo de Energia Elétrica. XXIV Seminário de Iniciação Científi ca da Unijuí. 2016.

FONTES, R. O informativo defi nitivo da energia lima: Tudo o que você precisa conhecer de forma simples e direta. Disponível em: https://blog.bluesol.com.br/energia-limpa-conceitos/. Acesso em 18 dez. 2019.

GIL, A.C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6 ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GODÓI DE SOUZA, E.; PEDREIRA, L. S. D.; CAMPOS, H. H.; & MATTERN, D. A Qualidade dos Relatórios de Sustentabilidade: uma Avaliação em Empresas do Ramo de Energia Elétrica. In: ENCONTRO ANPAD, XXXIII, 2009, Rio de Janeiro. Anais... ENANPAD. Rio de Janeiro: 2009.

GOMES, A. C. S.; ABARCA, C. D. G.; FARIA, E. A. S. T., FERNANDES, H. H. O. O setor elétrico. In: SÃO PAULO, Elizabeth Maria de; KALACHE FILHO, Jorge. (Org.). BNDES 50 Anos: histórias setoriais. São Paulo: DBA Artes Gráficas, 2002, p. 321-348.

GOMES, J. P. P.; VIEIRA, M. M. F. O campo da energia elétrica no Brasil de 1880 a 2002. Revista de Administração Pública, v. 43, n. 2, p. 295–321, 2009.

GONZAGA, F. M.; LIMA, A. S.; REBELO, L. M. B.; SOUZA, W. A. R. O balanço social e a responsabilidade social nas empresas brasileiras: avaliação em empresas de capital aberto. In: Anais... do IX Convibra Administração - Congresso Virtual Brasileiro de Administração. 2012.

GUBIANI, C. A.; SANTOS, V.; BEUREN, I. M. Disclosure ambiental das empresas de energia elétrica listadas no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE). Sociedade, Contabilidade e Gestão (UFRJ), v. 2, p. 7-23, 2012.

IDEC5 ENERGIA. Energia: A ordem é economizar. http://www.mma.gov.br/estruturas/secex_consumo/_arquivos/7%20-%20mcs_energia.pdf. Acesso em:31out.2018

INSTITUTO ACENDE BRASIL. (2017). Custos socioambientais: tendências, ferramentas e responsabilidades. White Paper 19, São Paulo, 28 p. http://www.acendebrasil.com.br/media/estudos/2017_WhitePaper_19_CustosSocioambientais.pdf. Acesso em: 29 out. 2017.

LABUSCHAGNE, C.; BRENT, A. C.; VAN ERCK, R. P. Assessing the sustainability performances of industries. Journal of cleaner production, v. 13, n. 4, p. 373-385, 2005.

LICCIARDI, N.; PATRICIO, P.; GOMES, J. K.; BISERRA, S.; SANTOS, V.F. responsabilidade Social Corporativa: Percepções de funcionários de uma empresa recicladora de lâmpadas fluorescentes. South American Development Society Journal, v. 3, n. 9, p. 63, 2017.

LOZANO, R.; REID, A. Socially responsible or reprehensible?Investors, electricity utility companies, and transformative change in Europe. Energy Research & Social Science, v. 37, p. 3743, 2018.

LUGOBONI, L. F.; DE TOLEDO, A. P.; ZITTEI, M. V. M.; SILVA, R. P. Importância da sustentabilidade para as empresas do setor de energia elétrica: utilização de relatório de sustentabilidade com base no GRI. Revista Metropolitana de Sustentabilidade, v. 5, n. 3, p. 04-25, 2015.

MAÇAMBANNI, T. A.; VAN BELLEN, H. M.; SILVA, T. L.; VENTURA, C. Evidenciação Socioambiental: Uma Análise do Balanço Social de Empresas do Setor Elétrico que Atuam nas Regiões Sul e Nordeste do Brasil. Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade-GeAS, v. 2, n. 1, p. 123-142, 2013.

MARCONI, M.A; LAKATOS, E.M. Fundamentos de metodologia científica. 7 ed. São Paulo: Atlas, 2010.

MOREIRA, F. N.; FERREIRA, A. C. S.; SIQUEIRA, J. R. M.; YRIGARAY, H. A. R. Sombras e Silêncio: Análise dos Relatórios Socioambientais do Setor Elétrico. Sociedade, Contabilidade e Gestão, Rio de Janeiro, v. 11, n. 1, p. 46-69, 2016.

PRECIADO-HOYOS, A. The role of public relations in corporate social responsibility programs in the Colombian electricity sector. Public Relations Review, v. 39, n. 5, p. 591-593, 2013.

RODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. Metodologia do trabalho científi co: métodos e técnicas de pesquisa e do trabalho acadêmico. 2 ed. Novo Hamburgo/RS: Feevale, 2013.

SIDHOUM, A. A.; SERRA, T. Corporate social responsibility and dimensions of performance: An application to US electric utilities. Utilities Policy, v. 48, p. 1-11, 2017.

SILVEIRA, M. L. G.; PFITSCHER, E. D. Responsabilidade Socioambiental: estudo comparativo entre empresas de energia elétrica da Região Sul do Brasil. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, v. 3, n. 2, p. 177-195, 2013.

SIQUEIRA, J.R.M.; FERNANDES, F.S. Balanços Sociais no Brasil: uma análise crítica das práticas corporativas. Revista de Contabilidade do Mestrado em Ciências Contábeis da UERJ, v. 14, n. 2, p. 18-31, 2010.

STJEPCEVIC, J.; SIKSNELYTE, I. Corporate Social Responsibility in Energy Sector. Transformations in Business & Economics, v. 16, n. 1, 2017.

UNIÃO EUROPEIA. Ambiente. https://europa.eu/european-union/topics/environment_pt. Acesso em:30nov.2018.