Maximização do Lucro e Responsabilidade Social: A Criação de Valor Compartilhado como uma Síntese Conciliatória

ID:
56170
Resumo:
O século XX originou dois paradigmas que buscam com diferentes abordagens definir o papel social das organizações comerciais: a Maximização do Lucro dos Acionistas e a Responsabilidade Social Corporativa, percebidos por alguns autores como antagônicos pela suposta incompatibilidade entre necessidades econômicas e necessidades sociais, e como semelhantes, por outros. Assim, o objetivo desta pesquisa qualitativa, básica, exploratória e bibliográfica foi, mediante a análise dos livros que representam estes paradigmas (“Capitalismo e Liberdade”, de Friedman, e “Responsabilidades sociais do homem de negócios”, de Bowen, respectivamente), e de recursos das Ciências da Informação e Computação (mapas conceituais, semelhança entre conceitos, software Cmap Tools e linguagem de programação PHP), apurar se haveria uma similaridade entre eles. O resultado indicou uma grande similaridade entre estes paradigmas, o que permitiu considerar que talvez estabeleçam uma relação dialética entre si e onde uma síntese plausível é a criação de valor compartilhado segundo Porter e Kramer.
Citação ABNT:
RAMOS JUNIOR, M. A. C.Maximização do Lucro e Responsabilidade Social: A Criação de Valor Compartilhado como uma Síntese Conciliatória. Pensamento & Realidade, v. 34, n. 2, p. 23-42, 2019.
Citação APA:
Ramos Junior, M. A. C.(2019). Maximização do Lucro e Responsabilidade Social: A Criação de Valor Compartilhado como uma Síntese Conciliatória. Pensamento & Realidade, 34(2), 23-42.
DOI:
http://dx.doi.org/10.23925/2237-4418.2019v34i2p23-42
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/56170/maximizacao-do-lucro-e-responsabilidade-social--a-criacao-de-valor-compartilhado-como-uma-sintese-conciliatoria/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português